História A Boyfriend For Christmas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku Natal
Exibições 27
Palavras 2.060
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meus amores!
Olha só quem está com mais uma fanfic nova?
Quem viu meu jornal ontem deve ter visto que eu iria postar essa fanfic só no dia 11/12, mas eu pensei melhor e percebi que não ia dar tempo de terminar ela até o natal já que eu vou viajar e tals, então decidi começar a postar elas hoje já que eu tive um tempinho livre na minha agenda kkk
Essa fanfic é uma ShortFic, então vai ter só 10 capítulos ou menos, não sei direito, eu só fiz ela para fazer uma comemoração especial para o Natal que está chegando!
Espero que vocês gostem!
Boa Leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction A Boyfriend For Christmas - Capítulo 1 - Prólogo

 

A  B O Y F R I E N D  F O R  C H R I S T M A S

PRÓLOGO

 

7 DIAS PARA A VÉSPERA DE NATAL

9H00 DA MANHÃ DE SABADO

 

- Testuda hora de levantar... 

Puta que pariu! Não tenho sossego nem quando estou dormindo em um dia de sábado... PERAI! VOLTA A FITA! Sábado? Meu Deus esse sábado eu tenho que ir na casa, digo mansão dos meus pais urgentemente para ver aquelas coisas loucas de natal, pois como eles dizem “O Natal é uma época especial para juntar toda a família envolta da ceia para celebrar o nascimento de Cristo e a nossa união. ”! Aff....

Por mais que eu não queira ir, é quase obrigatória minha presença, já que meus queridos pais são muito controladores – principalmente a Dona Kushina – e se alguma coisa não sair do jeito que eles querem, os dois piram, e esse foi um dos diversos motivos para eu ter saído cedo de casa para dividir um apartamento duplex em um dos bairros nobres de Nova York com a Porquinha, vulgo minha melhor amiga Ino Yamanaka – filha de uma modelo famosa aposentada e de um empresário bem sucedido – que por sorte vai passar o Natal com a família do namorado, Gaara No Sabaku.

Todos os anos são sempre a mesma coisa, a família Uzumaki e a Uchiha sempre comemoram juntas o natal, e em cada ano elas revezam em qual casa vai ser feita a ceia e quem vai prepara-la.

Meu irmão mais velho, o Naruto, sempre fica reclamando sobre a demora para servirem a ceia e sua noiva Hinata – uma de minhas melhores amigas – fica tentando fazer ele tomar jeito e se portar como um cavaleiro – coisa impossível –, a vadia da minha prima Karin fica se jogando para cima do meu melhor amigo Sasuke, meu pai e o Fugaku ficam falando sobre as empresas e minha mãe junto com a Tia Mikoto ficam tentando me fazer namorar com o Sasuke e minha mãe fica me enchendo o saco por eu ainda ser solteira.

A última parte me traz muitos problemas já que todos – todos mesmo – querem que eu arranje um namorado, principalmente minha mãe e a Ino.

As únicas pessoas que me salvam disso são o Naruto e o Sasuke.

Sasuke e eu nos conhecemos quando ainda éramos crianças, na época eu tinha uns 6 anos e ele 8, ele ia direto na minha casa para brincar com meu irmão desde pequeno, mas nunca chegou a me conhecer, pois ele sempre ia direto para o quarto do Naruto quando chegava, porém, um dia meu irmão acabou saindo a pedido da nossa mãe, e Sasuke, que tinha ido visita-lo, ficou na sala o esperando junto comigo.

Foi impossível não me apaixonar por ele, Sasuke sempre foi muito bonito e ele sabia muito bem disso, seus cabelos lisos e arrepiados pretos junto com seus olhos que davam um ar de mistério o deixava ainda mais gato e irresistível – não que ele ainda não seja – e por incrível que pareça ele foi muito gentil comigo, e por isso as coisas começaram a mudar, depois desse dia Sasuke e Naruto começaram a me chamar para brincar com eles, e toda vez que Naruto ia na mansão do Uchiha eu ia junto.

Nossas mães faziam de tudo para a gente começar a namorar na adolescência, mas nessa época minha paixonite por ele já tinha acabado, e o que restou só foi a nossa amizade mesmo.

E nem se eu quisesse poderíamos ter algo, já que Sasuke jamais se interessaria por mim com um monte de garotas muito mais bonitas atrás dele, e imagina hoje em dia quando ele foi eleito o CEO mais bonito do mundo? Impossível!

Mesmo eu amando lembrar da minha história é melhor eu deixar isso de lado e ir me arrumar já que a Dona Kushina odeia atrasos mais do que tudo, e eu ainda tenho que tomar café da manhã com ela, a Hina e com a Tia Mikoto e a vaca da minha prima Karin que mora com ela – mais um motivo para eu ter me mudado da mansão.

Tomei um banho rápido e fui procurar uma roupa cabível no meu guarda-roupa, e de lá tirei um vestido tubinho azul escuro que ia até os joelhos sem decote e mangas com um blazer nude e um par de saltos também nude.

Me olhei no espelho do meu quarto, meus cabelos curtos róseos estavam precisando ser retocados na raiz, meus olhos esmeraldinos estavam carregado de olheiras que entregavam minha noite mal dormida depois de uma cirurgia relâmpago que eu tive que realizar ontem em um dos meus pacientes, minha pele oleosa e leitosa que estava roxa nos pulsos por causa de outro paciente que em um momento de desespero segurou com força essa parte do meu corpo essa semana em um dos meus plantões, no hospital onde eu trabalho como medica e aí percebi que eu realmente não tinha nada de especial, mas era melhor eu andar logo em vez de ficar me criticando na frente do espelho.

Então para terminar o meu look peguei um colar com várias pedras safiras para completar o vestido, um bracelete para esconder as marcas no pulso, passei uma base e uma maquiagem para esconder as bolsas roxas de baixo dos meus olhos e por mais que eu queira ir de qualquer jeito, “Sempre devo estar vestida e arrumada de acordo com uma dama da alta sociedade. ”, como diz minha mãe.

Quando desci as escadas do apartamento encontrei Ino tomando café na mesa redonda de vidro da sacada lendo uma revista de moda, fui até lá, e quando ela percebeu minha presença me olhou de cima a baixo com uma das sobrancelhas arqueadas.

- Deixe eu adivinhar, vai até a mansão dos Uzumaki fazer uma visitinha?

- Exatamente! Se importa de tomar café sozinha? – Perguntei.

- Não, pode ir lá, fala que eu mandei um beijo para os seus pais, um tapa na cara para Karin e uma apertada na bunda para o Naruto. – Ela falou mordendo os lábios na última parte.

Já que bem, meu irmão pode ser um verdadeiro idiota de marca maior, porém ele é muuuito bonito com seus cabelos loiros naturais – diferente de mim que pintei os meus – seus olhos que parecem safiras herdados do nosso pai, Minato, seu porte físico que é de dar água na boca e seu sorriso com os dentes extremamente brancos.

- Ele é noivo e você tem namorado! – Falei rindo.

- Ok, ok, mas não podemos negar que seu irmão é um verdadeiro pedaço do mal caminho junto com aquele Uchiha gostoso, não sei como você ainda não pegou ele.

- Está falando do meu irmão ou do Sasuke?

- Do Sasuke né criatura! – Ela falou como se eu fosse a pessoa mais burra de todo o planeta.

- Vou ignorar isso! – Falei rindo, peguei a minha bolsa que estava sobre o sofá de couro preto e fui em direção ao elevador que tinha dentro de cada apartamento – Tchauzinho Ino!

- Tchau! E aliás, não se esqueça de retocar a raiz... – Ela falou a última parte mais alta para eu escutar e eu a respondi com um aceno com a cabeça e o elevador foi descendo em direção ao subsolo, onde estava meu carro, uma Range Rover Evoque preta.

Depois de andar pelas ruas de Nova York, cheguei no Butterfly Residencial, onde meus pais moram, e onde era minha antiga casa.

Tudo continuava da mesma forma, o gramado totalmente perfeito, a piscina com a água num azul quase turquesa, o telhado cinza extremamente limpo, as paredes brancas como a neve, as janelas limpas e reluzentes e aqueles 1.858 m² que um dia eu chamei de casa.

E reparando melhor percebi que a mansão estava totalmente enfeitada para o natal, tudo estava muito lindo e posso dizer que minha mãe e a Tia Mikoto fizeram um ótimo trabalho esse ano.

Deixei toda aquela sensação nostálgica para traz, e sai do carro estacionado em uma das vagas e fui andando pelo jardim até chegar na porta principal, toquei a campainha duas vezes mesmo sabendo que poderia entrar sem ser convidada, e logo ela foi atendida por uma das empregadas que ao me reconhecer como a filha mais nova dos Uzumaki me deixou entrar.

Fui andando até chegar na sala do chá, onde minha mãe usa para fazer suas reuniõezinhas. E ao entrar dei de cara com minha mãe sentada no sofá branco com sua saia lápis eu seu blazer cinza por cima da blusa social branca e seus cabelos longos e ruivos presos em um coque no alto de sua cabeça, e logo ao seu lado estava Tia Mikoto com sua delicadeza de sempre, seu vestido tubinho vinho com um cintinho preto a deixava ainda mais linda fazendo um belo contraste com seus cabelos também pretos que estavam presos em um trança lateral, seus saltos pretos para combinar com cinto a deixava com um ar de poderosa, ao lado estava minha querida cunhada e amiga Hinata, ela estava radiante com uma saia longa de cetim preta e uma regata folgadinha azul escura de seda posta dentro da saia com um salto azul escuro, seus cabelos pretos azulados com franjinha estavam soltos a deixando fofa e delicada, e em uma poltrona estava minha “querida” prima Karin com seu microvestido que continha um decote até o umbigo – literalmente – vermelho como o seu cabelo que estava solto, junto com um salto gigantesco e seus óculos de secretaria de filme pornô.

- Minha filha! – Minha mãe falou de uma forma doce levantando do sofá vindo em minha direção para me dar um abraço aconchegante. – Vamos nos sentar...

Ela disse me puxando pela mão para me sentar ao seu lado e logo continuou a falar.

- Primeiramente, queria agradecer a presença de vocês quatro para confirmamos os preparativos do natal, é uma honra estar com a minha filha hoje, já faz muito tempo que você não vem me visitar Sakura, Minato e eu estávamos com saudades da nossa florzinha. – Sorri como forma de agradecimento – E então, vou passar para vocês o catálogo de tudo que eu escolhi para a ceia e se quiserem mais alguma coisa é só falar. – Minha mãe entregou para cada uma o catálogo com tudo, folheei rapidamente o meu e falei:

- Está tudo ótimo para mim...

- Claro, para você se for comestível já presta né Chiclete Grudento! – Falou a imprestável da Karin, mas simplesmente ignorei e minha mãe a olhou de um jeito reprovador.

- Como está seu relacionamento com o Naruto, minha querida? – Mikoto perguntou para Hinata com seu jeito doce e elegante.

- Está tudo ótimo Dona Mikoto, Naruto é realmente maravilhoso e muito cavalheiro... – Ao falar de meu irmão vi os olhos de Hinata brilharem me deixando muito feliz por Naruto ter encontrado alguém que realmente o ame.

- E você Srtª. Sakura Uzumaki, encontrou alguém? – Minha mãe me perguntou esperançosa e vendo o meu silencio continuou – Não me diga que ainda está solteira? Minha filha você já tem 26 anos, até quando vai continuar solteira?

Ver os olhos decepcionados de minha mãe me fez ficar muito triste comigo mesma por faze-la ficar assim, sei que o orgulho de qualquer mãe é ver seus filhos comprometidos com alguém, estava até passando em minha mante mentir para ela.

- Como se algum dia ela conseguira alguém, vamos ser realistas tia, você acha mesmo que algum dia Sakura encontrará alguém que a suporte? – Karin falou cheia de desdém e foi aí que sem sobras de dúvida eu iria fazer ela morder a própria língua venenosa.

- E pior que eu estou namorando sim Karin, meu namorado é realmente maravilhoso, um verdadeiro cavalheiro que deixa bem claro que me ama, ele é romântico e muito bonito, toda semana ele me manda um buque de flores para mostrar como eu sou especial. – Falei cheia de orgulho ao ver a cara de desdém dela ir se desfazendo e continuei – E para mostrar que ele é tudo que eu falei e muito mais vou apresenta-lo para vocês na noite de véspera de Natal!

- AHH! NÃO ACREDITO QUE MINHA FILHA SE DESENCALHOU! – Minha mãe gritou alegre para toda a mansão e foi aí que eu percebi.

“Que merda eu tinha acabado de fazer? ” 


Notas Finais


Então o que vocês acharam?
A Sakura acabou se metendo em uma enrascada, quem vocês acham que vai tirar ela dessa?
Quase nunca faço isso, mas vou deixar dois links para vocês imaginarem tudo melhor...

Link da Mansão Uzumaki: http://mle.a-cdn.net/thumbs/1024x768/85/1/properties/Property-e292c4d90ebf1c38236562e67fcdb8e8-33055761.jpg

Link da Sakura: https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/15037236_715105031976914_5460902344570305966_n.jpg?oh=c36562746fbca80fd9575c89694f2ddf&oe=58C2A52E
Obrigada por lerem e até o próximo capitulo *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...