História A confissão não ouvida - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charli, Charlotte, ChiNoMimi, Cotton, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Giles, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Manon, Melody, Nathaniel, Nette, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette, Wenka, Willi
Tags Alexy, Amor Doce, Bissexualidade, Castiel, Nathaniel, Romace, Viollette
Visualizações 16
Palavras 1.306
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Josei, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiii,essa e minha terceira ou quarta ou quinta fanfic...Não lembro!
Vou fazer essa história do amor doce. Porque é um jogo que gosto...Mais Não vai ser do Nath,Nem do cabelo de menstruação(Castiel),nem do Kentin e nenhum desses personagens que estamos acostumado a ler.
Esse capítulo vai se passar na narração da Viollette. E vai mostrar uma lembrança de anos atrás. Boa leitura,tomara que gostem.

No começo e meio sonho de adolescente.

Capítulo 1 - Prologo- Não sei sentir dor


Uma hora antes.

Meu coração está disparado,vi Alexy com meu melhor amigo Kentin,eles são ótimos amigos. Me deixa feliz,fico imaginando eu e Alexy juntos...Com nossa amizade,e com Kentin. Vou ser tão feliz com eles. Eu e ele juntos nos beijando...Tomado sorvete,ficando juntos sozinhos,dormindo na mesma cama,acordando junto só eu e ele. 

- Acorde Viollete,que cara e essa,parece que fumou.

Rosalya fala com um sorriso.

Dou um sorriso cheio de dentes.

- Simplesmente estou feliz...Feliz...Minha vida está um doce,como chocolate.

- Caraca,Viollette...Ta apaixonada por acaso?

Ela me olha e sorrir.

- Claro que sim. Da para ver pelo seu rosto...Ta mais vermelho que o cabelo do Castiel. Mais me fale quem é!

- N-ninguem,não estou a-a-a-apaixonada. Só estou feliz.

Ela me olha com aquele típico olhar malicioso.

- Me engana que eu gosto.

Ela me encara com aqueles olhares penetrante. Não consigo a encarar e volto meu olhar para o meus pés. 

- Rosalya...

Aquela voz aveludada,não consigo me conter e viro meu rosto direto para ele. Meu coração chega da um pulo em meu peito. Ele está com aquele fone no ouvido preso em seu pescoço,a sua roupa está levemente bagunçada,o erro na sobrancelha o deixa com um olhar mais sexy. O cabelo recém-nascido pintado de azul escuro,junto com a sobrancelha. Que felicidade,ganhei meu dia. Hoje será o dia em que me irei me confessa para o meu amor. E se Santo G- Dragon deixa e a de querer,ele irá aceitar o meu amor.

- Que cara e essa em Vi? Tem alguma coisa em meu rosto?

Percebo que estou o encarando demais. Viro meu rosto para baixo.

- Você fica tão fofa quando está corada.

- Cala boca,Alexy,ela está ainda mais vermelha.

- Eu..Vou...conversa com a Mei.

Levanto com meu material de pintura,enfio meu novo quadro que estou fazendo debaixo do braço. Meus pincéis cai no chão. Alexy abaixa e pega. Não me deu tempo de abaixa junto para nossas mãos nos tocarem e que ele me olha com aquele olhar...Ah,aquele olha que só ele tem que me faz te calafrios e me da embrulho no estômago...Eu amo tanto ele.

- Toma aqui os pincéis.

Pego de sua mão fazendo nossos dedos se tocarem. Será que ele sentiu?

- O-obrigado Alexy.


Corro para tentar encontrar a tempo a Meise. Falta uma hora para acabar as aulas,tivemos aula-livre de educação de física,a professora passou mal. Entro no Jardim  para encontrar a minha melhor amiga. Ela está jogada na grama,sorrindo feliz da vida. 

- Oi,o que aconteceu?

- O Jade! Ele e tão lindo. Não tem o idiota do Lysandre? Ele me mandou denovo tentar achar aquele demoníaco bloquinho de nada. Oh,raiva e como é impossível eu fala não,acabei tendo que rodar a escola toda para tentar achar aquele bloquinho que tem mais fogo que a Rosalya. E depois de um tempo o Jade me ajudou...Porque o Castiel não e assim? Tão fofo comigo. Afinal já namoramos a 10 meses.

Dou um pequeno sorriso e sento do lado dele apoiando minha cabeça em seu ombro. Ó amor e tão complicado mais ao mesmo tempo tão fácil.

- Tenha uma boa conversa com Castiel e resolva o seus problemas tá,Mei! Vai melhorar com certeza.

- Você é realmente minha melhor amiga. Sabia que te amo? Nem uma homem seria doido de jogar uma caixa de tesouro como você..Minha fofinha. Magrela. E com certeza o Alexy vai aceitar o seu sentimento ouviu? Então vai com todo o seu remeleixo. E seja você mesma quando se confessa para ele ouviu? E se imbolar na palavra,começe novamente e tente quantas vezes forem possível...Ate que você consiga confessa seu amor. E saiba que e mais fácil você extravasar o seu sentimento do que guarda para si!! Vi,você consegue.

Me jogo em seus braços com um grande sorriso em meus lábios..Realmente fiz bons amigos nessa cidade. Estou tão feliz.

- EU TE AMO...MEISE SCARLER

- Eu sei. Sou apaixonante! Não tem como não se apaixonar por mim. Então boa sorte.

Com certeza irei conseguir que o meu Alexy...Corresponda o meu amor.


Confissão.

Caminho com segurança até aonde vi Alexy com Kentin antes de de correr para encontrar minha melhor amiga Meise. 

Antes de chegar perto ouço uma risada alta.

Me escondo na parte de trás da árvore.

Eles estão felizes deve ser alguém namorando com o seu amado.

Não quero atrapalhar.

- Kentin...

Como pude confundir a risada do Alexy e achar que eram uma casal?

- Fale,Alexy.

 - Você pode achar uma loucura. Sei que você pode me odiar ou nunca olhar na minha cara denovo você tem toda razão. Mais realmente preciso do uma coisa que está em sufocando a meses. Desde do dia que vi você conversando com Meise,meu coração disparou. Naquela época sabia que você amava ela e fazeria de tudo por ela. Mais eu...Eu estou completamente apaixonado por você Kentin.

O que? O que está acontecendo? 

- Então temos sentimentos mútuos um pelo outro. Eu te amo Alexy.

- Eu te amo,Kentin.

Alexy puxa Kentin pela blusa e coloca os lábios nós seus. Meu coração parece que está sendo quebrado em mil pedaços sem dor e nem piedade. Minhas pernas estão  a fraquejar,sinto que não consigo mais ficar em pé ou ver essa cena. Mais meu corpo não me deixar correr para longe. Estou com uma dor enorme em meu peito, o que é isso,Meise? Me explicar. Porque meus sentimentos antes mesmo de serem confessado foram jogados no lixo e descartado como nada? Meu sentimento não é nada. Não vale do nada.

Estou com vontade de chorar. Me apoio no árvore. Não estou conseguido mais me manter em pé,Mei me ajude. Porque me sinto um nada? Meu telefone toca. A música "Fantastic Baby",de Big Bang toca. Meus dedos estão tremendo com força. Tento parar mais eles viram para mim e me ver.

- Vi..Viollete. Você ouviu isso?- Pergunta Alexy

 O que falo?

- Eu...me desculpe...estava deitada na chão...e ouvindo música quando eu tirei,ouvi a sua confissão...Me desculpe.

Forço um sorriso para fora do meu rosto. Mostrando um o sorriso quadrado. Meus sentimentos foram jogados no lixo. Mais não posso deixar ele descobrir. Porque ainda o amo e não irei suporta vê Alexy triste e tendo pena de mim.

- E força para o casal. Eu shippo. São o melhor casal,mais não antes do casal treta Castiel e Mei.

- Obrigado. 

- Vou indo. Um longo relacionamento para o casal. 

Pego minha bolsa e jogo por cima de minha cabeça. Pegando tudo. Minhas mãos estão tremendo,minhas pernas estão tremendo e a flor que nasceu quando me apaixonei pelo Alexy. Murchou.


Dois dias depois.

Não estou conseguido conversa com ninguém. Não sou mais eu,me perdi no dia em que ouvi e vi aquela confissão com meus proprios olhos e ouvidos. Estou quebrado por dentro e sei que nunca irei me concertar. Não estou conseguido me abrir com ninguém. Faz dois dias que não como é nem durmo. Mais mesmo assim ms forço aí na escola. 

Saio do ônibus. Saio com uma certa dificuldade no andar. Saio tropeçando e quase caio no chão,me apoiando na porta da escola. Ando para dentro,me deparo com a cena que machuca mais o meu coração,Alexy e Kentin estão se beijando na frente da escola. Ambre está com uma cara de nojo. Eles assumiram o seu namoro. Me jogo no chão,as lágrimas caem em meu rosto,não estou conseguindo mais segurar. Começo a solução trazendo olhares para mim,não ligo para eles e continuo a chorar. Eu não aguento mais essa tortura,meu coração está quebrado não posso fazer nada para o concerta. Me enrolo no chão,trazendo o minhas pernas as minha cabeça. 

- O que está acontecendo,Viollette?

Minha visão está embaçada por causa das lágrimas que não consigo conter. Mais mesmo assim,conseguiria distinguir essa pessoa mesmo se estivesse cega.

- Nada.

Digo para Alexy.

- Mais como nada? Você esta chorando e soluçando na frente da escola.

- Não está acontecendo nada. Só...precisava...chorar um pouco.

Me levanto ficando tonta. Mais mesmo assim ando para longe dele. Ele nunca irá sabe dos meus sentimentos,não me permito deixa ele saber. Ele não pode saber. Mesmo que tenha que sair e eles nunca me veem mais.




Notas Finais


Espero que vocês gostaram. Isso só foi o acontecimento que marcou a historia na Viollette com o Alexy.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...