História A Casa Do Palhaço - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 9
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse cap. foi ocorrido no dia 14\06\2018

Uma dica pra quem gosta de escutar musica, ou pra dar um ar de terror a mais...
Recomendo (Silent Hill: Promise Extended)
´( É só pesquisa)´

Capítulo 2 - Cap. 2- "A gente ta no meio do nada"


Fanfic / Fanfiction A Casa Do Palhaço - Capítulo 2 - Cap. 2- "A gente ta no meio do nada"

No outro dia, logo pela manha todos levantam, tomam seu banho e vão direto a o aeroporto com as suas malas.

Após muitas horas de voo, os meninos chegam em São Paulo. Eles decidem parar em um restaurante para comer.

 

Jimin On:

Jimin: Eu ñ aguento mais viajar, é só show, show e mais show. E o de aqui vai demorar uns 2 dias. Oq eu vou faze até lá¿-Pergunto reclamando

SG: A Neide disse que a gente vai fazer um comercial de pasta de dente!-Diz Suga com um tom de insatisfação

Jin: Era só oq me faltava!- Acrescenta Jin.

Todos comem e vão de van ao um hotel simples lá perto;

 

Jin On:

Jin: Ai que viajem cansativa -Digo deitando na cama de casal de roupão após seu banho, onde o Nam estava lendo.

Nam: É, e amanha a gente tem que gravar um comercial ainda!-Diz Nam olhando pro livro.

Jin: Eu vou tentar dormir que amanha tem um dia longo!-Digo puxando a coberta.

Nam deixa seu livro de lado e come a acariciar meu cabelo, ele vai ate meus lábios e me dá um beijo lento, até que ele para e me olha.

Nam: Eu te amo sabia.

Ele logo sobe em cima de mim beijando meu pescoço, ele tira a camisa e me olha me dando um sinal de que queria sexo, e eu dou um sinal de aproximação, ele logo começa a desfazer o nó do roupão devagar, ele vai com os lábios até os meus mamilos chupando-os, logo eu fico excitado e deito ele em cima da cama ficando em cima dele, logo eu sinto o pênis dele na minha bunda, eu desço e desabotoou sua calça e chupo devagar seu pênis, ele fecha os olhos e geme com uma respiração alta, logo eu dou um beijo nele com as mão ao lado se suas orelhas, ele começa a tirar o meu roupão devagar, até que meu pênis e o dele se encostam, eu abro a perna sentando em sua barriga, ele pega uma camisinha e coloca em seu pênis, e eu lentamente desço meu quadril fazendo penetrar seu pênis em meu anus, e com a frequência ia aumentando a velocidade, e eu sentia o pênis do Nam latejando dentro de mim; ele gemia e rachava os dentes, e eu viravas os olhos segurando em seu peito, após alguns minutos ele começou a me masturbar e morder de leve os meus dedos da mão, logo após ele troca de posição ficando ajoelhado na cama e eu deitado com as pernas entrelaçadas nas suas costas e ele com as mão na minha cintura deixando mais rápidos os movimentos do meu quadril. Logo ele geme alto e fecha os olhos, deixando seu quadril mais veloz ainda, dando a entender que ele gozou. Nam me pega no colo e me coloca na cama ficando em cima de mim e me beijando.

Nam: Eu te amo amor!- Diz ele ofegante, acariciando meu cabelo.

Logo depois ele fica ao meu lado e adormecemos.

 

J-Hope On:

Eu acordo com barulho de malas; é o Jimin pegando desodorante.

Eu: O, me deixa porra!-Digo colocando o travesseiro no ouvido

Jimin: Cruz credo amiga, eu só to pegando o dove.-Diz ele saindo

Eu viro para os lados, mas não consigo voltar a dormir, então levanto, lavo o rosto, troco de roupa, e vou tomar café. Todo mundo está em uma mesa gigante no restaurante do hotel; sento junto deles.

Neide: GENTE, eu descobri uma coisa, eu tava navegando na web, e descobri que aqui perto tem uma casa abandonada, que é assustadora!

Jimin: A Neide, não viaja né guria! Essas porras não existem.

Suga: Existem sim, eu já vi uma.

Jimin: A, vc devia ta sonhando.

Suga: Não é serio.

Eu: Gente vamos mudar de assunto, eu tenho medo dessas coisas.

E ali depois a conversa continuou. A gente terminou de comer, e fomos pra van que tava lá fora esperando a gente pra ir gravar o comercial.

Todo mundo entra e começa a conversar, até que o motorista não passa bem, e nós temos que mudar de caminho pra parar em um posto de gasolina pra ele vomitar.

JK: Gente, nós estamos no meio do nada graças a esse imbecil do motorista, faz 15 minutos que ele ta naquele banheiro!

Jimin: Aposto que foi cagar.

Depois de 20 minutos esperando o motorista vem com a cara toda inchada com a mão na barriga.

Motorista: Gente, me desculpem, mas não esta mais dando pra eu dirigir. Alguém ai sabe dirigir¿

Eu: O Jin e o Namjoon sabem dirigir.- Digo apontando para o Jin.

Nam: Eu dirijo, pode deixar.

O motorista explica o caminho, e a gente vai.

Indo como todo o planejado a gente se perde.

Nam: E agr¿ Oq nós fazemos¿

Jimin: Abre essa porta pelo amor de deus que eu tenho que fazer xixi.-Diz  abrindo a porta rápido.

Suga: Eu também.- Diz indo atrás.

Todo mundo sai do carro e o Kook avista uma casa abandonada em um terreno baldio.

JK: Vamo lá naquela casa! Deve ser a que a Neide falou.- Diz animado

Jin: Não, não, não, essa casa não é nossa, e vai dar merda.- Diz negando e Namjoon balançando a cabeça concordando.

Jimin volta com o Suga se intrometendo.

Jimin: A, vamo vai ser legal ver a Neide cagando na calça.

Neide: Engraçadinho, eu sou a que tem menos medo dessas coisas aqui.

Jimin da uma tossida forçada afirmando mentira.

Jimin: *Cof Cof* Ai, gente *Cof Cof* quase morri aqui.- Diz tossindo.

JK: A vamo lá, vai ser divertido Omma!

Jin: Ta ta ta ta, vamos, mas depois a gente vai voltar!- Diz Jin reclamando.

Todos vão e o Kook vai na frente com Jimin de mão dadas, assim como a omma e o abba.

Jimin bate na porta mais sem respostas; então eles esperam o Nam para abrir a porta, porquê era muito pesada...

Jimin: Vai logo!- Diz reclamando da demora.

Nam: Amor, me ajuda aqui, essa porta é pesada!

Eles abrem a porta e nós entramos na casa....


Notas Finais


Eu sei, não briguem comigo, eu sei que demorei bastante pra postar, mas aconteceram algumas coisas pessoais e eu demorei pra postar, mas eu to de volta, e vim com tudo!
Espero que gostem, e deixei aquele suspense pra terminar; TALVEZ, amanhã tem mais capítulos.
Bjjss matilha, e, Durmam bem....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...