História A Casa do Lago - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bottom!jungkook, Bts, Jeon Jungkook, Jungkook, Kim Taehyung, Kookv, Kpop, Menção Baeksoo, Taehyung, Taekook, Top!taehyung, Vkook, Yaoi
Exibições 563
Palavras 1.279
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá coisos, como vão vocês?

Eu fiz algumas alterações para tentar melhorar a formatação e mudei a capa dos capítulos. Eu sei que ninguém vai voltar para ver como ficaram os capítulos anteriores mas eu sou perfeccionista e não estava mais aguentando aquela coisa feia. Bom, as próximas vão ser mais bonitinhas.

Esse capítulo foi tão, tão aleatóriokkk. Espero que vocês gostem.

Perdoem os errinhos e boa leitura!

Capítulo 20 - Jungkook sensibilizado


Fanfic / Fanfiction A Casa do Lago - Capítulo 20 - Jungkook sensibilizado


                  Jungkook POV

 Hoje era mais um sábado e só para variar, eu não queria sair. Muita preguiça. Eu queria ficar o dia inteiro aqui na cama com o hyung. Queria ficar aqui na cama dormindo, ou conversando, ou recebendo carinho. 

 Sinceramente, eu estou bem carente desde que eu e o Tae começamos a transar, então... Eu queria ficar o dia inteiro aqui transando com Kim Taehyung. 

 Vocês não têm direito nem moral nenhuma para me julgar porque se vocês tivessem um namorado gostoso garanto que vocês também iriam desejar isso.

 Mas o ponto aqui é, que o meu namorado vai querer sair. E eu não quero sair. Então vou ficar aqui parado porque assim ele não acorda e perderemos o horário do ônibus. 

 Era isso que eu imaginava, porém mesmo parado, imóvel, quieto, inerte, fazendo movimente mínimo até para respirar, o mocreio acordou. 

 - Kookie. - vou fingir que estou dormindo até que ele desista.

 - Jungkookie. - ele começou a acariciar meus cabelos enquanto distribuía beijos pelo meu pescoço. 

 - Coelinho. - Para caralho! Assim eu vou querer acordar. 

 - Bebê, acorda. - eu sou forte. Não vou ceder. 

 Ele continuou insistindo. Tipo insistindo por muito tempo. Uns 15 minutos acredito eu.

 - Jungkook eu sei que você está acordado. Vamos para de fazer showzinho e levantar? - 'tô dormindo ainda. 'Tô dormindo. 

 Eu achei que havia me safado, mas vi que não quando Taehyung começou a mexer comigo e me estimular. Ele começou a enfiar suas mãos dentro das minhas roupas e ficou me arranhando e me lambendo. 

 - Porra Taehyung! Existe uma coisa chamada ereção matinal, sabia? Você está querendo me deixar com uma por acaso? Eu só queria dormir, seu energúmeno. - exclamei irritado.

 - Nossa, que namorado bem humorado esse meu. 

- Bom dia amorzinho. - sorri e o abracei. 

 - Vou nem falar nada.

 - Ótimo, você pode ficar quietinho aí e assim nós podemos fazer coisas melhores. Como por exemplo, voltar a dormir. 

 - Hoje é sábado, não vamos voltar a dormir. 

 - Sábado? Mas hoje é sexta-feira! - não custa nada tentar, não é? 

 - Pode ir parando. Nós vamos sair. 

 - Mas eu não quero hyung! - falei manhoso.

 - Nós podemos ir ao cinema. 

 - Podemos. Mas também podemos ficar aqui e transar. - comecei a alisar seu pé com o meu.

 - Eu acho engraçado que quando eu falo que tu é fofo, tu fica cheio de vergonha. Mas quando o assunto é sexo, você não tem vergonha nenhuma quando quer. 

 - Só quando eu quero mesmo.

 - É exatamente assim. Porque quando eu quero, você não me deixa nem tomar banho contigo.

 - Ninguém mandou ficar me dando moral. 

 - Criei um monstrinho. 

 - Seu monstrinho quer dormir e transar. Vamos ficar aqui. 

 - Não. Nós iremos sair. 

 - Poxa hyung, você não me quer? - apelei com uma carinha triste e um biquinho.

 - Jungkook. Que horror! Com quem você está aprendendo essas coisas? 

 - Para de se fazer de santo, eu sei muito bem do conteúdo do seu livrinho! - o Kim arregalou os olhos e ficou me encarando surpreso. Coitado, pensou que eu era burro.

 - Como você sabe sobre o meu livro? 

 - O Baekhyun hyung me contou e eu resolvi dar uma olhada quando você não estava. - sorri convencido. 

 - Aish, sabia que não podia confiar nele. Mas eu não esperava isso de você. 

 - Desculpa? 

 - Desculpo se você levantar comigo agora. - ele fez menção de se levantar mas eu o impedi. 

 - Não! - me joguei em uma de suas pernas e a agarrei, o impossibilitando de se levantar. - Fica aqui comigo, hyung.  

 Credo, eu parecia uma criancinha birrenta. E para vocês terem ideia de como eu queria transar hoje, eu continuei com toda a minha birra.

 A que ponto você chegou Jeon Jungkook.

 - Que criança. Vamos sair e eu te compro um brinquedo. Compro um daqueles que vem com adesivo e pirulito na embalagem.

 - Não preciso de um brinquedo. E eu posso provar do seu pirulito aqui e agora. - okay, agora eu exagerei. Só me dei conta de minhas palavras depois que elas já haviam sido pronunciadas. E quando eu percebi a merda que tinha dito, eu fiz o que? Corei. 

 Péssimo Jungkook. Além de ficar sendo infantil ainda consegue se constranger com suas próprias palavras. 

 - Jungkook. O que está acontecendo com você hoje? - Taehyung perguntou agora preocupado. 

 - Eu... Não sei. Só estou muito carente e necessitado. - soltei sua perna, me sentei e abracei meus joelhos em arrependimento. Francamente, por que eu estou assim? Por que me sinto tão estranho? Isso é terrível.

 - Aish, tudo bem. Nós podemos ficar. - Taehyung veio e me abraçou. Só consegui pensar em como seu abraço era o mais reconfortante de todos, eu me sentia maravilhosamente bem em seus braços. - Tudo para te ver sorrir. 

 Meu coração está doendo agora. Ele é tipo a pessoa perfeita para mim. O acastanhado me proporcionava tantas coisas boas que eu me sentia injusto por negar algo a ele por preguiça minha. 

 - Me desculpe, hyung. 

 - Pelo o que? 

 - Por ser assim. Eu sou um namorado terrível. 

 - Do que você está falando, Kookie? 

 - Aish, eu sou todo chato e fico fazendo manha e você... Você só me faz sentir bem, me diz coisas assim. - o abracei mais forte. - Eu te amo tanto. - ele riu e passou a acariciar minhas costas. 

 - Eu também te amo, e amo muito. - deixou um beijo no meu pescoço e logo voltou a falar. - Amo até suas manhas. Amo tudo. 

 - P-para. Eu estou sensibilizado hoje, não deu para perceber?

 - Deu sim, e eu vou cuidar de você até que você se sinta bem novamente.

 - Para Taehyung! Você é um namorado tão maravilhoso que eu me sinto mal.

 - Olha a bipolaridade invadindo. 

 - Até mudando de assunto você é perfeito. 

 - Se hoje é dia de fazer elogios, eu vou fazer um monte para você. - esse garoto não existe. 

 - Os elogios de hoje são para você. 

 - Mas você é o meu namorado, e é um ótimo namorado. Merece ser elogiado também. 

 - Aish, você é o melhor namorado do mundo. - me afastei e segurei seu rosto. - O melhorrr. - comecei a apertar suas bochechas e nariz e ele todo. Seu rosto estava até ficando vermelho de tanto ser apertado. 

 - Ai! Para doido. Que forma mais agressiva de se demonstrar carinho. - tirou minhas mãos de sua face e as segurou. 

 - Eu amo você. - repeti. 

 - Eu senti todo esse amor através de seus beliscões. - sorriu e selou nossos lábios. 

 - Me desculpe, hyung. Podemos começar de novo? 

 - Como assim?

 - Deita. - ele me olhou confuso mas mesmo assim, fez o que pedi. 

 Me deitei ao seu lado e sorri antes de fechar os olhos. Os abri mais uma vez e sorri novamente. 

 - Bom dia TaeTae hyung. O que acha de irmos ao cinema hoje? - ele demorou alguns segundos para entender mas logo começou a rir. 

 - Bom dia, Jungkookie. Você quer mesmo ir? Não precisa fazer isso, podemos ficar se quiser. 

 - Você disse que faria tudo para me ver sorrir. Se você sorrir e eu estiver com você, tenho certeza que vou sorrir também. Então... Tudo bem se formos. 

 - Você é o melhor. - sorriu mais uma vez e nos levantamos. 

 Não custa nada fazer alguns agrados para a pessoa que amamos, e custa menos ainda quando recebemos um sorriso lindo em troca.

 


Notas Finais


Foi isso, queridos.

Eu queria conversar com vocês aqui rapidinho. Assim coisos, quando eu comecei essa fic, eu achei que iria termina-la no capítulo 10 mas... Ela recebeu tanto amor e críticas positivas que eu fiquei inspirada e olha só, estou no capítulo 20. Eu tenho ideias pros próximos 5 capítulos mas eu queria estender para 30kkk. Eu estava pensando em vocês fazerem sugestões sabem? Tipo algum momento ou situação na qual vocês gostariam de ver esses dois aí.

Eu escrevo praticamente tudo, a minha única restrição é que se caso sugerirem lemon... Vai ser Jungkook uke de novo. Eu queria dizer que sou flex mas... Nãokkk. Eu sou Tae seme então pode ser que vocês não gostem né... Não sei.

Vocês podem sugerir um lemon pro próximo capítulo que vai ter Taekook no cinema, sei lá. Vocês que sabem.

Podem deixar nos comentários as sugestões, ou não né? Sei lá 2.

Feliz aniversário do Jimin para vocês! Jimin muito querido.

Até o próximo!

Beijobeijo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...