História A Bela História Da Deby - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance Joventil Deby
Exibições 50
Palavras 513
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


um príncipe louco?, uam medição, um espelho falante, e uma pobre jovem camponesa, aonde a amizade e o amor se juntam para mostrar como podemos ser feliz
aonde a falsidade se destaca...

Capítulo 1 - Era uma vez


Era uma vez, uma bela moça que se chamava Deby. Deby era alegre e feliz, mesmo sendo uma jovem camponesa, mais aonde ela morava as pessoas à apelidaram de Princesa Camponesa. 

A jovem tinhas muito costumes, um deles era colher maçãs em um campo que ficava poucos minutos de sua casa, mal sabia ela que ali bem proximo dali morava um príncipe que sempre à observava colher maçãs até a moça ir embora. Certa vez o príncipe já encantado com a moça, resolveu pensar em um plano para chamar a atenção da moça,  e te lá para ele.

Certa vez enquanto a bela moça colhia maçãs, como de costume, ela sentiu um braço forte a puxando e quando ela tentou olhar para o rosto do homem, sentiu um golpe forte na cabeça e assim adormeceu. 

Quando a jovem acordou perdida em um porão escuro e  presa no meio de grades de ferro, ela estava assustada. 

Até que surgiu um homem do lado dela.Entao a princesa falou

- Como tu me faz de tua prisioneira, nem sei teu nome?.

-Te prendi aqui porque não aguentaria de perder e nem te ver com outro homem que não sejas eu e também nunca acharia outra princesa bela igual a você, Meu nome é Gui sou do pólo norte e agora me encontro aqui, minha bela antes eu estava triste e só agora que eu te encontrei alegre igual a um kiui, minha princesa Deby. 

A princesa assustada falou

-Como tu sabes meu nome? .

E o príncipe falou.

- Venho a abservando a muito tempo ,bela moça. 

- Mais caro, Tu não tem amigos? .

- Não bela moça, sou tão solitário e só. 

- sereis sua amiga, pos tera que me soltar.

-Claro.

       Depois disso o princepe resolveu a soltar e a princesa como prometido se torno amiga dele, e todo dia a jovem ia na casa dele, Meses se passaram e os sentimentos iam crescendo, e crescia algo maior no peito do princepe, mais ele nao sabia oque era, quando a jovem ia embora, o príncipe não parava de pensar nela.

Então ele resolveu falar com o seu melhor amigo um espelho falante e então assim que chegou ao seu quarto aonde o espelho se encontrava. Falou. 

- Espelho, Espelho meu, Não consigo para de pensar na bela jovem, será que foi porque eu cai e doeu? , Espelho me diga o que eu faço, não quero fazer papel de palhaço. 

Então o espelho disse

- jovem princepe não se assuste, vou falar uma coisa nao se iludi, é uma coisa que tu sente calor no peito e vontade de nao largar, você acaba de se apaixonar.

 Ai o príncipe assustado falou.

-E agora oque eu faço, não posso me declara,  vai se ela não gosta, se ela me abandona, como poderias suporta?.

- Caro príncipe és a questão, você não se declara, vai morrer na solidão, a jovem e bela e compreensiva aposto que ela não vai brincar,  se não conta à ela, não vai ficar com ela.

E  assim encerram a conversa. 

 

 


Notas Finais


Não bata nela, são vozes elas não somem, não pode dizer a ela, maldição


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...