História A culpa é das estrelas (Imagine Park Jimin - BTS |EM REVISÃO - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Culpa É Das Estrelas, Bangtan Boys (BTS), Got7, Miss A
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jia, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Wei, Youngjae, Yugyeom
Tags A Culpa É Das Estrelas, Bangtan Boys, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Nefertale, Rap Monster, Suga, Você
Visualizações 281
Palavras 1.431
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - 17 - Qual deles?


Fanfic / Fanfiction A culpa é das estrelas (Imagine Park Jimin - BTS |EM REVISÃO - Capítulo 17 - 17 - Qual deles?

A culpa é das estrelas - Capítulo dezessete.

Não pare, vá além do limite, vamos mais rápido
Eu não posso nem pegar meu próprio coração, é um novo eu
Eu vou encontrar o meu coração, meu coração, meu coração
Eu vou encontrar o meu coração, meu coração, meu coração
Agarre-me se você puder. – SNSD, Catch me If you Van.


Eu cheguei lá e ele estava sentado em um banco, falava coisas para si e parecia nervoso.

- Kook? - Chamei-o.

— ________ - Ele sorriu nervoso, mais na verdade ele estava nervoso, o que está acontecendo? Eu estava ficando nervosa e meus batimentos acelerando. TO PARECENDO CARDIACA. Não é de hoje, mais por que isso? DEUS ESTOU DOENTE - Bom... É que eu não sei como dizer, mais... E-eu go-sto-o de...

- De?...

- Vo-o.

- Calma, fala com calma.

- Vo-v-VELOCIDADE.

- O que? - Falei tentando entender.

- QUER DIZER você.

Meu coração ja tava rápido agora está mais rápido que o flash, ai meu Deus.

- Tá, mais eu também gosto de você.

- Mais eu gosto de você de outro jeito, você gosta de mim do jeito que eu tô falando?

- Olha eu não sei, você sabe que nem eu mesma sei direito o que eu sinto. Às vezes quando você chega, sim eu fico feliz, o coração às vezes acelera, mais não é só por você.

Ele prestava atenção a tudo.

- Então... Você nutre algum sentimento por mim e isso é o importa. - Ele fala me levantando e me abraçando.

- Tudo bem. - Digo rindo, seria possível eu gostar dele?

- Desculpa mais eu tenho que ir, mais antes, isso é para você - Ele me entrega um colar. - Guarda bem, agora eu tenho que ir, ainda tenho um trabalho da escola, Tchau. - Ele fala me pondo no chão, me dando um beijo na bochecha e saindo correndo. 

- Nossa. - Falo para mim mesma e soltando uma risada, colocando a mão na bochecha, logo colocando o colar. - Estranho, será isso? Não é só perto dele, mais...

- Falando sozinha _______?

- A quanto tempo está aqui? - Me virei.

- Passei agora e vi você falando sozinha e resolvi ver você.

- Intrometido. - Ri.

- Você gosta do meu jeito Intrometido.

- Sei...

- Se não gostasse não deixaria eu fazer isso.

- O que você está falando Park? O que você vai fa...- Antes que eu terminasse ele beija, PERA QUE ? REPLAY PRODUÇÃO.

- Viu. - Sorri e passa a língua pelos lábios.

- AH PARK. - Disse me levantando e ele saiu correndo. - VOLTA.

Comecei a rir boba da vida, o que está acontecendo comigo? O que é isso? Voltei ao banco, olhei para o lado e vi que tinha... Uma carta? Era direcionada a mim. Park, sempre com suas idéias loucas, mais vamos ver o que tem essa carta.

° Carta On °

De: Seu amado Park Jimin.

Para: ________.

Sem mais enrolação, pode ser estranho...
Mais gosto de você, tomei coragem hoje, e observo você. Seria possível voce também, gostar de mim?

Seria? Mais a vida é feito de desafios e O que podemos fazer, é... Supera-los.

Não gosto de você como amiga, mais algo mais. Bom... Se você não gostar, saiba que eu gosto e não vou desistir de você.

Não vou desistir nunca. Saiba disso... Pensa com carinho, por que eu penso em você com muito.

Irei te esperar o tempo que for necessário. O tempo que precisar.

Do seu Park Jimin.

         ° Carta OFF °           



Hoje a tarde vai ser longa...


( Quebra de tempo )


- COMO?

- SHIU Yunna, estão todos olhando para a gente.

- Não, olha tem um deus, UM NÃO, dois deuses gregos gostando de você e você aí igual barata tonta.

- Nossa, essa é a Yunna que eu conheci? O que que aconteceu.- Falo e ela começou a rir.

- Boa tarde a todos - Hoshi fala, Hoshi é o líder do grupo. Ele é legal, mais nunca fui de falar muito com ele. - Vamos começar hoje...

( Quebra de tempo.)


- Tchau ________. - Yunna fala. - Nós nos vemos mais tarde.

- Okay. vai dar tudo certo.

- Espero. - ela fala e da um riso soprado.  

Yunna vai ao médico hoje, acho que as coisas podem melhorar para ela, vai saber.

Estava andando indo em direção ao shopping. Afinal, marquei com a Yoora, devo contar para ela? Não sei... Vou esperar mais um pouco, às vezes tenho estranhos pressentimentos de que Yoora não está sendo ela mesma. Bom... vai saber.

( Quebra de tempo. )


- ________. - Yoora me chama. - Desculpa perguntar isso mais... Qual o seu passado e de Yang?

Estávamos tomando sorvete e conversando, descobri coisas sobre Yoora que nem pensava que poderiam existir.

- É...

- Vai fala, falei muito sobre mim, sua vez.

- Bom... Eu e Yang éramos próximas, eramos muito amigas, mais algo crescia na Yang, algo que a fazia ter o nome "Mi", desculpa mais vocês são caráter forte. - Continuei a contar a história para ela até que ela falava coisa como "nossa", ela ria com as palavras de Yang e outros ela não acreditava e entre outras coisas...

- Bom... Acho que nem essa parte eu conhecia de você, você agora sabe um pouco mais sobre mim. - Yoora fala sorrindo. Realmente, eu achei que sabia uns dez por cento de Yoora, mais eu não sabia nem um por cento.

Yoora já foi expulsa de duas escolas. Ela vai ao psicólogo. Ela é meio dupla personalidade, sim, ela tem esse problema, não é por ela, mais ela tem um grave problema é minha pergunta é... Quando eu lido com a Yoora boa e quando eu lido com a Yoora perversa e maligna.

- E você consegue se controlar?

- Sim... Eu me medico e levo a vida normal, não tenho problemas com isso.

- Ham... - olhei o relógio. - Desculpa Yoora, eu tenho que ir, hoje ainda tem o jantar de meus pais, eles vão viajar e minha mãe é capaz de deixar uma babá para mim. - Eu falo e ela solta um riso fraco. - Mais tenho que ir. - Falei pegando minhas coisas. - Tchau.

Chamei um taxi, eu estava com bolsas. Tínhamos feito uma ronda pelo shopping.

( Quebra de tempo.)


- CHEGUEI. - falei abrindo a porta de casa.

- Filha, vamos só eu e seu pai, chame seus amigos, eu sei que você não gosta de ficar duas horas ouvindo nossas conversas. - Minha mãe fala andando de um lado a outro e ela me conhece.

- AE. - Falei me jogando no sofá.

- Ótimo, estamos indo e se cuida, voltamos mais tarde. - Meu pai fala abrindo a porta e logo ele minha mãe saindo.

- ALELUIA. - Me jogo no sofá. Peguei o celular para mandar uma mensagem para as criaturas da minha vida.


celular  √

Mazoque está acontecendo (Grupo).

• Hobi:
- Não, eu não disse isso.

- Gente...


• Suga:
- Claro que disse.

• Tae:
- Ouvimos você dizer.

- Gente...


• Jin:
- E agora? Falou ou não.

- Genteee.


• Kook:
- Acho que falou.

• Nam:
- Não, ele não falou.

- GENTEEEEE.


• Jimin:
- Falou ou não?


- EU TO SOZINHA.


• Jimin:
- EOQ? JA FUI.

• Suga:
- CORRE.

• Nam:
- DASHI RUN RUN.


• Tae:
- as criaturas já correram.

• Hobi:
- Ela prego uma peça muito mal feita.

- Eiii.


celular off

Comecei a rir.

- Eu sou mal, mais vai que a polícia aparece aqui. - Estava andando para a cozinha quando ouço alguém bater na porta e fui atender.

- AI.

- Se machucou?

- Tá doendo, eu bati braço em alguma coisa vindo.

- Aí Jimin, só você na vida. - Falei rindo e dando passagem.- Vamos, ta esparando o que para entrar?

- Um beijo.

- Tira o pocotó da garoa. - Falei fechando a porta e indo em direção a cozinha e ele vindo atrás. - Você deve ter esbarrado no espinho da frente. - Falei pegando a caixa que tinha uns remédios. - Fica quieto para eu ver se não tem espinho. - Falei me direcionando ao braço dele enquanto ele me encarava. 

- Você é bonita.

- Eu sei disso. - falei dando uma risada.

- Leu a carta?

- Li. - Falei ainda atenta ao seu braço. 

- E a resposta? 

- Olha... Jimin, eu acho que gosto de você. - Falei e ele sorriu. - Mais também gosto de outra pessoa, ela também falou que gostava de mim hoje. - ele só prestava atenção.

- Mais vou tentar te conquistar.

- Tente a sorte Park. - Falei rindo.

- Gosto de ver você sorrir. - Ele falou e abaixei a cabeça, estava corada. - Fica mais bonita ainda corada. - Ele levanta minha cabeça.

- Perto de mais.

- Eu gosto assim - Ele fala e logo sinto o contato de seus lábios juntos aos meus. Eu simplesmente retribui, sentindo sua mão ir ao encontro da minha cintura.

- ________? Jimin?

Droga.


Notas Finais


Então
Vai ter cenas tanto com o Kook tanto com o Jimin
Vão tentar conquistar vocês
:V
E uma hora as tentivas vão chegar ao final
Mais vamos aproveitar né


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...