História A culpa do destino - Capítulo 127


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Amor, Celebridades, Decepção, Drama, Famosos, Mistério, One Direction, Original, Revelaçoes, Romance, Separação, Tristeza, Vida
Exibições 64
Palavras 1.350
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 127 - Todos paralisados em um único e puro aflito


Fanfic / Fanfiction A culpa do destino - Capítulo 127 - Todos paralisados em um único e puro aflito

- Que porra é essa Zayn ?!- Pergunta Cory cheio de raiva

 

Me solto de Zayn correndo em direção ao Harry que me olhava fixamente

 

Escuto um barulho forte mas não penso em parar para olhar o que é , apenas continuo andando em direção à Harry. Assim que ficamos mais próximos corro e o abraço não acreditando que finalmente tudo poderia se encaixar em seu devido lugar. Quando sinto algo em minhas costas levanto meu olhar lentamente vendo Harry olhar pra frente com seu coração ainda mais disparado.

 

- NÃO ADIANTA H-A-R-R-Y , ELA SEMPRE SERÁ MINHA !!!- Cory me puxa deixando seu braço em volta de meu pescoço com força. Seguro seu braço com as duas mãos por estar ficando sem ar

 

- ACHARAM MESMO QUE IAM CONSEGUIR PASSAR A PERNA EM MIM , BANDO DE IDIOTA ?!- Cory vai dando alguns passos para trás apontando a arma para Harry que o encarava com raiva sem ao menos poder fazer nada

 

- Cory ?!... deixa ela e me leva- A voz de Luke soa alta e decidida nos fazendo o encarar atentamente

 

- já deu trabalho de mais Hemmings , e mesmo se fosse útil , não trocaria ela por você

 

- Debby ...você sabe por que o Niall está aqui ? Sabe por que ele está envolvido nisso tudo ?!- Pergunta Harry dando um passo a frente. Apenas balanço a cabeça negativamente

 

- C-A-L-A- A- B-O-C-A !- Diz Cory entre dentes - CALA A SUA BOCA !

 

- porque ele é o seu irmão Debby ! É ele quem sua mãe largou no orfanato !- Harry diz completamente fora de si, apertando os punhos fortemente apenas esperando para fazer alguma coisa. O que me deixava completamente preocupada com o que poderia acontecer.Assim que ouço Harry dizer que Niall é o meu irmão gêmeo. Paraliso totalmente. Flashbacks passam pela minha cabeça. Ele sempre esteve tão próximo de mim e eu achando que estava a quilômetros de distância. Toda aquela sensação estranha ao estar junto à ele não era algo estranho mas sim a ligação que temos um pelo outro. Meu irmão ! Perdemos tanto tempo.

 

Seguro a respiração por alguns segundos chorando silenciosamente. Um choro sentido, preciso e esperado. Sabendo da verdade consigo entender o porquê gosto tanto desse seu jeito bobo.

 

- isso...isso é verdade ?- Pergunto engolindo o choro

 

- NÃO ! ISSO É MENTIRA !- Cory engatilha a arma arrumando a mesma na mão ainda apontando bem para Harry

 

- é verdade !- Luke se pronuncia me fazendo o olhar rapidamente -temos provas concretas disso tudo. Era isso o que tinham medo de que sua avó te contasse Debby , por isso ela foi morta !

 

- agora que eu sei de tudo me deixa ir com eles Cory ? Acabou ! Não tem mais porque ficar atrás de mim !- Digo segurando toda a emoção que passa em meu coração , tentando parecer fria

 

- já que começou com a palhaçada moleque , ótimo ! Mas agora é a vez da loirinha aqui te fazer uma grande revelação , não é mesmo loirinha ?- Cory encosta o rosto ao meu apertando ainda mais meu pescoço. Harry me olha esperando alguma coisa

 

- anda , conta pra ele Deborah ! Conta que o paizinho dele está debaixo de nossos pés a muito tempo. Fala pra ele que não é mais necessário procurar por um alguém que não existe mais ! Um nada !

Harry com seus olhos marejados deixa de encarar Cory para me olhar fixamente ,parecendo não querer acreditar no que acabara de ouvir

 

- AH NÃO DEBORAH ! Olha só , o fez encher os olhinhos , não se preocupa não moleque ,já já você vai se encontrar com o seu papai ... Se depender de mim vai se encontrar é agora mesmo- Assim que Cory coloca o dedo no gatilho , grito desesperadamente indo direto para o chão junto ao Cory ,que erra a mira por ser empurrado com muita força por Zayn. Luke cai no chão por levar um tiro na perna. Harry percebe que Zayn não está dando conta e vai pra cima de Cory sem pensar duas vezes. Niall me puxa com força tentando me tirar do meio dos dois. Apenas os observo desesperada sem saber o que fazer.

 

- PAREM COM ISSO PELO AMOR DE DEUS !!!- Grito ao ver os dois rolando pelo chão brigando pela arma. Niall sai correndo gritando pedindo ajuda enquanto Luke amarra sua perna com a própria camiseta. Mordendo os lábios para conter os gemidos de dor ele me olha com uma expressão de "eu sinto muito".

 

Assim que a arma cai no chão , Harry a chuta fazendo a mesma se distanciar. Cory joga Harry longe logo correndo para pegar a arma que por sinal se encontrava bem mais perto dele do que de Harry ,que após ser arremessado, se levantou em piscar de olhos correndo em direção à Cory novamente porém parando e colocando as mãos para o alto. Se rendendo ao perceber Cory com a arma nas mãos.

Zayn caído no chão abre os olhos lentamente tentando se levantar.

 

Der repente tudo parou , tudo congelou. Como se o mundo estivesse me dando uma chance de pelo menos uma vez ver e entender o que realmente estava acontecendo. Um grandioso silêncio tomou conta de absolutamente toda a nação. Tudo intacto ,sem sentimentos e emoções. Quer dizer , tudo menos eu. Eu estava normal , um tanto quanto o bastante para conseguir andar ao redor de todos e perceber que o destino não estava disposto a mudar nossas vidas naquele exato momento , naquela exata hora, naquele exato minuto pelos seus míseros segundos. Por uma única vez , tive a certeza de que acontecimentos estavam para acontecer, porém estavam sendo pensados e repensados. Todos paralisados em um único e puro aflito. De frente para Cory o encaro intensamente com meus olhos marejados o perguntando em pensamento o porquê de tudo aquilo ? Atentamente desço meu olhar para suas mãos que seguravam a arma firmemente. Volto a olhá-lo com um certo medo de tocá-lo e tudo voltar a acontecer. Afinal , dessa vez eu era sua mira. Com o coração disparado tiro devagar a arma de sua mão , tremendo engulo à seco deixando um riso abafado escapar pelo alívio e por ainda não estar acreditando. Dessa vez segurando a arma vou até Harry. Sorrio de lado o vendo com as mãos para o alto com uma expressão indescritível em seu rosto. Olhos intensos e incredulidade. Me aproximo um pouco mais colocando a arma em sua cintura. Bem perto levanto meu olhar o fitando profundamente, percebendo o quanto ainda necessito dele junto à mim. Passo a mão em seu rosto, deslizando a mesma levemente. Aos poucos vou me distanciando, engulo à seco à espera de que tudo volte ao normal. Me viro rapidamente passando meus olhos por todo o lugar ao me assustar com fortes batidas seguidas. Passo a mão sobre o peito pelo susto logo percebendo a sintonia entre ambos. Só aí que dou conta de que o que eu estou escutando são as próprias batidas do meu coração. Simples gestos , leves toques , suaves respirações. O que me faz tapar os ouvidos por não aguentar os míseros pequenos barulhos que me tiram do sério. Aperto fortemente os olhos esperando não ter que escutar mais nada. Ao ouvir o grito de Cory por indignação em não encontrar a arma que com toda certeza estava em suas mãos, abro os olhos vendo que tudo estava normal novamente. 

A expressão em que se encontrava o rosto de Harry não tinha como explicar. Era uma mistura de incredulidade com graça e alívio ao mesmo tempo. O que fez com que um pequeno sorriso escapasse de meus lábios. Assim que ele vê que Cory não está mais armado , abaixa as mãos resolvendo me olhar atento. Sem pensar duas vezes corro até ele , não deixando de notar o olhar matador que Cory nos lança. 

 

- ACABOU MONTEITH !- Diz Zayn após se levantar 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...