História A casa branca - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags A Casa Branca, Abuso Infantil, Capítulo Único, Criança, Crianças, Espírito, Espíritos, Jovem, Jovens, Lenda, Lendas, Mito, Mitos, Morte, Mortes, Policiais, Sangue, Sobrenatural, Suícidio, Tragedia
Exibições 11
Palavras 1.078
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Mistério, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente minha primeira one short aaaaaaa que felicidade meu deus que alegriiiiaaaa 

Bem não foi um capítulo muito grande mais deu pro gasto 

Aproveite a leitura^^

Capítulo 1 - Capítulo único - A morte... é o fim de tudo?


5 jovens, amigos... irmãos, todos de diferentes formas porém ainda sim são iguais, com uma singularidade incomum, claro que para cinco era comum


Um dia na hora do intervalo, os 5 estavam longe de todos como sempre quando um outro jovem vem e os atrapalha chamando uma das meninas, um tempo passa e a menina sai correndo e os outros 4 amigos sai atras dela, quando um dos meninos percebe que o jovem de antes está com um sorriso sádico gigantesco.


Eles conseguem alcançar a garota que falou que o menino havia a chamado por que ele tinha provas de que o pai estava traindo a sua mãe e que ele ira entregar as provas para a mãe dele se...


Um tempo em silêncio quando a outra menina quebra o silêncio pergundando "Se o que?", a garota exita um pouco e fala "Se eu não for na casa branca e ir pegar uma boneca lá dentro", todos ficaram assustado


_Reza a lenda que corre pela cidade de que a casa branca era mal assombrada, a muito a muuuuito tempo atrás era um local normal, uma moradia normal, de uma família normal, formado por uma esposa, um marido, uma filha de 7 anos, todos felizes, porém essa felicidade duraria pouco... muito pouco, um assassino chega e envade a casa matando o pai e a mãe... mas a mãe ainda ficou tempo o suficiente para ver a filha sendo abusada sexualmente e morta, assim a mãe falou que "Eu juro vingança", 5 dias depois a polícia não tinha conseguido achar o assassino e abusador então 2 dias depois acharam um bilhete confessando o que ele fez e ele tinha morrido de uma forma brutal, ele havia se jogado para alguns cachorros assim sendo devorado por eles, uma semana a pois uma amiga da filha que tinha 10 anos estava com pena da criança e resolvel deixar o seu brinquedo favorito, então quando anoiteceu ele foi deixar o pequeno boneco de presente para a menininha, no dia seguinte, os pais da criança foi para o quando dela para acordar-la mas so que... os pais dela a encotraram morta, no banheiro com uma faca na mão e seus pulsos cortados, sagrando, um vermelho profundo e na pareide havia escrito: "eu entrei na casa branca e deixei um briquedo lá, so que eu achei uma mãe lá, adeus a todos irei morar la para sempre" ainda sim no rosto do menino havia um sorriso macabro e em seus olhos lágrimas juntamente com seu rosto marcado pelas mesmas_


 Crianças não deveriam pensar em suicídio 


"-Mãe eu vou dormir na casa da minha amiga ok?

-Claro"

"-Mãe eu vou dormir na casa de um amigo?

-Claro meu filho"


 A confiança é outra coisa não é?


Os amigos sairam e foram em direção a casa, que era um pouco mais afatada da cidade, meio que uma forma de segurança, claro não muito eficaz. 


Os 5 jovens pararam na fente do portão negro e enferrujado, era um conjunto de 2 portões gigantes, com aqueles de mansões antigas "Como vamos entrar?" uma das meninas pergunta, e a outra fala se virando "tem um buraco ali no muro"

Claro o buraco era grande o bastante para que os jovens passasem pelo muro cinza, mas só um por vez.


Acho que temos visitas 


Dentro da casa solta uma risada fina, mas que os jovens não ouviram


Um dos meninos abre a porta fazendo um ruido que fez todos se arrepiarem todos, eles entraram deixando a porta aberta, "Bom dizem que o menininho deixou a boneca no quarto da garotinha" "ok vamos" falou o outro garoto, todos continuaram andando até achar uma escada, eles começaram a subir a escada e ela rangia, todos subiram com cuidade, eles andaram por um corredor eles ve uma porta meio aberta, eles entram e ve em cima de uma caixa uma boneca de pano, um dos mebros pega a boneca "vamos" todos concordam e começam a andar, quando... uma música começa a soar no ar, uma melodia de música infantil, então o vidro da janela se quebra. 


Cinco dedinhos, cinco dedinhos.... onde estão? onde estão!... vocês se saudam, vocês se saudam... e se vão, e ... se ... vão 


A música para e todos estão estáticos, quando de repente uma das meninas é puxada para dentro do quarto e os outros ficam fora, todos gritam o seu nome e batem para ver se a porta quebra, mas não adiantou, um último grito avisa que ela tinha morrido, todos começam a correr e uma risada marca o local que antigamente era silencioso


Quatro dedinhos, quatro dedidos, onde estão? aqui estão,! eles se saudam, eles se saudam e se vão e se vão 


 Um dos meninos é puxado para o outro quarto ouvi-se um último grito e sangue passa por debaixo da porta.


 Três dedinhos, três dedidos, onde estão? aqui estão! eles se saudam, eles se saudam e se vão e se vão 


Eles passam pela a escada e o outro menino cai nela, eles vão para a parte da sala


Dois dedinhos, dois dedidos, onde estão? aqui estão! eles se saudam, eles se saudam e se vão e se vão 


A garota é puxada para cima, sobrando apenas você só, segurando aquela pequena boneca de pano


 Um dedinho... 


A música começa a soar


 Um dedinho


Suas pernas treme


 Onde estás? 


Uma risadinha ao fundo


Aqui estás! 


Você aperta a boneca


 Você se esconde 


Você escuta passos em sua direção


 Você se esconde 


Ela vem em direção da luz


Mas te achei 


Você vê seu rosto, sente o cheiro da morte no ar, o seu sorriso que exibe dentes manchados... de sangue


Mas... te... a... che...i 


Por fora da mansão um casal passava de moto e ouvi seu grito, você havia morrido nas mãos dela, você era apenas um entre muitos outros que não voltaram para contar a história, esse calsal chama a polícia que logo chega, eles entram na casa e ve você deitado na sala com a boneca na mão



~Semanas depois


Os policiais haviam morrido em um assisdentes no trânsito


Os pais dos jovens ou se separaram ou se mataram ou sairam da cidade


O garoto que havia feito o desafio na chantagem cometeu suicídio por causa da culpa



 É como dizem, nem toda história termina com um final feliz, mas antes do verdadeiro fim, eu lhe deixo com uma pergunta em mente... No início da história eu falei que eles 5 tinha uma singularidade incomum que só eles tinham, então você já sabe qual é? Mas é claro que sabe, você é um deles...



Fim***







Notas Finais


Eai o que acharam? Bem ?Mal? Mais ou menos? Me digam! Comentários? !Aceito muito bem, bom, por hora já deu ne, se gostou eu tenho uma história desse estilo só que o começo não é muito impactante, aqueles olhos azuis, bom favorite mesmo sendo uma one, comente por favor, e tchau e BJSs aaaaa que felicidade


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...