História A babá - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Escola, Jungkook, Kim Taehyung, Romance
Visualizações 76
Palavras 1.150
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - De olho em você


Fanfic / Fanfiction A babá - Capítulo 2 - De olho em você

- Eu não acredito que você é a babá, quero provas! - ordenei estendendo a mão pra ele.

- Eu sou o babá, não há uma lei que diga que só mulheres devem ser babás e foi sua mãe quem me contratou, então eu não devo nada a você. - Ele argumentou com grosseria e entrando em minha casa.

Taehyung simplesmente entrou e fechou a porta, olhei para ele por alguns segundo e percebi que ele admirava a casa. O relógio já marcava 13:45, e eu ainda estava olhando para a cara de Taehyung que estava analisando a casa por dentro.

- Vai roubar alguma coisa? tá olhando tanto pros objetos. – Eu zombei enjoada.

- Relaxa, cadê meu trabalho? – Ele perguntou tocando os jarros sobre a estante.

- Seu trabalho, uma ova! Ele é meu irmão, e eu só saio daqui quando você me provar que é babá! – Esclareci  estendendo a mão de novo.

Ele tirou a mochila das costas e dela retirou uma carteira, nela tinha sua foto e realmente, ele era uma babá.

- Feliz? - ele tomou a carteira da minha mão - Cadê a criança?

-Ele está dormindo, no quarto - respondi sem alma.

- Quanto anos ele tem? - Taehyung questionou anotando em uma caderneta.

- Ele fez dois anos mês passado.

Taehyung terminiu de anotar algima coisa e me envarou enquanto eu ainda estava parada ali, arrumou minha bolsa em meu ombro e me conduziu até a porta com pressa.

- Eu sou formado, você já pode ir, nada vai acontecer com ele. Te vejo depois! - ele gritou ao bater a porta.

- Pera aí, eu… - nem adianta fazer ameaças, ele não liga pra o que eu falo.

Olhei para a porta por alguns segundo e depois segui meu caminho para a faculdade. O ônibus passou rápido e quase não tinha trânsito, no caminho lembrei do meu vergonhoso passado com taehyung o que me fez contorcer no último banco do ônibus.

Cheguei a faculdade bem na hora e tive que andar por cinco minutos até chegar ao predio de mídia. Eu fazia curso de cinema, apesar de realmente não saber o que fazer da minha vida escolhi algo que gostava, fazer filme de curta metragem, seja com pessoas, objetos ou massinha de modelar que eu roubava do Jiho.

Enquanto eu andava pelo corredor, via as pessoas passarem correndo para suas salas e eu andava calmamente. Olhava para os lados procurando Wendy, era minha melhor amiga. A vi correndo no fim do corredor em minha direção, a velocidade só aumentava e eu me posicionei para não cair, coloquei as mãos a frente do peito e fechei os olhos. Felizmente ela parou antes de me atingir.

- Bom dia! - ela expressava felicidade - que cara é essa? Novidades?

-Sim, péssimas novidades… Acredita que eu encontrei o Taehyung de novo? - me indignei.

- Encontrou? Onde? - Wendy estudou comigo no ensino médio, e presenciou todas as minhas vergonhas.

- Ele é babá do meu irmão, encontrei ele hoje na frente da minha casa.

- Mentira! - Wendy se surpreendeu - Ele te reconheceu?.. Ah, depois você me conta, preciso ir pra sala.

- Wendy, espera! - segurei seu braço - Jungkook não pode saber disso tá bom?

Wendy concordou com a cabeça e continuou no seu caminho. Jungkook é a pessoa mais ciumenta que eu conheço, nem imagino se ele descobre que tem um babá na minha casa e que foi tecnicamente meu ex-namorado.

Assisti todas as aulas normalmente, mo fim fui ao refeitório lanchar com Wendy e Jungkook antes de ir pra casa. Eles já estavam sentados brincando com a pipoca, cheguei mais perto e me joguei ao lado dele e de frente pra Wendy, dando uma saudação com a mão.

- Ih, pera aí! - Wendy disse pegando algo na bolsa - deixa eu pegar minha vela. - dei um tapa em sua mão.

Virei para Jungkook e puxei seu queixo, dando um beijo em sua boca e sendo logo correspondida.

- Não te vi o dia todo - reclamou Jungkook parando de me dar atenção.

- Eu cheguei tarde, tive um imprevisto… em casa.

- E como é o emprego da sua mãe, com quem o Jiho tá? - Jungkook fazia muitas perguntas.

- Eu também não sei muito do emprego dela, ela passa tanto tempo lá que não me conta nada.

- Então ela chega em casa tarde? - Ele perguntou descaradamente.

- Eu vou embora daqui - Wendy se pronunciou dando uma grande mordida no sanduiche - Meu tempo de vela tá acabando e eu tenho que encontrar o Mark ainda hoje. - Ela atravessou a mesa e nos abraçou.

- O Mark? Você viu ele ontem! - contrariei.

- Eu vou vê-lo de novo por que eu quero, e por que é difícil vê-lo 2 vezes na semana. Você deveria estar feliz por que eu estou indo embora… tchau - Wendy se despediu e se afastou.

- Eai, que horas ela chega? - Jungkook voltou a fazer aquela cara.

- Umas 22 horas, por ai - expliquei mordendo o sanduíche.

- E que tal irmos na sua casa hoje? - ele beijou minha bochecha enquanto susurrava - Só ficarei lá por 30 minutos.

- Mas a babá está lá - "e se você ver a babá vai me matar".

- Quando você chega ela sai não é? Vamos logo Judi, quero passar um tempo com você. Você não fica no campus e prefere ficar fazendo filmes de massinha com seu irmão do que sair comigo. - Ele ficou chateado.

- Tudo bem - Confirmei sem ter idéia de como tirar Taehyung de casa.

Jungkook me beijou várias vezes, para expressar a felicidade dele e depois se destraiu conversando com alguns amigos. Eu prestava atenção na conversa como se entendesse alguma coisa sobre futebol, eles comemoravam algo e eu estava comemorando também, apesar de não saber o que exatamente.

O tempo passou e estava chegando a hora de ir pra casa. Pela primeira vez eu não queria ir pra casa, queria ficar na escola e estudar na biblioteca… ou então comprar mais massinha por que a do Jiho acabou.

Eu formulei um plano na minha cabeça, eu mandaria Jungkook esperar enquanto eu entrava e mandava Taehyung embora, por qualquer outro lugar da casa menos pela porta e então missão cumprida.

(…)

Chegamos a frente da minha casa, respirei fundo e parei na porta.

- Espera aqui, vou ver se a…Mari está ai e te mando entrar - pedi.

- Não tem problema ela me ver, podemos entrar juntos - ele disse tentando abrir a porta.

- Não, não… eu não quero que ela me veja, espera aqui.

- Judi, o que está fazendo? Eu vou entrar!

Eu já estava entrando em pânico, comecei a abrir a porta devagar torcendo pra Taehyung não estar perto. Assim que a fresta se abriu ouvi a voz de Taehyung muito próxima, ele falava com Jiho em uma voz fina. E agora, se Jungkook vê-lo acaba o nosso namoro, não só por que eu teria que passar 5 horas com um menino durante alguns meses, talvez anos, mas por que eu menti também.


Notas Finais


Essa é a minha primeira fanfic, espero que me deem críticas sobre ela...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...