História A culpa é do destino- Jung Hoseok - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Trouxarmy234

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 11
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Batalha de rap


Fanfic / Fanfiction A culpa é do destino- Jung Hoseok - Capítulo 2 - Batalha de rap

Kathe ja tinha ido para nossa sala, e eu estava nesse exato momento sentada numa maca na enfermaria, onde a puta da infemeira passava remédio super ardido nos ralados de minhas costas, joelhos,mãos e cotovelos e colocava um esparadrapo para não doer quando o tecido da roupa encostar

Eu estava morrendo de vontade de dar um soco na cara daquela mulher, afinal ela estava limpando com força demais, e pra começo de conversa eu nem queria estar ali

Assim que aquela desgraça terminou ela me deu um papel de comprovação que eu estava ali, assim podendo entrar na sala no meio da aula sem levar bronca

Peguei o papel e caminhei em direção a minha sala, chegando la bati na porta e escutei o professor dizer um "entre" entrei na mesma e logo vi o professor e todos os alunos me encararem

Percebi que meu irmão estava na mesma sala que eu, e dessa eu não sabia

Quando ia tirar o papel de comprovação do bolso da calça, o professor começou a gritar comigo

- PRIMEIRO DIA DE AULA E JA CHEGA ATRASADA? CADE A RESPONSABILIDADE? ACHA QUE SÓ POR QUE É TEU PRIMEIRO DIA PODE CHEGAR CHEGANDO?-ele grita e eu só reviro os olhos abrindo um sorriso enquanto encaro o homem -VVOCÊ ESTÁ SORRINDO? ESTA DEBOCHANDO DE MIM GAROTA?- ele pergunta 

- não querido professor- falei cínica e tirei o papel do bolso colocando em frente o rosto do professor, e o vi engolir seco e ficar corado, talvez pelo mico que ele acabou de passar

 -onde se machucou?- revirei os olhos, ele ainda desconfia?

Virei de costas pra ele e ergui a camiseta mostrando os esfolados cobertos e alguns não

-sente-se em algum lugar...e desculpe- sorri irônica, e comecei a andar em direção a cadeira atrás de Kathe, quando passei por ela fizemos um hi5 e sorrimos uma pra outra.

(...)

Bateu o sinal da hora do intervalo, o professor daquela aula nem ousou olhar pra mim, provavelmente estava muito constrangido

Eu e Kathe entramos no refeitório e grande parte da atenção foi concedida a nós duas

Passei olhando para todos os rostos tentando encontrar algum familiar que eu sabia que estava ali, minha visão foi de encontro para uma cabeleira azul e roxa que eu reconheceria em qualquer lugar

Corri até a minha prima por parte de mãe pulando em suas costas e ficando de cavalinho nela, minhas pernas estavam enrolada em sua cintura e meus braços em seu pescoço

-manaaaaaa!!-falei 

-____ tua vaca! Quando que tu chegou?- ela pergunta dando tapinhas na minha coxa indicando pra mim desgrudar dela, e assim fiz

-1 semana mais ou menos- respondo e logo minha prima Jennie abraça Kathe, faço uma careta vendo essa cena, sim, eu sentia ciúme das duas

Pegamos nossas bandeijas e nossos lanches e sentamos numa mesa qualquer no meio do refeitório e começamos a comer, bem eu comecei a comer, já Kathe e Jennie conversavam sobre garotos, mas tenho que admitir, tem asiáticos que são muito lindo

Estava focada em comer minhas batatas fritas, até que vi uma garota ocidental esbarrar sem querer na menina que falou "acidentes acontecem" hoje mais cedo a garota começou dar um escândalo no meio da hora do almoço por ter sujado sua blusa rosinha

Admito que adoro uma treta, mas mexer com gente que não é daqui achando superior me irrita

Como elas estavam próximas eu somente me levantei, vi que a patricinha ia dar um tapa na cara da outra que percebi também ser brasileira pelo "vai tomar mo cu também" que ela susurrou 

assim que ela ergueu o braço eu segurei sua mão impedindo de acertar a outra, só BR bate em BR

-mas o que?- ela vira pra olhar que havia segurado seu braço, e nesse momento todos da cantina estavam olhando para a treta, inclusive meu irmão e seus amigos, que estava andando com aquela puta

-acha que não esta exagerando não?- falo em seguida solto o braço dela empurrando pra trás e passando meu outro braço no pescoço da brasileira que assistia tudo aquilo surpresa - Olá, eu sou __- falo em português

-Lia- ela sorri

-senta ali comigo- apontei para a mesa onde Kathe e Jennie acenaram, assim que íamos passar a menina loira indiganada foi dar um passo pra frente,mas acabou escorregando na comida derrubada e caindo de bunda no chão

Uma coisa que eu não consigo segurar a risada é quando alguém cai na minha frente, eu simplesmente morro engasgada de tanto rir da pessoa, e eu estava assim nesse kmomento, rindo junto às outras 3 amigas minha, sim,ja considerava Lia como amiga pelo fato dela ser brasileira

-eu vou acabar contigo- a loira rosna, ela parecia uma cadela no siu

-como? No jokenpo? - pergunto irônica em meio aos risos

-batalha de rap- diz meu irmão ajudando a loira a levantar

-tanto faz- eu dei de ombros -pode começar- digo e logo uma rodinha foi formada envolta de nós duas, um deles liga uma batida no celular pra termos um ritmo

  (N/A: essa batalha vai ser uma bosta pq eu não sei fazer rap, sorry)

-ei garota, quem pensa que é? Eu mando aqui, então é melhor você se retirar daqui, volta pro buraco de onde veio, pobre merece é trabalhar em um bueiro - ela começa - acha que é foda? Ou quer chamar atenção? Comendo tudo aquilo vai parecer um butijao - (nosfa eu to rindo pra caralho das merda que ta saindo ksksks) -eu sou gostosa, tenho dinheiro, eu tenho garotos, e você só quer meu reino- ela fala e alguns alunos dizem wow

- acha que manda em alguma coisa aqui? Miga se toca tu não manda em bosta nenhuma, ter um rostinho bonito e ser riquinha? Desculpa mas isso não te torna uma rainha. Tem garotos? Olhe bem pra você, tudo que eles querem é só te fuder - ela faz uma cara de indiganada- quer chamar atenção? Pega um microfone e se quiser se chamar de gostosa bota um silicone, e o que te importa o que eu como? Ta com vontade pois não come pra chegar à perfeição? Isso está longe do seu alcance, quem sabe um dia se você para de pagar Micão. - e logo um wow é escutado

-ta falando  o que? Chegou hoje e ja quer me enfrentar? Os garotos aqui querem me levar é pro altar, você não chega ao meus pés, e para de ofender aquilo que tu chama de rap- ela diz

-ei pera ai, tem certeza que é comigo  que tu quer discutir? Querida você não sabe nem rimar, e olha lá sabe oque é batalhar, sorry, mas hoje não é teu dia, em menos de uma hora ja percebi que é uma vadia, ah quer saber? Você que se foda, a única coisa que tu faz de útil e colocar um pau na tua boca- falo logo virando as costas ouvindo os alunos rirem


Notas Finais


Desculpe os erros e.e até o prox cap


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...