História A Carta - Oneshot - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Shion
Exibições 32
Palavras 1.658
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Reescrita ...
Espero que gostem...
^^

Capítulo 1 - Oneshot


Fanfic / Fanfiction A Carta - Oneshot - Capítulo 1 - Oneshot

"Estou escrevendo essa carta meio aos prantos
Ando meio pelos cantos
Pois não encontrei coragem
De encarar o teu olhar"

Naruto estava quieto o dia inteiro, estava calado, pensativo, e isso deixava Hinata preocupada, não gostava de ver seu marido andando pelos cantos. Parecia que queria lhe contar algo mas não saia, os olhos deles estavam sem brilho.

- Naruto - ela o chamou, ele estava sentado na mesa da cozinha após o jantar, as duas crianças desceram correndo as escadas e cada uma deu um abraço nos dois

- Boa noite Papai e Mamãe - falaram juntas,

O louro mais velho deu um sorriso pequeno ao ver aqueles dois menininhos correndo de volta para seus devidos quartos, mas ao ver que Hinata se sentou ao seu lado, seu sorriso desapareceu, tinha vontade de sair correndo de tanta vergonha que sentia, se sentia pequeno, uma criança sem rumo

- Amor - aquela voz doce o chamou novamente mas dessa vez ele a olhou - O que foi, você esta meio pra baixo, estou ficando preocupada com você

Naruto sorriu um sorriso sem vida, sorriso triste e medonho

- Não - ele pegou na mão dela - Esta tudo bem, só estou cansado 

- Então tá - ela sorriu de forma doce, sabia que ele estava mentindo mas aceitou - Vamos dormir então  - ela beijou a mão dele e se levantou

- Pode ir, eu ja vou - ela fez um bico bem fofo - Prometo - ela sorriu e saiu 

"Está fazendo algum tempo
Que uma coisa aqui por dentro
Despertou e é tão forte
Que eu não pude te contar"

Naruto a viu sair e subir as escadas, logo também subiu e foi tomar um banho. Olhou para o espelho e pegou seu celular e ligou para o aeroporto

- Sim - a atendente disse atendendo o telefone

- Naruto Uzumaki - ele disse somente e logo a mulher se corrigiu

- Perdão senhor Uzumaki, em que posso ajuda-lo

- Eu quero uma passagem - ele olhou em volta de si, abriu a porta e olhou para a morena que dormia como um anjo, calma e serena. Ele estava sendo covarde, mas não iria conta-la o que ocorreu - Qual será o próximo voo?

- Será para Paris, as 6:00 

- Não tem mais cedo não? - ele perguntou desesperado

- O que tem acabou de partir - ele suspirou

- Tudo bem... - respirou fundo - Esta marcado então

- Sim sr. Uzumaki - então desligou

"Quando você ler eu vou estar bem longe
Não me julgue tão covarde
Só não quis te ver chorar"

Ele terminou o banho e foi vestir uma roupa, deitou-se ao lado dela e acariciou seus cabelos. O cheiro dela veio até suas narinas fazendo seu coração pulsar mais forte, os olhos deles estavam adquirindo um brilho diferente, estavam vindo lagrimas. 

Porque ele havia feito aquilo, estava confuso mas tinha que fazer isso...

A noite passou e ele acordou as quatro da manha, foi para a cozinha, pegou um papel e uma caneta e passo a escrever, a cada letra que escrevia ele sentia ainda mais dor

"Perdão amiga são coisas que acontecem 
Dê um beijo nos meninos
Pois eu não vou mais voltar"

Subiu as escadas, já eram 5:30, tinha que sair, ela ainda dormia, então somente se inclinou e beijou seus lábios, aquela seria a ultima vez que ele a tocaria, a ultima vez que ele a veria

"Como eu poderia dar a ela esta carta
Como eu vou deixar
Pra sempre aquela casa
Se eu já sou feliz
Se eu já tenho amor
Se eu já vivo em paz"

Ele respirou fundo, seu coração estava se partindo em minúsculos pedaços. Ele pegou aquele papel e o deixou ao lado da cama, em uma cômoda marrom. Mas então percebeu que não daria muito certo, então colocou em seu travesseiro e foi no quarto dos meninos.

Sentiu cheiro de criança e sorriu, viu brinquedos jogados no chão. Foi até o mais novo e deu-lhe um beijo na testa e acariciou os cabelos louros do menor sussurrando um "Eu te amo meu filho". Logo foi para o mais velho, ele tinha um caderno de desenho em seus braços, ele estava desenhando, muito bonito por sinal. Naruto pegou o caderno e passou os dedos pelo desenho, como parecia realista, para uma criança de 10 anos, estava perfeito. Naruto estava sorrindo e do seu lado sua esposa que também sorria, em baixo os dois meninos, sendo o menor nos braços da mãe e o maior estava a frente do pai.

Uma fina lágrima desceu dos seus olhos, fechou o caderno e colocou na comoda do lado da cama e beijou a testa, secou as lagrimas e sussurrou um "Eu te amo" a ele e fechou a porta.

Desceu as escadas, abriu a porta de casa e quando estava passando pelo portão viu sua esposa em pé pela janela, ela estava levantando os braços e respirando fundo

 

"E por isso decidi
Que vou ficar com ela
A minha passagem, por favor, cancela
Vá sozinha, eu não vou mais

Quando cheguei no portão da minha casa
Como se eu tivesse asas
Me senti igual criança
Deu vontade de voar"

Dentro do quarto ela parou um pouco e olhou para trás e fez uma cara confusa, olhou para a cama e viu aquele papel, e com curiosidade o pegou

- Naruto deve ter ido mais cedo para o trabalho - sorriu com o pensamento mas mesmo assim abriu e passou a ler em voz alta - "Já faz algum tempo que eu queria te contar mas não tive coragem..." - ela se sentou na cama, estava lendo em seus pensamento, as palavras não queriam mais sair pela sua boca, seu coração estava batendo forte em seu peito, ele queria sair de dentro de seu corpo 

"Eu tenho vergonha de olhar em seus olhos, tenho medo, mas por favor, não me julgue covarde, queria te contar, mas  não pude, e não posso. Quando você estiver lendo essa carta eu já não mais estarei por perto, vou estar longe, dê um beijo nos meninos... Me perdoe..."

Logo vinha sua assinatura e embaixo um "Amo-te", ela jogou a carta na cama e abaixou a cabeça abraçando seu próprio corpo, sabia que não precisava disso. Ela secou suas lagrimas e se levantou, ainda abraçando a si mesma

- Pra onde ele foi....? - perguntou fechando os olhos

 

"Quase entrei pela janela
Minha esposa ali tão bela
Dei um forte e longo abraço
E comecei a chorar

E com as lágrimas as palavras vinham
E rolavam como pedras
E ela só a me escutar
Ao enxugar minhas lágrimas com um beijo
Revelou que já sabia
Mas iria perdoar"

Quando faltava pouco para que ele foce embora daquela casa, veio algo , uma sensação de medo e coragem, ele olhou para a janela. Não podia deixa-la. Correu até a porta a abriu, jogou a mochila no sofá e subiu as escadas, era 5:50, parou em frente a porta e com receio a abiu lentamente, viu ela na janela, linda, seus cabelos soltos e um pouco bagunçados, usava camisola azul bebê...

Andou até ela e a abraçou por trás, ela se assustou mas logo relaxou

- Você não ia embora? - ela perguntou olhando para ele pelo ombro e acariciando suas mãos

- Eu não posso mais ir - ele a virou para si e se ajoelhou no chão abraçando suas pernas - Eu não vou mais te deixar - ele começou a chorar, ela o olhou com atenção. Naruto começou a falar - No trabalho eu e esqueci de você, te trai com a secretaria, a culpa foi minha - ele chorava ainda mais - Eu marquei duas passagens, eu ia fugir com ela - ela se ajoelhou ao seu lado - Mas... 

- Hey - ela o abraçou e ele chorou em seu ombro, logo o olhou e secou as lágrimas daquele homem que ela tanto ama - Eu já sabia - ele arregalou os olhos e abaixou a cabeça de tanta vergonha - E eu te perdoo 

- Mas por que? - ele não a olhou

- Quem ama perdoa Naruto - ele a olhou - Eu te amo, me casei co você por que eu te amo - ela passou a falar - Temos dois filhos que vieram do nosso amor - ele a observou - Temos um família... Todos erramos... E eu te amo Naruto

- Hinata... - ele  a abraçou e beijou-lhe os lábios, pensava que seria a ultima vez, mas seria eterno - Eu prometo que nunca mais vou pensar em te deixar

"Como eu poderia dar a ela esta carta
Como eu vou deixar
Pra sempre aquela casa
Se eu já sou feliz
Se eu já tenho amor
Se eu já vivo em paz
E por isso decidi
Que vou ficar com ela
A minha passagem, por favor, cancela
Vá sozinha, eu não vou mais"

Eles se beijaram novamente, mas ele parou  pegou o celular

- Espera - ele discou o numero da moça cm quem ele ia fugir

- Cadê você, vamos perder o voo - ela disse com raiva

- Eu não vou, esta decidido

- Como não, o que foi?

- Eu não te amo, meu coração só pertence a uma - ele olhou para Hinata e sorriu para ela - Eu estou cancelando nossa viagem 

- MAS VOCÊ NÃO PODE FAZER ISSO 

- Vá sozinha, eu não vou mais Shion - ele desligou e olhou para Hinata - Sou todo seu Hime

Ela sorriu e se jogou nele, quase o perdeu, mas ele a ama, ela o ama. Tudo tem resolução, só bastava ter coragem...

- Hinata - ele sussurrou

- Que - sussurrou de volta

- Vamos fugir para Londres? - ela o encarou e sorriu o abraçando forte 

- Vamos - eles se olharam e sorriam alto

 

 

 

FIM!!!


Notas Finais


S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...