História A broken glasses and two broken hearts - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Lacey (Belle), Malévola, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Discussões, Morrilla, Romance, Swanqueen
Visualizações 193
Palavras 1.103
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal! Estou de volta.
Espero que gostem desse capítulo, nossa Regina Mills chegou e chegou brigando com a nossa Emma, acreditem se quiser minha amiga brigou comigo pelo mesmo motivo hahaha!

Capítulo 2 - Regina Mills


Fanfic / Fanfiction A broken glasses and two broken hearts - Capítulo 2 - Regina Mills

Regina Mills POV.

Acordei cedo naquele dia e tratei de logo ir resolver algumas pendências que havia pelo atelier, coloquei um dos meus terninhos femininos que eu adorava usar e que Ems adorava me ver usando, afinal eu ia para a parte do escritório e não produzir nada. Fiquei pronta e vi o meu anjo em sono profundo dormindo na cama e a sua inseparável Ava deitada ao lado, lhe dei um beijo no topo da cabeça e sai do quarto, passando pelo quarto de Ben o vendo dormir tranquilamente, lhe dei um beijo e fui desci as escadas indo para cozinha, encontrando Lola feliz e saltitante pela manhã.

- Bom dia Lol! – disse lhe fazendo um carinho e seguindo para tomar o meu café.

Assim que pronta, dei tchau para Lola e segui para fora de casa para ir ao atelier. Entrei em meu carro e aproveitei que não havia trânsito, logo cheguei, cumprimentei alguns de meus funcionários e segui para a minha mesa e resolver o que precisa, pois logo queria voltar para os meus amores. Me distraí completamente com os afazeres e quando me dei conta já era no horário do almoço, arrumei as minhas coisas e segui para o meu carro, logo avisando Emma que estava indo para casa. Abri a porta do apartamento dando de cara com Ben no cercadinho enquanto Lola brincava com ele e Ava tomava conta observando tudo.

- Oie meu amor, como você está? Sentiu saudades da mamãe? – disse tirando os saltos, colocando a bolsa na mesa e lhe dando um beijo. – E o meu amô, onde está?

- Cozinha! – ouvi o grito e segui com Ben no colo para lá.

Caminhei em direção e logo a vi de costas para mim, mexendo em alguma panela no fogão.

- Cheguei meu amô, como foi o seu dia? – perguntei indo em sua direção e assim que ela se virou, tomei um susto, Ben começou a chorar. Emma usava aquele óculos escroto da época que nos conhecemos na escola, ou melhor da época que nos odiávamos. – O que você está fazendo com essa coisa? – perguntei espantada, ignorando o menino que chorava.

- Estávamos brincando e Ben começou a andar com ajuda de Lola, fui pegar o meu celular para filmar e quando me virei ele caiu sentado em cima dos meus óculos, sem que eu tivesse a chance de impedir. – ela me respondeu enquanto eu tentava acalmar Ben.

- Tira esse óculos agora, você sabe que eu detesto ele. – eu disse aumentando o tom enquanto Ben chorava mais.

- Eu não posso fazer nada, se eu tirar não vejo quase nada, são quatro graus de miopia em cada olho, você sabe disso. – ela me respondeu. – Deixa isso pra lá, vem aqui me dar um beijo, como foi o seu dia? – ela veio me minha direção para me beijar e eu desviei.

- Swan, esse óculos é da época que a gente se odiava. TIRA ELE AGORA! – gritei.

- Para com isso Regina, eu não posso ficar sem óculos, você sabe disso. Já não basta nas paredes e móveis que eu bati porque estava sem? Porra e ainda tem o Ben! – ela reclamou.

- O que tem o meu filho? – perguntei a olhando estranha enquanto o abraçava na forma de acalmá-lo.

- Seu filho? Fez com o dedo né? – ela perguntou sendo irônica.

- No nosso caso, foi assim mesmo. – respondi com um sorriso cafajeste no rosto.

- Só você cuidou e criou né? Me dê ele aqui. – ela disse vindo pegar e desviei. – PARA DE GRAÇA, ME DE O MENINO AQUI! - Contra a minha vontade entreguei Ben que continuava a chorar. – E preste atenção.

O pequeno olhava para o rosto dela e chorava, tentava sair do colo, quando Emma tirou os óculos ele foi se acalmando, ela colocou de novo e ele chorou, quando ela tirou Ben parou de novo.

- Viu? Nem meu filho me reconhece com esses óculos, já não bastava você! Para de graça Gina, vem aqui! – ela disse enquanto colocava os óculos de volta eu pegava o Ben no colo.

- EU JÁ DISSE PRA TIRAR ESSA MERDA! COMIGO, VOCÊ NÃO FICA ASSIM! – gritei e Ava veio correndo na minha direção latindo contra mim. – CALA A BOCA AVA.

- NÃO GRITA COM ELA! CARALHO MEU! PUTA QUE PARIU, É SÓ A MERDA DE UM ÓCULOS VELHO, EU NÃO POSSO FICAR SEM! MAS SE VOCÊ PREFERE UM ÓCULOS DO QUE A MIM, FIQUEM SOZINHA E BOA SORTE PARA FAZER O BEN DORMIR, SABEMOS QUE ELE SÓ DORME NO MEU COLO. – Emma gritou saindo da cozinha e me assustei, ela pegou a carteira e o celular e saiu de casa batendo a porta.

- MERDA! Para de chorar Ben, já passou, já já sua mãe volta!

Pronto, agora eu estava sem esposa, um filho chorando, Ava latindo para a porta e Lola pulando... O que me falta acontecer?

Emma Swan POV.

Era inacreditável, como ela pode fazer um escândalo desses só por causa de um óculos velho? Enxuguei as lágrimas enquanto socava uma das mãos na parede e sentia um dor enorme em seguida.

- MERDA! – falei passando a outra mão por cima, tirando o sangue que havia.

- Socar a parede não vai resolver nada... – Ruby nossa amiga da época de colégio disse enquanto encostava a porta do seu apartamento que era de frente ao nosso.

- É eu sei... Foi à solução que veio na minha cabeça. – respondi levando o machucado a boca.

- O que houve? Porque está com esses óculos velhos? A Gina já viu isso? – ela perguntou rindo.

- Poxa, até você Ruby? Ben estava tentando andar e caiu em cima dos meus óculos, deixando-o em pedaços. Não posso ficar sem, você sabe, então peguei o velho e esse era o único, Regina deu um escândalo, só faltou dar na minha cara por causa dessa porcaria e sem contar o meu próprio filho que não me reconhece com ele.

- Mas gente! Pra que tudo isso? É só um óculos...

- Pois é, tenta dizer isso pra ela! – disse indo em direção ao elevador e apertando o botão.

- Onde você vai? O Ben ta chorando.

- Vou fazer outro óculos e esfriar a cabeça. Pois é, eu não consigo ficar perto dele de óculos que ele chora, vamos ver se ela consegue fazer ele dormir, já que ele só dorme no meu colo. – respondi e entrei no elevador enquanto a porta se fechava atrás de mim.

- É Regis, você arrumou confusão a toa, está na hora de chamar as meninas. – Ruby disse chamando o elevador novamente.

 


Notas Finais


Para quem está um pouco perdido, essa história surgiu de um sonho meu baseado em momentos da minha vida (indicarei as partes que não fizeram parte do sonho, por enquanto todos do anterior e desse fazem) enfim, sim, minha amiga brigou comigo por causa do meu antigo óculos, era uma armação que eu tinha que época que nos conhecemos, justamente a época que nos odiávamos, o cômico da situação foi quando eu fiz uma nova armação, nós viramos melhores amigas.

Enfim, obrigada pelos favoritos e comentem, me ajuda muito! Qualquer coisa me chamem no twitter @_carrieforbes
E lembrem-se WICKED ALWAYS WINS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...