História A Centésima Garota - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 3
Palavras 656
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Harem, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


~ Boa Leitura

Capítulo 2 - Gêmeas


Um mês depois...

Correndo por aí com um cara na minha cola. Mais um sábado normal para Luke! Garota número 87 - confere. Ao despistar o cara e chegar no meu apartamento e mando uma mensagem para Dave dizendo que Daniela estava ok.

Logo em seguida ele ja me mandou a foto de duas ruivas dizendo que aquelas eram a 88 e a 89, gêmeas. Trabalhavam em um salão alí perto, eu sabia onde era.

Como eram dez da noite pedi uma pizza e fui assistir um filme. Estava, mais ou menos, na metade do filme quando a pizza chegou. Abri a porta e vi uma garota.

– Boa noite! Sua pizza – ela disse e sorriu, simpática – 24 reais.

– E você quando custa? – perguntei e sorri encantadoramente, apoiando meu braço na porta.

– Não estou a venda – ela parou de sorrir – Vai pagar com o cartão?

– Sim – pego o dinheiro e entrego pra ela que me entregou a pizza – Foi bom te ver...

– Discordo – disse ela.

– Ta quente aqui ou...

– Não – ela me interrompeu – Não tenho interesse e vai vestir uma camisa, você não malha muito aparentemente.

Nossa que estressadinha, penso e fecho a porta. Assisto meu filme tranquilamente e acabo pegando no sono.

[…]

Acordo cedo, tiro uma fatia de pizza de cima de mim e me levanto. Tomo um banho e vou pro salão em que as gêmeas trabalham. Essa será fácil.

Entro no meu carro e dirijo até o local, chegando lá que uma delas é recepcionista. Me aproximo da recepção.

– Oi – digo sorrindo – Ta quente aqui ou é só você? – digo e ela me olha.

– O que deseja? – perguntou inquieta.

– Quer mesmo que eu responda? – sorrio maliciosamente.

– Estous em serviço – ela diz sorrindo tímida.

– Sai que horas? – pegunto

– As 19h... – ela diz e escreve algo em um papel.

– As 20h pode ser? Cara, você é muito linda...

– Quando? – ela pergunta, põe uma mecha atras da orelha e coloca o papel, pequeno, perto de mim.

– Hoje, aqui mesmo... – sorrio e pego o papel.

– Combinado – ela sorri e atende o telefone que tocou – Salão da Irene, o que deseja?

Olho o papel e vejo que é o número dela, guardo no bolso, sorrio, e vou procurar a outra.

Andando por aí, vejo uma ruiva carregando dois copos de café. Me aproximo e a acompanho.

– O que o senhor deseja? – ela pergunta sem parar de andar.

– Muitas coisas... – sorrio – Uma delas é você!

Ela ri.

– Desculpe, estou muito ocupada agora! – ela para, entra em uma sala e volta sem os copos de cafe.

– Continua ocupada? – pegunto.

A garota põe o dedo no ouvido, como se estivesse recebendo ordens, e volta a andar. Eu a acompanho.

– Sim e muito! – ela sorri.

– Que horas você sai, linda? – pergunto encantadoramente.

– As 15h – diz e coloca o dedo no ouvido denovo – Desculpe, as 16h agora.

– Posso te pegar as 17h? – faço ela parar e sorrio.

Ela congela por uns instantes.

– Por mim ta ótimo! – diz, pega um papel e me entrega.

– Qual seu nome? – pergunto sorrindo.

– Nicoly. E o seu?

– Luke, a propósito, qual o nome da sua irma? – sorrio – É que eu a vi na recepção...

– Ah, é Nayara! – ela sorri – Não vá se confundir!

Sorrio.

– Não tem como... você é mais linda! – beijo a bochecha dela – Até mais...

Me distancio e saio do salão. Entro no carro e pego o papel de Nicoly, e escrevo seu nome, faço o mesmo com o de Nayara.

Ligo o carro e vou pra casa. Dois encontros hoje, tenho que estar bonito.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...