História A conturbada vida de Jeremy - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Melanie Martinez, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adultério, Drama, Drogas, Linguagem Imprópria, Problemas Familiares, Romance
Visualizações 4
Palavras 1.804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sétimo capitulo pessoal, espero que estejam gostando da história 😊 Não esqueçam de comentar 👍

Capítulo 7 - Capitulo 7 : O sangue é uma mancha que é bem notada


Fanfic / Fanfiction A conturbada vida de Jeremy - Capítulo 7 - Capitulo 7 : O sangue é uma mancha que é bem notada

" Blood still stains when the sheets are washed

 Sex don't sleep when the lights are off 

Kids are still depressed when you dress them up

 And syrup is still syrup in a sippy cup "

Otávio estava me abraçando fortemente eu podia sentir suas lágrimas molharem meu ombro :

- Desculpa eu...eu não devia ter feito isto - Eu também eu o apertei ainda mais contra mim e falei :

- Tudo bem Otávio - Eu tentava acalmar ele mas parecia impossível ele continuava a se lamentar por ter me beijado :

- Não Jeremy não está tudo bem...Eu não deveria ter te beijado - Eu revirei os olhos :

- Eu já disse que está tudo bem eu...

- Não perdão mesmo eu não consegui resistir e que... - Eu segurei seu rosto e dei um rápido selinho em seus lábios e me afastei tímido pela minha atitude :

- Eu também queria - Levantei os olhos para ver a reação de Otávio que possuía um enorme sorriso em seu rosto, ele novamente me abraçou e falou :

- Sabe, eu acho que eu me apaixonei por você desde a primeira vez que o vi - Eu senti meu coração parar e ninguém nunca havia se apaixonado por mim ou me beijado antes,  por um minuto me perdi em seus olhos azuis e era como se eu estivesse me afundando aos poucos em um rio de amor :

- Bem quando eu te vi pela primeira vez também te achei interessante - Ele me deu um sorriso segurou minhas mãos e falou :

- Você vai querer namorar comigo? - Eu não sabia o que responder, ele namorava a Beth e se eu ficasse com ele enquanto ele namora ia me sentir como meu pai e suas prostitutas :

- Otávio você namora a Beth e...

- Nós dois brigamos sempre - Ele abaixou o olhar - Ela é meio ciumenta e não dá certo sempre brigamos, eu ia terminar com ela amanhã 

- Ela parecia ser uma garota bem legal 

- As pessoas nem sempre são o que aparentam ser Jeremy 

- É infelizmente isto é verdade - Logo me veio a imagem de minha família de bonecos perfeita e a nossa casa perfeita :

- Então o que você me diz ?

- Eu... Posso pensar ? - Ele parecia desapontado e respondeu meio triste :

- Tudo bem - Ele apertou o botão e as portas do elevador se abriram e eles ainda estavam no andar da festa :

- Você me trouxe aqui só pra me beijar ? - Ele deu um sorriso tímido e pós as mãos em minhas costas e me levou em direção a um banco ao lado das mesas de nossas :

- Beth deve estar me procurando agora mesmo -

- Como você sabe ? - Ele apontou para a porta do restaurante onde a garota acabava de sair e Otávio estendeu as mãos e gritou pela garota que logo nos localizou :

- Eu pensei que tivessem me esquecido e ido para o "fantástico" lugar sem mim 

- Não tinha lugar secreto Beth, foi só uma desculpa para andarmos um pouco - Ela me encarou e voltou a olhar Otávio que lhe deu um sorriso :

- É eu acho que daqui a pouco eu já vou embora 

- OK - Respondeu Otávio seco pegando uma batata frita e levando as bocas e Beth estranhando o tom do namorado falou  :

- Otávio podemos conversar lá dentro ? - Ele se levantou e juntos foram de volta para o restaurante, será que Otavio era como minha família ? Antes dele me beijar era um amor com Beth e agora está destratando ela, isso é impossível ele parece ser um garoto tão bom... Por isso ele é o meu Garoto Alfabeto 

 Já estava a um tempo esperando ele lá fora e eles não voltavam e aquilo já estava me irritando. Será que eles se esqueceram de mim ? Provavelmente não Otávio me ama ele não se esqueceria de mim tão rápido, uma mão tocou meu ombro me tirando de meus devaneios :

- Jeremy ? - Vi Michael com seu sorriso malicioso me encarando - Já vamos embora

- Mas eu estou esperando...

- Não importa nós já vamos - Ele pegou meu braço e me levantou sem siquer fazer esforço , ele me puxou até nossa família que estava na porta do elevador :

- Finalmente Jeremy - Disse meu pai apertando o botão do elevador  - Gostaram da festa 

- Sim - Respondeu minha mãe e meus irmãos, eu estava tentando ver se Otávio iria sair do restaurante para se despedir :

- Não vai entrar garoto - Falou Jennie me encarando junto com minha família :

- A... Sim - Me posicionei no meio deles e fiquei na esperança de ver Otávio antes de eu ir embora, mas infelizmente as portas do elevador se fecharam antes de eu ter a minha resposta.

__________________________________

 Já havíamos chegado em casa e retirado nossas máscaras, meus irmãos se trancaram no quarto,minha mãe e meu pai na sala e eu estava no quarto mexendo no celular o relógio marcava 00:40 , quando fui desligar meu celular ele vibrou e apareceu Whatsapp :

- Duas mensagens não lidas ? - Eu abri o app e vi um número que eu não possuía e estava escrito

Whatsapp ON

O -Oi é o Otávio

O -Tenho algo para lhe contar

  J -O que ? 

O -Eu terminei com Beth

J -Sério ? 😱

O -Ss , não estava dando certo então resolvi por um fim nesse relacionamento

O -E vc ?

J -O que tem eu ?

O -Kkkk

O -Já pensou no assunto ?

J -Sim

O -Então vc aceita namorar comigo ?

J -Ss eu aceito Otávio 

O -💘💏😍

O -Vc está me fazendo o homem mais feliz do mundo

O -Eu te amo 💖

J -Tbm te amo 💗

O -Tchau preciso dormir, amanhã conversavamos OK ? 👍

J -Ss 

O -Dorme com Deus amor 😘 

J -Vc tbm 😘

Whatsapp off

Me virei para o lado agarrei meu telefone e o envolvi em meus braços estava muito feliz finalmente eu poderia ter um final como uma história de romance, afinal Otávio me faz me sentir em um conto de fadas :

- Eu te amo Otávio - Fechei meus olhos e fiquei criando cenas românticas minhas e de Otávio até dormir.

03:20

Acordei com o barulho de vidro quebrando no andar debaixo, cocei meus olhos e tentei entender o que estava acontecendo e outro barulho só que mais alto no andar debaixo me fez levantar e abrir a porta para ver o que estava acontecendo :

- Oi ? - Será que alguém desta vez invadiu a casa mesmo, passei em frente ao quarto de meus irmãos que estavam trancados mas o quarto de meus pais estavam abertos e suas camas vazias, bati meu pé em alguma coisa de vidro e quando olhei para baixo vi uma garrafa de vodka vazia, examinei a garrafa por um tempo e voltei a ir em direção ao andar debaixo :

- Olá ? - Falei novamente , um trovão iluminou a casa inteira e aos poucos as gotas de chuvas chegaram me fazendo sentir um arrepio sobre a espinha .

Abri a porta da cozinha e havia dois lenços sobre o chão com manchas vermelhas, me agachei e com um pouco de receio vi o corpo de meu pai pálido, com o olhar sem vida e uma lágrima no canto de seu olho ao lado vi uma cabeleira ruiva e a cabeça cheia de cacos de vidro perfurando seu crânio :

- Meu Deus - Eu pulei de susto e bati contra a mesa, eu estava paralisado as lágrimas desciam sob minha pele - Quem será que fez isto ?

Um gemido atrás de mim fez meu coração sair pela boca me virei e vi uma silhueta nas sombras da cozinha chorando :

- Eu não queria fazer isto 

- Quem é você

- Ele me obrigou a tomar esta decisão - Eu respirei fundo me levantei e corri até o interruptor e havendo a luz :

- Mãe ? - Ela estava agachada chorando com um pano molhado limpando sua camisola amarela manchada de sangue de meu pai :

- Por que você fez isto ? - Ela me encarou e se levantou segurando uma faca cheia de sangue :

- Por que seu pai me traía filhinho, e hoje eu pude  ver com meus próprios olhos inclusive você ... Também já havia visto - Ela se sentou na mesa me encarando e notei que  havia umas maquiagens sobre  a mesa :

- Eu... Não queria destruir sua felicidade mamãe - Ela deu uma gargalhada e colocou a faca sobre a mesa :

- Por favor né, nossa família já é destruída fingimos ser perfeitos mas não somos - Ela lambeu a faca consumida pelo sangue - Então depois que vocês subiram para seus quartos ele saiu e voltou agora pouco, mas ele não esperava que eu estivesse aqui na cozinha 

- Está bêbada ?

- Eu pareço estar - Ela me olhou de cima a baixo e fez uma cara de nojo e completou - Sabe Jeremy você sempre foi o desgosto de nossa família , quando você nasceu foi a época que ele começou a me trair com essas putas 

- Não se baron você merecia coisa bem melhor mamãe - Ela pegou um rímel e passou por seus cílios :

- Cale a boca verme miserável, por culpa sua ele me traiu

- Por culpa minha ? Como ousa falar isto - Ela passou agora o batom e eu fechei os punhos e gritei - PARA DE SE MAQUIAR, TODA A MAQUIAGEM DO MUNDO SÓ MOSTRA O QUANTO VOCÊ É INSEGURA !! 

- Como ?

- Se maquiar não fez ele parar de te trair mamãe - Ela se levantou foi até os corpos e pegou os lençóis deixando os corpos expostos :

- Eu preciso lavar esse lençóis e...

- A mancha do sangue irá continuar mesmo quando eles forem lavados 

- O que você quer dizer com isto ?

- Que a policia irá descobrir você - Ela soltou os lençóis no chão pegou uma panela na pia a examinou e em um rápido movimento acertou minha cabeça e tudo começou a ficar girando até eu cair no chão.


Abri meus olhos lentamente e vi minha mãe fazendo carinho em meus cabelos negros e ela disse com um sorriso :

- Acordou meu bebê - Ela deu um beijo em minha tesra, eu tentei me livrar dela mas ela me segurou e passou a mão sobre minha testa e ela falou :

- Você está ardendo em febre querido - Ela pegou uma mamadeira e  falou - Aqui xarope pra febre passar

- Não, isso não é xarope - Eu fiquei tentando me livrar daquilo mas ela colocou a mamadeira e minha boca e falou :

- Xarope continua sendo xarope na mamadeira , meu bebê - Tudo foi ficando escuro e eu só ouvi ela dizer cantarolando

- Na mamadeira o xarope sempre deve ficar



Notas Finais


Espero que tenham gostado até o próximo capítulo 💗😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...