História A Cute Vhope. - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts Vhope Namjin Jikook
Exibições 157
Palavras 728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoinhas!!! Sorry pelo o horário. É que eu to sem sono e também estava super ansiosa pra postar esse capítulo.

Boa leitura ;)

Capítulo 26 - A noite


            ~Capítulo 26- Ano 2007

_HOSEOK_ 

   — Hobi! Me ajuda aqui.— Só uma pessoa me chama de "Hobi". Era o Taehyung. 

   — Tae?— Me levanto e vou até a janela, o ajudando a entrar.— O que faz aqui? 

   — Eu vi o Yoongi fazendo isso e queria fazer. Também queria... Queria te ver.— Ele fala entrando no quarto.— Ou só o Yoongi pode fazer isso?

   — Não, não. Só achei achei que ele fosse o único louco a fazer isso...

   — É... Eu vi que estava acordado pela minha janela. Sei que não está com sono. Posso te levar pra um lugar?

   — Que? Como assim? São 01:15 da manhã. Não podemos fugir assim. 

   — Calma. Vai ser legal. Por favor venha. 

   — Mas e se...— Sou interrompido.

   — Por favor Hobie!— Ele fala manhoso.

   — Okay. Onde vamos? 

   — Você vai ver. Agora põe um casaco.

       Eu estava vestindo uma calça moletom e uma blusa sem manga de um anime qualquer. Ele estava também de calça moletom, uma blusa branca lisa e um casaco verde escuro. Eu peguei um casaco azul escuro. 
       Descemos pela janela. Tem uma corda presa na árvore para que a gente desça. Ela só não serve pra escalar. Assim que chegamos no chão, Tae pegou na minha mão e saímos correndo pela calçada. 

   — Aonde você tá me levando? 

   — Espera Hobi.

       Corremos até a escola. O senhor da segurança estava lá ainda. 

   — Olá senhor Hoyang. Como vai? 

   — Olá jovem Taehyung. Olá Hoseok. Estou bem e vocês? Quer a chave do terraço?

   — Estamos bem. E eu quero a chave sim, por favor. 

   — Aqui está. Fique com ela. Preciso ir embora. E sabe como funciona o portão, não é?

   — Sei sim. Pode deixar que eu vou trancar. Obrigado e boa noite para o senhor. 

   — É... Obrigado. 

   — Tchau meninos. Boa noite.— Ele vai embora. 

   — Como...?

   — Ele sempre me deixar ir para o terraço. Mas só eu. 

   — E tem como ter acesso a todas as salas?

   — Não. Todas são trancadas. Ele só me da a chave do terraço. E o portão tem cadeado. Não tenho a chave. Mas toda vez que eu saio a tranco. 

   — Ata. Nossa!

   — Vem.— Ele pega na minha mão de novo e corremos até a entrada. Abre a porta principal e corremos ainda de mãos dadas nas escadas. Quando estávamos no último andar ele destrancou a porta do terraço. 

   — Conheça o meu lugar favorito.— Ele entra e abre os braços.— É a primeira pessoa que trago aqui. 

   — Nossa!— Digo impressionado.— Da pra ver toda a cidade daqui. 

   — Eu gosto de vir aqui porque me traz paz. Eu fico olhando para o céu, para a cidade... Eu amo aqui.— Ele senta no chão e começa a observar o céu.

   — É realmente bonito.— Me sento ao seu lado. 

       Ficamos um bom tempo ali, olhando  para o céu. Eu ainda não estava com sono, e provavelmente ele também não. 

   — Obrigado.— Digo quebrando o silêncio. 

   — Pelo o que? 

   — Por ser meu melhor amigo. Sem você, acho que eu não seria a mesma pessoa de hoje. 

   — Hobi. Você está sendo você mesmo. Eu apenas o encorajei. Não pense naquelas pessoas de Gwanju. Hoje somos de Seoul, e somos muito felizes. Temos vários amigos, temos um ao outro.— Ele me olha e logo sorri. Deita sua cabeça no meu ombro.— Eu é que agradeço. Por você existir em minha vida. 

   — TaeTae...— Digo sorrindo sozinho.

   — Hobi...— Começamos a rir. 

                                 * * * 

       Saímos da escola e Tae a trancou. A chave do terraço era sua agora. Já se passava da 3:29 da manhã. Ele pegou minha mão e corremos de volta para casa, rindo como idiotas no meio da rua. Ao chegarmos em frente a nossa casa, paramos no meio da rua. 

   — Vamos fazer isso mais vezes? — Pergunta ofegante. 

   — Sim. Isso foi bem legal.— Digo rindo ofegante. 

       Ele começou a me olhar com um pequeno sorriso no rosto. Estávamos muito próximos e ainda de mãos dadas. 

   — É... Eu preciso ir. E você também.— Digo.

   — Okay...— Ele solta minha mão e se vira. Logo eu faço o mesmo.— Espera.

   — O que?— Me viro de volta. Ele vem até mim e me abraça.— Boa noite, Hobi.— Sussurra em meu ouvido. 

   — Boa noite, TaeTae.— Sussurro de volta.

       Nos desfazemos do abraço e seguimos cada um para a sua casa. Já na porta, ele olha para trás e eu faço o mesmo. Acena com as mãos e sussurra um "te amo". Eu sorrio e sussurro "Também TaeTae".
  


Notas Finais


Até o próximo capítulo *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...