História A Bela E A Fera - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Hermione Granger, Lílian Evans, Severo Snape, Tiago Potter
Tags Hermione Granger, Severus Snape, Snamione
Exibições 143
Palavras 1.687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Ficção, Poesias, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Meus amores.
Voltei!
Desculpem a demora em postar o capitulo, estava super atarefada.
Mas como sempre achei um jeitinho brasileiro para escrever esse capitulo quentinho pra vocês.
Obrigada gente pela paciência.
E como prometi a ~GuimarSnape aqui esta a continuação.
De verdade espero que gostem.

Capítulo 13 - Uma Estratérgia Perfeita


Fanfic / Fanfiction A Bela E A Fera - Capítulo 13 - Uma Estratérgia Perfeita

Na manhã seguinte Hermione estava terminando de organizar a sala de reunião quando Snape e Riddle entraram na sala.
-Está bem Severus irei acetar tudo com Lupin, não se preocupe enquanto a estratégia de recuperação da filial em São Francisco tenho certeza que iram aceitar.
- Me sinto confiante enquanto a isso, e você meu caro amigo é excelente no que faz. Disse Snape dando uns pequenos tapinhas nas costas de seu melhor amigo, e percebendo a presença de Hermione a cumprimentou dizendo: - Bom dia Sta. Granger, como estão os preparativos da reunião?
- Bom dia sr. Snape e sr. Riddle. Acabei de organizar os ultimos detalhes só irei a copa para ordenar os aperitivos.
- Perfeito, assim que terminar na copa pegue suas coisas e junte-se à nós. Você irá me ajudar com a explanação do balanço geral.
- Sim senhor, estarei de volta em menos de dez minutos. Disse Hermione desaparencendo pela porta.
Tom aproveitou para falar o quanto a secretária de Snape era a mais linda de todas as mulheres que ele já havia visto. E que ela seria um os bons motivos para ele vim de bom humor e super feliz a empresa. Severus apenas riu e o advertiou para se manter longe de Hermione alegando apenas que não queria buscar tão cedo uma nova secretária. Riddle apenas riu e disse que sua intenção com Hermione era a mais pura.
Cinco minutos depois  a sala estava cheia com os principais accionistas da empresa incluindo a família Potter, Tom apenas olhava de esquelha para ver  reação do seu amigo enquanto a presença de Lilian Potter, mas acabou chegando a conclusão que Snape parecia tranquilo e evitava a todo custo olhar para a mesma.
- Então já que estamos todos aqui começaremos a reunião. Opinou Dumbledore.
- Ainda não Albus, falta uma pessoa. exclamou Snape.
- Mas, estamos todos. Disse Lilian.
Snape estava preparado para retrucar dizendo que não, quando a porta se abriu revelando uma Hermione timida e um pouco nervosa, ainda mais porque estava ali para auxiliar seu chefe com o balanço geral.
Severus se levantou e disse: - Agora sim podemos começar. Todos olharam para a jovem e se ouvia um pequeno burburim, pois alguns dos presentes a conhecia como secretária da presidência, mas antes que qualquer pessoa o afrontasse querendo explicação do porque de uma simples secretária presente naquela importantíssima reunião Snape disse: - A sta. Granger irá ajudar-nos com a apresentação do Balanço.
A dita explicação de Snape fez com que membros olhassem feio para a jovem, pois aquilo era demais nunca em toda história da humanidade uma secretária participaria de uma reunião muito menos ajudar com as finanças de uma empresa de tão grande porte como era a Empresa Snape's.
Snape pediu para Hermione sentar-se ao seu lado. Tom levantou-se ofereceu seu lugar para ela sentar-se e logo puxou outra cadeira para ele acomodar-se, ela agradeceu pela gentileza do mesmo.
Em seguida Snape deu inicio a reunião, anunciando que Tom Riddle apartir daquele momento seria auxiliar contabilista da presidência finaceira trabalhando diretamente com as filias.
_____________________Duas horas depois_______________________________
Snape tentava a todo custo acalmar seus nervos, pois já estava a ponto de explodir com alguns accionistas que não queriam aceitar o plano de recuperação.
-Você e a Sta. aqui analisaram bem os risco que podemos correr com esse plano de recuperação? Questionou o Sr. Bronw que era um dos accionistas minoritários da empresa.
- Sr. Bronw como pode ver nesses gráficos. Ao colocarmos a produção maior do que estamos tendo e reduzindo os custo com os materiais comprando-os mais baratos e com ba qualidade poderemos ter um bom percentual recuperando o capital dentro de seis à oito meses. Disse Hermione terminando de expor os gráficos.
Assim que ela terminou Snape concluiu: - Senhores, sabemos que está estrategia é extremamente arriscada, mas é a única solução que nos rederá o dobro do que perdemos.
Lilian levantou a mão pedindo para falar, Snape lhe deu a vez. - Realmente é um plano arriscado, penso que devemos encontrar outra solução.
Snape casando levou uma das mãos a sua tempora e questionou: - Então diga-me Sra. Potter uma solução. Terminou sua frase olhando para a mesma, mas seu olhar era tão mortifero que assustaria até drácula.
James para socorrer sua esposa disse: - Cancele as bolsas integrais da universidade.
- Esqueça Potter, jamais permitirei uma atrocidades dessa. Esbravejou Snape com um mau humor que assustou a todos naquele habiente.
Dumbledore achou melhor intervir naquela situação antes que Snape estragulasse Potter e disse: - Senhores isso é inadimessível, pelo fato que nosso querido e estimado Tobias enquiriu legalmente a todos  que jamais iriam optar ou intrometer-se na Universidade. Pois como sabemos as bolsas pagas são inteiramente de responsabilidade dos 60% da parte da familia Snape. Não tem absolutamente nada haver com o resto da empresa. Como vocês Sr. e Sra. Potter são accionistas novos na empresa creio que não sabiam disso.
- Realmente não sabiamos. Disse Potter respirando profundamente.
- E como pode ver Sr. Potter não existe outra forma melhor do que está que Severus e Hermione apresentaram nessa reunião. Eu mesmo estive auxiliando-os em alguns dados e tentamos encontrar outra maneira mais todas apontavam que só teriamos o capital totalmente reculperado dentro de quatro anos ou mais. Disse Dumbledore e continuou: - O que parecem se tivermos uma votação para aprovação do plano?
- Seria perfeito. Disse Tom Riddle.
Todos concordaram  e fizeram uma breve votação e por um ponto a proposta de Snape foi eleita pela cometiva.
- Muito bem, o plano que apresentei nessa cometiva foi aprovado e entrará em efetivo na semana que vem. Tom quero que você fique encarregado com tudo relacionado com a parte financeira e me mantem informado. As diretores da produção e exportagem quero um pequeno relatório todo final de semana entregue a Sta. Granger. E acho que isso é tudo nos veremos novamente daqui a seis meses.
Dessa maneira todo foram saindo aos poucos da sala de reuniões, alguns comprimentaram Snape e elogiaram ele pelo plano de recuperação e alguns até elogiaram a eficiencia da jovem Hermione deixando-a extremamente vermelha.
Snape pediu para que Hermione liga-se para Lupin e que passa-se para ele no escritório onde naquele exato momento estava caminhando.
________________________________uma hora depois_____________________________
Hermione estava terminando de redatar uns arquivos no computador quando seu chefe lhe chamou. Ela levantou-se passou a mão na roupa para desamarrotar um pouco e em seguida passou também nos cabelos para ver se estavam domados e seguiu para sala de seu chefe.
Snape estava quase uma hora em seu escritório falando por telefone com Lupin lhe contanto sobre a estratégia e que ele também teria um novo assistente na parte financeira da empresa. Lupin adorou saber que seu companheiro era Tom Riddle, já que eles estudaram na mesma classe na universidade. Depois que desligou o telefone Snape achou que estava na hora de agradecer a Hermione, que foi a grande ideliazadora da estratégia, chamou ela e enquanto a aguardava terminava de enviar as copias do plano para Lupin.
Não demorou muito e ouviu um leve bater na porta, ordenou que entrasse.
Hermione entrou e encarou os olhos negros de seu chefe que como sempre lhe causava um desconforto que ela jugava ser o sentimento mais gostoso que ela poderia sentir na sua vida.
- Em que posso ajudar-lhe? Perguntou Hermione.
Snape deu um leve sorriso ao constata que sua secretária era uma fiel escudeira e que sempre estaria a sua disposição para ajudar em que for preciso. Mas para não perder tempo ele disse: - Sente-se Sta. Granger. Ela fez o que ele disse e sentou-se em uma das cadeiras a frente da escrivaninha do seu chefe e ouviu o que ele falou: - Apenas quero lhe agradecer pela ajuda, você foi incrível não esperaria menos que isso vindo de uma excelente profissional.
- Não precisa agradecer senhor, era minha obrigação ajudar-lo. Disse Hermione esbolsando um sorriso que na opinião de Snape era o mais lindo que havia visto na sua vida. Afastando aquele pensamento disse. -  Bem sta. Granger, quero lhe agradecer de qualquer maneira, já que você esta fazendo mais do que sua obrigação como secretária. Em concideração a nossa grande façanha quero convida-la a uma pequeno jantar em minha casa, e antes que  senhorita recuse será o aniversário de Minerva e minha irmã Sabrina adora fazer esse tipo de coisa e sei que Minerva adoraria reve-la já que vocês se tornaram amigas enquanto ela lhe orientava com o cargo de seretária.
- Seria um grande prazer senhor. Disse Hermione sorrindo.
- Perfeito, será nesse sabado as 19:00 hrs.
- Obrigada, era só isso senhor ou precisa de algo? Perguntou Hermione levantando
- Não sta. Granger era somente isso, pode ir e obrigado novamente.
Snape viu Hermione sumir na porta, e suspirou e disse: - Severus, Severus. Ela é apenas uma menina e nunca iria olha-lo mais do que o profissional. E isso é falta de mulher tenho certeza disso.
Snape todas as vezes que via Hermione desde o episodio no quarto de arquivo, tinha uma louca vontade de prova aqueles finos lábios de toma-la em seus braços e ama-la até faltar ar em seu corpo. Mas aquilo na sua opinião era loucura demais e que jamais fazer aquilo por três motivos simples.(1) ela era funcionária de sua empresa, (2) ela era jovem demais pra ele, (3) eles havia construido uma relação tão boa que nunca iria permitir que ele destruisse essa relação com aquela idiotice de pensamento. Sim para Snape era uma idiotice completa principalmente porque Hermione havia lhe ajudado incodicionalmente com o plano maluco que arquitetou como plano B caso o plano de recuperação falhasse ou seja se ele fizesse o que seu corpo e pensamentos queriam seria uma canalhada que iria fazer e jamais permitiria magoar a única pessoa que nesse momento acredita completamente nele.
Mal ele sabe, que o coração de Hermione está taindo-a, fazendo com que ela passe aos pouco a ama-lo completamente.

 


" O melhor sentimento do mundo é ver alguém sorrir e saber que você é o motivo."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...