História A Certain Duks★ - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Decepção, Drama, Família, Romance, Sozinha, Violencia
Exibições 33
Palavras 1.263
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá , eu sou a Mel e essa e a primeira fanfic que escrevo ... Eu espero muito que vcs gostem!
Boa leitura!★

Capítulo 1 - A decepção★


Fanfic / Fanfiction A Certain Duks★ - Capítulo 1 - A decepção★


|~Ally~|

— Eu não vou vó....

-falo grossa e rude tentando fazer com que ela desistisse de me levar ate o cemitério-

—Vamos filha , são seus pais , seus irmãos tambem , é , hoje que faz 2 anos que eles morreram!

-ela fala calma como se fosse uma coisa legal de se fazer , ainda tentando me convencer a acompanha-la -

— É e hoje faz 2 anos que eu perdi tudo que eu mais amava , e quem realmente me amava.

Nesse momento senti meus olhos encherem de lagrimas , meu rosto com a areia seca de um rio foi lavado pelas mesma ,que eu não consegui controlar , e quando me olho no espelho percebo oq realmente esta acontecendo , percebo que estou chorando novamente , ate parece que todas essas semanas , todos esses meses de todos esses anos não foram suficiente , e mesmo eu falando para mim mesma que eu não vou chorar , que vou ser forte , eu nunca consigo . escuto o barulho de passos calmos vindo em minha direção , o barulho dos saltos da minha avó vindo ate mim e parando por trás de mim colocando as mãos em meus ombros e olhando também o meu reflexo no espelho daquela penteadeira em cor "pastel" que eu tinha ganhado da minha mãe a poucos dias antes de sua morte.

— Não fique assim minha querida , a questão e aprender a lidar com isso , olhe para mim ...

-eu a olhei fixamente pelo reflexo do espelho e ela continuo-

—Eu já não lamento mais , já não mal digo tudo que aconteceu , eu só apredi a viver com a perda meu amor!

-eu encaro ela fixamente e Suspiro no mesmo instante-

Era bem irônico ouvir aquilo da minha avó , ela realmente achava que eu não a via chorando baixinho antes e depois de orar a deus em seu quarto quado ia dormi , se perguntando e perguntando a deus pq eu sobrevivi enquanto todos os outros morreram , inclusive a filha dela , a minha mãe.

-fico em silêncio olhando para o meu reflexo ate que ela se abaixa um pouco e beija minha cabeça-

— Ta... Fica e descansa! Eu não vou te obrigar a nada!

-assinti mordendo meu lábio inferior por costume , enquanto ela da meia volta andando ate a porta do quarto-

—Tchau vó...te amo!

-olho para a mesma sorrindo fraco-

—Tchau Allyana!

-ela sorrio fraco também e seguiu seu caminho-

Depois de um tempo ali , me levanto da cadeira da penteadeira dando um nó no cabelo logo sigo ate a porta do quarto , andando pelo corredor passo por alguns quartos abertos , começo a fechar todas as portas pq tenho fobia de portas abertas , seguindo assim ate a cozinha para pegar algum lanche ate que avisto meu tio.

—Oi tio... Não foi com a vovó pq!?

-falo enquanto vou abrindo a geladeira procurando algum doce e acabo achando uma lata de brigadeiro-

—Preferi ficar , cuidando da minha Ally!

-ele da um sorrisinho de lado me olhando de cima a baixo com uma expressão que eu nunca tinha visto em seu rosto, eu o ignoro e sigo ate o balcão , coloco a lata de brigadeiro lá em cima abrindo a mesma-

—vc sabe que eu não preciso de cuidados não sabe... É bem mais fácil eu cuidar de vc!

-rio e ele me acompanha em uma risada nasal , dou de ombros e pego uma pequena tigela para colocar o brigadeiro e com uma colher tiro todo o brigadeiro da lata , viro para ele e mostro a lata vazia enquanto como um pouco que ficou na colher-

—Vc quer!?

-percebo ele morde o labio-

—Oq? Vc?

-ele se aproxima e me segurando pela pela cintura me encosta no balcão da pia-

Fico totalmente paralisada com a atitude dele , eu não sabia oq fazer , oq falar , afinal ele era meu tio , como aquilo estava acontecendo!?

—Oq vc ta fazendo tio!? Me larga...

-tento empurra-lo mas ele e muito forte e me segurava com garra-

—Não meu bebe , hoje vc vai ser minha , minha putinha...

-ele fala de uma forma safada começando a beijar meu pescoço dando mordidas fortes no mesmo que evidentemente iriam ficar roxas-

Tento empurra-lo novamente agora me sacudindo , balançando as pernas e deixando algumas lagrimas caírem sinto ele deslizar a mão ate a minha intimidade que esta coberta apenas por um short cinza de moletom , e sem calcinha por questão de conforto.

—Tio por favor não faz isso , por favor , eu sou virgem ...

-grito entre choramingos e varias lagrimas que escorem pelo meu rosto-

—Eu sei minha Putinha , por isso que eu vou te fuder logo antes que alguem foda.

-ele fala ainda mordendo meu pescoço, enquanto um de seus braços fortes segura fortemente minha cintura e a outra mão adentra meu short , ele sem qualquer sensibilidade ou qualquer tipo de carinho , enfia um dedo inteiro em minha vagina me fazendo gritar de dor-

—isso puta... Grita pro teu tio ...grita!

Ele me xinga igual um pervertido pegando uma real puta so para se divertir , sento ele tira lentamente aquele dedo grosso e totalmente seco de mim , sentindo agora minha vagina pulsa de dor ,e como se eu já não tivesse mais nenhuma chance de sair dali sem que ele se "divertisse" comigo avisto minha tigela cheia de brigadeiro ali próxima de mim , estendo o braço para pegar a mesma enquanto meu tio esta ocupado tirando sua calça , seguro a mesma firme e dou uma forte bancada no mesmo com a tigela , fazendo assim ele estremecer e ficar mais fraco, empurro o mesmo e saio correndo dali indo ate a escada , mas ele corre atrás de mim , subi apenas alguns degraus e ele segura minha perna me fazendo cair no chão.

—Vc não devia ter feito aquilo puta!

-ele fala irritado me puxando-

—Me larga seu monstro!

-dou um impulso como de um chute na perna que ele segurava , fazendo assim ele cair para trás na escada e sair bolando pela mesma ate o chão da sala-

Olho ele dali de cima que parece esta desmaiado ou talvez ate morto , eu não estou afim de descobri, logo me levanto e saio correndo ate meu quarto , pego uma mochila grande e começo a colocar algumas calças , provavelmente umas 6 calças jeans de cores diferentes , logo colocando 3 shorts jeans também e alguns shorts de moletom mais confortáveis , varias blusas que se quer olhei quais eram , roupas intimas , uma toalha e um lençol , minhas coisas de higiene pessoal , na verdade as que estavam mais fáceis , coloco também minha caixinha de lembranças (uma caixinha que tinha um item de cada um dos que eu perdi a dois anos no acidente , coisas que que eram especiais para eles...) pego minha bolsa a tira colo com todos meu documentos e também meu cell colocando tudo em cima da cama, visto uma roupa qualquer que achei , uma calça jeans preta de cintura alta , uma blusa marrom com um efeito de coro e um tênis branco... O único que eu levava.

{Em menos de dois minutos}

Pego minha mochila e meu casaco e desço correndo pela casa , passo pelo meu tio , confesso que com um tanto de medo dele acorda , sigo ate a cozinha e pego vários pacotes de bolacha colocando os mesmos na mochila pego uma garrafinha de água mineral também e assim sigo ate a porta de casa e saio da mesma correndo sem olhar para trás , pego um ônibus e sigo para a rodoviária mais próxima.

Continua★


Notas Finais


Espero que tenham gostado!

Obg por ler★


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...