História A babá da minha irmã - Calum Hood - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Calum Hood
Tags 5sos, Calum Hood
Exibições 73
Palavras 2.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


boa leitura S2...

Capítulo 3 - A festa ou um encontro?


Acordei com a Emy pulando em cima de mim,era tarde me sentei e a peguei no colo,estava com os olhos semisserados e com certeza com o cabelo bem bagunçado. 

- emy.. -resmunguei e ela me deu um beijo na bochecha o que me fez sorrir de lado.

- a mamãe mandou eu te acordar mano.. - ela disse meiga e eu sorri.

- ta bom vai lá brincar que já já eu desço. - ela desceu do meu colo e foi eu me levantei e tirei a blusa comecei a desabotoar a calça mas eu parei olhe a janela aberta, na outra janela agora aberta estava Alice na frente do espelho colocando um e outro vestido na frente do corpo  e o jogando na cama, ri baixo ela estava tentando escolher o vestido pra festa essa hora da manha? fui até a janela e  a chamei mas sua janela tava fechada peguei uma boracha na mesinha e taquei na janela dela a chamando atenção que se assustou um pouco eu ri e ela levantou a janela mas logo saio demorou um pouco e ela veio com um caderno, como os cadernos de artes acho que era esse mesmo uma canetinha preta  grossa escreveu algo e virou pra mim.

'' está me espionando de novo hood?'' 

Eu rir e neguei peguei meu caderno e uma caneta que eu tenho como a dela escrevi e virei pra ela também sorrindo de lado.

eu não! pega o vestido preto 

ela sorriu e riu assentiu, voltou a escrever no caderno.

ok, até na festa 

Até lá ;) 

 escrevi por fim e ela largou o caderno e  fechou a cortina eu me fastei da mesa que estava apoiado que fica encostada na janela e voltei a tirar a calça indo pro banheiro entrei no banho e fiquei lá por um tempo pensando, é de fato eu preciso da minha casa não ficar dando trabalho pra minha mãe e meu pai. Depois de me vestir eu desci pra cozinha.

- bom dia - falei dando um beijo na bochecha da minha mãe que lavava louça.

- boa tarde né bonito.

- desculpa - falei e ela sorriu pra mim, peguei uma maçã e fui pra sala Emy estava assistindo aquele programa de dança. - você devia fazer aula de bale Emy você gosta tanto disso..

- eu já faço -ela disse sorrindo. - a Lice me leca todas as quintas pra aula depois que ela saí da escola.

- você sabe onde ela estuda?-perguntei curioso.

- onde você estudava.

- legal.. - Não falei nada mais e ela voltou a olhar a tv o dia passou longo, eu sou meio sedentário então passe o dia nacama jogando vídeo game as vezes olhava pra janela mas ela não estava, quando foi lá pela 19 horas fui me arrumar. Tomei um banho, passei perfume vesti um jeans rasgado, um tenis  vans e uma blusa do nirvana e uma jaqueta preta, quando foi 20 h eu fui busca-lá toquei a campainha meio nervoso um homem alto de cara fechada.

- boa noite senhor Campbell.. 

- eu te conheço  moleque? -ele falou e ouvisse uma voz feminina.

- papai - Alice o reprende indo até a porta e uau eu quase babei quando a vi ela não estava com aqueles vestidos de mais cedo estava com uma calça jeans colada, com uma botinha com salto de cano curto e uma blusinha pouco decotada mas curtinha mostrando sua bariga. - eu já estou indo até mais tarde papai.. - ela disse dando  um beijo na bochecha do pai logo saindo.

- adeus minha filha, lembre-se chegar antes do sol nascer. - ele disse sério e ela rio assentindo. 

- bença pai - ela disse por fim recendo um beijo na testa de seu pai eu observava tudo queto.

- Deus te abençoei minha filha - ele disse e me olhou. - cuide dela - eu assenti e olhei a Alice a mesma revirava os olhos, começamos a caminhar, eu não conseguia falar nada ficava a olhando com as mão nos bolsos da frente ela olhava as estrelas não estava com os óculos.

- não precisa dos óculos? - perguntei quebrando o silêncio e ela me olhou.

- meu grau é tão alto, eu queria usar mas minha mãe me fez tirar os óculos falou que ia ficar feio - ela disse e tornou a revirar os olhos e eu segurei a risada a olhando.

- com o óculos ou sem você ta linda - eu disse e ela sorriu corando.  Caminhamos mais um pouco e logo viramos na esquina onde se ouvia a musica alta, fomos caminhando até mais proximos da casa e eu percebia que ela estava meio nervoso. - ta tudo bem?

-  sim - ela falou meio constrangida. - nunca fui numa festa assim.. - ela disse e eu me surpriendi.

- nossa... fica tranquila não foi sair do seu lado se não quiser..

- obrigada mas não quero que perca sua noite.. eu me viro - ela disse me dando um sorriso.

- ta mesmo assim vou tentar ficar por perto, e outra não aceita nada que não saiba o que é  ok? -ela assentiu e logo tocamos a campainha Luke abriu a porta e sorrio mais.  

- Liceeee - ela falou com certeza já tava meio chapado vi alice dar um passo pra trás encostando em mim. Abracei a sua cintura e a puxei pra mais perto a fazendo me olhar assustada.

- confia em mim - sussurrei e ela assentiu - olhei Luke serio o mesmo estava quase  voando no meu pescoço eu sei que ele queria ela mas não ia deixar ela não é como as meninas que ele e os meninos ficam, é o que eu espero. - Luke ela tá comigo.. - ele bufou e  foi  pro meio das pessoas a casa estava cheia depois que ele saio eu soltei a Alice a mesma me olhou e eu sorri de lado ela sorrio aliviada e me deu beijo  na bochecha a  marcando com o batom entramos mas logo a perdi no meio de tanta gente algumas meninas me puxaram quando vi eram as maninas da minha antiga escola abracei algumas mas logo depois eu desviei pro balcão peguei uma bebida  fiquei olhando ver se eu achava a Alice eu não queria ela longe de mim, encontrei o mick cumprimentei o mesmo pelo menos ele estava sã.

- mick viu a  Alice? -- falei ainda olhando todo mundo dançando alguns se comendo pelos cantos mas nada da Alice.. 

- não Cal.. bom eu to indo a Camz ta me esperando em um dos quarto - ele disse terminando de virar o copo e  logo se afastando subindo  comecei a andar procurando a Alice quando a encontrei meu sangue ferveu, ela estava prensada na parede pelo ash que alisava sua coxa beijando eu pescoço ela o empurrada mas não conseguia o afastar fui até eles em passo largos puxei o Ash e o sacudi.

- você é louco seu desgraçado - falei ainda o sacudindo  o menos  ria soltei ele e  fui até a Alice a mesma estava quase chorando peguei em seu rosto e acariciei o mesmo. - ta tudo bem Lice - falei e ela me abraço, beijei sua cabeça e  olhei ao redor ash já tinha sumido, abracei seu ombro e ela abraçou minha cintura com uma mão caminhei com ela até um lugar com menas pessoas.

- o-obrigada cal.. - ela disse quando a soltei.

- não foi nada.. - falei a olhando ela estava com a  cabeça baixa. - lice calma ash não é assim ash só tava bebado.. 

- eu sei, mas.. eu nunca fiz nada calum nada e isso me assustou, ele tentou me beijar a força. - ela disse e eu me surprendi como assim uma gosto.. melhor uma menina linda como ela nunca fez nada. - eu tenho medo eu não saio por isso.

- ei calma... - falei me aproximando e ela levantou a cabeça me olhando. - eu  não vou sair do seu lado mais agora...

- eu quero ir embora desculpa.. - ela disse e eu fiquei um tempo pensando eu não queria que acabasse assim o dia dela. 

- vamos fazer assim.. nos vamos pra uma lanchonete muito boa que eu conheço depois passeamos pela cidade pode ser? - eu disse tentando anima-la eu sorriu fraco e assentiu, peguei em sua mão e caminhei pra fora a levando comigo quando saímos  estava mas frio de quando chegamos começamos a caminhar e ela esfregava os braços com frio tirei minha jaqueta  e coloquei nela a mesma me olhou e sorrio.

- você é um fofo cal.. - ela disse e eu correi um pouco, fomos pra uma  hamburgueria muito boa perto do centro da cidade, entramos e pegamos uma mesa e ela tirou a blusa já que o lugar era fechado eu sentei de frente pra ela e peguei o cardápio ela fez o mesmo logo o garson veio nos atender. 

- o que vão querer? 

- hamm..  um burguer da casa com batata rustica e uma coca -falei por fim e olhei a alice.

-um hamburguer simples com batata media e soda limão - ela disse e sorriu simpática como sempre, ele anotou e logo foi pra cozinha entregar o pedido. -  nunca tinha vindo aqui - ela disse olhando o lugar.

- a comida daqui é muito boa.. - disse e ela voltou o olhar para mim. - venho aqui desde criança. 

- aah.. gosta mesmo daqui não é? 

- sim minha cidadezinha pacata..  - disse sorrindo realmente amo Sydney.

- legal.. 

- mas e você Alice Campbell.. - falei colocando os cotovelos na mesa.

- há não tenho histórico de vida. - ela rio e que risada linda.-  bom, meu nome é Alice Campbell, 15 anos estudo Norwest Christian College, amo crianças, nasci no dia 16 de dezembro, sargitária, apaixonada por música principalmente rock, toco violão, amo tatoagens e pretendo fazer algumas, e por fim sou a estranha da sala  - ela disse logo rindo.

- nossa.. - sorri. - legal... - nossos pedidos chegaram e começamos a comer. 

- nem preciso perguntar, conheço tudo de  da 5  secons of summer - ela disse e eu a olhei surpreso. - que foi? 

- achei que você nem conhecia a banda - disse e ela me deu um sorriso envergonhada. 

- sempre amei a banda de vocês desde quando era criança e ficava ouvindo as musicas da garagem da casa do lado - ela disse e eu ri fraco, fazíamos muito barulho mesmo - e depois que vocês cresceram ainda mais eu comecei a acompanhar a banda a única coisa é que os meninos meio que me descepicionaram hoje - ela disse e abaixou a cabeça suspirando.

- eles são gente boa é só se acostumarem que você não quer que eles te comam..

- você não é como eles.. - ela disse mordendo a batata. - você chega até a ser fofo.. - ela disse e eu correi. 

- assim você me deixa sem graça - falei rindo fraco, ficamos conversamos enquanto comemos se eu não estava apaixonado por ela antes eu to agora que menina maravilhosa, depois que saímos de lá eu e ela tivemos uma pequena discussão de quem pagava a conta, saímos de lá e eu a levei pra uma pracinha por perto que é muito bonita e iluminada já era umas 22h, nos deitamos na grama eu deitei e ela deitou de ponta cabeça encostando nossas cabeças. 

- Cal..  como é beijar? - ela me perguntou de um jeito natural e eu travei com um nó na garganta.

- v-você nunca beijou Lice? 

- não.. - ela disse simples.

- você vai saber na hora - eu disse e ela concordou, e voltamos a discutir de qual  banda é  a melhor pra mim é nirvana ela acha grenday, é como eu pensei ela é diferente te todas as meninas que eu já vi, e agora eu sei eu to apaixonado por uma menina de 15 anos... Ficamos um pouco na praça conversando comemos churros de um cara que tava vendendo lá e voltamos pra casa a deixei entregue na casa da mesma e fui pra minha casa e só quando deitei na cama percebi que ela tinha ficado com meu casaco mas nem liguei fechei os olhos e capotei no sono.


Notas Finais


oi oi amoras espero que tenham gostado do cap de hoje S2 beijooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...