História A Casa do Lago - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bottom!jungkook, Bts, Jeon Jungkook, Jungkook, Kim Taehyung, Kookv, Kpop, Menção Baeksoo, Taehyung, Taekook, Top!taehyung, Vkook, Yaoi
Exibições 643
Palavras 1.492
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá coisos, tudo certo?

Capítulo fresquinho para vocês, espero que gostem!

Perdoem os errinhos e boa leitura!

Capítulo 19 - Taehyung e sua obra de arte no pescoço de Jungkook


Fanfic / Fanfiction A Casa do Lago - Capítulo 19 - Taehyung e sua obra de arte no pescoço de Jungkook

    Taehyung POV

 Quando acordei hoje, eu acordei muito feliz. Acordei com um Jungkook todo assanhando dormindo no meu abraço. Seu corpo estava repleto de marcas. Marcas estas, todas feitas por mim. Parecia uma obra de arte.  

 Só de o ver dormindo calmamente e com a respiração serena, era bizarro como eu me sentia completo. 

 Eu estava a tanto tempo só o observando dormir que era ridículo como eu não me sentia entediado.

 Foi de uma forma realmente surpreendente que Jeon Jungkook passou a ser meu tudo em tão pouco tempo. Esse garoto, me tirou da minha zona de conforto de uma forma repentina e confusa. 

 Mas é em momentos assim que eu vejo o quanto valeu a pena. 

 Ele começou a se mexer e finamente abriu seus olhos, deixando as orbes entreabertas enquanto tentava se acostumar com a claridade. Quando seu olhar me encontrou, ele sorriu. E porra, só esse sorriso já fez o meu coração esquentar. 

 - Bom dia, hyung. 

 - Bom dia Jungkookie. Eu queria dizer aqui que você é a coisa mais fofa, o ser humaninho mais adorável dormindo. 

 - Que bom que você me acha adorável porque você vai ter que me levar de volta até a casa. - disse enquanto coçava preguiçosamente os olhos, logo depois sorrindo forçado.

 - Oi? - o olhei desentendido.

 - É isso mesmo. Eu estou todo dolorido. Você vai ter que me carregar, namorado. - alisou meu braço, se aproximou e me deu um beijinho. 

 - Se for para ganhar beijinhos assim eu carrego 5 Jungkooks. 

 - Que bom então. - levou suas mãos até meu pescoço e me deu mais beijos.

 - Mas, espera. Se eu vou te carregar, quem vai levar nossas coisas? 

 - Se eu segurar as coisas e você estiver me segurando, o peso vai todo para você mesmo, então... Quem irá levar nossas coisas será meu namorado Kim Taehyung. Já ouviu falar?  

 - Eu devia me sentir mal por ter que carregar tudo sozinho, mas  quando você me chama de namorado eu fico feliz. 

 - Aish, amo você. - ele somente sorriu doce e fez menção de se levantar. - Ave maria. 

 - O que foi? - perguntei preocupado. 

 - Preciso de um banho. Vamos logo, namorado. Me leva daqui. - abriu seus braços como se eu fosse pega-lo e sair o carregando, largando tudo para trás. 

 - Quer que eu te leve assim mesmo?

 - Assim como? - questionou confuso. 

 - Pelado. - ri enquanto dirigia meu olhar para seu corpo desnudo. 

 - Ai meu Deus, até esqueci que estava pelado. - disse rápido enquanto ganhava uma coloração avermelhada em suas bochechas e tentava se cobrir como podia, se enrolando no cobertor com o qual havíamos dormido. 

 - Aish, você é tão adorável. Mesmo depois de tudo o que nós fizemos esta noite, você ainda consegue ter vergonha. 

 - A vergonha prevalece. E depois do terceiro round eu já não lembrava mais nem o meu nome! - argumentou enquanto procurava suas roupas, vestindo as que encontrou.

 - O meu você lembrava! Me recordo muito bem. - sorri e ele me fitou indignado.

 - Taehyung! - desferiu um tapa em minha cabeça. - Você é terrível! 

 - Eu sou terrível mas amo você. - me sentei e selei nossos lábios mais uma vez antes de começar a procurar minhas vestes também.

 Depois de vestidos, após arrumarmos nossas coisas e desarmarmos a barraca, o moreno sorriu travesso para mim. 

 - Vem me carregar, namorado! - exclamou animado já pulando em minhas costas. 

 - Só acho que isso é preguiça de andar, seu folgado. - falei enquanto o acomodava e segurava suas pernas para que ele não caísse, sentindo em seguida seus braços agarrando meus ombros. 

 - Folgado foi você ontem, depois de três rodadas, quando eu já estava quase dormindo, você veio e ficou esfregando aquela coisa em mim. Não faz mais do que a sua obrigação me carregando. 

 - Quando eu fiquei "esfregando aquela coisa" em você, você estava perfeitamente desperto, acordado e consciente de seus atos. E digo mais, você gostou que eu sei. Jungkook tentando se aproveitar da situação. - disse já começando a andar. 

 - De aproveitador eu não tenho nada, sou seu coelhinho fofinho. - encostou seu queixo em minha cabeça e deixou um beijo na mesma. - Qual seu sabor favorito de pizza, hyung? - perguntou cínico.

 - Não é mudando de assunto que você vai contornar a situação. 

 - Eu gosto de pepperoni mas como de tudo. O que você quiser está ótimo para mim... 

 Jeon Jungkook continuou com todo seu cinismo enquanto era confortável e sedentariamente carregado pelo coitado de seu namorado. Continuei caminhado e o segurando até ver um celular sendo dirigido a mim.

 - Você está tirando fotos nossas? 

 - Não, eu estou nos filmando.

 - Posso saber o motivo? 

 - Um amigo meu quer saber quem é o meu namorado. Vou mandar o vídeo para ele.

 - Ah é? 

 - Sim. 

 - Então, olá amigo do Jungkookie. - tirei uma de minhas mãos de suas pernas, o carregando com uma só e acenando.

 - Ai doido, você vai me derrubar assim. Me segura com as duas mãos né. 

 - Seu namorado precisa de um descanso. Podemos parar um pouco, fazer um pausa?

 - Podemos sim. - ele desceu das minhas costas, se virou e parou ao meu lado. - Hora de dar tchau.

 - Tchau amigo do Jungkookie. - acenei mais uma vez e ele parou de filmar. - Hora do meu descanso. - o puxei e selei nossos lábios. 

 - É essa a sua ideia de descanso? 

 - É. 

 - Okay então. - uni nossos lábios mais uma vez e passei a beija-lo com mais intensidade. Estava envolvido em nosso ósculo quando ouvi um barulhinho que veio novamente de seu celular. Abri os olhos ainda sem findar o beijo e vi que o Jeon nos fotografava. Ri um pouco mas logo ignorei e voltei com nosso contato. 

 - Vai mandar para o seu amigo também? - perguntei enquanto arrumava seus cabelos com meus dedos.  

 - Não. Essas fotos eu vou revelar e... Por nos meus porta-retratos... Usar de lockscreen... - sorri com sua revelação. 

 - E por que você vai fazer isso? 

 - Porque... Você é o meu namorado e eu amo você. - respondeu logo desviando o olhar. 

 - Aish você é muito fofo, não me aguento. - o abracei e logo me virei para que ele pudesse voltar para minhas costas.

 - O que você está fazendo? - franziu o cenho sem entender.

 - Ué, vou te carregar. 

 - Deixa para lá. Você vai ficar com dor nas costas. 

 - Mas você disse que estava dolorido.

 - Não precisa se preocupar, eu aguento. - me entregou uma das mochila que carregava, sorriu e pegou a minha mão. 

 - Mas voc-- fui interrompido. 

 - Só vamos logo, hyung. - saiu me puxando e continuamos a conversar. 

 Quando vi, já havíamos chegando no dormitório. Eu estava pensando em como era sortudo por ter um namorado tão adorável e amável quando o ouvi gritar.

 - KIM TAEHYUNG! - fui em sua direção receoso e o mesmo estava diante do espelho que havia na porta do armário.

 - O que houve?! - perguntei aflito. 

 - OLHA O QUE VOCÊ FEZ EM MIM, GAROTO! 

 - O QUE? 

 - COMO ASSIM O QUE? OLHA PARA ISSO AQUI! - apontou para seu pescoço. - OLHA ESSE CHUPÃO. 

 - O que tem? 

 - ELE É ENORME! 

 - E daí? Eu sou seu namorado, não posso fazer chupões em ti? 

 - Poder pode, MAS ISSO AQUI NÃO É UM CHUPÃO! É UM ROMBO GIGANTESCO NO MEU PESCOÇO, 'TÁ TUDO ROXO. - o Kookie ficou meio estressado... 

 - Ow bebê, não precisa se preocupar com isso, sai no banho. - ri de nervoso. 

 - Desde quando chupão sai no banho?!

 - Vamos tomar banho, coelhinho. - o puxei em direção ao banheiro. 

 - Você vai tomar banho comigo? 

 - Vou. Eu aproveito e faço uma massagem... 

 - Massagem? 

 - Sim. Para você esfriar a cabeça e ficar mais relaxado. Não posso? 

 - Não, você não pode. - disse seriamente enquanto cruzava os braços. 

 - Por que não? - perguntei triste. 

 - P-porque eu tenho vergonha. 

 - Mas eu já vi tudo que você tinha para esconder. 

 - Aish, mas você é safado! Não vai querer só tomar banho. 

 - Não tenho segundas intenções. - sorri amarelo. 

 - Mas eu ainda estou dolorido, hyung! 

 - Não vou fazer nada que você não queira. Talvez ocorram alguns beijinhos inocentes mas... Prometo que vai ser só um banho. 

 - Promete? 

 - Prometo. 

 - Eu sinto que não deveria confiar em você. - estreitou os olhos me encarando desconfiado. 

 - Mas eu sou o seu namorado e eu prometi! 

 - Aish, como você é insistente. Vamos logo. - nos despimos, caminhamos até o chuveiro e fomos tomar nosso banho. 

 Talvez, só talvez eu tenha quebrado algumas promessas hoje... 


Notas Finais


Foi isso povo.

Não tenho nada para falar hoje então... Até o próximo!

Beijobeijo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...