História A caminho do infinito - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bra, Goten, Pan, Trunks
Tags Dragon Ball
Visualizações 8
Palavras 672
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Nessa história as crianças z nasceram na mesma época e vão enfrentar desafios juntos

Capítulo 1 - Primeiro dia na escola nova


Bra


Olhando pela minha janela vejo um cenário que nunca imaginei, um lindo nascer do sol com uma cachoeira cheia de pedras, algumas árvores, tudo verde, cheio de vida, da para imaginar? Era tão lindo, nunca tinha visto um lugar tão legal como aquele.

Me mudei a tão pouco tempo e já gosto tanto desse lugar, ainda não fiz amigos aqui, não sou daquelas de fazer amigos, mas tenho meu irmão e o Goten,  as pessoas com quem gosto de sair e me aventurar. Continuei a olhar em minha janela quando ouço alguém bater em minha porta.

- Ei Bra, tá acordada? - fala Trunks entrando - O café tá na mesa.

Sai da janela e fui correndo atrás dele, apostamos corrida até a mesa mas ele venceu, foi injusto ele ter sido primeiro. 

- você saiu primeiro não vale - falei brava com ele - vamos apostar de novo. 

- você perdeu irmãzinha - diz ele com uma cara de convencido - aceita que dói menos.

Ele é tão chato quando vence, além de não saber perder, não é um bom adversário. Mudando o assunto, hoje é o nosso primeiro dia de aula, não gosto muito de aula mas minha mãe adora, tanto que me obrigou a ir para aquele inferno.


Goten


Logo quando acordei fui tomar café da manhã, bem rápido para poder ir logo até a casa dos meus amigos e ficar lá, após me arrumar fui voando até o final da floresta mas quando estava chegando na cidade tive de parar de voar porque minha mãe não quer que eu mostre o que eu sei perto de pessoas normais. 

Estava perto da casa do Trunks, já com mochila e tudo para ir para escola depois, mas um menino me parou na rua e me empurrou, ele era alto e aparentava ter uns 12 anos.

- e aí novato - falou ele fazendo uma cara de psicopata - como vai seu pai, fazendo muitas maldades?

Eu não entendo o que ele quis dizer então tive de perguntar.

- mas como assim - perguntei meio confuso - do que você está falando.

- do seu pai - disse ele me olhando de um jeito estranho - com esses chifres que você chama de cabelo, só pode ser filho do capeta. 

- você nem conhece meu pai pra falar assim dele - falei saindo dali.

- onde pensa que vai pivete? -fala ele me empurrando no chão - quem você pensa que é rato de esgoto.

- me deixa em paz - saio correndo dali. 

- Da próxima vez eu vou te cagar a pau rato de esgoto - falou ele com cara de nojo - me aguarde pivete.

Quando dobrei a esquina eu parei de correr e fui caminhando até a casa de Trunks e Bra.


Trunks


Estava tomando café com a Bra e alguém bateu na porta, fui atender e era o Goten.

- bom dia gente - falou o Goten entrando sem mais nem menos - quando eu estava vindo um cara me parou e me empurrou, acreditam? Me chamou de pivete, filho do capeta e rato de esgoto, alguém me explica esses meninos mais velhos por favor.

- você não conhece ele? - perguntou Bra cheia de comida na boca - qual a idade dele?

- eu não sei -falou goten se sentando na mesa - mas parecia ter uns 12.

- ele fez isso porque, provocou ele? - falei sentando novamente - e porque filho do diabo? 

- ele disse assim: com esses chifres que você chama de cabelo, parece o filho do capeta - falou o goten fazendo uma voz engraçada.

- nem liga pra isso - falou Bra levantando e levando as coisas para a pia - são babacas 

- eu não tô nem aí - disse Goten  sorrindo -  eu posso ser o pivete mas duvido ele me ganhar em uma briga.

- bem, mudando de assunto - falei me levantando - já está na hora de ir para a escola.

- ah não - falou o goten lecantando com preguiça - odeio escola.

- eu também - falei abrindo a porta - mas temos de ir.


Notas Finais


O que será que os aguarda nesta escola? Descubram no próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...