História A Bella e O Menino de Olhos Puxados - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lee Jong Suk
Personagens Lee Jong Suk, Personagens Originais
Tags Drama, Lee Jong Suk, Romance
Visualizações 47
Palavras 597
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aaaah, acho que estamos ansiosos para esse capítulo! Então, atendendo aos seus pedidos estou postando o mais rápido possível!

Fiquem agora com o capítulo "Toalha".

:)

Capítulo 22 - Toalha


Fanfic / Fanfiction A Bella e O Menino de Olhos Puxados - Capítulo 22 - Toalha

Tomei um susto tão grande que quase caí para trás. JongSuk estava no box do chuveiro molhado da cabeça ao pés e sem nenhuma peça de roupa.

- Olá - ele disse com as sobrancelhas unidas e um sorriso travesso.

Cobri meus olhos o mais rápido possível, mas já tinha visto bastante coisa - não que eu não tivesse visto antes, mas aquilo me pegara de surpresa. Tateei o armário para achar uma toalha e estendi para ele com uma mão na frente dos olhos.

- Olha, Isabella. Sei que faz tempo… mas era só você ter me pedido…- ele disse.

- Que?! Não! Eu só entrei porque achei que você estava no quarto… a porta estava aberta… Que tipo de pessoa não tranca a porta pra tomar banho! - eu disse exasperada.

- Mania de morar sozinho. Já pode tirar a mão dos olhos se quiser.

Abaixei a mão cautelosamente. A toalha já se encontrava enrolada em sua cintura. Ele saiu do box e veio andando em minha direção lentamente e me dei conta de que estava apenas de roupa íntima, de novo. Coloquei os braços ao redor do corpo instintivamente. Sentia meu rosto tão quente que se pudessem um ovo em cima dele, fritaria com certeza.

Ele se inclinou e sussurrou em meu ouvido.

- Humm… acho que você veio me seduzir de propósito Isabella Santana…

A respiração dele produzia arrepios em meu pescoço.

- Vou deixar você trocar de roupa. - disse e me dirigi à porta. Mas ele segurou meu braço e me puxou para ele. Ele fitou meu olhos intensamente e com aquelas mão longas e finas segurou meu rosto o aproximando do dele. Nos beijamos. De início foram beijos lentos e leves.

Eu já não era mais capaz de resistir e nem de dizer que eu estava ali por engano. Meus lábios respondiam aos dele por si próprios, assim como minhas mãos que desciam e delineavam seus músculos. Assim que alcancei a toalha, me arrependi de tê-la dado para ele.

Ele interrompeu o beijo e me olhou maliciosamente. Colocou a cabeça para fora da porta, olhou de um lado para outro e a fechou no momento exato que a toalha caiu.

 

Definitivamente foi o melhor banho que já tomara em toda a minha vida. A única coisa que separava nossos corpos era a água do chuveiro. Seu corpo molhado ficava ainda mais sexy e lindo. Seus cabelos cobriam parcialmente os olhos que eram como um caminho para a perdição completa. Minhas mãos deslizavam sobre seu corpo e as dele sobre o meu. Ele mordia meu pescoço enquanto segurava minha cintura com força. A timidez da primeira vez na praia ia embora devagar dando lugar ao desejo.

Eu nunca pensei que apaixonaria tão perdidamente por aquele menino alto, magro e cujo os cabelos escuros contratavam com aquela pele extremamente clara, e agora ele era tudo que eu queria.

Na noite que se seguiu a partir disso até o dia amanhecer eu quase não conseguia me aguentar de felicidade novamente. Era como ver jardins inteiros e lindos em minha frente o tempo inteiro, era como ter um ano de pizza grátis, era como ir para o paraíso.

Durante a tarde meu pai me chamou e me deu uma notícia maravilhosa se não fosse uma outra que a acompanhava.

- Isabella? - ele disse se aproximando de mim.- Peça pro seu amigo se preparar, vamos para a casa de praia hoje. - sorri e comecei a dar pulos de alegria que se cessaram quando ele pronunciou a seguinte frase. - E Pedro vai junto.


Notas Finais


:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...