História A Bailarina e o Bad Boy (Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Park_nick, Taehyung, Você, Yoongi
Visualizações 1.150
Palavras 1.726
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Esporte, Festa, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi genteeeee
Aish
Eu sei, nao postei ontem e quase não postei hoje, mas espero que gostem do capítulo s2

Capítulo 8 - Wink


Fanfic / Fanfiction A Bailarina e o Bad Boy (Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 8 - Wink

________ On

Já havia se passado alguns dias, muitos dias. Nick ainda não saiu do hospital, Jimin cotinuou lá, Gih continua reclamando de Taehyung e eu apenas dou risada da situação. 

- Tá afim dele? - Perguntei colocando uma Barra de chocolate na cestinha. 

- O que? Não! Ta maluca? Pirou? Chapou? Tá bêbada? - Soltei um riso e me estiquei para pegar o macarrão na prateleira de cima. 

- Não, só acho fofinho o modo que vocês se tratam, tão dóceis. - Ela deu um tapa forte em minha nuca. 

- Aquele garoto é um capeta, ele não é nenhum pouco doce. - Fez um bico. 

- Olha, não é ele ali? - Ela se virou e logo me bateu diversas vezes. 

- Sua idiota, aish, por que faz isso? - Passou a mão na testa enquanto suas bochechas avermelhavam. 

- É fofa. - A apertei e ela fez uma careta. - Foera que o Tae é legal, ao meu ponto de... 

- Você não tem ponto nenhum, você não vê como ele age comigo? Eu sou a vítima aqui! Onde está os meus direitos? - Soltei uma risada alta. 

- Você não tem direito aqui, meu amor. - Gih fez uma careta. - Espera. - Falei quando ela ia falar e meu celular tocou. - Oi? 

Onde você está? - Jungkook perguntou quando atendi. 

- No mercado, aconteceu algo? - Perguntei parada na fila. 

Não, só quero te ver. - Fechei meus olhos e soltei um sorriso. 

- Tudo bem, você está na academia? - Perguntei e Gih me encarou pasma. 

- Ah não, definitivamente não, você fakou que ia ficar comigo, agora está me trocando por ele. - Gih me balançava de um lado pro outro. 

- É a Gih? - Ele perguntou e eu ri

- Sim, é ela. - Gih cruzou os braços e fez um bico, ela é pior que criança. 

- Fala que o Tae mandou um beijinho pra ela. - Soltei uma risada e afastei o celular. 

- O Tae mandou um beijinho. - Ela me olhou de canto de olho. 

- Vocês vão morrer cedo. - Murmurou e eu ri mais ainda. 

- Pronto? - Murmurei afirmando. - Ok, passo mais tarde na sua casa ou você vem aqui? - Fiz um bico enquanto pensava. 

- Eu vou na academia. - Sorri, ouvindo ele rir baixinho, me causando uma onda de arrepios. 

- Ok, até depois. - Sussurrou e logo desligou. 

- Nossa, eu quero um balde. - Gih fingia querer vomitar e eu ria mais ainda. 

- Vamos comigo, por favor. - Uni minhas mãos e ela Resmungou. 

- Tá, tá. - Sorri e ela riu quando eu a abracei e chacoalhei. 

(...)

Entramos dentro de minha casa, Gih colocou as sacolas na mesinha de centro e se jogou no sofá, me joguei sobre ela, ouvindo seu grito agudo e pedindo para eu sair. Soltei uma risada, ela me empurrou e eu cai no chão. 

- Aish. - Resmunguei me levantando. 

Já estava quase anoitecendo, então eu apenas fui para meu quarto e coloquei uma roupa simples. Jeans, camisa branca, moletom preto e tênis preto. 

Sai do quarto vendo Gih jogada no sofá enquanto mudava o canal da TV, pulei sobre ela e tomei o controle de sua mão, desligando a TV e correndo para a cozinha. 

- Ya! Os caras iam tirar a camisa! - Ela gritou e eu a olhei. 

- Que? - Ela sorriu sacana. 

- Mas olha que pervertida. - Ri mais ainda ao ver ela fazer uma careta. - Vamos logo, está escurecendo e eu quero ver o Jungkook. - Falei meio acanhada. 

- Ultimamente você só tem falado dele. - A olhei. 

- Não, é só... - Cocei a nuca e abri a garrafinha de refrigerante. - Eu não sei. - Suspirei. 

- Ah ok, vamos então. - Deu de ombros e saiu da cozinha. 

Sai da cozinha e fui até a sala, Gih pegou o moletom dela e o colocou, abri a porta da casa e ela logo veio ao meu encontro, segurando em meu braço e ficando ali. 

- Eu acho que ele gosta de você. - Falou enquanto andávamos.

- E eu sou um homem. - Ela olhou para o meio de minhas pernas e eu ri alto. 

- É sério! - Bateu em meu ombro. - Jungkook é fofo. - Soltei um riso. 

- Ele é legal, fora que é muito lindo. - Ela me olhou com aquela cara de lua. - Você é um demônio. - Afirmei vendo ela rir. 

- Só o amigo dele que é um idiota, mas a beleza compensa. - Neguei rindo. 

- Então você confessa que ele beija bem? - Ela me olhou e eu comecei a andar rápido.

- Ya! Eu não falei isso! - Gritou e eu olhei pra tras, vendo ela me alcançar e bater em minhas costas. 

Paramos em frente à academia, olhei Jungkook pelo vidro, o vendo acertar... Taehyung? 

- O embuste luta? - Gih estava tão chocada quanto eu.

- Agora você ficou mais caidinha do que galho em dia de ventania. - Ela me fuzilou com os olhos e eu ri abrindo a porta do local, tirando a atenção dos garotos. 

- BOBIOU, DANÇOU. - Taehyung acertou um soco em Jungkook. 

Soltei um riso, eles estavam mais brincando do que treinando. Jungkook acertou a barriga de Taehyung, em seguida um chute que passou de raspão, Taehyung o empurrou contra as cordas e olhou para Gih, mandou um beijinho e piscou pra ela. 

- Eu vou bater nele. - A olhei vendo ela com um sorrisinho. 

- Pelo menos tenta esconder o sorriso de idiota. - Eu não ia parar de zoar com a cara dela, não posso perder essa oportunidade. 

- Vou tentar esconder a minha mão na tua cara, vagabunda. - Soltei um riso e ela também. 

Os meninos pararam de treinar e saíram do ringue, vindo ao nosso encontro. Gih colocou a mão no peito de Taehyung, impedindo que ele se aproximasse.

- Vem, eles vão se matar. - Jungkook me puxou. 

Eu não sabia para onde ele estava me levando, mas meu corpo estava tão quente quanto a mão dele em contato com a minha. Passamos por uma porta azul e depois entramos em outra branca, Jungkook a fechou, me colocando contra ela. 

- O que foi? - Perguntei e ele sorriu. 

Céus, o suor escorria pelo rosto dele e descia para dentro da camisa. Uma cena excitante, eu diria. Sua mão que estava com uma faixa branca, diria que é a do boxer, alisou meu rosto, descendo para meu ombro, alisando meu braço e pegando em minha mão. 

- Nick melhorou? - Perguntei algo qualquer, eu só não queria ficar em um silêncio constrangedor. 

- Sim, mas ela ainda dorme muito, é por conta dos remédios. - Assenti apertando a mão dele. 

- Ela significa muito, não só pra você, né? - Assentiu apertando minha mão. - Mas ela está bem, muito bem. - Acariciei o rosto dele, o fazendo fechar os olhos. 

- Eu não paro de pensar em você. - Sussurrou, mordi meu lábio por ter sido pega naquela confissão. 

- Isso é bom, é recíproco. - Ele sorriu mostrando seus dentes, aqueles lindos dentes. 

Fiquei na ponta dos pés, apenas para dar um simples selinho nele. Jungkook segurou minha cintura, me aproximando de seu corpo. Senti o músculo dele contra minha mão que subia lentamente para seu pescoço, ofeguei, sentindo ele me prensar contra a porta e esmagar seu corpo contra o meu. 

- Você está bem? - Perguntei quando nos separamos, ele riu baixo e assentiu voltando a me beijar. 

Soltei um riso contra nosso beijo, colocando meus braços ao redor do pescoço dele e o mantendo mais perto do que poderia estar. 

A porta se abriu subitamente, me separei e olhei para trás vendo Gih Vermelha. 

- Vamos embora. - Ela me puxou e eu apenas a puxei. 

- O que foi? - Ela olhou ao redor e mordeu o lábio. 

- Vamos embora, pelo amor de Deus, vamos embora. - A analisei. O cabelo bagunçado, lábios inchados, trêmula. 

- Ele te pegou? - Ela arregalou os olhos e bateu o pé no chão. 

- Vamos embora. - Soltei um riso. 

(...)

Eu estava com medo pelo simples fato da Gih estar sentada ao lado de Taehyung, de frente pra mim é me olhar com aquele olhar: vou te matar quando estivermos sozinhas. 

O fato era que eu não tinha culpa, Jungkook simplesmente não deixou que fôssemos embora, ele queria nos levar para comer algo, por isso que pediu que eu fosse à academia ou vice versa. 

Já é a quinta vez que ela bate em Taehyung, por ele apenas estar arrumando, ou alisando, o cabelo dela. 

- Para com isso. - Bateu de novo, só que agora em seu peito. 

- Ela vai te bater. - Afirmei e todos riram, menos ela. 

- Eu não estou brava por conta dele, droga. - Colou a testa na mesa. 

Respirei fundo. Gih não tem um relacionamente bom com seu padrasto, praticamente mora em minha casa, deve ser por conta disso que ela está dessa maneira. 

- Dorme lá em casa. - Ela murmurou algo. Com certeza negando e querendo não ir. 

- Quer que eu te anime? - Taehyung se inclinou, colocando um braço sobre os ombros dela. 

Ela levantou o olhar e revirou os olhos, soltei um riso, assim como os dois homens sentados à mesa. Taehyung se levantou e a puxou pela mão, impedindo que ela contradissesse algo. 

Sorri olhando para Gih, completamente dura e paralisada, enquanto Taehyung estava com a cabeça entre a curvatura do pescoço dela. 

- Eles ficam fofos juntos. - Olhei para Jungkook. 

- Também acho. - O olhei, vendo ele arrastar a cadeira dele e puxar a minha. 

- Mas ficamos mais ainda. - Sorri me inclinando e roubando um selinho dele. 

Jungkook sorriu e pegou uma batata, enquanto sorria ao mesmo tempo. 

- Uma pergunta que devia ter feito antes. - Falei tomando meu refrigerante depois. - Quantos anos você tem? - Ele arqueou uma sobrancelha. 

- Achei que havia falado. - Neguei. 

- Eu também não devo ter falado. 

- Você tem dezoito. - Entre abri meus lábios. - Eu tenho vinte. - Piscou. 

Só com aquela piscadinha eu perdi meu chão. 


Notas Finais


Gostaram?????
Gente, queria saber se vocês gostariam de um especial entre TaeGih, Taehyung e Gih, mas só farei se vocês realmente quiserem.

Eu nunca peço isso, mas... Comentem o que acharam, eu gosto muito de saber a opinião de vocês s2

Até o próximo capitulo s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...