História A crise dos trinta - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Leo, N
Tags Neo, Taekwoon
Visualizações 25
Palavras 3.272
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoal.

Desculpem a demora. Espero que gostem da continuação da história.

Boa leitura, até breve.

Capítulo 2 - Olha que eu mudo de sonho pra ficar na sua vida


Fanfic / Fanfiction A crise dos trinta - Capítulo 2 - Olha que eu mudo de sonho pra ficar na sua vida

 

Alguns dias depois Taekwoon acordou com Ken, Hyuk e Ravi pulando na sua cama.

Se assustou sem entender o que estava acontecendo até processar os parabéns animados e lembrou que era o seu aniversário.

O seu humor não era dos melhores ao acordar, mas agradeceu os cumprimentos dos amigos e sorriu com o bolo que eles haviam preparado. Todos comeram se acomodando na cama de Taekwoon enquanto conversavam e riam.

Ele não estava preocupado com presentes, na verdade não ligava muito pra isso. Só o fato de todos lembrarem dele com carinho já o deixava feliz. Ficou surpreso quando recebeu das mãos do líder uma caixinha bem pequena.

-Esse presente é de todos nós Wonnie. Eu espero que você goste.

A caixa era bem leve na verdade parecia vazia. Ao abrir viu que havia alguns bilhetes. Os pegou e olhou de perto. Eram entradas pra um parque de diversões.

-Nós vamos comemorar seu aniversário no parque Hyung. –Hyuk disse animado.

-Vocês tem certeza? Lembrem-se que não teremos sossego quando nos virem lá. Vai ter pessoas filmando e fazendo tumulto como em todas as vezes que tentamos fazer um passeio.

-Desta vez não. –Jaehwan falou e o Jung o olhou. –Nós alugamos o parque só pra nós o dia inteiro. Só nós seis e os manegers. Vamos poder ir em qualquer brinquedo e passear á vontade sem nenhuma preocupação com nada. E o melhor é que não vamos precisar pegar filas.

-Como vocês fizeram isso? Deve ter saído muito caro.

-Um pouquinho, mas é um presente pra todos nós. Estamos todos precisando disso e até os managers gostaram da ideia. Eles vão poder se divertir conosco também. Vamos Wonnie levanta dessa cama e vai se arrumar que queremos aproveitar bem o dia. –Hakyeon falou puxando o outro pela mão pra que ficasse de pé. –E vocês também. Quero todo mundo pronto na sala em meia hora.

-Claro Omma. –Hyuk falou já correndo pro banheiro.

 

Quando chegaram ao parque os garotos já correram agitados cada um querendo ir em um brinquedo diferente. Decidiram no pedra, papel e tesoura que iriam primeiro na montanha russa e o líder do grupo já começou a suar frio.

-Está tudo bem Hakyeon? Você não precisa ir se não quiser. –Taekwoon falou o olhando preocupado.

-Você sabe que eu não gosto de altura, mas a ideia de vir a um parque foi minha e eu vou sim.

-Tem certeza?

Ele apenas confirmou com a cabeça.

-Leo Hyung, N Hyung o que estão esperando? Venham logo. –Hongbin chamou.

Os outros tinham deixado justo os dois lugares da frente pra eles e Hakyeon os xingou mentalmente por isso. Prendeu a trava de segurança e fechou os olhos respirando fundo. Quando o brinquedo começou a se mover sentiu alguém segurar sua mão e só assim teve coragem de abrir os olhos. A visão de Leo sorrindo pra ele foi o bastante pra ter coragem de enfrentar desafio.

 

-Está tudo bem. –O mais novo o encorajava.

 

“Enquanto você estiver comigo eu sei que vai estar tudo bem” –Teve vontade de dizer, mas manteve o pensamento consigo.

 

Passaram o dia inteiro indo em todos os brinquedos. Em alguns mais de uma vez. Comeram na lanchonete do parque. Era até estranho poder sentar e comer em um lugar como esse sem se preocupar se haveria alguém tirando fotos, apontando ou os interrompendo pra pedir um autógrafo. Não que não gostassem do carinho dos fãs, mas era cansativo ter que lidar com esse tipo de coisa o tempo todo mesmo quando estavam cansados ou doentes.

Taekwoon percebeu que todos os membros estavam mais á vontade com essa a liberdade.

No final da tarde foram na roda gigante pra encerrar o dia e ver o pôr do sol lá de cima.

Hakyeon e Taekwoon dividiam uma das cabines. O mais velho parecia nervoso mesmo esse sendo um brinquedo bem mais tranquilo que os outros.

-Você já enfrentou todos os outros brinquedos e vai ficar com medo logo nesse?

-Eu tive medo em todos os outros também, mas agora vamos ficar um tempão parados no alto e essa cabine é toda de vidro. Isso pode quebrar, ou um vento forte pode balançar e fazer as portas se abrirem.

-Nem está ventando. –Falou rindo e pegando a sua mão novamente. –Obrigado pelo presente Yeon. Eu sei que você nem gosta desse tipo de coisa e mesmo assim decidiu fazer isso.

-Esse era um dos itens da sua lista lembra?

Hakyeon tirou o papel de dentro do bolso e um dos itens estava riscado. Ir ao parque de diversões com os amigos.

-Não sei se éramos nós os amigos que você imaginou, mas espero que tenha gostado.

-É claro que eram vocês.

-Eu reparei que haviam exatamente trinta itens na sua lista. O que você acha de tentarmos fazer os trinta antes dos trinta?

-O que vem a ser isso?

-É um desafio que vi na internet. Você realiza trinta sonhos antes do seu aniversário de trinta anos. Já que nós dois vamos fazer trinta em breve achei que seria interessante tentar. O que você acha?

-Acho que você passa tempo demais lendo blogs. –Falou rindo. -Mas não tenho nenhuma objeção. Podemos tentar. E a sua lista, você não vai me mostrar?

-Ainda não.

Ficaram em silêncio alguns segundos e Hakyeon olhou para o lado admirando a céu que ia ficando entre tons de vermelho e laranja.

-Olhe que lindo o pôr do Sol Wonnie.

-É mesmo lindo. –Falou, mas sem olhar a paisagem. Seus olhos estavam fixos no rapaz a sua frente que tinha o rosto iluminado pelos tons alaranjados do entardecer.

 

*******

 

Em dezembro tiraram duas semanas de férias e cada um foi passar o tempo com a própria família. Taekwoon lembrou da sua lista e resolveu também se esforçar pra cumprir os outros itens. Entre eles estava fazer um jantar especial para sua família.

O dia seguinte seria natal. Na família dos Jung não se comemorava essa data por serem budistas, mas achou que era uma boa desculpa pra fazer o jantar. Pesquisou na internet algumas receitas e pediu a ajuda apenas de uma das irmãs pra conseguir fazer tudo. Surpreendeu a todos com um jantar caprichado com direito a sobremesa e ficou muito feliz com os elogios e carinho da família.

No dia seguinte completou mais um item da lista que era levar o sobrinho no circo.

Os olhinhos do menino brilhavam ao ver os malabarista e palhaços e Taekwoon se deleitava com a alegria do sobrinho.

 

*******

 

Na noite da virada de ano recebeu mensagens de todos os companheiros de grupo pra desejar um feliz ano novo, mas estranhou a mensagem de Hakyeon que veio logo em seguida.

 

“Eu vou voltar para o dormitório dois dias antes do final das férias Wonnie. Tenho um plano em mente você quer ir comigo?”

“Ir pra onde Yeon?”

“É uma surpresa, mas não se sinta pressionado. Se você não quiser ir eu dou um jeito. Você precisa curtir sua família também.”

“Eu não sei o que está aprontando, mas confio em você.”

“Ótimo. Traga uma mochila resistente e roupas confortáveis que suportem muito frio. E use um tênis de caminhada. Mais tarde nos falamos.”

“Ok.”

 

******

 

Quando chegou ao dormitório Taekwoon estranhou por não encontrar o amigo no local. Será que Hakyeon o tinha pregado uma peça? Ou planejava assustá-lo aparecendo de repente?

Ouviu a buzina do carro do lado de fora e saiu pra olhar. O moreno estava ao volante acenando pra ele.

-Vamos Wonnie?

-Vamos pra onde?

-Apenas pegue a mochila e vamos logo.

O mais novo obedeceu a contragosto. Ás vezes o jeito mandão do mais velho era um pouco irritante, mas não queria brigar com o amigo. Depois de guardar a mochila no carro sentou do lado do passageiro e assim que colocou o cinto de segurança o outro começou a dirigir.

-Agora você pode me dizer pra onde vamos?

-Pra Jirisan. Temos que chegar no parque nacional até as dez da manhã ou vão sair sem nós.

-Quem vai sair?

-O pessoal da excursão. Nós vamos fazer a trilha até o topo da montanha e acampar lá uma noite. Eu nunca acampei na vida e não podia me arriscar a fazer isso sem ninguém experiente por perto certo?

-Acampar em pleno inverno você ficou maluco?

-Temos um motivo pra escolher essa data e o pessoal está preparado pro clima frio. Eu recebi diversas instruções e providenciei os equipamentos durante as férias.

-Por que tudo isso?

-Acampar estava na sua lista. Espero que curta o passeio.

-Você é mesmo maluco Cha Hakyeon. Fazer tudo isso só pra realizar uma vontade minha.

-Nós temos que completar a sua lista Wonnie.

-E a sua lista Yeon?

-Eu estou completando a minha também. No dia do parque eu risquei o item “enfrentar o meu medo de altura”.

-E hoje?

-Eu te conto mais tarde. –Falou sorrindo.

Conversaram sobre diversos outros assuntos no caminho e a viagem foi agradável. Chegando ao parque um grupo de dez pessoas os esperava. Viu que Hakyeon carregava uma mochila gigantesca e mais a barraca de camping. Arrumaram as mochilas pra dividir o peso entre os dois.

Todos receberam pulseiras de identificação um mapa e um rádio de curta distância.

Iniciaram a caminhada as dez em ponto. Era uma trilha tranquila com uma linda paisagem os dois aproveitaram pra tirar muitas fotos. Chegaram próximo ao topo da montanha ao entardecer e todos arrumaram as barracas em um local plano e protegido do vento forte.

E então todos caminharam mais um trecho já com as lanternas acesas até o topo propriamente dito.

-Por que não acampamos no topo? –Taekwoon perguntou a um dos rapazes que parecia mais experiente naquilo.

-Por causa do vento.

-Então por que estamos subindo mais?

-Pra ter uma vista do céu. Estamos com sorte. Hoje o céu está completamente limpo, vamos conseguir ver perfeitamente.

Hakyeon segurou em seu braço e respondeu a pergunta que sabia que o outro faria.

-Vamos ver estrelas cadentes Wonnie. Por isso fazem essa excursão no inverno. A chuva de meteoros de Quadrantídeas é uma das melhores oportunidades e ela sempre acontece no início de Janeiro. Esse é um item da minha lista. Ver uma estrela cadente e fazer um pedido.

-E o que você vai pedir?

-Isso eu não posso contar, senão ele não vai se realizar.

 

Todos se acomodaram em toalhas no chão e se enrolaram em cobertores pra esperar. Taekwoon dividia o cobertor com o mais velho já que não tinha trazido um.

Eles olhavam atentamente na direção da constelação Ursa maior. Hakyeon quase pulou quando viu a primeira estrela cadente e se apressou em fazer seu pedido. Fechando os olhos e juntando as mãos. Depois de alguns minutos viu mais uma e sorria feito criança. Taekwoon sorria junto ao vê-lo tão feliz com algo tão simples.

Ficaram um longo tempo observando os céus até todos resolverem descer e voltar pras barracas.

Os dois dividiriam a mesma barraca. Mesmo com todos os equipamentos de isolação térmica o frio era grande e ao ver que o menor estava tremendo Taekwoon o abraçou e dormiram assim.

 

No dia seguinte fizeram a caminhada pra descer a montanha. Estavam cansados, mas tudo tinha valido á pena. Voltaram pro dormitório já quase de madrugada. Nem tiveram energia pra desfazer a mala. Dormiram cada um em um dos sofás da sala.

De manhã acordou com o barulho do chuveiro sendo ligado. Olhou ao redor e viu que o líder tinha levantado e devia estar no banho. Notou também que estava com um cobertor sobre o corpo.

Se levantou com o corpo todo moído. Preparou o café da manhã e deixou tudo na mesa. Pegou suas coisas e assim que Hakyeon saiu do banheiro também foi tomar um banho não sem antes avisá-lo que a comida estava na mesa.

 

O líder esperou o mais novo tomar o seu banho pra comerem juntos. Enquanto isso arrumou a sala e levou as malas para os quartos. Os outros garotos do grupo foram chegando. Todos pareciam com a energia renovada depois desse merecido descanso e conversaram alegremente durante o café da manhã.

Naquela mesma tarde voltaram à correria de sempre com agendas lotadas a cumprir.

 

As semanas passam. Hakyeon sempre dava um jeito de encaixar algum item da lista dos dois mesmo em meio as diversas atividades.

Assim visitaram a torre de Tóquio na última viagem ao Japã,o que era um desejo antigo do Cha. Mesmo enfrentando uma quantidade considerável de fãs curtiram o passeio.

Fizeram um passeio de balão apesar do mais velho ter ficado sentado sem olhar pra baixo.

Taekwoon decidiu adotar um cachorro que nomeou de Siwol e fez a alegria dos seus dias. Sempre adorou animais e com certeza ter um cachorro era um dos seus maiores sonhos. Cuidava dele com todo carinho e atenção deixando Hakyeon com ciúmes.

-Já não basta o Ravi que só quer saber do Ondong agora você também só quer ficar com o Siwol o tempo todo.

-Mas ele não é uma graça? Quer segurar?

Hakyeon fez uma careta emburrada, mas pegou o cachorro do amigo no colo. O pequeno começou a lamber a mão do moreno e depois deu algumas mordidas de leve fazendo uma carinha fofa. Logo o Cha também se encontrava derretido por ele.

 

 

*******

 

 

Taekwoon estava em um dia que tudo parecia dar errado e isso acabou com seu humor. Todos os rapazes perceberam e evitaram se aproximar pra não irritá-lo. Quer dizer todos exceto Hakyeon. Que acabou o estressando ainda mais.

Assim que terminaram as tarefas daquele dia Hakyeon saiu sem falar nada enquanto os outros voltaram ao dormitório. Taekwoon já tinha se arrependido de ter gritado com o mais velho mais cedo e estava esperando que o mesmo voltasse pra que pudesse pedir desculpas. Um aperto tinha tomado conta do seu peito ao imaginar que o outro estava chateado com ele novamente.

Estranhou quando o viu chegar dirigindo um carro preto e foi até ele.

-De quem é esse carro Hakyeon? –O mais velho saiu do veículo e entregou as chaves ficando de frente a ele.

-Até amanhã às dez da noite ele é nosso. Eu o aluguei por 24 horas.

-Por que você fez isso?

-Faltam poucos itens na sua lista Wonnie e entre eles estava “dirigir meu próprio carro”. Eu me lembro que quando você me falou isso antes mesmo de fazer a lista também tinha falado que queria  “meter o pé na estrada quando estivesse estressado”. Bem, eu não posso te dar um carro, mas podemos fingir que esse carro é seu por um dia e do jeito que você está estressado hoje achei que não poderia ter oportunidade melhor. Amanhã temos o dia livre. Podemos ir pra onde você quiser.

-Então vamos pra praia.

O menor sorriu animado.

-Vou chamar os garotos.

-Não Hakyeon. –Segurou de leve o ombro do moreno e falou em seu ouvido. -Nós dois vamos pra praia. Entre no carro.

-Mas assim sem levar nada? Pelo menos temos que avisar pra onde vamos.

-Mande uma mensagem do caminho. Já que é pra ir vamos agora. –Enquanto falava o Jung entrou e colocou a cinto.

-Está bem.

 

Conversaram sobre os últimos meses durante o caminho e sobre tudo o que tinham feito até ali. Taekwoon dirigia sem pressa. As estradas estavam completamente vazias pelo horário, mas nunca foi de correr e queria curtir a viagem. Na metade do caminho pararam em uma loja de conveniência e compraram algumas coisa para comer. Revezou o volante com o mais velho por algumas horas pra que pudesse se alimentar e tirar um cochilo.

Chegaram na praia as cinco da manhã. Sentaram na areia deserta observando o mar.

 Estava um pouco frio então o mais novo passou o braço pelas costas do menor para que este se aproximasse mais, tirou a própria jaqueta e dividiu colocando sobre os ombros dos dois. Ficaram apoiados um no outro esperando o nascer do sol.

-Quantos itens faltam pra você completar sua lista Yeon?

-Apenas um. E parece que você já completou sua lista não é?

-Na verdade pra mim falta um também.

-Mas vamos fazer isso agora. Assistir o nascer do sol na praia.

-Não. Além desse tem um último item que eu não coloquei na lista que mostrei a você.

O menor tirou a cabeça do seu ombro e o encarou.

-E você vai me contar o que é?

-Só se você me contar o seu.

-Fechado.

-O meu último item é encontrar o amor da minha vida. -Falou um pouco envergonhado, mas sem desviar os olhos do outro.

-Oh. Eu não sei se vou poder te ajudar a cumprir esse item. –Falou meio incerto ficando vermelho e começando a gaguejar.

-Na verdade esse é o único item que só você pode me ajudar a cumprir.

Segurou com delicadeza na nuca do outro e se aproximou devagar temendo ser afastado. Quando os lábios estavam quase se tocando sentiu as mãos do menor adentrarem seu cabelo o puxando pra finalmente trocarem aquele beijo que era tão esperado pelos dois.

Suas línguas se encontravam de maneira afobada. Claro que cada um deles já tinha beijado incontáveis vezes, porém a sede daquele beijo era tanta que demoraram a encontrar um ritmo.

O mais velho se afastou e o encarou. Taekwoon estava com o rosto vermelho, mas o olhar era calmo e ele sorria. Voltaram a se beijar encontrando uma maior sincronia nos movimentos. As mãos também passaram a buscar mais contato e logo se viram sem camisa.

Hakyeon direcionou os lábios ao pescoço do mais novo arrancando discretos gemidos. Teve que se segurar pra não marca-lo.

Suspirou quando sentiu as mãos do Jung em suas nádegas apertando com certa força.

Não tardaram em retirar o restante das roupas. As mãos exploravam cada parte do corpo um do outro e as bocas só se separaram quando o Jung pediu que o mais velho chupasse seus dedos. Voltaram a se beijar enquanto o maior o preparava calmamente.

Taekwoon deitou de costas na areia enquanto sentia o mais velho rebolar sobre si em um ritmo lento. Não tinham pressa. Queriam curtir cada movimento, cada toque. O ritmo acelerava e apesar do frio da manhã os corpos estavam quentes e o suor escorria.

Após chegarem juntos ao ápice o menor se deitou sobre o peito do mais novo enquanto recuperava o fôlego.

O som das ondas quebrando na areia e o vento gelado contra sua pele nua certamente iam se tornar uma das suas lembranças favoritas no futuro. Se ergueu e deu um demorado beijo em Taekwoon.

Limpou a areia do corpo e teve que procurar as roupas que estavam jogadas por todos os lados.

Notou que o céu estava começando a ganhar tons violeta e alaranjados. Assistiram ao nascer do sol abraçados.

 

-Você ainda não me disse qual era o seu último item da lista Hakyeon.

-Eu também acho que já cumpri o último desejo.

-E o que era? Transar na areia da praia?

O mais novo riu e levou um tapa no braço.

-Não estrague um momento romântico.

Hakyeon fez uma cara emburrada que se desfez assim que o outro lhe roubou mais um beijo.

-Me fale o que era, estou curioso. –Falou acariciando os seus cabelos.

-Meu desejo era fazer com que você se apaixonasse por mim. –Segurou seu rosto e o beijou mais uma vez.

-Então parece que nós dois concluímos a lista antes do prazo.

-Não tem problema. Podemos fazer outra.

-É uma boa ideia. Eu até já tenho alguns itens pra minha nova lista. Espero que esteja preparado Hakyeon.

-Se for junto com você eu enfrento qualquer coisa.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Muito obrigada por ler e comentem o que acharam da história.
Bjs. Até a próxima. <3 <3 <3




Curiosidades sobre mim pra quem se interessar.

Eu coloquei aqui alguns itens dos meus trinta antes dos trinta (sim, eu assisto a Flávia Calina pra quem pegou a referência). Eu fiz essa lista quando tinha 25 anos e vou dizer que muitas coisas mudaram desde então. Eu tinha um blog na época e esses dias achei o post com a lista e gostei da ideia de transformar isso em uma história. É engraçado como podemos mudar tanto em alguns anos, mas alguns itens eu ainda mantenho e espero cumprir antes dos trinta:


Eu quero muito ver uma estrela cadente. Há três anos eu sempre pesquiso sobre as chuvas de meteoros que geram a melhor oportunidade, mas nunca consigo ir pro interior na data certa e da cidade é praticamente impossível de ver.

Eu morro de medo de altura e nunca andei numa montanha russa, mas vou fazer isso em breve.

Um dos meus maiores sonhos é ir pro japão e também visitar a torre de Tóquio.

Vou ficar feliz se quiserem dividir alguns dos seus sonhos nos comentários.
Vcs podem fazer os vinte antes dos vinte. Rsrs

Um abraço apertado pra quem leu até o fim. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...