História A Carruagem - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Tags Avalon, Carruagem, Hyung, Jimin, Jonglee, Jungkook, Mistério, Príncipe Jungkook, Reino, Romance
Visualizações 32
Palavras 2.077
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oinhe Gentinha <3
Voltei com mais um capítulo para vuxes <3
Obs: Jungkook esta cada vez mais filho da puta...
Me perdoem pela demora, prometo não demorar mais.
Bjsss, fiquem o capítulo.
Amo vuxes

Capítulo 3 - Bêbado Carente


Jimin entrou no castelo novamente e trancou a porta, para tirar suas roupas e quem sabe rasga-la em pequenos pedaços.

As deixou emboladas em um canto do quarto e vestiu um pijama de tom escuro que estava em seu armário.

Ele queria chorar, mas tinha medo de que Jungkook fizesse algo para prejudicar a sua família ou machuca-lo. Então apenas foi dormir para tentar esquecer de tudo que aconteceu no jardim.


Durante a noite, conseguiu ouvir batidas em sua porta, talvez fosse Jungkook, mas o loiro não queria vê-lo, pelo menos não hoje.

Mais tarde, alguns tapas e gritos podiam ser ouvidos dos aposentos do rei, o que tirou o sono de Jimin que chorou por toda a noite, Jungkook parecia estar machucando alguém, uma moça.

Será que ele faria isso de propósito?

Então seria apenas isso que o príncipe queria de Jimin, uma noite?

 

(...)

Já havia amanhecido e todos do reino já estavam acordados. Jimin acordou e coçou os olhos antes de ir até a janela de onde conseguia ver sua antiga casa.

Batidas na porta tiraram o loiro de seus devaneios que logo correu para atender, mas antes, tirou seu pijama e colocou uma roupa confortável para o café.

- Jimin? Já acordou? Você tem que descer para o café da manhã - Sun Hee gritou do outro lado da porta.

Logo a porta foi destrancada e o loiro já estava pronto, roupas, higiene, tudo feito.

-Bom dia Sun Hee - disse e abraçou a nova amiga - Vamos? Estou com fome - O loiro disse fazendo a garota rir.

Eles desceram e Sun Hee se despediu de Jimin voltando para a cozinha, enquanto o Park engoliu seco ao ver o príncipe sentado à mesa com uma expressão diferente de todas a qual tinha visto.

Ele estava de cara fechada, e na opinião de Jimin, ele vai ser ignorado. Mas o Park não se importou muito pois não tinha muitos assuntos para tratar com o moreno. Sentou- se a mesa, porém em um banco afastado do príncipe que o encarou com uma expressão curiosa.

-Fugindo Park? - Jeon disse dando um pequeno sorriso de canto.

- Me prevenindo - O Park retrucou num tom ignorante.

- Acha que eu posso te machucar? Morder você? - Jungkook perguntou colocando mais café em sua xícara.

- Não sei, mas como eu disse, estou me prevenindo - Disse pegando um pedaço do bolo que estava sobre a mesa.

O príncipe sorriu dando um gole em seu café e começou a ler algumas cartas vindas de outros reinos, coisas de rei.

Jimin não conseguia olhar nos olhos do príncipe, tinha medo de encara-lo. Seus olhos transmitiam muitas coisas, parecia que o príncipe não tinha sentimentos, tudo o que fazia, era pensando em si próprio.

Assim que terminou seu café, Jimin voltou para seu quarto para trocar de roupa, iria dar uma volta pelo castelo, havia alguns lugares no qual ele ainda não tinha visto.

Começou a andar pelos corredores, todos eram praticamente idênticos, Jimin só conseguia ver estatuas, armas e quadros. Eram bonitos, mas entediantes.

Entrou em algumas salas das torres, que estavam completamente abandonadas. Alguns quartos ainda possuíam móveis, alguns podres e outros muito empoeirados.

Entrou em uma das salas e deu de cara com Sun Hee sentada em sua cama escrevendo, aquele era seu quarto. Sorriu e se sentou ao lado da nova amiga que guardou as folhas em uma gaveta do armário e voltou a se sentar ao lado do loiro.

- Ah, a quanto tempo mora aqui Sun Hee - Jimin perguntou quebrando o silêncio.

- Eu nasci aqui, então, moro aqui a 28 anos - Sun Hee respondeu e depois sorriu olhando para o nada.

- Então você conheceu Jungkook criança? - O Park perguntou meio curioso.

Jimin queria muito saber sobre a história de Jungkook, se ele já foi uma pessoa comum ou se era esse monstro em miniatura.

-Jungkook era normal, é claro, sempre muito adulto em relação a garotos e garotas, mas brincava normalmente, uma boa criança - Sun Hee respondeu terminando com um grande suspiro.

- Sun Hee, me diz uma coisa, ele já fez... "aquilo" com você? - Jimin perguntou.

Sun Hee parou por um instante, parecendo ter lembrado de algo, balançou a cabeça negativamente.

-Ah, graças a Deus - Jimin disse e suspirou alto.

- Porque, ele tentou alguma coisa com você? -Sun Hee perguntou preocupada.

- N-não, ele não fez nada, até agora nada - Jimin mentiu.

Ele não iria contar sobre o que aconteceu no labirinto para ninguém, sabia que seria julgado por não ter aceitado o pedido do homem mais cobiçado do reino.

-Porém, acredito que vai tentar - Jimin respondeu de cabeça baixa.

 Sun Hee encarou algum ponto da sala pensando em algum assunto, porém apenas se levantou a cama.

-Bom, tenho que voltar ao trabalho, fique à vontade para ficar em meu quarto se quiser majestade - Sun Hee disse antes de começar a descer para cozinha.

Jimin parou por um instante ao ouvir a palavra majestade, talvez ela tivesse o confundido com Jungkook, então resolveu ignorar.

Antes de sair do quarto, Jimin analisou alguns quadros de Sun Hee, ela criança com uma mulher de olhar cansado e deprimido, talvez fosse sua mãe.

Saiu do quarto encostando a pequena porta e resolveu continuar sua exploração pois o almoço ainda iria levar algum tempo.

O próximo quarto que Jimin entrou, deveria ser dos pais e de Jungkook. O loiro logo se animou, queria encontrar fotografias de Jungkook mais novo.

Correu então até o criado mudo, abrindo a pequena gaveta e encontrando um grande álbum de fotografias. Abriu o grande álbum, visualizando a primeira fotografia onde estava Jungkook brincando numa grande banheira com sabão espalhado pelo rosto, sorrindo.

Ouviu sons de passos no corredor que dava para o quarto, encarou a porta logo visualizando a silhueta de Jungkook que entrou com uma expressão séria em seu rosto.

-Jungkook? Veja, achei fotos suas, você era realmente muito bonito - Jimin disse encarando as fotos.

O cheiro do álcool invadiu suas narinas fazendo Jimin sentir ânsia e encarar o mais velho que estava escorado em uma das paredes do quarto.

- Saia daqui Jimin - Jungkook disse indo cambaleando em direção a Jimin e pegando o álbum de suas mãos com força, o jogando em um canto da sala.

- Mas porquê? São apenas fotos - Jimin disse com a voz tremula, estava com medo.

O loiro sentiu mãos grossas agarrarem seu braço e lhe arrastar com certa brutalidade para fora da sala, jogando o loiro no corredor, e bateu a porta do quarto.

Jimin começou a chorar e correu para seu quarto, Jungkook na situação em que estava, deixava o pequeno com medo.

Mas algo lhe fez pensar que talvez Jungkook tivesse feito aquilo para não machucar o menor, protege-lo de si mesmo.

Enquanto isso, no antigo quarto do rei e da rainha, Jungkook começou a destruir tudo, deis de móveis até quadros. Resolveu então deixar o álbum de fotografias guardado em seu quarto, ele não queria ter feito isso com Jimin, mas estava apenas o protegendo.

 

Já no quarto ao lado, Jimin  chorava e vestia uma roupa mais quente para dar uma volta pelo jardim , pois não pode aproveitar o passeio com Jungkook por conta do que aconteceu.

Ao sair pela porta, Jimin trombou com um guarda que escoltava uma criança algemada até a suíte real. Abaixou a cabeça, se lembrando da noite passada, aquilo foi traumatizante para o loiro, Jungkook seria capaz de matar esse jovem no estado que estava.

Engoliu em seco e saiu em direção ao jardim com o pensamento pesado, iria fazer algo em relação aquilo, só precisava pensar direito.

Encontrou Sun Hee no jardim, a mesma estava próxima a fonte e cantarolava alguma canção. Se aproximou lentamente para não a assustar e se sentou ao seu lado.

- Ah, olá senhor Park. O que faz aqui esse horário? - Sun Hee perguntou e soltou uma risadinha.

- Eu só queria sair um pouco do meu quarto, e não queria acabar encontrando com Jungkook no castelo.

- Mas está no horário do almoço, Jungkook vai ficar te procurando - Sun Hee disse tomando distancia da fonte e se sentando próxima a Jimin.

- Eu estou sem apetite, aliás, acredito que o príncipe não vá querer comer, já está cheio de álcool - Jimin respondeu e soltou um longo suspiro.

- O príncipe anda bebendo novamente - Sun Hee sussurrou baixinho preocupada.

-Sun Hee, você poderia me levar a esta sala "especial" para onde Jungkook leva as crianças? -Jimin perguntou.

-Claro, vamos - Sun Hee respondeu pulando e pegando no braço de Jimin.

...

Assim que chegaram em frente à sala, o guarda abriu a porta, porém, eles teriam de ser rápidos lá dentro. Assim que entrou, Jimin ficou paralisado. A sala era decorada como um jardim, papel de parede verde, flores desenhadas no chão, o que deixou Jimin um pouco menos preocupado.

Os mais jovens viviam com medo e algumas vezes acabavam chorando, já os mais velhos, ficavam sentados em cantos com o rosto fechado, principalmente quem já tinha passado pelas mãos do príncipe.

-Bom, pelo menos o local e limpo e claro- Jimin disse observando cada objeto dentro da sala.

Havia algumas mesas e cadeiras, que provavelmente eram utilizadas para alimentação das crianças, além de alguns brinquedos velhos e um cheiro esquisito.

Resolveu tentar conversar com alguma das crianças que tentavam brincar por ali, visualizou uma garota escorada na parede. Seus cabelos estavam sobre o rosto e seus braços tinham alguns aranhões e partes vermelhas.

Jimin se sentou ao seu lado e limpou a garganta seca, ficou algum tempo encarando a garota de aproximadamente 15 anos, antes de abrir a boca para dizer alguma coisa.

-Olá, como se chama? – Jimin perguntou com uma voz gentil.

A garota olhos nos olhos de Jimin por alguns segundos antes de esconder seu olhar novamente entre os fios negros.

- Isso faz alguma diferença? – A garota respondeu de maneira fria.

- Olha, eu sei que ainda não me conhece, mas eu posso ajudar. Eu sei das coisas horríveis na qual ele fez com você e pretende fazer com todos os outros – Jimin respondeu sem olhar para a garota.

A garota apenas o encarou mais uma vez antes de levantar, se sentando do outro lado da sala, bem longe de Jimin que ficou totalmente abatido com o que aquelas crianças inocentes estavam sofrendo.

Aquilo fez Jimin sentir um embrulho esquisito em seu estomago, diferente do normal. Era um sentimento de culpa e muita raiva, Jimin estava sentindo raiva, algo que nunca tinha sentido.

 

A única coisa que Jimin conseguiu fazer foi sair da sala e correr chorando até o jardim novamente. Sentia um pouco de culpa, mesmo não tendo feito nada de tudo aquilo, já que era uma das vítimas.

Se sentou perto da fonte onde estava com Sun Hee, e se permitiu chorar um pouco. Sua mente estava confusa... tristeza, culpa, saudade, Jungkook.

Sentiu a presença de alguém ao seu lado, mas não sabia quem era, até que sentiu seu corpo ser levantando e colocado no colo de alguém.

Abriu os olhos e ouviu o príncipe, que já não estava mais bêbado, emitir um som em seus lábios, pedindo para que parasse de chorar.

- Por que está chorando? - Jungkook perguntou para o loiro em seu colo.

- Você Jungkook, por que me quer? Apenas me responda isso Jungkook - O garoto perguntou entre lágrimas.

O príncipe não respondeu, apenas se abaixou e selou seus lábios com o do mais novo, era um beijo calmo, como um pedido de desculpas.

Assim que o ósculo foi encerrado, Jimin levantou do colo do príncipe com o rosto corado, e correu devagar para dentro do castelo.

 Jimin, eu só quero alguém para amar...

(...)

Jimin procurou Sun Hee por todo o castelo e acabou a encontrando na sala de jantar. A mesma organizava alguns pratos e talheres.

- O que aconteceu Jimin? Parece que viu um monstro! - Falou devagar, mas séria.

- Sun Hee, eu tenho que ir embora deste lugar - Jimin respondeu ofegante.

- Você está pensando em...

- Fugir, isso mesmo. Vou fugir e levar todas aquelas crianças comigo - Jimin interrompeu.

- Isso é loucura! - Sun Hee respondeu colocando os pratos na bancada.

- Eu sei, é por isso que preciso de sua ajuda.

 

 

 

 

-Do que você precisa?

 


Notas Finais


Comentem o que estão achando
Perdoem o Tio aqui caso tenha algum erro <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...