História A caça ao monstro da floresta - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Mpreg, Terror, Yaoi
Visualizações 30
Palavras 552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 14 - Selo


Fanfic / Fanfiction A caça ao monstro da floresta - Capítulo 14 - Selo

Fiz a mesma pergunta de antes, quem era aquele garoto? Quando Elis iria começar a escrever o celular tocou, mandei Elis espera, olhei para o número no celular atendi o mas rápido possível.

- vovô!

-recebi o seu recados e mensagem eu estou indo para a casa de sua mãe se prepara quando eu chegar vou leva-lo para um vilarejo eu irei lhe explicar depois, até!

Tentei ligar novamente mas ele desligou o celular, alertei a minha mãe e Elis que eu iria saí, depois de duas horas o vovô chegou, ele mandou eu entrar, ele estava magro e com orelhas horríveis, entrei no carro, minha mãe era a única que se despediu, quando já estávamos longe o suficiente da pequena cidade ele explicou a tal situação a história da minha mãe era verdade principalmente de Elis, mas poderíamos acabar com o contrato, se conseguimos sela o demônio, ele disse que iria me leva para o vilarejo responsável por criar o selo e por ter lhe dado informações o suficiente para escreve o livro.

Ele iria me explicar só quando chegamos no vilarejo que era isolado de todos, a viajem foi longa mas conseguimos chegar, o lugar estava vazio destruído o mato já dominava as casa, vovô ficou em desespero e correu em direção a uma igreja, chegando lá encontramos um senhor de idade avançada, ele estava orando enquanto chorava, ele disse que iria responder as nossa duvidas.

-sou o responsável por tudo que aconteceu aqui!

-???

-as bruxas vivia nesse vilarejo antes de ir para sua cidade, eles fizeram a mesma coisa que fizeram na floresta, hoje eu sou o último membro vivo nesse vilarejo!

Olhei para o vovô ele estava triste, parece que ele comesse este senhor a muito tempo.

-o selo não aguentou muito tempo, afinal o poder destes demônios era muito grande, a população do vilarejo ficou em desespero e fizeram o selo proibido, sacrificar todas as crianças e  bebê que fosse híbrido ou humano.

-meu amigo você não tem culpa!

-sim eu tenho, finalmente o dia da nossa salvação chegou, havia nascido a criança que iria salvar o vilarejo eu o criei, deveria ser puro mas ele desapareceu, eles eram apenas crianças eu gostaria de saber se eles estão bem!

-você disse eles? (Diga que não é o que estou imaginando)

-sim, gêmeos não são nem menina e nem menino, são híbridos de um ser que se parece com um anjo, pensamos que eles seriam nossa salvação, continuámos a sacrificar crianças mas o selo foi destruído novamente e dessa vez eles acabaram com o vilarejo e logo depois ele foi para a cidade onde vocês vive e agora ele quebrou os dois selos se ele quebra o último selo será o seu fim!

Gêmeos será que é o Elis, o senhor se levantou e entregou um livro, ele mandou que nós retirasse, quando chegamos no carro, percebemos que havia varias criaturas diferentes indo para a igreja, tentei voltar, mas meu avô não deixou prossegui.

-não vá este é seu destino, agora que temos o selo podemos evita o mesmo em nossa cidade, vamos!

Acabei indo embora do vilarejo, eu gostaria de falha para o vovô sobre o que eu achava do Elis mas eu tinha medo, era melhor não falha nada. Devo espera o momento certo.

 

Contínua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...