História A Bruxa Negra - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Lizzie" Saltzman, Enzo, Esther Mikaelson, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Josette "Josie" Saltzman, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Marcellus "Marcel" Gerard, Matt Donovan, Mikael, Mikael Mikaelson, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Vincent Griffith
Tags Bruxas, Lobisomens, The Originals, The Vampire Diaries
Exibições 36
Palavras 881
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey! Eu não sou nova aqui no Spirit, mas, para você que não me conhece, sou Izzy, prazer.

Essa é uma fanfic inteiramente de minha autoria. Plágio é crime em pessoal.

Lá vai algumas coisas sobre a fanfic:

1 - Os personagens que aparecem na fanfic é que não estão na série, são inventados, desde a personalidade até as características.

2 - Prestem atenção nas passagens de tempo.

3 - Os capítulos serão em primeira pessoa, sendo narrados pela Maya, talvez tenha capítulos sendo narrados por outros personagens, ou até por mim.

4 - Não terá dia certo para postar, porém tentarei postar as quartas e aos sábados (não prometo nada).

5 - Há uma nova espécie, inventada por mim, se já houver essa espécie em outras fanfic, séries, livros, me avise.

6 - Terá bastante flashbacks, então como eu já disse, atenção as datas.

7 - Não terá hentai (cenas de sexo).

8 - Leitores fantasmas, participem, vou adorar saber a opinião de todos vocês (críticas construtivas, please)

9 - Se houver algum erro, avise-me, não precisa de xingamentos.

10 - Talvez eu atrase para postar os capítulos, eu lhes darei o motivo.

10 - Seja bem-vindos ao meu mundo. Espero que gostem da fanfic.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction A Bruxa Negra - Capítulo 1 - Prólogo

Versailles (França), dois milênios atrás.

 Versailles ainda não havia sido fundada. Apenas muitas décadas depois ela seria fundada. Lá havia um acampamento, onde a família Hathaway vivia.

 Maya estava lá fora, brincando com a irmã gêmea, Morgana. As duas eram inseparáveis. Já tinham completado sete anos, e quanto mais cresciam, mais fortes ficavam.

 Houve um grande barulho. Estão de repente as cabanas estava pegando fogo. Morgana e Maya correram para dentro, a procura dos pais.

  — Mommy? — Morgana disse se aproximando da casa. Os dois começaram a tossir, por causa de toda a fumaça.

 Izabel, ouviu a voz da filhamais novo e entrou na cabana maior. Atrás dela vinha Tamara e Silvanus, os dois filhos mais velhos. Ela observou as gêmeas no meio do fogo e arregalou os olhos correndo atrás dos dois.

  — Maya! Morgana! — Izabel gritou. Ela pegou as gêmeas no colo e girou os calcanhares olhando os mais velhos. — Levem elas para longe daqui, já sabem o que fazer. — com isso ela entregou Maya para Tamara e Morgana para Silvanus. A mais velha saiu da cabana em busca do resto de seus filhos.

 Tamara apertou Maya contra seu colo e correu para fora da cabana, com Silvanus atrás de si. Os dois correram até o rio que havia ali perto.

 Quando chegaram perto do rio, Tamara colocou Maya no chão. Olhou para Silvanus que havia colocado Morgana no chão.

  — Temos de ir, irmãs. — a mais velha disse dando um beijo na testa da criança. — Amamos vocês. Quero que fiquem com isso. — Tamara enfiou a mão no bolso e de lá tirou um colar que se dividia em duas partes. Em uma das partes era um desenho de Amara e na outra era um de Silas. — Essa é nossa avó, Amara, e este é nosso avó, Silas. Nunca se esqueçam de quem vocês realmente são.

 Lá atrás ouvia-se gritos. Silvanus beijou a testa de cada um das irmãs. Ele olhou para a mais velha e murmurou:

  — Vá, eu irei atrasa-los. — ele deu um meio sorriso e começou a correr na direção onde vinha os gritos. Ele adentrou a floresta e desapareceu la dentro.

 Tamara pegou a mão das duas irmãs e caminhou em direção ao rio, que não era fundo. Eles atravessaram o rio e continuaram a correr, em direção a caverna.

  Na entrada da caverna as iniciais S e P estavam talhadas na pedra. Tamara passou a mão sobre as iniciais fazendo a caverna se "abrir".

  — Lembre-se da gente, da sua verdadeira família. — Tamara disse sorrindo. 

 Ela puxou as gêmeas para um abraço e sussurrou algumas palavras. Logo as gêmeas estavam dormindo, como Izabel já esteve um dia.

 — Vocês são as únicas da sua espécie. Uma espécie que não deve morrer tão cedo. Sinto que vocês fariam grandes coisas, pena que não estarei lá para ver isso. — ela sorriu e os colocou deitados, um do lado do outro. Pegou um grande livro, na qual seus avós e sua família escrevia os feitiços, e colocou no meio dos menores. Ela se virou e saiu da caverna, selando-a. 

 (...)

  Mystic Falls 1227 A.D

 — Maya! — a irmã gêmea da garota a chamou. Ela se virou com um grande sorriso. — Hoje é o nosso aniversário e você vai sair? 

 Elas estavam completando 19 anos. Viviam com Mary e Jordan e com muitas outras pessoas. 

  — Claro, irmã. Sabe, comemoramos o dia inteiro, agora vou ir comemorar sozinha. — Maya abriu um sorriso e se olhou no espelho. Ela estava com um vestido longo, os cabelos negros estavam soltos.

  — Quer dizer que você não vai sair para encontrar aquele tolo? — Morgana fez uma careta enquanto observava a irmã. — Soube que ele dá em cima de muitas damas, ele está brincando com seus sentimentos irmã. 

  — Não fale assim dele. Ele me ama e eu o amo. — a morena sorriu e caminhou em direção a janela. — Me de cobertura. Volto mais tarde. — ela então pulou em direção ao chão. 

 Correu em direção a maior casa que havia ali. Ao chegar no jardim ela ajeitou o vestido é caminhou silenciosamente até a porta de entrada. Porém, ela parou quando viu um dos irmãos de seu namorado, ele estava com os dentes cravados no pescoço da empregada, Mirian. Os olhos estavam escuros como a noite, o corpo de Mirian estava mole, a jovem estava morta. Nicklaus tirou as presas do pescoço da garota e soltou, deixando o corpo da jovem cair mole. Ele limpou o sangue da boca e sorriu acenando para ela.

 Kol fechava a porta. Ele estava alheio em seus pensamentos que acabou não percebendo Maya ali. Quando ele se virou, encontrou o olhar arregalado da menina.

  — Maya? — a garota deu dois passos para trás, assim que o Original se aproximou. — Maya! — antes que ele pudesse fazer algo, ela se virou e correu.

 Kol ia atrás dela, quando o irmão mais velho, Elijah, o parou.

  — Deixe-a ir. Ela precisa de um tempo sozinha. — Kol suspirou vencido. Ele olhou, por cima do ombro, Nicklaus, que tinha um sorriso no rosto.

 De uma coisa Kol sabia, ela voltaria. Ela tinha que voltar.


Notas Finais


É isso, ainda temos um longo caminho a percorrer, espero que gostem.

Beijos da Banshee.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...