História A cunhada - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Taeyeon, Tiffany
Tags Girls'generation, Kimtaeyeon, Taeny, Taeyeon, Tiffany, Tiffanyhwang
Exibições 389
Palavras 2.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá para todos.

Sobre o capítulo de hoje, já consigo ouvir os gritos de vocês. kkkkkkk

O capítulo ficou menor do que o padrão, não pensem que foi intencional (risos), pois não foi. Vejo você no fim do capítulo, ignorem os erros novamente.

Sem mais, boa leitura.

Capítulo 15 - Sensação


Fanfic / Fanfiction A cunhada - Capítulo 15 - Sensação

Taeyeon P.O.V

 

Tinha três dias que eu me sentia estranha, para falar a verdade eu estava bem desanimada. E o mau humor parecia me acompanhar da hora que eu levantava até o momento que eu ia me deitar. O tempo chuvoso não colaborava com a situação, três dias de chuvas intensas me obrigava a ficar presa dentro de casa com a Tiffany e com a prima dela. Ou seja, sou obrigada a encontrá-las em determinados horários. Nas horas que restavam eu ficava em meu quarto enquanto minha cunhada passava o dia trancada em seu escritório com Jessica. Eu estava entediada, por isso quando acordei pela manhã e vi o sol me senti aliviada de não ser obrigada a ficar dentro de casa e correr o risco de encontrar com Jessica pelos corredores.

 

Tomei café antes que todos descessem. Antes de sair do quarto, eu vesti uma roupa confortável, além do biquíni que Tiffany comprou. Eu não tinha intenção de me expor daquela forma, mas o dia quente estava pedindo um mergulho na piscina. Saí para a varanda e caminhei lentamente até a borda da piscina. Olhei ao redor conferindo se não havia ninguém bisbilhotando. Quando descobri que não havia ninguém ali, joguei a toalha sobre a espreguiçadeira e sentei na borda piscina. Colocando os pés na água fria, olhei para água cristalina imaginando que alguém a limpara antes da minha chegada. Desconfiada olhei novamente ao redor, mas não havia ninguém ali. Comecei a sentir calor, apesar de não passar das oito horas, já estava muito quente.

 

Tirei o short e olhei para mim mesma envergonhada por estar apenas de biquíni. A blusa era grande o suficiente para não me deixar muito exposta. Um som atraiu a minha atenção, os pássaros voaram em direção a árvore próxima da piscina. Atras da arvore vi um movimento, tomei um susto quando percebi que Jessica me observava pela janela do segundo andar. Por que ela estava ali? Me perguntei preocupada e ao mesmo tempo curiosa. De repente ela virou aparentemente conversando com alguém. Vi Tiffany se aproximando da janela onde Jessica estava. Fiquei vermelha ao imaginar minha cunhada me vendo vestida daquele jeito. Sem pensar direito no que eu estava fazendo, me joguei na piscina ainda vestida.

 

Eu sabia que estava no lado mais fundo da piscina. Mergulhei até o lado mais raso sorrindo por ainda conseguir prender o ar por muito tempo. Quando tirei a cabeça da água para respirar, vi Jessica chegar correndo ofegante e apavorada. Quando me viu percebi sua expressão suavizar. Demorei a perceber que Tiffany estava atrás dela, também estava ofegante e apavorada. Aquilo estava esquisito, como elas haviam chegado ali tão rápido. Tiffany estava pálida, preocupada saí da piscina caminhei na direção dela. Jessica percebeu como ela estava antes que eu chegasse até lá. A ajudou a sentar em uma das espreguiçadeira visivelmente preocupada. Quando me aproximei Tiffany me agarrou pelo pulso me puxando para baixo até que eu ficasse na altura dos olhos dela.

 

- Nunca mais… faça isso. - Ela falou com dificuldade.

- Que? - Perguntei confusa.

- Você quase nos matou de susto. - Jessica falou ainda tentando controlar a respiração irregular.

- Do que estão falando? - Perguntei sem entender o que estava acontecendo.

- Pensamos que você tivesse caído na piscina. - Jessica falou sentando ao lado de Tiffany que ainda me segurava pelo pulso.

- Eu não estou entendendo. Tiffany, você sabe que eu sei nadar. - Afirmei ainda vendo a expressão dela suavizar.

- Eu sei. É só que… - Ela me puxou me abraçando.

- Você caiu na piscina e não voltou a superfície. - Continuou suspirando aliviada.

- Desculpa, eu não tinha intenção de te assustar. Eu mergulhei até a outra borda, por isso não voltei a superfície. - Respondi tranquilizando-a.

- Mas você está bem? - Perguntou Jessica parecendo ainda preocupada.

- Sim, eu estou. - Respondi sentindo Tiffany se afastar.

- Que bom. Tiffany, acho que você deveria descansar um pouco, está branca igual a um papel. - Falou Jessica se levantando e estendeu a mão para Tiffany.

- Eu estou bem, foi só o susto. - Respondeu ela segurando na mão da outra se levantando da espreguiçadeira.

- E você não deveria ficar muito tempo aqui fora. O sol está muito quente, você pode facilmente ter uma insolação. - Falou ela apontando para o céu.

- Ok. - Respondi ignorando o que ela falava, pois meus olhos estavam voltados para a mão de Tiffany que  ela segurava.

- Você ouviu que eu disse? - Perguntou ela passando a mão livre em frente aos meus olhos.

- Sim, ouvi. E eu já entendi. - Respondi um pouco irritada por causa do que eu via.

- Jessica tem razão. Ela está falando para o seu bem, você deveria escutar o que ela diz. - Tiffany falou em tom de repreensão. Olhei para ela vendo sua expressão estranha.

- Eu ouvi o que ela disse. Não sou mais uma criança que não é capaz de entender o que os outros dizem. - Falei irritada me afastando dela e comecei a recolher as minhas coisas.

- Taeyeon, por favor. - Tiffany suplicou. Quando me virei ela tinha uma expressão esquisita no rosto e Jessica me olhava parecendo confusa.

- Eu já estou entrando. Creio que você também deveria ouvir o que sua prima diz e ir descansar como ela sugeriu. - Falei dando as costas a elas caminhando em direção a casa.

 

Caminhei rapidamente e entrei na casa extremamente irritada. Nos últimos dias estava difícil controlar minhas emoções quando eu via Tiffany com Jessica. Subi as escadas de dois em dois, ignorando o chamado de Yoona. Entrei em meu quarto e fechei a porta. Yoona a abriu segundos depois, entrando no quarto atrás de mim. Ignorei-a novamente sentando na cama sem me importar com o fato de ainda estar molhada. Yoona sentou ao meu lado e não disse nada. Apenas segurou uma de minhas mãos entre as dela. Ficamos assim por longos minutos, aos poucos a minha irritação foi passando. Me fazendo pensar na maneira rude como eu havia falado com minha cunhada. Suspirei cansada de me sentir daquele jeito, sempre chateada e irritada.

 

- Tae. - Yoona falou meu nome lentamente.

- Oi. - Olhei para ela percebendo que ela ainda segurava a minha mão, mas aquele gesto parecia simples. Não sentia nada de diferente como quando eu estava com Tiffany.

- Eu estou indo fazer algumas compras. Você quer ir comigo? - Perguntou ela parecendo receosa.

- Você está me convidando? - Perguntei confusa sem entender por ela queria sair comigo.

- Tenho notado o quanto está entediada de ficar presa em casa. Eu também estou entediada, quero sair um pouco. - Respondeu ela sorrindo.

- E Seohyun também vai? - Perguntei imaginando porque ela não convidara a mais nova.

- Seohyun saiu com o Leo, eles foram para uma reunião. - Respondeu ela parecendo chateada com a situação.

- Você quer mesmo sair comigo? Eu não sou uma boa companhia. - Respondi por não saber se ela gostaria de sair comigo.

- Claro que é. Se você se sentir desconfortável, voltamos imediatamente para casa. Combinado? - Perguntou ela levantando da cama sem soltar a minha mão. Antes que eu pudesse responder a porta do quarto abriu e Tiffany entrou.

- Combinado. - Respondi querendo fugir da conversa que provavelmente minha cunhada queria ter comigo.

- Saímos em meia hora. Vá se trocar e tirar essa roupa molhada. - Falou ela me puxando me obrigando a levantar da cama.

- Você quer ir com a gente, Fany? - Yoona perguntou percebendo a presença da minha cunhada.

- Ir aonde? - Perguntou ela. E uma ponta de esperança surgiu,  imaginei que talvez ela quisesse ir com a gente.

- Fazer compras. - Yoona respondeu. Vi Tiffany me olhar preocupada.

- Você realmente vai sair com Yoona? - Perguntou ela se aproximando de mim.

- Sim, eu vou. - Respondi firme, mesmo quando eu não estava tão certa sobre isso.

- Tome conta dela. Não a deixe sozinha nem por um minuto. - Ela falou para Yoona apesar de manter seus olhos em mim.

- Eu vou tomar conta dela. Você não vai com a gente? - Perguntou Yoona parecendo confusa.

- Não. Jessica e eu temos… - Saí do quarto e entrei no banheiro sem ouvir o restante da resposta dela.

 

Tirei a roupa e liguei o chuveiro, tentando manter a calma. Desde o primeiro dia que vi Jessica e Tiffany juntas, desejei que a prima dela fosse embora o mais rápido possível. Eu não conseguia entender a mim mesma. Jessica nunca me tratou mal, fazia questão de me cumprimentar todas as vezes que ela me encontrava. Sempre queria saber se eu estava bem e se eu precisava de algo. Não parecia querer me enfrentar, talvez fosse apenas a minha cabeça maluca que me fazia me sentir tão mal perto dela. Tomei um banho rápido tentando não pensar, pois isso só me deixaria mais confusa.

 

Saí do banheiro e parei bruscamente quando vi Tiffany sentada em minha cama. Eu não sabia se deveria questionar a presença dela ali ou apenas ignorá-la. Caminhei pelo quarto optando pela segunda opção. Ouvi o ranger baixo da cama, indicando que Tiffany se levantara. Antes que eu pudesse me virar e ver o que ela estava fazendo. Senti suas mãos circularem a minha cintura e me puxarem fazendo com que nossos corpos colidissem.  Me assustei quando ela me abraçou, eu podia ouvir sua respiração irregular próxima ao meu ouvido. Tinha alguma coisa de errado com ela, eu podia sentir pela maneira com que ela me abraçava apertado. Tentei me desvencilhar dela, mas ela não me soltou. O queixo dela estava apoiado em meu ombro impedindo que eu visse seu rosto.

 

Eu não sabia o que fazer, estava totalmente sem reação. Estava gostando do nosso contato, mas ainda estava preocupada por ela agir daquela forma estranha. Eu já não estava pensando direito, quando senti o nariz de Tiffany deslizar em meu pescoço até parar em meus cabelos. Meu corpo reagiu de uma forma que eu nunca havia sentido antes. Senti a pele arrepiar, como se estivesse com calafrios, me deixando alerta. Tiffany se afastou lentamente ao mesmo tempo em que me virava de frente para ela. Nossos olhos se encontraram, não consegui desviar o olhar. Alguma coisa me prendia, percebi que ela tinha um olhar tranquilo. E uma expressão preocupada no rosto, as duas coisas não combinavam. Senti a mão dela tocar delicadamente o meu rosto alisando a minha bochecha. Eu não tinha ideia do que ela estava fazendo e pensando, ou porque ela agia daquele jeito.

 

Toquei a mão dela pressionando-a contra o meu rosto. Senti o quanto a pele de Tiffany era macia e delicada. Foi só então que me lembrei que eu estava só de toalha. Senti meu rosto esquentar, envergonhada com a situação. Minha cunhada me olhou intrigada e eu me afastei assustada. Olhei para mim mesma e percebi que ela fazia o mesmo. Virei de costas e caminhei em direção ao guarda-roupas, decidida a me vestir, mas parei e me virei olhando Tiffany que ainda me observava. Eu não podia trocar de roupa na frente dela, e eu não sabia como dizer isso a ela. O celular dela começou a tocar, Tiffany retirou o aparelho do bolso e conferiu quem era. Sua expressão mudou bruscamente, era possível ver a irritação em seus olhos. Recolocou o aparelho no bolso e se aproximou de mim sem atender a ligação, sua expressão havia mudado novamente.

 

- Por favor, se cuide. - Tiffany falou com uma expressão preocupada.

- Eu vou me cuidar. - Respondi rapidamente, não gostava de ver aquela expressão no rosto dela.

- Até mais tarde. - Tiffany falou e estendeu a mão em minha direção e segurou o meu queixo.

- Até mais tarde. - Respondi incomodada pela maneira que ela me olhava.

 

Ela se aproximou ainda mais, arregalei os olhos quando ficamos apenas alguns centímetros distante uma da outra. Fechei os olhos sem saber porque, ansiava por algo que eu não sabia o que era. Os lábios de Tiffany tocaram uma parte da minha  bochecha, senti que também tocavam os meus lábios no canto da minha boca. Meu corpo reagiu arrepiando-se todo novamente. Levei alguns segundos para abrir os olhos depois que ela se afastou apreciando a nova sensação. Quando abri os olhos e procurei por ela, Tiffany já saía do quarto atendendo a ligação. Ela nem mesmo olhara para trás depois de me beijar daquele jeito. Fiquei parada no mesmo lugar ainda tentando compreender o que acabava de acontecer. Fiquei me perguntando se ela percebeu o que havia feito ou se apenas aconteceu sem que ela tivesse intenção de fazer isso. Eu ainda sentia o toque dos lábios dela nos meus, toquei os meus lábios onde ela havia deixado um beijo delicado. Meu corpo reagiu novamente quando me lembrei da sensação de ser beijada por ela.  Olhei para os meus braços vendo-o arrepiados.

 

De repente o quarto ficou quente, senti a necessidade de tomar outro banho. Entrei no banheiro ainda sentindo o meu corpo estranho, sensível. Liguei o chuveiro e deixei a água fria cair sobre refrescando o calor que eu ainda sentia. Ouvi Yoona chamando o meu nome do lado de fora. Desliguei o chuveiro ouvindo-a perguntar se eu ainda não estava pronta. Pedi a ela que me desse mais dez minutos e que me esperasse na sala. Ela concordou e depois eu ouvi a porta do quarto abrir e fechar indicando que Yoona fora embora. Saí do banheiro vendo o quarto vazio, me concentrei em escolher uma roupa para vestir e não pensar no que havia acontecido minutos atrás. Escolhi um vestido de um tecido leve que Tiffany havia comprado, calcei uma sandália sem salto. Saí do quarto e desci as escadas, encontrando Yoona a me espera. Eu não sabia o que me deixava mais nervosa, sair com apenas com Yoona sem a presença de Tiffany ou ficar e encontrá-la novamente sozinha.

 

 


Notas Finais


Espero que estejam vivos kkkkk

Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...