História A criminal's routine - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~lobo_bia

Visualizações 11
Palavras 11.554
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


- Oii, pessoinhas! Primeiramente desculpem pela demora pra postar mas não desistam de nós e não nos abandonem! ahuehue
- Gente, o capítulo ficou meio grande e divimos ele em duas partes, mas sério, tá épico.
- Novos personagens!!!!!!!!! Gente, sério, eu e a Bia estavamos muito ansiosas para postar, porq ta com muita treta. Muita treta mesmo, afinal entraram novas vadias na história. Fiquem ligados.
- Galera, é o seguinte, eu e Bia precisamos saber oque vocês estão achando da história, isso é muito importante para nós.. Mas vocês não estão comentando :( Por favor comentem o que acham!!! ♡♡♡♡ Isso será muito importando para nós.
- Enfim, não irei prolongar mais. Boa leitura, amores! Amo Voxxes

Capítulo 6 - Chapter VI - Part I


Fanfic / Fanfiction A criminal's routine - Capítulo 6 - Chapter VI - Part I


Bia's POV

Eu e Chaz estavamos jantando, conversamos muito, rimos, bom... Enfim, nos divertimos.

Chegamos em casa estavam todos na sala de TV, então fomos pra lá também.

- Olha quem, chegou o novo casal da casa. - disse Ryan que estava abraçado com Rebeca.

- A gente não é um casal, Ryan, para com isso. - disse, Justin estava me olhando, parecia que estava com ciúmes.

- O que vocês estão assistindo? - perguntou Chaz.

- Um filme aí de terror, começou agora vem assistir também.

- Jae

- Já volto, vou tirar essa roupa e tomar um banho. - disse apenas.

- Tá bom amiga vai lá.

Subi as escadas já sem salto indo direto ao banheiro e colocando a banheira para encher, joguei os saís na mesma, me despi e entrei. Naveguei em meus pensamentos, será que o Justin gosta de mim? Ou melhor, será que eu gosto dele? Não Beatriz você não gosta .... Terminei meu banho e botei um mini-short e uma blusa que estava no meu closet, tinha cheiro do Justin então provavelmente era dele. Desci e fui para a sala de TV me juntar com o pessoal.

- Ei, essa blusa é minha. Onde ela estava ? Fiquei procurando ela a um tempão. - disse  Justin quando me viu com sua camisa que virou um vestido em mim.

- Estava nas minhas coisas.

- A sim.

- Amiga senta aqui. - Beca disse batendo na poltrona ao seu lado. A sala de TV era literalmente igual uma sala de cinema so que um pouco menor.

- Tá bom. - me sentei ficando entre ela e  Justin.

Não tinha falado nada para ninguém, mas eu tenho medo de filme de terror. Estávamos assistindo Ouija - o jogo dos espíritos, e como eu sou medrosa esse filme era de mais para mim. A mão de Justin estava no braço da poltrona, quando eu levei um susto segurei sua mão sem pensar, ele me olhou e eu o olhei sem graça.

- Desculpa. - sussurei.

- Tudo bem. - ele pegou minha mão e entrelaçou nossos dedos. Olhei para trás para ver se Chaz estava vendo algo e ele estava dormindo, Beca me cutucou me fazendo a olhar.

- Eu estou vendo vocês dois em. - revirei os olhos e voltei minha atenção para o filme.

As vezes me pegava olhando para Justin, cada susto que eu levava eu apertava mas a mão de Justin cravando minhas unhas na mesma - minha unhas são enormes -. Finalmente o filme acabou, já eram meia noite.

- Puta que pariu, olha a minha mão. - Justin disse vendo que a mesma estava com marcas de unhas.

- Desculpa.

- Tudo bem, nunca mais te dou a mão durante um filme de terror.

- Po, to com mó fome, vamos pedir pizza ? - disse Chaz entregando a mão na barriga.

- Nossa você não cansa de comer não ?

- Não mesmo. - todos rimos e fomos para a sala. Chagando na sala vimos uma menina parada com uma mala do lado, ela era linda, era morena com o corpo perfeito.

- Quem é ela Justin? - perguntei curiosa.

- Essa é a irmã do Chris.

- Irmãzinha. - Chris gritou e foi abraçar ela. - Meninas essa é Caitlin, Caitlin essas são Bia e Beca, moram aqui agora.

- Oi meninas. - ela parecia bem legal.

- Oi. - eu e Rebeca dissemos uníssono.

- Gente vão querer pizzas de que? São três. - Chaz disse vindo da cozinha com o telefone. - Oi Cait, então quais sabores.

- Mussarela. - disse Justin.

- Frango com requeijão. - eu disse. - O outro escolhe a Caitlin, ela acabou de chegar.

- Obrigada, eu quero de calabresa.

- Boa escolha. - disse.

- Eu como qualquer uma mesmo - disse o Chaz os ombros e terminou de falar com a pessoa da pizzaria.

- Se te derem pedra você come, Chaz. - Chris disse debochando e nós rimos

- O que a gente vai fazer agora ? - perguntou Beca.

- Espera a pizza chegar. - disse Ryan.

- Vamos jogar video game? - Justin pergunto.

- Sempre. - os meninos disseram uníssonos.

- Meninos. - eu, Beca e Caitlin falamos juntas, nos entreolhamos e rimos.

- Meninas, vou desfazer minha mala, se quiserem me ajudar, assim a gente vai se conhecendo. - Caitlin disse super simpática.

- Claro. - disse Beca. - Vamos Bia.

- Odeio arrumar coisas.

- É só ficar lá e não faze nada.

- Se é assim eu vou. - subimos e fomos para o quarto de Cait. - Você tem quantos anos ?

- Dezessete, e vocês ?

- Eu tenho dezesseis e a Bia dezessete também. - Beca disse

- Você ainda estuda?

- Sim, infelizmente. E ainda tenho que aturar duas vadias da minha escola. - Cait disse fazendo cara de nojo.

- Sério? Super te entendo qual e o nome delas?

- Carol e Júlia.

- Mentira!!!!!! - eu e Beca gritamos juntas.

- Verdade, mas por quê essa surpresa toda?

- A gente odeia elas. - Beca disse com um sorriso de deboche.

- Vocês estudam na minha escola?

- Bom é o que parece.

- Eu e a Bia já demos duas surras nelas.

- Sério ? Tem vídeo disso ? - assentimos. - Deixa eu ver isso. - ela olhava incrédula o vídeo da nossa briga com aquelas vadias. - Nossa vocês arrazam. - ela disse assim que o video acabou. - Aonde vocês aprenderam a lutar assim ?

- Eu aprendi em briga de rua mesmo, a Beca fez luta por sei lá quanto tempo.

- Nossa, parabéns.

- Pegamos suspensão de 1 semana. - Beca disse rindo.

- Eu só volto para a escola com vocês. - ela disse e todas rimos.

Beca's POV 

uma semana depois 

- Anda logo, Ryan! A gente vai se atrasar!!

- Até parece que você gosta da escola!

- O que eu não gosto é de chegar atrasada! Principalmente depois de uma suspensão! Anda logo, demora mais do que eu pra se arrumar! Tu só vai me levar pra escola, não presica ficar se arrumando todo não, bebê! Deixa de lerdeza, a Bia e a Cait já foram! ANDA LOGO, RYAN!

- Calma, amor, to indo!

- Agora é calma amor! - falei revirando os olhos e entramos no carro

Eu estava estressada aquela manhã, devia ser TPM. Ficamos quase a viagem toda em silêncio e sério, eu amo silêncio quando eu to estressada, mas é óbvio que Ryan tinha que estragar isso.

- Rebeca..

- Hm?

- Você vai fazer alguma coisa hoje?

- Não, por que?

- Tava pensando da gente sair.

- Pode ser. Mas pra onde?

- Surpresa. - Ele disse e depois estacionou o carro. - Boa aula!

- Tá tá, que seja! - Dei-lhe um selinho breve e depois sai do carro e fui ao encontro de Bia, Caitlin e Ari que estavam me esperando meio desesperadas por causa do meu atraso

- Caramba, mina! Cê demorou em! - Bia disse

- Culpa do sr.Butler! - dei de ombros - Vamos logo.. - Quando nos viramos para ir em direção a entrada do colégio as vadias pararam em nossa frente proibindo a passagem, e tinha mais duas meninas com elas. Olha, mais vadias, que legal em!

- Olha só quem tá de volta! A srt.Beadles - a vadia 1 disse

- Voltei pra atormentar a vida de vocês.. De novo! - ela sisse sarcástica e piscou para elas - Vejo que a dupla dinâmica de putas também está de volta. Agora se nos permitem, ou quer dizer, vocês não precisam permitir nada. Vamos meninas! - Caitlin disse e saimos de perto delas

A nossa primeira aula era de biologia e infelizmente era a aula com as vadias. Quando Carol e Júlia entraram eu fiquei torcendo para que as outras vadias amigas delas também não entrassem, o que não foi como eu esperava, porque elas entraram.

- Af, essas putinhas também fazem essa aula com a gente? - reclamei

- Relaxa, vamos fazer da nossa desgraça uma diversão - Bia disse rindo

- Mano, essas garotas tinham que morrer, voltaram só pra ir atrás do Chris e do Chaz. Tenho certeza - Cait disse

- Como assim?? - Bia perguntou

- Odeio essas gêmeas - Caitlin exclamou

- Por que?

- Priscila e ex do Chris e Gabrielle ex do Chaz.

- O QUE? - Bia gritou - COMO ASSIM? ARGH.. VOU DAR NA CARA DO CHAZ MANO! POR QUE ELE NUNCA ME CONTOU QUE TINHA NAMORADO UMA MENINA QUE CONHECIA AS VADIAS? NOSSA, AI AGORA EU SEI DA EXISTÊNCIA DESSA PUTA E QUE ELA NAMOROU O CHAZ! QUERIA TER FICADO SABENDO DA BOCA DELE DO QUE DA BOCA DOS OUTROS! - Bia gritou

- Shh, piruinha, para de gritar! Ninguém quer ficar ouvindo tua vozinha de merda não! - Uma das gêmeas disse olhando para trás

- E a tua muito menos, então é melhor tu cala essa porra que tu chama de boca e não se meter na conversa dos outros, até porque a boca é minha e eu grito quando eu quiser! Se continuar reclamando vou começar a cantar músicas lá da minha terra, então se está tão incomodada e melhor se mudar, ou simplesmente ficar na sua e cuida da tua vidinha de lixo! - quando Bia falou isso pudemos ver todos da turma gritando um "uoooou". - Então, CAITLIN - ela deu ênfase ao Caitlin - Pode contar o que aconteceu, agora, que não tem mais nenhuma vadia se metendo na nossa conversa - ela disse alto e debochada para as vadias ouvirem, mas o professor entrou na sala no mesmo momento

- Longa história, depois eu conto.

- Bom dia alunos. - "mal dia", pensei. O professor começou a dar a matéria e eu estava copiando do caderno da Bia, já que tinha esquecido meus óculos por causa da pressa que eu estava, eu não enxergava nada do quadro porque sentava na última carteira.

- Professor, to com dor de cabeça, posso beber água?

- Dor de cabeça? Que desculpinha pra matar aula mais ridícula - a vadia 2 disse

- Eu acho, quer dizer, eu tenho certeza que estava falando com o professor e não a rainha das vadias! - Falei e percebi os olhares de todos da turma em mim, alguns espantados e outros adorando oque eu acabará de falar - Posso ir PROFESSOR? - dei ênfase ao professor e olhei debochada para a vadia

- Pode sim. Mas vá rápido - Assenti e peguei minha garrafa.

Enchi a garrafa toda e depois tomei um gole. Na hora que me virei esbarrei em um menino e sem querer derrubei um pouco de água nele.

- Aii! Me desculpa! Eu não vi você! - ele estava com a cabeça abaixada olhando pra sua blusa completamente molhada

- Ta tudo bem, isso seca rápido! - Ele disse levantando a cabeça e pude perceber que ele era dono de belos olhos cor de mel e cabelo castanho. Caralhooooooo! Que perdição! Socorro, que muleque gato! - Eu sou, Shawn, e você?

- R-Rebeca.. Mas pode me chamar só de Beca - Ele deu um riso de lado e depois olhou pro chão e pude ver que ele ficou um pouco vermelho - Ta tudo bem ? - perguntei

- Ta sim, é que as vezes sou tímido.. Desculpa! - Ele disse

- Relaxa, também sou assim.. Você é novo né?

- Sou, e afinal eu estou perdido. Sabe onde fica a sala 126? To atrasado pra aula de biologia.

- É a minha sala. Vamos, vou te levar até lá - ele sorriu e fomos em direção a sala.

Quando entrei pude ver Bia fitando Shawn com uma cara de: "Puta merda, muleque gato pra porra!", realmente ele era muito gato! Fui até meu lugar em quanto Shawn justificava seu atraso.

- Quem é esse garoto? E por que ele ta todo molhado?

- Aluno novo. Encontrei ele no bebedouro e derramei água nele sem querer! - disse

- Meu Deus, Rebeca! Só tu mesma em, garota! - rimos baixinho

- Tem algum lugar vazio pro sr.Mendes? - o professor perguntou

- Tem um aqui na minha frente, professor! - falei e Shawn foi ate o lugar.

- Srt.Rodrigues, pode mostrar ao sr.Mendes a nossa última matéria? - o professor perguntou

- Sim, professor. - Olhei para Shawn e sorri de leve.

(...)

intervalo

- E ai.. Ta gostando da escola? - Perguntei chegando perto de Shawn

- Olha.. É.. Sei lá, ainda tô com um pouco de medo.

- Medo do que?

- Ah, já sofri muito bullying. Tenho medo de isso acontecer de novo.

- Relaxa, ta.. Ninguém vai fazer nada com você!

- E ai Becaaa! - Bia disse chegando perto de mim junto com as meninas - Não vai me apresentar seu amigo? - ri

- Shawn, essa é a Bia.. Aquela é a Cait e ela é a Ari..

- Prazer - elas disseram em coro

Ficamos um tempo conversanso com Shawn. Pelo o que ele disse, ele nunca teve muitos amigos e era bem isolado, uma pena fazerem bullying com ele. Ele é tão legal, e tão gato. Ai para com isso, Rebeca, você é "comprometida" - pensei, sendo que eu só fico, não é nada oficial, então acho que não tem nada demais achar algum garoto gato. Até porque eu sei que Ryan também vivi olhando pra bunda de outras vadias

Assim que o sinal tocou eu e as meninas nos dirigimos até o vestiário para nós trocarmos de roupa pra a aula de educação física.

- Gente, e esse aluno novo.. QUE GATO! - exclamou Bia

- Pura perdição! - Caitlin disse em concordância e eu e Ari rimos

- Vocês só arrumam amiguinhos de merda em. Primeiro a fracassada da Ariana e agora o nerd do aluno novo! - uma das gêmeas disse rindo e debochando

- Desculpa, mas nós não somos Júlia e Carol pra ter amigas merdas que nem vocês, e outra que o papo tá aqui, não me lembro de ter chamado vocês para a conversa! - disse confrontando ela

- Acha que é só por que mudaram o estilo da projetinho de vadia da Ariana que ela é um máximo? - A outra gêmea disse

- Você deve ta com inveja, porque ela é muita mais linda e muito mais estilosa que você. Ela não tem culpa se tem um cabelo preto lindo maravilhoso e você um cabelinho de merda! Ela não tem culpa de ser gostoza sem ter corpo e você apenas ser um palito seco! Agora, se nos derem licença, temos mais coisas pra fazer. Vamos meninas! - disse e saimos de perto das vadias - Amiga, vou beber água. Já volto. - disse pra Bia.

Virei o corredor e fui em direção ao bebedouro. Quando me virei esbarrei em Shawn, mas desssa vez eu não derramei água.

- Acho que temos má sorte em relação a bebedouros - ele disse e eu ri

- É, acho que sim.. - respondi e rimos de leve. - ta em que aula? - Perguntei tentando puxar um breve assunto. Não fazemos educação física juntos.

- História.. Pior matéria.. - rimos de novo.

- Verdade.. É.. Acho melhor eu ir antes que a aula comece! Tchau - Dei um beijo no rosto dele e depois fui em direção a quadra.

Vi Caitlin e Ari jogando vôlei com as outras meninas, mas Bia não estava jogando. Ela estava sentada em um cantinho da arquibancada, meio cabisbaixa.

- Ei, amiga.. O que houve?

- Nada.. É que.. Ah.. Não sei, fiquei mal com esse lance de o Chaz já ter namorado a amiga das vadias. Poxa, ele sabe que eu não gosto das vadias, o que custava ele dizer que já tinha namorado uma das amigas delas?

- Relaxa, amiga. Agora ele tá com você, aposto que se você perguntar ele vai te dizer tudo!

- Será?

- Claro.. Ele gosta muito de você. Agora vamos jogar um pouco porque essa é a última aula - Ela sorriu de lado e fomos jogar com o restante da turma.

(...)

Bia's POV

Finalmente a aula havia terminado e estavamos indo para casa.. Quando cheguei em casa e vi Chaz saindo da cozinha eu queria ir até ele e bater no mesmo, mas fiz ao contrário, o beijei - eu e Chaz estamos ficando desde o dia do jantar - eu acho que realmente gosto dele, se eu não gostasse não ficaria bolada pelo fato de ele ter namorado a Gabrielle.

- Oi Bia. - disse Justin saindo da cozinha com um pedaço de pizza na mão atrapalhando o beijo.

- Oi Justin.

- Atrapalhei alguma coisa ?

- Claro né dude, sempre. - Chaz disse rindo, eu estava com uma cara de cu do caralho. - O que foi princesa ?

- Nada, ue.

- Fala.

- É porque entrou duas meninas novas na escola hoje, Priscila e Gabrielle eu acho, amigas das vadias. - quando eu falei Gabrielle ele engoliu a seco. - Mais duas vadias pra detonar! - disse com um sorriso vingativo.

- Para de arrumar confusão.

- Tá bom...

- Promete ?

- Não posso prometer o que eu não tenho certeza que vou cumprir.

- Se você diz.

- Chaz ? - o chamei quando ele ia subir as escadas.

- Eu.

- Você já namorou uma daquelas meninas ?

- Não. Claro que não. - dava para perceber que ele estava mentindo.

- Ah sim...

O filho da puta mentiu para mim que raiva, eu vou matar ele. Eu realmente gosto dele, pelo menos é o que eu acho. Fui para o meu quarto entrei no banheiro trancando a porta peguei uma coisa que me ajudava sempre, minha lâmina. Eu tinha vários cortes na região das costelas, eu fazia cortes nessa região para a Beca não ver porque se ela visse ia me matar. Nós prometemos a 2 anos nunca mais fazer isso e eu ainda faço escondido. Fiz uns três cortes profundos que fez doer e sangrar muito, fui tomar um banho para tirar o sangue que escorria.

Terminei meu banho vestindo uma blusa normal e um short, desci para comer alguma coisa e a campainha tocou, quem foi o idiota que deixou essa pessoa passar pelo portão no momento mais sagrado do dia em que eu quero ficar sussegada para comer, Senhor???!!! Abri a porta e era elas...

- O que vocês estão fazendo aqui, suas vadias ?

- Nossa, então é verdade que você mora aqui. - Carol disse com cara de nojo.

- Amiga, quem é que está na por.... - Rebeca parou no meio da escada e vi seus olhos se encherem de raiva.

- Surpresa!. - Júlia disse com deboche.

- Justin? - eu gritei e ele não respondeu. - JUSTIIIN?????

- Que foi, porra. Meninas o que vocês fazem aqui? Priscila? Gabrielle? - Justin olhou para Chaz que estava na porta do escritório, o mesmo entrou rápido no escritório quando Justin falou o nome da vadiazinha da Gabrielle.

- Amor, para né. Vim te ver.

- Sai Carol. Eu não te quero. SEGURANÇAS POR FAVOR TIREM ESSAS MENINAS DAQUI ... - Justin gritou as deixando boquiabertas.

- Isso aí, Jus, manda elas embora. - Beca se alterou um pouco e eu ri. - Amiga você está bem ?

- Sim, depois te conto tudo. - eu não tirava os olhos de Gabrielle.

Elas foram embora a força e eu sai correndo pro meu quarto e logo depois Beca entrou também.

- Amiga, por que você tá assim, encuzada?

- O Chaz mentiu pra mim. Ele falou que nunca teve nada com a Gabrielle.

- Sério? Você está gostando dele!

- Será? Não sei muito bem. Que horas é o jantar? To com fome, quero comida. - falei saindo do assunto

- Eu vou sair para jantar com o Ryan, então não sei.

- Awn, que lindos. Está ficando sério então né?! - falei maliciosa

- Ah, amiga não sei. - a gente gargalhou e alguém bateu na porta. - Entra.

- Oi. - Chaz entrou.

- Então, eu vou me arrumar, né, beijos casal. - Beca foi para o banheiro cantarolando.

- Tá tudo bem, Bia ?

- Estou bem, por que ?

- Nada, parece que você está bolada.

- Não. Eu estou normal, neném.

- Então tá né. Vamos comer? To com fome. - assenti e descemos de mãos dadas.

Ryan's POV

Eu estava inquieto. Estava nervoso, não sei se estava pronto pra isso, mas por ela eu queria arriscar.

Eu estava ficando cada vez mais angustiado com a espera. Deitei na cama, mexi no celular, parei, olhei pro teto, levantei, fui no banheiro, voltei, escolhi a roupa, fui tomar banho, me vesti, arrumei a caixinha, me deitei de novo, fitei o teto de novo, peguei o celular, olhei a hora, desliguei ele, liguei, fiquei jogando o travesseiro pra cima, levantei, andei de um lado para o outro. Não estava mais aguentando esperar.

Será que ela ia aceitar meu pedido de namoro? Será que ela realmente gosta de mim? Será que eu estou pronto para isso?

Rebeca estava demorando muito para se arrumar, e cada vez eu ficava mais nervoso. Resolvi sair um pouco do quarto e quando passo pelo corredor encontro Bia e Chaz indo ao andar de baixo. MINHA SALVAÇÃO!

- Bia, a Rebeca já ta pronta? - perguntei ansioso

- Ih.. Alguém ta nervoso pra surpresa! - ela disse debochando do meu nervosismo e Chaz riu. Revirei os olhos - Relaxa, Ry, só mais mais alguns minutos! Ou talvez muitos minutos - ela disse e depois saiu.

Fiquei alguns bons 50 minutos em frente a porta do quarto, a esperando, então decidi entrar.

Bati na porta 3 vezes e depois abri a porta sussintamente

- Oi.. Ta pronta? - perguntei. Ela estava se olhando no espelho e retocando alguma coisa na maquiagem que eu não sei o que é porque não entendendo nada dessas porra de caralho de maquiagem de mulher!

- To sim. - ela se virou pra mim. Ela estava perfeita, aliás, ela é perfeita. Ela usava o mesmo vestido que usou na noite em que nos conhecemos. Sorri de lado e peguei sua mão entrelaçando nossos dedos.

Eu não sabia qual seria a reação dela, mas, acho que ela gostaria. Pedi a ajuda de Bia para preparar tudo.

Descemos e fomo em direção ao meu carro que estava estacionado no jardim.

Abri a porta para que ela entrasse e depois entrei.

- Agora já pode me dizer para onde estamos indo?

- Eu já disse que é surpresa. - ela revirou os olhos e depois olhou para a janela.

Ficamos um bom tempo sem dizer nada e aquilo estava me matando. O carro só não estava um silêncio total por causa da música.

- Ahn.. Então, como foi seu dia?

- Normal. - ela disse e ficamos sem dizer nada de novo.

Estavamos quase chegando e eu ficava cada vez mais nervoso. Eu estava tão nervoso que minha mão chegava a tremer no volante, e é óbvio que ela percebeu.

- Por que está tremendo?

- Nada.

A levei para um lindo e enorme lago que tinha um imenso jardim e uma pequena casa.

Mandei preparem um jantar na casa, mandei colocarem também algumas rosas na mesa e velas. Eu estava sendo romântico, isso é bem raro.

- R-Ryan.. Que lindo!

- Você gostou?

- Eu amei! - Sorri e nos dirigimos até a mesa.

Comemos, conversamos sobre coisas aleatórias, rimos, eu estava tão distraído conversando com ela que até perdi o nervoso. Naquele momento tive a certeza que gosto dela, e podia sentir que ela também gostava de mim. O jeito que ela me olhava era um jeito que nenhuma outra menina nunca havia me olhado antes, ela me tratava de um jeito especial, isso fazia eu me sentir bem.

- Algum motivo especial pra tudo isso? - ela perguntou e eu senti que aquele era o momento

- Pra falar a verdade, sim.. - respirei fundo - Olha, eu sempre me peguei pensando em você antes de dormir.. e.. Eu gosto de você, e eu não quero mais só ficar, sem compromisso nenhum. Eu quero que você seje só minha para eu poder ser só seu! Pra ser só nós dois. - ela me olhou surpresa e eu peguei a caixinha com o anel que estava dentro de meu bolso. Me levantei e peguei na mão dela para que ela se levantasse também, ela me olhou surpresa.

- R-Ryan.. - ela estava sem reação. Me ajoelhei e abri a caixinha.

- V-você... aceita namorar comigo? - falei ainda com vergonha..

- Aceito!!! - ela disse sorrindo. Puz o anel no dedo dela e depois me levantei e a primeira coisa que fiz foi beija-la.

- Vem comigo - sussurrei em seu ouvido e a puxei para fora da casa. Fomos até o lago e entramos em uma das lanchas.

- Pra onde vamos?

- Você vai ver. - falei

Nos levei até o outro lado do lago, onde tinha uma pequena mansão.

- Vamos passar a noite aqui?

- Acho que sim.. - respondi

Beca's POV

Eu havia ficado surpresa com tudo aquilo. Eu tinha amado tudo. O anel, o jantar, o jeito que ele estava me tratarando, eu amava ele!

- Nossa, Ryan.. To tão feliz com isso - ele riu da minha reação.

- Shh.. Vamos curtir - ele disse se aproximando e me puxou pela cintura para mais perto dele. Começamos em um beijo calmo e doce, até que o beijo calmo e doce se tornou um beijo agressivo e quente.

- Vem cá.. - ele disse me puxando até um dos quartos daquela casa.

Rapidamente ele me jogou contra a parede e voltou a me beijar. Ele desceu sua mão até minha bunda e apertou a mesma.

Eu puxei levemente seus fios de cabelo loiros. Ele subiu sua mão até o ziper do meu vestido e o abriu.

- Ryan.. Eu não.. Não sei se...

- Não sabe o que?

- Não sei se eu quero isso..

- Você é virgem? - abaixei a cabeça e assenti - Ei, calma.. Confia em mim - ele disse colocando sua mão em meu rosto e me beijou novamente

Logo ele terminou de tirar meu vestido me deixando apenas de calcinha - já que eu não usava sutiã com aquele vestido - e logo depois me jogou na cama.

Ele tirou sua camisa e ficou por cima de mim e começou a beijar meu pescoço e foi descendo até encontrar meus seios. Ele abocanhou um deles em quanto massagiava o outro.

Ele voltou a beijar meu pescoço e foi subindo até encontrar meus lábios novamente.

Ele desceu sua mão até minha calcinha e tirou a mesma levando sua mão até minha intimidade e começou a me estimular. Vez ou outra eu soltava um gemido. Decidi fazer algo então inverti as posições e fiquei por cima dele e comecei a beijar seu tórax.

Levei minha mão até o zíper de sua calça e abri a mesma, ele terminou de fazer o trabalho e tirou a calça por completo, me ajoelhei e tirei sua cueca devagar e pude perceber que seu membro estava completamente ereto.

Comecei a lamber a cabecinha de seu mebro e ele soltou um gemido.

- Não, não faz joguinho. Anda logo, isso me tortura! Acaba logo com isso - Ryan disse entre gemidos

Botei o máximo que pude do seu pau na minha boca e comecei a fazer movimentos de vai e vem e ele puxou meu cabelo. Um pouco de tempo depois ele gozou, então ele me puxou e me jogou na cama novamente e dessa vez ele estava por cima de mim.

Ele começou a beijar meu corpo até descer a minha intimidade onde começou a depositar beijos e depois a me penetrar com a língua. Soltei um gemido alto e depois cheguei ao meu ápice.

Pude sentir ele lamber todo o meu líquido, ele começou a beijar meu corpo novamente e foi subindo até encontrar meus seios e os chupou novamente.

Ele se levantou e colocou a camisinha, depois subiu em cima de mim novamente e começou a enfiar só a cabecinha de seu mebro até me penetrar por completo por completo.

Confesso que tinha medo de perder minha virgindade mas naquele momento eu não estava com medo, apenas queria que continuasse, e eu queria cada vez mais. Ele começou me estocando devagar e foi aumentando a velocidade até chegar em uma velocidade rápida que me fez dar solavancos.

Por fim chegamos ao ápice juntos e ele foi desacelerando as estocadas até tirar seu mebro de mim por completo. Quando paramos o ar nos faltava.

Meu Deus! Eu acabei de perder minha virgindade! MEU DEUS!

- Viu, não foi tão ruim.. - ele disse ofegante e nós rimos. - quer ir tomar banho? - ele perguntou e eu apenas assenti.

Bia's POV

Jantamos sem a Beca e Ryan pois eles sairam, fui dormir e Chaz veio dormir comigo porque admito que eu tenho medo de escuro. Fiquei choramingando a noite, ele estava dormindo tão fofinho com uma cara de anjo, ele me abraçou por trás fazendo nós ficarmos de conchinha. Acabei dormindo assim.

Chaz me acordou falando que eu já estava atrasada para a escola, fui correndo para o banheiro fazer minha higiene matinal. Coloquei um cropped larginho na altura do umbigo para tampar os cortes, um short e um tênis vans.

- Bia ? Posso falar com você ?

- Chaz, eu estou atrasada. A gente conversa no carro.

- Tá bom. - descemos e fomos para o carro, estavamos em silêncio até Chaz o quebrar.

- Bia eu vi seus cortes ontem, eles eram profundos. Foi você que fez ?

- Foi sim.

- Qual o motivo deles ?

- Motivos meus. - quando ele ia falar alguma coisa a gente tinha chegado na escola, sai do carro e ele saiu logo atrás de mim.

- Bia a gente ainda não terminou de conversa.

- Terminamos sim. Só te peço uma coisa, não conta pra Beca.

- Tá bom. - ele me puxou pela cintura selando nossos lábios em um beijo calmo. Ele passou a mão nos cortes por cima da blusa me fazendo arfa de dor. - Eu só queria saber o motivo do choro ontem e dos cortes.

- E eu não quero falar o motivo. - eu ia sair daquela conversa para não prolongar e acabar falando, ele me puxou e beijou-me mais uma vez.

- Tchau princesa.

- Tchau príncipe

Entrei na escola, vi Beca e as meninas, fui falar com elas e depois fui no banheiro, levantei a blusa e vi meus cortes comecei a chorar, Caitlin entrou no banheiro na mesma hora e eu abaixei a blusa rápido.

- Bia você está chorando ? Por que ta chorando, amiga?

- Por nada . - eu estava secando as lágrimas com as mãos.

- Vamos para a aula ? - assenti.

Chagamos na sala e advinha, dei de cara com a Gabrielle, murmurei um ''vadia'' para ela ouvir.

A aula tinha acabado e que maravilha aula de Ed. Física, ia ter que trocar de roupa, e os cortes estão muito a parentes. Fui ao vestiário e Beca estava comigo como sempre.

- Vou me trocar no banheiro.

- Por que Bia ? Você nunca foi dessas coisas, nunca teve vergonha.

- Por nada, amiga.

- Você está me escondendo alguma coisa.

- Não estou não...

- Está sim, só não vou insistir pra você falar porque se não a gente vai perde a aula. - dei os ombros e fui me trocar.

Chagando na quadra o professor disse que iria ser queimada eu bateria o time com a Carol. Eu escolhi Beca, Ari, Cait e mais algumas meninas lá e ela praticamente todas que eram do seu grupinho. Carol estava na minha mira e eu na dela.

A bola estava em minhas mãos, meu time estava ganhando, mirei bem na Carol e a acertei bem no meio da cara e foi um pouco (muito, pra caralho) forte.

- Ops! Foi sem querer.

- Você fez de propósito.

- Arrasou amiga. - Beca disse toda animada.

- Voltem ao jogo meninas. - o professor disse por fim.

Beca's

Umas duas semanas haviam se passado desde que eu comecei a namorar Ryan, e nessas duas semanas coisas estranhas aconteceram.

Vez ou outra pego Bia choramingando a noite, e ela não toma mais banho na mesma hora que eu, sempre toma banho quando eu estou com Ryan, ou no andar de baixo com os meninos ou até quando Cait me ajuda no dever de matemática (eu sou um lixo em matemática).

Bia estava agindo de uma maneira estranha, e eu sei que ela está escondendo algo de mim. Eu só não sei o que é.

Tinhamos acabado de chegar da escola e Shawn e Ari estavam lá em casa porque iamos fazer um trabalho em grupo. Eu e Shawn tinhamos virados melhores amigos, ele me contava tudo e eu contava tudo para ele. Nossa amizade estava ficando bem forte.

- Então, por onde a gente começa? - Ari perguntou. O trabalho era de biologia, a única aula onde todos nós ficavamos juntos.

Ficamos um tempo discutindo o assunto do trabalho. Os meninos haviam saído para resolver a parada do assalto que eu e Bia iriamos ajudar. Faltava poucos dias pra isso e eu estava nervosa.

Shawn me despertou de meus pensamentos pedindo pra que eu recortasse as figuras do cartaz, já que eu era perfeccionista.

Ficamos a tarde inteira fazendo o trabalho e depois fomos ver um filme, quando os meninos chegaram eram umas 09PM e Shawn e Ari ainda estavam lá em casa, zoando conosco.

- Mas que porra toda é essa? - Justin disse estressadinho, como sempre.

- Nossa, calma, Jus! A gente tava fazendo trabalho, ai terminamos e estamos vendo filme. Nada demais! - Ele olhou pra mim com uma sobrancelha erguida e depois foi para a cozinha.

Quando parei pra perceber, Chris estava fitando Ariana, ele estava com a boca aberta peridão ali.

- Fecha a boca, Chris! - disse rindo..

- An? Que? Beca, posso falar contigo? - ele disse ainda fitando Ari

- Pode.. - Me levantei e fui ate ele.

- Aquela é a Ariana? Amiga da Caitlin?

- Sim..

- Caralho! Ela tá muito gata!

- Desenrolo em! - disse maliciosa

- Pode deixar com o paizão aqui.. - ele disse e eu ri. Ele se aproximou de Ariana

- E aí gata! - Ele disse e ela olhou incrédula - Ta solteira? - Não creio no que ele ta fazendo! - Sabia que as garotas me admiram? Não precisa ficar assim, eu saio contigo! - Ele disse

- An... Oh, Rebeca, que mané é esse aqui?

- Eu não sou mané! - Chris disse revirando os olhos!

- É meu irmão - Caitlin disse e Ariana ficou confusa

- Eu acho que eu vou em bora. Tchau meninas! - Ari pegou suas coisas e se dirigiy até a porta

- Espera ai, vou contigo! - Shawn disse. - Tchau, donzelas! - Shawn era tão fofo

- Tchau - dissemos uníssono

- Vou tomar banho. - Bia disse

- Ah, vou também!

- NÃO!

- Bia, você ta muito estranha!

- Não, é que.. É.. Por favor..

- Tá, Beatriz. Vai logo. - ela subiu e eu e Cait continuamos vendo o filme.

Bia havia sumido por um tempo e eu e Caitlin estavamos na sala conversando sobre coisas aleatórias até que Chris chegou.

- Po, vocês podiam desenrolar a Ari pra mim. Fala pra ela sair comigo? POR FAVORZINHO???? - Chris pediu fazendo beicinho e afinando a voz.

- Nossa, Chris! Que gay! - disse rindo. Peguei o telefone e liguei pra Ari. Puz no viva a voz e começamos a conversar. - Amiga, o que você acha do irmão da Caitlin?

- Ah, ele é gatinho, mas é meio estranho, e muito mané! Você viu o que ele ficou falando? Badboy demias pro meu gosto.

- Eu sei, amiga, mas po, ele é legal. Por que não sai com ele ?

- Ah não, Rebeca. Isso não.

- Relaxa, Ari.. Ele PROMETE que vai se comportar, - dei ênfase ao promete olhando para Chris - ele é muito legal quando você o conhece!

- Sei não.

- Vai, Ari.. Por mim e pelas meninas!

- Af... Ta bom! Fala pra ele me encontrar amanhã as 7pm em ponto no restaurante chinês perto da casa de vocês! Tchau! - ela desligou o telefone

- Satisfeito? - Perguntei e ele sorriu.

Justin's POV 

- Justin?

- Oi?

- Posso falar com você?

- Já ta falando. - Bia revirou os olhos

- É verdade que o Chaz já namorou a Gabrielle?

- Sim, Bia. Por que?

- Nada. Por nada. - Bia disse e depois saiu. Quando ela saiu Beca passou por ela e veio em minha direção

- Ela ta estranha. O que houve? - Perguntei

- Eu também quero descobrir! - Rebeca disse e depois entrou em seu quarto

Fui para meu escritório terminar de fazer as ligações sobre os negócios e quando pego meu celular vejo que tem uma mensagem da Carolina

*"Acho melhor seus amiguinhos ficarem espertos, ou as namoradinhas deles sofreram certas consequências!,,,,,xoxo"* ~ Caroll

Achei aquilo muito estranho, mas sei que ela não vai fazer nada, mas mesmo assim achei melhor falar com os muleques.

Já estava tarde e as meninas já haviam ido dormir em quanto os muleques estavam na sala, bebendo e vendo filme.

- Olha isso - mostrei a mensagem pro Ryan e ele ficou incrédulo

(...)

Ryan's POV 

dia seguinte

Já estava quase na hora de buscar as meninas na escola e eu estava com uma ressaca do caralho, com uma preguiça do caralho, e com caralho nenhum de vontade de ir na escola das meninas, mas como a vida é injusta eu tive que ir.

Quando cheguei na escola das meninas vi Júlia e companhia vindo em direção a mim e Chaz que esperavamos as meninas em frente a nossos carros.

- Oi, amor! - Disse Gabrielle chegando perto de Chaz tentando o beijar. Fiquei sem entender nada

- Sai, Gaby! Não sou seu amor! Sai! - ela o olhou debochado. Confesso que não pude evitar de olhar. Júlia estava com um mini short, uma camiseta e uma jaqueta amarrada na cintura e aquela roupa estava deixando ela gostoza pra porra.

- A parada é a seguinte, gatinhos, ou vocês ficam com a gente, ou suas namoradinhas vão sofrer! - Júlia disse

- An? - "não to entendo mais porra nenhuma.." pensei

- Temos umas coisinhas aqui que suas namoradas não vão gostar nem um pouco.. Me contaram que a Bia tem problema com lâminas né? Tenho algumas de presente pra ela! E acho que a amiguinha dela não ia gostar de saber que ela ta se cortando de novo, e até onde eu sei, se uma se corta a outra também se corta. Acho que vocês não querem isso, querem? Então decidam-se, ou ficam com a gente e elas sofrem com a traição, ou nos ignorem e elas se matam. A escolha é toda de vocês. - Não queria trair Beca, mas não quero que ela corra esse risco. Vi que ela e as meninas estavam saindo da escola e vindo que nem vulcões em erupção pra perto das "vadias", no mesmo momento eu e Chaz nos entreolhamos e eu assenti. Puxei Júlia pela cintura e a Beijei. Chaz fez o mesmo com Gabrielle em quanto Priscila e Carol assistiam.

- R-Ryan.. - Beca me olhou com os olhos cheios de lágrima.

- SEUS.. SEUS... SEUS IDIOTAS!!!!!!! - Bia gritou e logo pegou seu telefone - Justin, vem buscar a gente.. SÓ VEM CARALHO! - Bia gritava nervosa com Justin no telefone.

- N-não.. Bia, não é isso.

- R-Re-Rebeca. E-eu, eu posso explicar! - Rebeca chorava compulsivamente em quanto Bia olhava com raiva para mim e Chaz.

- Explicar? EXPLICAR O QUE RYAN? E VOCÊ CHAZ, NÃO É ISSO? SE NÃO É ISSO É O QUE ENTÃO? ACHO QUE VOCÊS DOIS NÃO TEM NADA PARA EXPLICAR! VOCÊS SÃO UMAS VADIAS DO INFERNO! E TU PEINCIPALMENTE GABRIELLE - Bia foi se aproximando dela - A MINHA VONTADE E DE TE ENFIAR PORRADA ATÉ TU IR PARAR NO HOSPITAL, OU MELHOR, ATÉ VOCÊ MORRER! E É ISSO QUE EU VIU FAZER.. - Bia voou em cima de Gabrielle e começou a socar a cara dela. Ela estava socando tanto que a cara de Gabrielle estava sangrando. Assim que Bia começou a bater a cara da Gaby contra o chão Ariana e Caitlin fizeram algo e puxaram Bia, a prendendo, mas eu e Chaz tivemos que ajudar e segura-la também - ME LARGEM, PORRA, EU QUERO ENFIA PORRADA NESSA MENINA ATÉ O CARALHO DA MORTE DELA.. VÃO TOMAR NO CU E ME LARGUEM! NÃO ME ENCOSTA ,CHAZ. NEM VOCÊ, RYAN! SEUS FILHOS DA PUTA, ME LARGUEM! - assim que as meninas tomaram distância soltamos a Bia. - SUMAM LOGO DA MINHA FRENTE, RYAN JAMES E CHARLES GRAHAM!!!!!

Beca's POV 

- O que aconteceu? Cadê o Chaz e o Ryan? Por que pediram pra eu buscar vocês?

- Eles trairam a gente.. leva a gente pra casa - disse chorando

Quando chegamos em casa fui direto para o quarto e comecei a futucar minhas coisas até achar uma coisa que eu não usava a muito tempo. Minha lâmina. Eu tinha prometido pra Bia que não ia mais fazer, mas naquele momento eu precisava muito. Depois de muito esforço a achei, me tranquei no banheiro e levantei minhas mangas e comecei a passar a lâmina em todo meu anti-braço. Aquilo sempre me ajudava a aliviar as dores. Por fim, meus braços estavam todos rasgados e cheios de sangue. Limpei a lâmina e meus braços. Me olhei no espelho e meu rosto estava enxado por conta do choro, lavei ele tentando fazer diminuir e depois sai do banheiro. Quando vi que Bia estava no quarto puz a lâmina em meu bolso e fui até o closet trocar de roupa.

Puz um short jeans e um casacão. Sai do closet e fui falar com a Bia.

- Eles são uns Otários, nunca mais quero chegar perto do Chaz!

- Nem eu do Ryan.. - respirei fundo. - Vou beber água. Quer que eu traga pra você?

- Quero. - desci as escadas e fui até a cozinha, e adivinha quem estava lá? É, Ryan.

- Rebeca...

- Não fala comigo..

- Mas eu..

- NÃO FALA COMIGO, RYAN JAMES BUTLER!

- Rebeca, por favor..

- SAI RYAN! - Peguei dois copos de água e fui até o quarto.

Caitlin foi para o nosso quarto e ficou lá com a gente nesse nosso momento de "luto".

- Não chorem..

- Não tem como, Cait! Eu amo ele.. - Disse entre soluços de choro

- Eles são idiotas de fazer isso com vocês. Por favor, não chorem pelo vacilo deles.

- Eu quero que o Chaz morra!

- Já está ficando tarde. Acho melhor irmos dormir. Amanhã tem aula. Tentem ficar bem, por favor. Não vale a pena chorar por caras idiotas! Boa noite. - Caitlin disse e depois saiu do quarto.

Me virei para o canto e sentia as lágrimas rolarem, eu estava em um choro silencioso, perdida em meus pensamentos. Como ele podê fazer isso comigo? Como ele podê?

Acabei adormecendo depois de alguns minutos e acordei com o celular despertando, anunciando que mais um dia chato tinha começado.

Foi a mesma merda de sempre de manhã. Na hora em que fui ao closet abrir a gaveta percebi que ainda estava usando a aliança que Ryan me deu. Tirei a aliança com raiva e a joguei o mais forte possível dentro da gaveta e depois a fechei com raiva.

Desci para o café e Shawn estava no andar de baixo.

- Bom dia. O que faz aqui? - perguntei

- Vim ajudar a levar o trabalho!

- Não precisava.. Mas tudo bem. Vamos. - peguei um pacote biscoite e um refrigeranre e depois sai. Nem esperei Bia, fui direto pro carro de Chris junto com Shawn.

- Aconteceu alguma coisa? - Shawn perguntou.

- Meu namorado me traiu.

- O SEU O QUE? COMO ESSE IDIOTA PODÊ FAZER ISSO COM VOCÊ??? QUE BABACA! - ri da expressão de Shawn. Era muito fofo quando ele se irritava

Encostei minha cabeça no ombro dele e acabei dormindo no caminho para a escola.

Eu e Shawn chegamos e fomos direto pra sala finalizar os detalhes do cartaz pra apresentação e uns 10 minutos depois as meninas chegaram.

Fizemos a mesma chatice de todas as lindas e belas terças-feiras, entramos, demos presença, esperamos o prefessor chato de biologia.. Um tempo depois de ele ter passado a matéria ele começou as apresentações dos trabalhos e meu grupo era o primeiro. Eu não estava com cabeça pra trabalho, mas foda-se, não quero reprovar.

Depois que a aula acabou e fomos para o intervalo eu fiquei um bom tempo sentada fitando o nada, com raiva ainda.

- Você ta pensando nele? - Shawn perguntou se aproximando

- To..

- Não fica assim. Você é bonita, inteligente. Merece coisa melhor, tem muita gente te querendo... É só.. Você prestar atenção! - Isso foi uma indireta ou é impressão minha? Shawn era um ótimo amigo, estava do meu lado até nos momentos mais dificeis e só nos conhecemos a 1 mês e meio, mas parece que são anos.

- Valeu, Shawn. - dei-lhe um beijo no rosto.

Quando levantei minha mão pra prender o cabelo, minha manga abaixou um pouco revelando os meus cortes e Shawn se assustou quando viu eles.

- O QUE É ISSO? POR QUE VOCÊ FEZ ISSO?

- Shh.. Não conta pra Bia. Por favor! Segredo nosso. - ele respirou fundo

- Ta, okay.

(...)

Passou-se as últimas 3 aulas e fomos para casa. Eu estava muito emputecida com aquilo tudo, então a primeira coisa que eu fiz quando cheguei em casa foi procurar a lâmina que eu deixei no casaco.

Eu não estava a achando em lugar nenhum, eu achei o casaco mais não a lâmina. Neste momento lembrei que Bia ainda guardava as lâminas dela, então abri a gaveta do closet onde elas estavam guardadas em uma caixinha e pude perceber que alguém havia mexido ali. Quando vi, as lâminas estavam cheias de sangue. Não, ELA NÃO FEZ ISSO..

Senti a raiva me dominando, peguei a lâmina e sai do closet.

- VOCÊ ANDA SE CORTANDO? - gritei

- O QUE VOCÊ TA FAZENDO COM ISSO?

- VOCÊ SE CORTOU?

- SE VOCÊ TA COM UMA LÂMINA É PORQUE TAMBÉM FEZ OU IA FAZER! VOCÊ IA FAZER? - eu estava com raiva, então era por isso que ela estava tão estranha nos últimos dias! Levantei minhas mangas e mostrei meus anti-braços todos rasgados.

- VOCÊ TAMBÉM FEZ NÃO FOI?

- SUA TRAÍRA!

- OLHA QUEM FALA! NEM PRA ME CONTAR. SABE MUITO BEM QUE SE ME CONTASSE EU TERIA TE AJUDADO E VOCÊ NÃO IA PASSAR POR ISSO SOZINHA! ERA POR ISSO QUE TAVA TODA ENCUZADINHA NE? SUAAA... ARGH!!!! EU VOU SAIR DESSE QUARTO! - fui até o closet e peguei minhas coisas e olha só que lindo, achei a lâmina. LÂMINA FILHA DA PUTA! Achei também o anel que Ryan me deu revirei os olhos e o peguei. Fui para o quarto do lado e me tranquei.. Comecei a chorar e me cortar, já que isso me ajudava a esquecer.. Mais dessa vez não estava funcionando.

(...)

Passaram-se uma semana e eu ainda não estou falando com a Bia. Sei que ela ainda está se cortando, e eu também estou, mas eu só estou me cortando por ela, porque eu só paro quando ela parar.

Foi o que ela disse pra mim quando nós nos prometemos não fazer mais isso, nem eu nem ela.

*Flashback on*

- Eu não aguento mais! Bia, eu quero morrer!

- Não, lembra que eu disse que se você se cortasse de novo eu ia me cortar também? Então, foi o que eu fiz.

- To me sentindo culpada agora. Não faz isso por mim. Por favor!

- Você não é nada disso. Eu só fiz pra você ver que você não ta sozinha! Eu só paro quando você parar. Vai ser um corte por dia, até você parar.

- Não amiga! Eu vou parar! Só promete que nunca vai me abandonar?

- Claro! Sempre vou estar do seu lado. Eu prometo

*Flashback off*

Lembrar daquilo me doia demais. Eu perdi minha melhor amiga! Isso não podia estar acontecendo!

Alguém bateu na porta e era Chris.

- Tá tudo.... - ele paralisou assim que viu meu braço. - cara, você tem que parar com isso! Só te faz mal! Tenta falar com a Bia.

- Chris, ela me odeia.. Só paro quando ela parar! Se ela não parar eu também não paro - disse chorando.

- Vocês vão se acertar. - Chris disse se sentando ao meu lado na cama - Quer conversar? - neguei com a cabeça - Tudo bem. Se precisar de algo estou aqui, princesa! - ele disse e me deu um beijo na testa. - Depois desce para comer, okay? Fica tranquila que você e Bia vão voltar a se falar. Eu prometo. - ele disse e depois saiu do quarto.

Justin's POV 

- Dude, posso falar contigo?

- Pode cara, fala ai.

- Temos que dar um jeito de fazer as meninas se reconciliarem. Elas estão se cortando, e só elas sabem como fazer uma a outra pararem.

- Ta, vamos pro meu escritório, tive uma ideia. - Beca e Bia já estavam a dias sem se falar e aquilo estava me irritando, fazia falta as gritarias e bagunça delas. Quando cruzavam uma com a outra faziam cara de nojo, de fresca e tudo mais. Aquilo já estava me dando nos nervos.

- Bia, posso falar contigo? - disse abrindo a porta do quarto dela e ela estava se cortando.

- Fala.

- Vamos dar uma saída. Se arruma em 15 minutos. Nada formal - Ela revirou os olhos e eu fechei a porta.

Tinha certeza de que meu plano daria certo, então levei Bia até um salão onde mandei alguns empregados colocarem uma mesa para dois com um jantar. Mandei colocarem as músicas preferidas das meninas e que fizessem as comidas e sobremesas que elas mais gostavam, mandei também pendurarem algumas fotos delas no teto, umas que eu achei dentro de uma mala dentro do lixo.

Eu levei Bia e Chris levou Beca.

- Por que você me trouxe aqui? - Bia ficou incrédula quando viu o salão com tudo arrumado, com as fotos dela e da Beca penduradas no teto e tudo mais. Depois que entramos Chris entrou com Rebeca e quando elas se virão pude perceber que ambas estavam com os olhos marejados.

- Boa noite pra vocês!

- Onde vocês vão?

- Na hora que se acertarem, nos liguem. - Sai e tranquei a porta do salão. Todas as portas e janelas estavam trancadas.

- Você acha que vai dar certo? - Chria perguntou

- Não custa nada tentar - falei e ficamos dentro do carro.

Beca'sPOV 

- Oi. - disse sentando na mesa

- Oi. - eu e Bia ficamos nos encarando sem dizer nada, apenas comiamos.

- Quer falar alguma coisa? - perguntei

- Eu quero dar na sua cara, mas não vou fazer isso. - Ficamos mais um tempo nos encarando.

Eu estava ficando com calor já que estava tudo fechado e só tinha ar condicionado. Tirei meu casaco e levantei as mangas de minha blusa que eram compridas.

- Você ainda ta.. - Bia começoua falar e eu a interrompi

- Sim.. - Ela se levantou e respirou fundo

- Olha, cara, eu sei que eu tinha prometido, mas era só pra você não fazer, porque eu nunca parei sabe. Eu tinha medo de te contar por causa da sua reação, mas eu nunca quis esconder, e mesmo assim escondi. Mas, sei la! Eu não aguento, sabe, não consigo me controlar! Isso é um troço muito louco. Ah, você entendeu ne? - Em quanto Bia falava ela andava de um lado para o outro sem parar, até que uma hora ela tropeçou e caiu no chão, sua blusa levantou um pouco e eu pude ver que seus cortes eram profundos.

- Seus cortes.. São recentes..

- Eu ainda sabia que você tava fazendo, eu sempre pegava suas lâminas para ver se estavam sujas ou limpas... E.... "Eu só paro quando você parar" - Ela disse e eu me segurei pra não chorar, o que não deu certo porque eu comecei a chorar incontrolávelmente.

Abracei ela e começamos a chorar juntas.

- Me desculpa - disse

- Me desculpa também!!!

- Vamos prometer de verdade, dessa vez de um jeito diferente

- Como?

- Vamos fazer um pacto de sangue! - Tirei uma lâmina que tinha guardado no meu casaco.

Peguei ela e pressionei no meu pulso - que estava bem machucado - e depois arrastei, arfei de dor. Depois que fiz isso entreguei a lâmina para Bia

- Agora corta no mesmo lugar que eu cortei. - Ela cortou fazendo um rasgo bem aberto assim como o meu. Peguei uma das fotos que estava pendurada e deixamos o sangue escorrer nela. - Agora é pra valer! - Nos abraçamos mais uma vez e depois ligamos para os meninos irem nos buscar.

- Se acertaram?

- Sim! - dissemos uníssono - Vamos logo pra casa. - Bia disse

- Gente, eu tive uma ideia. Que tal a gente comemorar que estamos nos falando de novo?

- Como? - Justin perguntou

- Podemos fazer uma festa na piscina! - Bia respondeu

- Vamos chamar todos da aula de biologia! A festa vai ser sábado!

- Okay. - Bia disse e os meninos ficaram nos encarando, concordando e não concordando com a idéia.

Assim que chegamos em casa fomso direto pro banho para nos limpar e depois fomos dormir.

Eu estava ansiosa para a festa de sábado.

Fiquei meio inquieta, demorei bastante pra dormir, mas finalmente consegui.

No dia seguinte, no horário da aula de biologia que sexta-feira era a última aula, fomos avisar a todos sobre a festa.

- Gente - Bia gritou mas não deram atenção - Oh gente.. OH GENTE! CARALHO! PORRA, NÓS QUE FALAR, DA PRA SER OU O CU DE VOCÊS NÃO SOSSEGA NUNCA? - dessa vez todos olharam

- Então galera - comecei a falar - Todos sabem que EU E BIA - dei ênfase ao "eu e Bia" olhando fixamente para as vadias - moramos com o Justin Bieber. Então, amanhã nós vamos dar uma festa na piscina na nossa casa, vai comecar 5pm e vai até a hora que a gente aguentar. - pude perceber a turma ficando animada - Então nós decidimos que TODOS estão convidados.

O sinal bateu anunciando que a aula tinha acabado, fui até as vadias.

- Vocês também estão convidadas para a festa. - disse apenas e depois fui até meu armário para guardar algumas coisas. Na hora que fechei o armário levei um susto com Shawn ali.

- Porra, Mendes. Que suto, caralho!

- Desculpa! Eh... Eu vou poder ir na festa de vocês?

- Nossa, Shawn. Que pergunta idiota, mas é claro! Por que eu deixaria você de fora? - Ele sorriu de lado pra mim e nós ficamos nos encarando por alguns segundo.

Dei um beijo no rosto dele e depois sai. Naquele momento eu senti algo diferente em relação ao Shawn. Será que eu estou afim dele?

Eu e as meninas fomos para casa arrumar as coisas para a festa que aconteceria no dia seguinte. Ari dormiu lá em casa para ajudar também mas não ajudou tanto quanto os outros pois ela e Chris sairam. Eles estavam ficando desde quando sairam a primeira vez.

- Ai ai.. Esse lance da Ari e do Chris é tão fofo.. - exclamei

- É mesmo! - Caitlin e Bia disseram juntas e nós rimos.

Ficamos na sala vendo filme até Chris e Ari chegarem.

Acabamos dormindo na sala. Despertei com Justin gritando que eram duas da tarde e tínhamos marcado a festa as cinco. Nós levantamos rapidamente e fomos trocar de roupa, arrumar as mesas, as bebidas e tudo mais.

Eu estava muito ansiosa para essa festa, todo mundo começou a chegar muito animado. Quando as vadias entraram Bia ferveu de odio

- O QUE ELAS ESTÃO FAZENDO AQUI? PORRA, ESSES SEGURANÇAS NÃO SERVEM PRA NADA EM JUSTIN!

- Calma. Eu chamei

- VOCÊ O QUE?

- Relaxa. Eu tenho um plano, agora vamos nos divertir.

Fomos para o lado de fora e ficamos conversando com algumas pessoas que não estavam na piscina, já que eu e Bia não podiamos entrar por causa dos cortes que iriam arder na água. Só estavamos de biquíni pra não sermos indiferentes. Sim, pergutaram sobre os cortes, mas eu e Bia apenas ignoravamos.

Certa hora Justin e Chris chamaram eu e Bia, eles estavam perto da piscina. Fomos até eles.

- O que vocês querem? - Bia perguntou.

- Então.. - eles disseram juntos, se entreolharam prendendo risos e depois jogaram eu e Bia na piscina. Meua cortes arderam pra porra.

- AIIIIIIIIIIII - eu e Bia exclamamos juntas de dor. Um tempo depois não estavamos mais ligando pra dor.

Vi que Shawn também estava na piscina junto com a galera então decidi nadar até eles.

Eram os nerds da sala, e como eu também era meio nerd eu me dava super bem com eles.

Vez ou outra ficava perdida olhando pra Shawn. Ai, será que eu to afim dele? Sei lá, ele é tão fofo, me trata tão bem..

- Rebeca? - Hailey disse me despertando de meus pensamentos.

- An? Oi?? Ahn.. Gente, vou sair um pouco, vou beber algo.

- Ah.. Vou também - Disse Shawn

Saimos da piscina e fomos até as bebidas. Eu não bebia com frequência, então se tivesse bebida alcoólica e refrigerante, eu tomava refrigerante, mas como não tinha eu tomei uma vodka mesmo.

Eu e Shawn ficamos conversando um tempo fora da piscina e depois voltamos para a mesma.

Estavam todos se divertindo, a festa estava uma maravilha. Eu estava amando!

Quando a festa acabou eram 4am, todos já tinham ido em bora, exeto as 4 vadias, Shawn e Ari.

Estava nós 13 ali (eu, Bia, Cait, Ari, Jus, Chaz, Chris, Ryan, gêmeas vadias e vadias), e ia ser agora que eu ia botar meu plano em ação.

- Gente, vamos jogar verdade ou desafio? Podem jogar se quiserem. - falei me dirigindo as vadias

- O que você ta fazendo? Não basta ter as chamado e agora quer que elas joguem também? - Bia sussurou em meu ouvido.

- Você vai ver. Confia em mim - sussurrei de volta

- Bora po! - Justin disse

- Claro! - Chris falou animado

Bia's POV 

Beca teve a extraordinária ideia de jogar verdade ou desafio, bom tirando a parte que as vadias também vão jogar, mas ela falou que tem um plano, então vamos deixar rolar. Peguei uma garrafa de Vodka e tinha um restinho, virei tudo de uma vez e fui até a sala onde todos estavam sentados no chão.

- Quem vai girar ? - disse chegando na sala me sentando entre Justin e Chris ficando de frente para Chaz (eu não olhava na cara dele desde o dia que ele me traiu).

- Eu. - Justin quase gritou, ele girou a garrafa e a mesma parou em Chaz e Carol. Carol perguntava e ele respondia.

- Verdade ou desafio gato ?

- Desafio, sempre.

- Desafio você a... - ela me, olhou para ele. - A fazer uma rapidinha com a Bia. - a olhei incrédula. Como assim? Eu ainda sou virgem! Que desaforada!

- Eu não faço nada com esse menino aí. - disse tentado manter a calma.

- E ai, Chaz, arregar ? - ela insistia.

- Eu não posso obrigar ela a fazer nada comigo.

- Então vou fazer outro, pode ? - ele assentiu e eu me senti aliviada. - Pega um cinto e bate nos cortes da Beatriz. - todo mundo olhou para ela boquiabertos. Eu estava só de biquíni como todas as outras meninas também, então dava para ver os corte que ainda eram meio recentes.

- Eu não vou bater em uma menina.

- Vai arregar de novo ?

- Eu nunca arrego. - ele foi até sua calça e pegou o cinto e veio vindo em direção a roda.

- Dude, você não vai fazer isso né? - Chris perguntou não acreditando no que Chaz estava prestes a fazer.

- Vou. - ele foi vindo em minha direção.

- Chaz para, não faz isso. - pedi.

- E desafio, e também é só uma vez.

- Quem disse? - Carol perguntou e Chaz a olhou. - São dez cintadas em cada lado.

- Ta bom. - Chaz começou a bater e era uma tortura, doia cada vez mais. Lagrimas começaram a escorer. - Pronto.

- EU TE ODEIO CHARLES GRAHAM GRAVER SOMERS. - gritei para ele que me olhava com pena.

- Vacilo, dude. - disse Justin para o Chaz fazendo sinal negativo com a cabeça. Ele girou a garrafa de novo e caiu na vadia 3 perguntando para a vadia 2.

- Júlia, verdade ou desafio ?

- Desafio né, miga

- Te desafio a beijar todo o corpo do Ryan e depois a boca.

- Sem problemas. - olhei para Beca que tinha seu olhar fervendo de ódio.

- Ei qual foi né. - Ryan disse, Júlia foi chegando mais perto dele começou a beijar na beirada de sua cueca já que todos so estavam de partes íntimas. Ela foi subindo dando vários beijos e mordidas no corpo do Ryan até chegar em sua boca e ali depositar em beijo quente e sexy.

- Ta bom Júlia, chega. - falei a tirando de cima do Ryan.

- Bom agora é.... - Justin girou a garrafa parando em mim e Shawn. - Bia pergunta pro Shawn.

- Verdade ou desafio ?

- Desafio. - olhei para ele e para Beca, ela me lançou um olhar de: ''olha o que você vai falar em.''

- Te desafio a fazer um oral na Beca. -Shawn ficou vermelho na hora.

- QUEEEE ? - Beca deu um grito.

- Isso mesmo, vai logo Shawn.

- Vou fazer isso aqui na frente de todo mundo? - ele perguntou envergonhado

- Claro que não, bobinho. Vai para trás do sofá. - ele e Beca foram e Beca começou a gemer e assim foi por uns 5 minutos até ela dar um gemido mais alto que percebemos que ela havia chegado ao seu ápice. Eles voltaram para a roda e continuamos, a garrafa paro em mim e Ari.

- Ari pergunta. - Justin disse.

- Verdade ou desafio, linda ?

- Desafio sempre. - dei uma piscada para ela.

- Te desafio a rebolar no colo do Justin até ele ficar excitado e depois fazer um oral nele até ele goza na sua boca. - Todos olharam para a Ari boquiabertos.

- Quem é você e o que fez com a minha amiga inocente? - Cait disse rindo.

- Aprendi com a Bia. - dei uma piscada para ela.

- Sou má influência. Vou ter que fazer isso mesmo?

- Sim, amiga.

- Bota pelo menos uma musica pra mim rebola. - Beca pegou o controle de som e o ligou. Sentei de frente para Justin e comecei a rebolar olhando dentro de seus olhos cor de mel, aos poucos nossas bocas foram se aproximando e nos beijamos e todos gritaram.

- Uoool, o beijo e um bônus. - disse Chris rindo. Eu e o Justin rimos entre o beijo, seu beijo era especial não sei porque mas era, senti seu membro totalmente duro quase rasgando sua cueca e o puxei para atrás do sofá. Comecei a lhe chupar devagar (eu nunca tinha feito isso) ele ficou abafando seus gemidos, mas alguns escapavam. Ele chegou ao seu ápice e gozo na minha boca e eu engoli tudo e limpei o que escorreu pelo canto da minha boca.

- Você tem uma boca incrível sabia ? Ninguém nunca fez eu gozar tão rápido assim. - ele falou baixinho ainda atras do sofá e eu fiquei totalmente corada. - Ei linda, fica com vergonha não.

- Okay, mas meu aparelho não te machucou não ?

- Não, que isso, pelo ao contrário, eu acho você com aparelho ainda mais sexy.

- Vamos voltar. - voltamos e sentamos de volta na roda, Chaz me olhava furioso por eu te fez aquilo com o Justin. Justin girou a garrafa de novo.

- Eu pergunto pra você, Chris, meu amigo. E aí qual vai ser, dude?

- Desafio.

- Vou pegar leve. - ele disse sarcástico - Chupa o peito da Ariana.

- Por mim beleza, tem problema Ari? - ela negou com a cabeça. Ele chupou seu peito que a fez arfar. - Pronto.

- Esse é meu garoto. - ele girou novamente. - Vadi... Quer dizer Priscila e Ariana.

- Verdade ou desafio projeto de vadia? - Priscila perguntou

- Desafio querida. - Ari tinha perdido o medo das meninas.

- Beija o Shawn.

- NÃAAAAAO MESMO. Eu não vou deixar. - Chris deu um grito.

- Por que? Vocês não tem nada sério, só ficam.

- A é ? Espera aí. - ele subiu as escadas e voltou com uma caixinha e depois se ajoelhou. - Ariana Grande, quer namorar comigo?

- Aaaiii meu Deus, claro. - ele levantou botou uma aliança nela, ela nele e se beijaram. Todo mundo gritou, menos as vadias.

- Pronto ela não vai beijar mais ninguém alem de mim.

- Que seja. - Justin girou a garrafa novamente.

- Bia pergunta pra Beca.

- Verdade ou desafio amiga?

- Desafio.

- Faz oral no Shawn.

- Cê é loca.

- Eu tive que fazer no Sr. Estressadinho.

- Ei, eu to aqui sabia ?

- Sim, neném. Vai logo, Rebeca. - Beca foi para trás do sofá e começou, pelos gemidos de Shawn aquilo tava bom. Eles voltaram depois de uns 5 minutos e sentaram de novo. Justin girou a garrafa.

- Chaz pergunta pra Cait.

- Verdade ou desafio ?

- Desafio.

- Você vai ter que deixar o Shawn fazer um oral em você.

- Vai toma no cu, Chaz. - Chris gritou furioso.

- Calma ai, dude.

- Tá bom. Vem Shawn. - ela começou a gemer e logo chegou ao seu ápice.

- Gente eu vou fazer pipoca, para a gente continuar. Espera um pouco. - disse indo até a cozinha. Meus corte doiam tanto que eu estava andando com certa dificuldade, fui até a pia e os molhei fazendo-me arfar de dor. Me virei para pegar o pano de prato e tomei um susto com quem estava na porta.

- O que você quer, Charles ?

- Falar com você.

- Eu não vou falar nada com você, cara você me bateu ainda mais nos cortes. Isso me magoou mais do que a traição.

- Desculpa. Eu não queria...

- Você não queria o que? Me machucar, me trair?! Me poupe, Charles.

- Bia eu fui influenciado, você não tem noção como elas são, elas ameaçaram você e a Beca por isso nos traimos vocês. Me desculpa.

- Mesmo assim, Charles, você me bateu onde já estava machucado.

- Você pago boquete pro Justin.

- Totalmente diferente. - fui até a pia e peguei um copo de água.

- Bia eu... eu te amo. - quando eu ouvi aquilo o copo caiu da minha mão na hora. Eu não acredito mais nele.

- Se ama, prova. Se amasse não teria me traído e muito menos me batido. - sai da cozinha o deixando lá.

- Amiga cade a pipoca ? - Beca perguntou vendo que eu cheguei na sala sem a mesma.

- Ah, desisti de fazer. - me sentei do lado de Justin e apoiei minha cabeça em seu ombro e bufei.

- Está tudo bem? Vi Chaz indo atrás de você na cozinha.

- Está sim, Justin, você está sendo um fofo comigo sabia?! - lhe dei um selinho, e logo em seguida vi que Chaz estava nos olhando.

- Eu sei que eu sou fofo. - Justin disse se gabando.

- Idiota. - dei um tapa fraco em seu braço.

- Também te amo. - ele me deu um beijo na bochecha, e virou a garrafa. - Beca pergunta para Bia.

- E aí puta de esquina, verdade ou desafio ?

- Sério ,oh, projeto de puta de esquina ? - ela deu os ombros. - Desafio.

   - Seu desafio é...


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capítulo! ♡
Gente, tenho que dar um desabafo aqui.
Eu escrevi uma parte da história que não deixei a Bia ver, então ela possivelmente só deve ter lido isso agora.
As partes sobre os cortes são baseados em faros reais (menos o pacto de sangue). Essas coisas dos cortes que a Bia e a Beca da história fizeram, aconteceu comigo e a Bia, na vida real.
Eu chorei muito escrevendo isso. O Flashback que teve, essas falas foram reias, foram escritas em um papel, um bilhete que eu e a Bia estavamos trocando na sala quando ela tava puta porq eu tinha me cortado
(to chorando aqui)
Amiga, eu sei que tu ta lendo isso agora, e eu só quero te falar que eu te amo demais, valeu por todas as vezes que tu me manda a real. Saiba que pode contar comigo sempre, valeu por me ajudar quando eu mais precisei, sem você eu não sei o que eu faria! Te amo!! ♡♡





Então, galera, acho que é isso. Espero que estejam gostando da história! Deixe seu comentário se poder, desculpa qualquer erro ortográfico. Obrigado pela colaboração de todos que estão nos acompanhando. ;)
Amamos vocês ~ Bia e Beca


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...