História A bridge of friendship. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, V
Tags Bangtan, Bts, Fluffy, Imagine, Jungkook, Romance, Taehyung, Taekook, Vkook
Exibições 55
Palavras 2.294
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora. Boa leitura <3

Capítulo 8 - Manhã


Fanfic / Fanfiction A bridge of friendship. - Capítulo 8 - Manhã

06:00 a.m < despertador toca >

Espreguiçando-me no colchão, vejo que mamãe já não está mais dormindo. Quero fechar os olhos novamente, mas não posso. Viro para o outro lado, e vejo papai, sorrio de forma tímida e em pensamentos digo:  ''bom dia papai, sinto sua falta. Torça por mim hoje, ok? ''

Decido me levantar e sinto o leve cheiro de café vindo da cozinha. Arrumei os colchões, dobrei os lençóis e recepciono mamãe, que se aproxima e diz:

- Bom dia, (S/N)! Está pronta para hoje? Vai ser um grande dia. - Sorri de forma contagiante

- Eu acho que sim, espero não me decepcionar. - Respondi com timidez

Eu não estava preparada, só de lembrar, queria ficar em casa, entocada, mas tentarei ser menos negativa a partir de hoje, por ela 

Ela me ajudou a colocar as coisas no lugar, descemos, tomamos café juntas, e então subi para o meu quarto novamente, com a intenção de me arrumar. Troquei de roupa, coloquei meus sapatos e lavei meu rosto. Meu cabelo não estava lá essas coisas, mas não queria prendê-lo no alto, e então decidi fazer duas tranças, baixas, e na franja coloquei uma de minhas presilhas. Havia ficado bonito dessa forma, olhando para o espelho mais uma vez deixei escapar um sorriso, e senti um arrepio cobrir minha pele.

" Você só precisa encontrar a sua beleza "  - eram as palavras de Kim

No fundo, eu não era tão diferente das outras garotas, só não me cuidava como elas, coisas como maquiagem não me eram úteis, ainda considero a naturalidade uma raridade entre o universo feminino 

Arrumei meus materiais, e desci, fui surpreendida com :

- Você está linda! - Mamãe dizia num tom animado

- Estou como nos outros dias, mamãe, só mudei o penteado desta vez. - Resmunguei

- Não é só o penteado, sua expressão está diferente, te deixou mais linda ainda. - Ela disse enquanto sorria

- Então, estou indo, ok? - Tratei de cortar o assunto - Comprarei meu lanche perto do colégio.

- Sim, tome cuidado, e qualquer coisa me ligue. - E me deu um longo abraço.

- E-Está bem, mamãe. - Dizia enquanto tentava sair de seus braços que me envolviam

Ela sorriu, me despedi e saí.

Enquanto andava pelas ruas, à caminho da estação, tentava me confortar por dentro.

Tudo dará certo, não se preocupe (S/N), apenas seja quem você é. Se eles conversaram com você já sabendo o seu jeito, é porque não deve ser tão ruim assim. Acalme-se, haja naturalmente ao chegar lá 

Peguei o metrô, cheio novamente, e como sempre meus companheiros chamados fone de ouvido, me ajudariam nesta batalha chamada tédio.

Ao chegar em meu destino final, resolvi procurar uma conveniência por ali, ou mesmo um mercado, para solucionar o problema e não ter que depender de ninguém.

Até porque, na conveniência do meu bairro, não iria por um bom tempo 

Encontrei um mini mercado à algumas ruas do meu colégio, e ao lado tinha uma barraca de espetinhos, como não tinha reparado isso antes? Talvez por pensar demais, não prestei atenção em nada.
Entrei, escolhi várias coisas e paguei. Quando estava saindo, no momento em que fui colocar minha sacola na mochila, andei distraída e acabei esbarrando em alguém que estava passando, me desculpei sem ao menos olhar para trás.

Chegando ao colégio, troquei os sapatos, e apressei-me em chegar à coordenação. Sim, devia uma explicação a eles, e também passaria na enfermaria para agradecer ao clínico. Chegando à coordenação, não havia ninguém na sala, decidi voltar mais tarde, talvez no intervalo, acho que não teria nenhum problema. Retornando ao corredor principal, me dirigi à enfermaria, aquele corredor não me trazia boas lembranças, mas isso era o que menos me importava.

Enquanto passava, alguns rapazes do terceiro ano me encaravam, mas não consegui denominar suas expressões, pois estava andando rápido demais. Quando estava quase chegando, vejo alguém que estava encostado na parede, vindo em minha direção, e já pensava " Meu Deus, deve ser o garoto tarado, me ajude. "  

Escolha errada. Ao olhar para seu rosto, me deparei com o sorridente Taehyung, parado em minha frente. Nos olhamos por alguns segundos, e ele:

- Bom dia (S/N)! Está melhor? - Questionou-me com animação

- Bom dia. Sim, estou bem melhor, obrigada. - Respondi desviando o olhar

- Você está diferente, talvez pelas tranças? Ficaram boas em você. - Disse coçando a cabeça, e olhando para cima, ele estava sem graça

 QUE TIPO DE AFIRMAÇÃO É ESSA LOGO DE CARA? 

Corei de todas as formas possíveis, abaixei a cabeça e o respondi :

- O-Obrigada. Bom, vou indo. - Ainda com muita vergonha, me despedi, e quando ia me virar:

-Ei! - E nesse momento ele estava muito perto de mim - Desculpe se te assustei com o elogio, é que.. Você está realmente bonita hoje. - Completou

Quando o olhei, estava com as bochechas coradas, ele olhou para mim e deu um sorriso, estava tão fofo, parecia uma criança do ensino fundamental, quando encontra alguém que o deixa sem graça.

Virei-me, coloquei a mão em minhas bochechas e saí rapidamente, estava totalmente constrangida.

O que ele acabou de dizer? Que eu estava realmente bonita? Mas o que ele quer dizer com isso? E ainda estava ENVERGONHADO, logo ele que aparenta ter uma personalidade espontânea, sinto meu coração acelerado, parece que vou explodir, preciso me acalmar..

Cheguei na porta da enfermaria, coloquei as mãos na porta, e estava fadigada. O clínico logo notou minha presença e disse:

- Oras, se não é a (S/N)! Se sente melhor? Está com uma aparência ótima.

MAIS UMA PESSOA ME DIZENDO ISSO? O QUE ESTÁ ACONTECENDO? EU SÓ MUDEI MEU PENTEADO! 

- Sim, estou melhor. Disse olhando para baixo. Vim apenas agradecer e trazer os papéis que me dera, já que não havia ninguém na coordenação. - Afirmei enquanto o entregava os documentos assinados por mamãe

- Hmm, tudo bem, irei analisar. Está corada, o que houve?

Esqueci que tinha tirado as mãos das bochechas, deixando- as à mostra, e então respondi de forma nervosa:

- N-Não houve nada! Apenas me apressei para chegar aqui, acabei me esforçando demais.

- Tudo bem - Ele sorriu - Deveria ir para sua classe agora, a sirene tocará em breve.

Assenti, me despedi e me retirei da enfermaria. Dei a volta, por outro caminho, para não precisar encarar Taehyung de novo. Depois de um trajeto imenso, cheguei finalmente em minha classe. Quando entrei, todos calaram-se como sempre, mas os garotos me olhavam de forma estranha, não sabia descrever tais feições, me sentei e organizei meus materiais na carteira. Em questão de segundos:

- Bom dia! - Kim sorrindo, disse-me

Olhei para o lado, com um sorriso tímido e a respondi:

- Bom dia.

O professor havia chegado, e quando notei sua presença, virei-me para frente, mas de alguma forma conseguia sentir que ela estava me olhando, talvez esperando pela minha resposta. Sinto muito Kim, mas acho que essa resposta há de demorar muito.

E então, o professou jogou-me uma bomba, em pleno início de aula :

- Vocês deverão formar grupos, para resolverem um exercício surpresa que preparei pra vocês. Quero ver como se saem na atuação em conjunto. Darei 5 minutos para escolherem seus parceiros e se organizarem, lado a lado - Ele disse em tom rígido

Não conseguia me mover, nem para os lados, nem para trás, mal conseguia piscar. Só ouvia as vozes dos alunos chamando uns aos outros, em um clima frenético, e eu sabia que ali não tinha espaço para mim, continuava sendo a estranha da turma. E por saber disso, decidi me pronunciar :

- Hmmm, professor . - O chamei em voz alta, o que fez com que algumas pessoas calassem para me ouvir, mas ainda havia muito barulho

- Sim, (S/N)? - Ele veio andando em minha direção

Ao chegar em minha carteira, decidi fazer uma proposta:

- Será que dessa vez eu poderia fazer sozinha? É que -

- (S/N), você não fará sozinha- Interrompeu-me- é um exercício coletivo, você não pode passar por cima das regras. - Ele disse

Vendo o meu rosto com expressão desanimada, ele se virou, suspirou e gritou, para que todos pudessem ouvir:

- Ei! Vocês! Preciso de alguém que faça o exercício juntamente com a (S/N), alguém? - Disse de forma inconformada

Já sabia o final dessa história, ninguém nunca levantou a mão para mim, ou sequer quis fazer algo junto à mim. Mas tudo bem..
 

- Eu, professor. Gostaria de me juntar à ela.

Ouvi uma voz do outro lado da sala, quando todos se moveram para que eu pudesse ver quem era. Meu espanto foi tremendo, vi Jungkook com a mão levantada, e com uma expressão facial calma, e logo em seguida olhou para mim.

Você novamente Jungkook? Me salvando de situações em que provavelmente me daria mal. Acho que Taehyung e mamãe estavam certos, ele lembra muito um super-herói.

Não resisti e acabei abaixando a cabeça, pois a timidez havia penetrado em meu corpo, mas me sentia aliviada.

- Professor, nós também queríamos, nos juntar à (S/N)..

Não estava acreditando no que ouvia..

Virei-me e vi que Kim, estava com o braço erguido, e uma garota à sua frente, também.

O que está acontecendo? Por que estão me incluindo desta forma? 

O professor cruzou os braços, se virou para mim e disse :

- Organize-se com eles, seus colegas precisam de você. - Com um sorriso discreto, se distanciou.

Kim olhou para Jungkook, que olhou para mim, e eu olhei para a garota desconhecida. Ela assentiu e todos vieram para o meu lado. Jungkook levantou-se e trouxe sua carteira, colocou-a do lado da minha. Quando vi tal ato, fiquei completamente sem graça, e desviei o olhar. Kim e a outra integrante, colocaram suas carteiras de frente para a minha e de Jungkook, formando assim um quadrado com as mesas.
Todos ficaram em silêncio por um bom tempo, até que Kim decidiu quebrar o gelo existente :

- (S/N), essa é Suni, minha amiga.

- Ahh, muito prazer em conhecê-la, Suni. - Disse de forma discreta

- O prazer é meu, (S/N). - Disse enquanto corava

Suni era uma garota linda, sua beleza superava a de Kim, de longe era a menina mais encantadora da classe. Ela parecia tímida, levava uma pureza, e sua beleza era natural.

- Você está tão fofinha, com essas tranças (S/N). Não acha, Kook? - Kim questionou, o olhando de forma assustadora

Então, ele se virou para mim, e fez com que eu o olhasse, ambos coramos e nos viramos rapidamente, e após retornar a sua cor de origem:

- Sim, ela fica muito bonita desse jeito.  - E virou-se para disfarçar sua timidez ao dizer aquilo

O que está havendo? Por que eles estão de acordo desta forma? E por que Kim questionou logo Jungkook, sobre minha aparência? Ela não é apaixonada por ele? 

Para aliviar o clima que estava no ar, o professou entregou o exercício, tínhamos duas aulas seguidas, então poderíamos fazê-lo com calma, tendo em vista que eram muitas questões.

As escolas em Seul já estavam pegando pesado desde o começo.

Por ser questões de Biologia, uma matéria em que eu era relativamente boa, pude ver o desespero de Kim e Suni quando liam as primeiras questões. Decidi criar um clima agradável:

- Vocês tem dúvidas? Posso ajudar, costumo ter facilidade em Biologia. - As questionei

- Você faria isso? - Kim segurou minhas mãos de forma ansiosa - Seria muito grata.

- E-Eu também tenho dificuldades, nos auxilie por favor (S/N). - Suni disse juntando as mãos

Quando ia responder:

- Eu também sou bom em Biologia, junto com
(S/N), auxiliaremos no que puder. Não podemos perder para os outros, certo? - Jungkook disse de forma motivadora

Todos assentiram e ele começou a ler a primeira questão.

 Estava com os olhos fixados no texto, mas não o lia, fingia talvez, porque minha mente estava em outro lugar. A forma como ele disse, parecia um líder, isso me fez o admirar por um instante 

- E então, o que acham? - Jungkook nos pedia opinião

- Hmm, um momento, vou ler a questão novamente. - O respondi

Li a questão enquanto os três me encaravam, ansiosos. Decidi expor minha opinião:

- Acho que a letra C parece ser a correta.

Jungkook olhou para mim e respondeu:

- Marquei a mesma questão, temos a mesma opinião. - sSrriu de forma gentil

Já estava corada novamente, decidi perguntar as meninas :

- E então? - Questionei as olhando

- Hmmm, se voce disse, confio em você. - Kim respondeu

- Bom.. Ahhh..Eu não entendi nada. - Suni sussurrou

Todos nos olhamos e caímos na gargalhada, pois sua expressão facial havia sido a melhor.

- Ok, passaremos para a próxima questão. Apenas nos acompanhe, certo? Depois lhe tiro dúvidas sobre a matéria. - A confortei

- Serio, (S/N)? Poderia mesmo nos ajudar com a matéria? Não queremos reprovar. - Ela e Kim faziam expressões tristes

- Sim, ajudarei.

Ambas sorriram para mim. Jungkook começou a ler a segunda questão.

Várias delas já haviam sido resolvidas, eles se sentiam cada vez mais à vontade, e eu acompanhava o rítimo. Sempre ríamos ou brincávamos com alguma coisa sem sentido, mesmo sendo discreta, dava algumas gargalhadas de vez enquando. Sim, aquilo era estranho, mas me sentia bem, um sentimento que nunca havia experimentado, ter pessoas ao meu redor, interagindo e fazendo com que uma tarefa se transformasse em diversão.

Mamãe, até o momento tudo está dando certo, a senhora ficaria orgulhosa ao ver sua filha agora.
Aposto que papai está feliz, não é mesmo? Inteligente e discreta, é. Realmente me pareço com ele.







 

   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...