História A Bela e a Fera - Versão Naruto Yaoi - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Narusasu
Exibições 151
Palavras 1.306
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Lemon, Magia, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi!

Mais um capítulo.
Algumas falas foram retiradas do filme.

Capítulo 3 - Viagem Interrompida


Fanfic / Fanfiction A Bela e a Fera - Versão Naruto Yaoi - Capítulo 3 - Viagem Interrompida

Sasuke chegou em casa encontrando seu irmão arrumando suas coisas para provavelmente mais uma viagem e suspirou, não gostava de ficar sozinho, porém também nunca reclamava, sabia perfeitamente que Itachi fazia isso pelo bem dos dois e que ele próprio não gostava de deixar o mais novo sozinho.

 

- Nii-san? – Sasuke falou, chamando a atenção do mais velho, que o olhou com um sorriso.

- Ah, oi otouto. Nem vi você chegar. – Itachi o cumprimentou, voltando sua atenção novamente às coisas que teria que levar – E então... como foi seu dia?

- Ah, normal. – o mais novo respondeu, com um olhar cabisbaixo, que logo foi notado pelo mais velho, que o olhou preocupado.

- O que houve Sasu? – perguntou preocupado, não gostava de ver o caçula triste.

- Nii-san... você me acha estranho? – o menor perguntou e o outro arqueou uma sobrancelha, sem entender essa preocupação repentina.

- É claro que não otouto. Quem te falou uma besteira dessas? – o alfa perguntou intrigado com a pergunta do pequeno.

- Ninguém. É só que... eu acho que não me ajusto bem aqui. Eu não tenho ninguém além de você com quem conversar. – o ômega falou e o outro se sentiu ainda pior por deixar o menor tanto tempo sozinho, ainda mais sabendo que havia alguém o rondando. Itachi não gostava de Kakashi, achava-o mal intencionado e assim como Sasuke, ele também o achava rude, convencido, um narcisista grosseiro.

- Sasuke... não se preocupe com isso. Olha, sabe que se eu pudesse ficava aqui com você não é? – o maior falou, recebendo um sorriso fraco em resposta.

- Eu sei nii-san. Eu não estou reclamando. – o pequeno falou e o outro sorriu.

- Eu sei. Você nunca reclama. O dia que eu conseguir pagar todas as nossas dívidas nós vamos embora daqui. – o mais velho falou e o outro assentiu com um sorriso, antes de receber um abraço do irmão, que colocou suas coisas em uma carroça e foi embora mais uma vez.

 

_____     x    _____

 

            Itachi andou por horas sem descanso, queria chegar o mais rápido possível a seu destino, para retornar o mais breve possível para casa. Porém, acabou pegando um caminho diferente a qual nunca tinha tentado antes e acabou se perdendo e em meio à escuridão da noite, ouviu uivos, cada vez mais próximos e que assustaram o cavalo, que saiu correndo sem direção, antes de derrubá-lo e sair correndo, perseguido pelos lobos, deixando o Uchiha sozinho na escuridão da noite sem estrelas.

            Itachi levantou e andou sem rumo, sem saber onde estava. Estava perdido e não tinha nem ideia em que direção ficava sua casa ou para onde seu cavalo havia fugido ou se estava vivo. Suspirou e continuou andando, tentando não chamar atenção para si, porém ainda assim alguns lobos o notaram e o perseguiram. O Uchiha correu com toda a força que tinha em suas pernas, sua cabeça apenas lhe dizia que não podia morrer e deixar seu irmão sozinho, por isso correu ainda mais rápido, sentindo os animais se aproximarem cada vez mais rápido, até que por fim, quando já não aguentava mais, chegou a um grande portão de ferro negro e balançou as grades, que logo foram abertas sozinhas, como por mágica, o que ele achou estranho, mas não teve tempo para pensar, apenas entrou correndo antes que os lobos o atacassem e o portão então se fechou, deixando os animais do lado de fora, que salivavam, vendo sua presa que havia acabado de escapar. Itachi suspirou aliviado e finalmente olhou onde havia entrado, percebendo um enorme e sombrio castelo. Bateu à porta, que assim como o portão, foi aberta magicamente, o que o deixou ainda mais intrigado. Sacudiu a cabeça, espantando os pensamentos ruins e entrou no enorme salão vazio. Chamou por alguém, porém ninguém apareceu. Chamou mais uma vez e começou a ouvir sussurros, porém olhando para os lados não percebeu ninguém, até que seus olhos caíram sobre dois objetos em cima de um móvel qualquer, que como um milagre divino o cumprimentaram. Itachi não podia acreditar, os objetos estavam falando consigo e começou a achar que estava sonhando ou então que tinha morrido em meio à floresta e que ali era o outro mundo ou então que havia batido a cabeça e estava delirando.

 

- O senhor é bem-vindo aqui senhor. – o candelabro falou, vendo a expressão chocada do moreno.

- É incrível. – Itachi falou e logo um relógio apareceu à frente do outro objeto.

- Você tinha que falar não é Kiba? – o relógio falou, repreendendo o outro objeto, deixando o Uchiha cada vez mais curioso com tudo aquilo.

- Não seja chato Sasori. Você podia ser gentil apenas uma vez. – o candelabro falou, fazendo uma careta para o outro.

- Incrível. Como conseguem? – Itachi falou, pegando o relógio e mexendo nele, analisando cada canto, deixando-o irritado.

- Será que dá pra me soltar? – ele falou e o outro o colocou no chão envergonhado, com o rosto corado.

- Desculpe, é que eu nunca vi um relógio que fala. – falou e o outro fez uma cara emburrada, porém menos irritado, vendo a carinha fofa do Uchiha, que agora começava a tremer.

- Está com frio? – o candelabro falou e o rapaz assentiu – Venha se aquecer junto ao fogo. – falou, guiando o moreno até um cômodo, onde havia uma grande poltrona, em frente a uma lareira. O candelabro mandou o Uchiha se sentar, mesmo ouvindo as reclamações de seu amigo relógio e logo um banquinho chegou correndo e latindo e se colocou sobre os pés do rapaz – Ei Akamaru, cuide do nosso convidado ouviu campeão? – o candelabro falou, ouvindo um latido como resposta e saiu dali, seguido de seu amigo reclamão, que não parava de falar que seu patrão não iria gostar daquilo, apesar de que não podia negar, que havia gostado da figura do garoto moreno de cabelos longos. Porém, enquanto discutiam, as portas foram abertas com brutalidade e uma figura sombria apareceu.

 

- Há um estranho aqui. – a fera enorme falou, deixando o Uchiha tremendo assustado, diante da imagem à sua frente.

- Senhor, eu posso explicar. O cavalheiro estava com frio e se perdeu na floresta e então... – o candelabro falou receoso, recebendo um rugido furioso em resposta.

- Quem é você e o que está fazendo aqui? – a fera falou, encarando assustadoramente Itachi, o encurralando contra a poltrona.

- E-eu... me perdi na floresta e... – o Uchiha falou assustado, se levantando e dando passos receosos para trás, enquanto a enorme fera dava passos para a frente, o encarando.

- Você não é bem-vindo aqui. – a fera falou, assustando cada vez mais o moreno, que agora já estava apavorado.

- M-me desculpe. – o moreno falou assustado, olhando com medo para a criatura à sua frente, que parecia uma enorme e assustadora raposa, com dentes enormes e afiados e nove caudas, que se balançavam com raiva.

- O que está olhando? – a fera perguntou, ainda mais irritada e o rapaz balançou a cabeça assustado.

- N-nada. – falou, se encolhendo contra uma parede, com aquela enorme criatura o encurralando.

- Então... veio pra ver a fera? – a fera falou e o rapaz negou com a cabeça, o corpo estremecendo violentamente.

- N-não. Eu não quero lhe fazer mal. E-eu... só precisava de um lugar pra ficar. – o moreno falou, se encolhendo ainda mais contra a parede.

- Vou lhe dar um lugar pra ficar. – a fera falou e saiu dali arrastando o rapaz, que agora começava a temer por seu destino. Porém o que mais lhe preocupava era Sasuke, afinal se acontecesse algo a ele, o que seria de seu irmão? E foi o que pensou durante o restante da noite, após ser jogado com violência dentro de uma cela, onde passou a noite encolhido, assustado e preocupado, sem saber se veria o dia seguinte. 


Notas Finais


Logo continua.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...