História A Colecionadora de Palavras! - Fique Forte. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Automutilação, Bullying, Depressão
Exibições 30
Palavras 1.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem!

Capítulo 3 - Esse foi o primeiro!


Bárbara On:

Eu estava dormindo tranquila, meus pensamentos desligaram um pouco para a minha mente poder descansar, mas logo um barulho completamente irritante ecoa em meus ouvidos!

Começou mais um dia! Respirei fundo!

Vamos lá!

Comecei a me arrumar, a mesma rotina, olhos pretos, cabelo solto e sempre aquele casaco na cintura!

Caminhei até a escola sem prestar muita atenção ao meu redor, cheguei lá e o meu pesadelo me aguardava na entrada! 

Ou melhor, os meus pesadelos!

Larissa- Olha quem chegou! - Ela sorriram! Eu tentei passar reto rapidamente, mas uma delas segurou o meu braço!

Manuela- Calma, já vai embora? - Elas riram e derrubaram a minha mochila no chão!

Bárbara- Me deixa em paz! - 

Júlia- Pega! - Ela disse se referindo a minha mochila!

Bárbara- Por que vocês estão fazendo isso? -

Larissa- Pega! - Eu peguei a mochila e tentei mais uma vez ir embora! - Vamos fazer da sua vida um inferno! -

Manuela- Se prepara! Garota estranha! - Elas saíram e a minha garganta doeu de tanto segurar o choro!

Eu segui até a sala e percebi que tinha um menino novo! Um menino que não estava lá ontem, ele estava sentado no meu lugar!

Bárbara- Licença, eu sou aqui! - Disse falando para o menino!

XxX- Desculpa, eu não sabia! - Ele se levantou! - Me chamo Matheus! -

Bárbara- Bárbara! - Apertamos as mãos! - Desculpa ter sido grossa, é que... - Ele me interrompeu!

Matheus- Dia ruim, né? -

Bárbara- Já começou ruim! Sim. - 

Matheus- Sei bem como é! - Ele sentou do meu lado! - Você é nova? -

Bárbara- Sim, você também? -

Matheus- Sim,  me mudei para cá a pouco tempo... -

Bárbara- Legal... Espero que goste da cidade! - Sorrimos e eu peguei o meu livro e comecei a ler...

Matheus- Marcas de uma lágrima... - Ele disse lendo a capa do livro! - 

Bárbara- Conhece? -

Matheus- Sim! Olha só como somos parecidos! - Rimos.

Bárbara- Não, não somos. Você não sabe nada sobre mim! - Disse.

Matheus- Você é do tipo que faz mistério né? - Suspirei. - Tudo bem, a Senhorita Mistério não quer conversa agora! - Dei um sorriso sem mostrar o dentes e continuei lendo!

Logo começa a aula! Horas e horas de palavras desperdiçadas! É uma pena.

Novamente o intervalo! Eu estava saindo da sala quando aquelas meninas... Vamos chamá-las de... Criadoras de Palavras!

As Criadoras de Palavras estavam na porta da sala! Uma delas colocou o pé para eu cair! 

Sinto um desequilíbrio, não apenas físico, mas também emocional, vou a cada milésimo de segundo ficando mais perto do chão! Quando caio totalmente! Caí como uma gota de chuva! Leve, mas ao mesmo tempo pesada! Caindo bruscamente fazendo um caminho de lágrimas ao chão! 

Escuto risos, piadas, comentários! Que merda de vida!

Eu mudei de escola para fugir de certas pessoas, mas parece que encontrei piores! Por que isso está acontecendo comigo? O que eu fiz para merecer isso? 

Eu me levantei no chão! Queria ser tão forte quanto eu demonstro ser!

Sai andando! Não gosto que as pessoas me vejam chorando, para mim é uma fraqueza! Já estou carregando essas lágrimas a um bom tempo! Mas só tive a oportunidade de deixar elas escorrerem pelo meu rosto agora! Fui ao banheiro, entrei em uma cabine e tranquei a porta! 

Chorei quase o intervalo inteiro! Foi bom colocar um pouco do que eu estava sentindo para fora! 

Minutos antes do intervalo acabar eu sai do banheiro, sabe quem estava me aguardando na frente do banheiro?

Matheus!

Matheus- Te procurei pela escola inteira! - Continuei andando e ele foi atrás de mim! - Tá tudo bem? -

Bárbara- O QUE VOCÊ QUER MATHEUS? QUER RIR DE MIM IGUAL A ESCOLA INTEIRA? Vai nessa! Eu não me importo de qualquer maneira! - Uma lágrima teimosa escorreu pelo meu rosto e eu a enxuguei rapidamente!

Matheus- Ei, óbvio que não! Achei que fossemos amigos! - ''AMIGOS'' 

Uma palavra que eu não vejo faz muito tempo, essa é rara! Talvez eu deva guarda-lá!

Bárbara- Por que você gostaria de ser amiga de uma garota como eu? -

Matheus- Por que você é legal! Eu te achei legal! -

Bárbara- Você é o único que acha isso... - 

Matheus- Eu tenho certeza que não, mas eu sou o melhor para te fazer companhia, cai entre nós, sou maravilhoso! Vai Senhorita Mistério! Vamos! - Rimos!

No meu estado de agora, não estou nas condições de negar amigos!

Bárbara- Tudo bem! - Sorrimos!

Matheus- Sabia! Vamos ser tipo Batman e Robin! -

Bárbara- Que merda! - Rimos - Você que vai ser o Robin! Eu sou o Batman! - Ri

Matheus- Era isso que eu queria ver! Um sorriso! Uma risada! Tudo bem, sou o Robin! - O sinal tocou!

Bárbara- Que ótimo! Acabou o intervalo! - Fomos para a sala! Duas aulas seguidas de geografia! Até que acaba a aula! Eu agradeço internamente!

Matheus- Nos vemos amanhã? -

Bárbara- Claro! - Fui para casa e surpreendentemente meus pais estavam!

Pai- Oi Bárbara! - 

Bárbara- Oi pai! - Passe rápido em direção em direção ao meu quarto!

Pai- Ei, volta aqui! - Voltei. - Como foi a aula? -

Bárbara- Você se importa por acaso? - Fui para o meu quarto e tranquei a porta! Chorei a tarde inteira!

Eu não quero ir para a aula amanhã! Não quero aumentar a minha coleção de palavras amanhã!

Fui ao banheiro lavar o meu rosto! Até que batem na porta!

Mãe- Abra Bárbara! - Respirei fundo, enxuguei as lágrimas que ainda insistiam em cair e abri a porta!

Bárbara- O que foi? -

Mãe- Por que você falou assim com o seu pai? -

Bárbara- Por que eu quis! -

Mãe- Não fale assim comigo Bárbara! -

Bárbara- Caralho! Me deixa em paz! - 

Pai- Bárbara, quem você pensa que é para falar assim com os seus pais? -

Bárbara- Meus pais? Estão mais para os meus irmãos, vocês acham que são capazes de ter uma filha, mas não foram responsáveis nem em usar a porra da camisinha! - 

Mãe- Você é uma ingrata! -

Bárbara- Vocês são uns idiotas! -

Pai- Cale a boca! -

Bárbara- Não! Eu odeio vocês! Eu fico o dia inteiro sozinha, não preciso de vocês! Vão ser felizes sozinhos! - Bati a porta na cara deles e tranquei! Eles ficaram batendo na porta, mas logo pararam! Eu chorei muito! Como nunca havia chorado!

Que ódio eu sinto de mim mesma! Eu não aguento mais essa rotina de bosta! 

Retornei ao banheiro e olhei no espelho! Por mais estranho que pareça eu olhei o meu reflexo e junto vi várias as palavras que eu havia colecionado!

''GORDA, ESTRANHA, FEIA, CHATA, VADIA, PROBLEMÁTICA, INSUPORTÁVEL, LOUCA, SOLITÁRIA, PUTA,ANIMAL,BURRA,LIXO HUMANO,ESTÚPIDA,TROUXA, FALSA,VERME, JOÃO-NINGUÉM,MALDITA,PRAGA... Entre outros!

São muitos né? Eu sei! Como eu consigo guardar tudo isso? Nem eu mesma sei!

Minha mente é um baú cheio de merda acumulada, e eu não sei como esvaziar ela!

Pensei... Vi uma tesoura em cima da minha mesa!

Por que não deixar o sangue escorrer? Respirei fundo, peguei a tesoura e fiz um arranhão em meu pulso, não sangrou, mas aquilo doeu muito, na pele e na alma! Mas ao mesmo tempo que eu me senti uma fracassada e chorava por meu pulso estar ardendo, me aliviou um pouco! 

Descobri! Descobri um jeito de aliviar minha mente, minha alma, para tirar todas essas palavras da minha memória!

Chega por hoje, um pequeno arranhão não é o bastante, mas será a única coisa que farei hoje!

Me joguei na cama!  Por mais que eu estivesse cansada e com sono, não conseguia dormir! Não conseguia desligar a minha mente! Dormi chorando! 

(CONTINUA)

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...