História A Babá - Capítulo 74


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís, Personagens Originais
Tags Ababá, Amor, Criança, Drama, Ellynblu, Família, Ferlety, Mundoblu, Romance, Tristeza
Visualizações 168
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 74 - Nós dois


Fanfic / Fanfiction A Babá - Capítulo 74 - Nós dois

 

Os dias se passaram os únicos que sabiam do namoro de Lety e Fernando, eram os pais dos mesmos e Cleide, Lety se sentou no sofá, depois de colocar Cristal na cadeirinha e pegou uma revista começando a folheá-la, Cristal olhava para a televisão entretida, a porta se abriu depois de um tempo, Fernando entrou e seguiu até o sofá, ele beijou a filha.

 

(F)Oi minha princesa.

 

Cristal o olhou com a mão na boca, ele se sentou ao lado de Lety e a beijou na bochecha.

 

(F)Ainda esta chateada?

 

(L)Não.

 

Falou seria.

 

(F)Amor, não fica com raiva de mim, não fiz por mal.

 

Ela o encarou.

 

(L)Como não?

 

(F)Eu falei brincando, você sabe disso.

 

Ela voltou a olhar para a revista e ele voltou a beija-la na bochecha e passou os beijos para seu pescoço.

 

(F)Só quero você, só você me excita.

 

Ela o olhou mais na disse nada, Fernando se aproximou dos lábios dela e mordeu o inferior.

 

(F)Vamos se reconciliar, por favor.

 

Falou em suplica.

 

(L)Vou pensar no seu caso.

 

(F)Lety.

 

Cristal reclamou fazendo com que os dois a olhassem, Lety se levantou e foi pega-la.

 

(L)Para começar a se redimir comigo, pode ir trocar a fralda dela.

 

Fernando fez careta e se levantou.

 

(F)Te espero no quarto.

 

Lety afirmou e beijou Cristal na cabeça.

 

(L)Já subo para te dar de mamar, meu amor.

 

Cristal sorriu fazendo barulho com a boca e Fernando a pegou no colo. Lety começou a arrumar os brinquedos espalhados pelo chão e Fernando subiu com Cristal, ao entrar no quarto da mesma ela começou a troca-la.

 

(F)Princesa, fica quieta para o papai te limpar.

 

Falou olhando para a pequena, que tinha as pernas agitadas, ela fazia barulhos com a boca, enquanto a mão estava na mesma, Fernando finalmente conseguiu troca-la, Lety entrou no quarto e viu Fernando com a filha nos braços.

 

(L)Pronto.

 

Fernando a olhou e Cristal voltou a se agitar.

 

(L)Vem meu amor, vamos mamar.

 

Falou se aproximando e pegando Cristal, depois se sentou dando de mamar para a mesma, Cristal agarrou o seio da mesma, com certa pressa.

 

(F)Eu vou tomar banho, te espero no quarto.

 

Lety o olhou e afirmou, Cristal segurava seu dedo, Fernando beijou a cabeça da mesma e saiu do quarto, Lety olhou para Cristal que estava sonolenta em seus braços. Assim que a pequena terminou de mamar, Lety a colocou para arrotar e a colocou no berço, depois seguiu para o quarto, Fernando saiu do banheiro no mesmo momento em que ela fechou a porta.

 

(F)Ela dormiu?

 

(L)Sim, eu vou tomar banho.

 

Falou seria seguindo para o banheiro, Fernando respirou fundo e seguiu para o closet, assim que se vestiu, se deitou, pouco tempo depois Lety saiu do banheiro já vestida e se aproximou da cama, se deitando logo em seguida, Fernando a olhou.

 

(F)Não vai me desculpar?

 

(L)Não.

 

Falou de costas pra ela, Fernando se deitou de lado e começou a beija-la do pescoço ao ombro.

 

(L)Fernando, para.

 

Sussurrou fechando os olhos, com o seu corpo todo arrepiado por causa dos beijos do mesmo.

 

(F)Porque? Não resiste?

 

Sussurrou mordendo o lóbulo da orelha dela, a fez virar de barriga para cima e ficou por cima dela, olhando-a nos olhos sorrindo maliciosamente.

 

(F)Sei que quer tanto quanto eu...

 

Sussurrou se inclinando sobre ela e começou a mordiscar os lábios dela, quando percebeu que ela estava completamente entregue a livrou do pijama, começando a beija-la com ânsia, Lety se agarrou a ele, começando a despi-lo também, Fernando passou os beijos para o pescoço dela.

 

(L)Isso é golpe baixo.

 

Sussurrou ofegante, Fernando sorriu.

 

(F)Adoro jogar baixo, quando se trata de te ter em meus braços.

 

Sussurrou mordendo o ombro dela de forma lenta, se posicionou dentro das pernas da mesma e a possuiu, Lety jogou a cabeça para trás e o apertou nos braços.

 

(L)Ahhh...

 

Fernando a beijou com intensidade, enquanto começava a se mover com calma, Lety se agarrou a ele, cruzando as pernas na cintura do mesmo, dando-lhe mais liberdade para se mover, Fernando continuou a se mover, até leva-los ao prazer desejado, fazendo-os cair de cansaço, não demoraram a dormir. Fernando acordou no dia seguinte antes de Lety, suspirou passando as mãos no rosto, olhou para Lety que estava de bruços com o lençol cobrindo-a da cintura para baixo e se inclinou começando a beija-la nas costas, deixando-a arrepiada.

 

(L)Uhhhn... Me deixa dormir, Fernando.

 

Falou com a voz rouca, ele sorriu passando os dentes da pele dela.

 

(L)Fernando... Você vai passar o mês todo trocando as fraldas da Cristal.

 

(F)Como você é má, amor.

 

(L)Me deixe dormir.

 

(F)Tudo bem, eu vou tomar banho...

 

(L)Uhum.

 

(F)Sozinho... Naquela banheiro enorme.

 

(L)Ta, tchau.

 

(F)Você é uma insensível, mais te amo assim mesmo.

 

A beijou no pescoço e se levantou indo para o banheiro. Assim que saiu do banho viu Lety adormecida, se vestiu e foi ver a filha, Cristal estava acordada mordendo as mãos como de costume.

 

(F)Bom dia princesa.

 

Cristal sorriu como se entendesse e se agitou, ele a pegou do berço e a trocou.

 

(F)Vamos até o quarto, porque senão, você não irá mamar, a Lety esta muito dorminhoca.

 

Fernando entrou no quarto e seguiu até a cama, Lety estava deitada de lado, ainda dormindo, ele colocou a filha deitada e tirou o lençol de cima de um dos seios dela, Cristal logo agarrou o mesmo, Lety passou o braço em volta da mesma, puxando-a para perto, sem acordar, Fernando se deitou na cama, ainda estava com sono, por sorte não iria para a empresa, ele olhou para seus dois amores e acabou adormecendo. Lety acordou tempos depois e passou a mão no rosto, olhou para Cristal perto do seu seio dormindo e para Fernando, que também estava adormecido, ela se levantou com cuidado e foi tomar um banho, assim que saiu se vestiu e saiu do quarto, ao entrar na sala viu Cleide pondo a mesa do café.

 

(L)Bom dia Cleide.

 

Cleide a olhou.

 

(Cl)Bom dia Lety.

 

Lety se sentou.

 

(L)Quer ajuda?

 

(Cl)Não, obrigada... Você parece cansada.

 

(L)Realmente estou.

 

Falou passando as mãos no rosto.

 

(L)O Fernando não me deixa dormir.

 

Cleide riu.

 

(Cl)Por isso os dois ficam exaustos

 

(L)Sim, eu estou quase voltando para o meu antigo quarto.

 

Cleide voltou a rir.

 

(Cl)Onde esta a Cristal?

 

(L)Dormindo com ele lá no quarto, ele não me deixa dormir, mais depois ele quem acaba dormindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...