História A Dama E O Vagabundo - segunda temporada - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais
Tags Adolescência, Briga, Justin Bieber, Namoro
Exibições 197
Palavras 1.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 47 - A verdade dó.


  Luana pov














Eu sabia que Zack tava mal, a expressão do Justin disse tudo.

Quando ele suspirou e falou do acidente, meu peito se apertou, minhas lágrimas caíram sem minha permissão sem ao menos o Justin ter dito alguma coisa.

- Ele não vai morrer né? - Gustavo.

- Claro que ele não vai Gustavo. Para de falar merda. - Su se exaltou.

- Desculpa! - ele pediu com a voz baixa.

- Sussana, não briga com ele, ele não tem culpa. - Justin enxugou as lágrimas de Sussana. - Lu? - ele me chamou.

- O-oi. - me aproximei dele.

- Sei que deve tá sendo difícil pra você... - você não sabe o quanto. - Ele precisa de você ao lado dele, ele precisa de todos vocês. - vi os olhos de Justin marejarem.

- Podemos ir ver ele no hospital? - enxuguei algumas lágrimas.

- Eu vou ter que conversar ainda com o médico. - deixei mais lágrimas caírem. - Escutem, quado terminar as aulas, vou mandar um motorista vim buscar vocês, vou avisar os pais de vocês e a Maria também, tá? - ele acaricia meu rosto.

- Tudo bem. - falei quase que em um sussurro.

- Tenho que ir agora, prometi a Alice que não iria demorar. - Justin.

- Manda um beijo pra tia Alice e pra Sophia. - Camilly enxugou as lágrimas de seu rosto.

- Mando sim. - Justin sorriu.

- Bom, é melhor vocês voltarem pra suas salas. Sr. Bieber, espero que seu filho melhore. - a Sra. Clark disse.

- Obrigado Sra. Clark. - Justin sorriu sem mostrar os dentes.

Saimos da sala da diretora, Justin nos acompanhou até a sala.

- Ele vai ficar bem, eu sei que vai. - falei a Justin.

- Meu filho tem muita sorte de ter você como namorada. Obrigado por tá do lado dele nesss momento. - sorriu.

- Eu amo o Zack, jamais deixarei ele. - Justin me deu um abraço.

- Obrigado Luana, você é um anjo. - beijou o topo da minha cabeça. - Agora vá pra sua aula, mais tarde o motorista vai passar aqui pra pegar você e seus amigos pra irem ver o Zack. - sorriu.

- Tudo bem. - entrei dentro da sala e me sentei novamente em minha cadeira.

A professora continuou a aula e eu não consegui prestar mais atenção, todos meus pensamentos estavam no Zack, em como ele devia está, já imagino a dor que irei sentir quando eu ver ele na cama de um hospital novamente, só que dessa vez creio eu que será bem pior.

Prefiria que ele tivesse aqui agora, me pertubando...roubando selinhos meus disfarçadamente da professora, mas não. Ele está em uma cama de hospital, sem previssão de quando irá acordar.

(...)

   *Sinal toca*






O sinal tocou, era a hora do intervalo, eu não tava com a minima vontade de comer.

Segui o pessoal até o refeitório, nada do que tinha ali chamava minha atenção.

- Lu, não vai comer? - Camilly me olhou.

- Não...tô sem fome. - sorri sem mostrar os dentes.

- Olha Lu, sabemos que não tá fácil ter que lidar com o fato de que o Zack tá em uma cama de hospital...eu mesma nem prestei atenção na aula, pois eu só tava pensando em como meu amigo está agora...acredite Lu, eu preferia mil vezes que ele tivesse aqui agora com todo aquele chamego pro seu lado do que em uma cama de hospital...ficar sem comer não vai adiantar em nada. - pegou em minha mão.

Fiquei pensando no que Su falou, ela estava certa, ficar sem comer não ia adiantar em nada. Zack precisava de mim e eu acho que não ia ajudar muito se eu também fosse parar em uma cama de hospital.

- Você tem razão. Vou comer alguma coisa. - forcei um sorriso.

Ela assentiu e eu me levantei e fui pegar um lanche pra mim.

(...)

As aulas já haviam acabado, estavamos sentados de baixo de uma árvore esperando o motorista que Justin disse que vinha buscar a gente. Tava tudo calmo, até o capeta desfarçado de humano aparecer.

- O que você quer aqui Melinda? - Su perguntou seca.

- Eu quero saber o porquê do Zack não tá vindo pra escola. E não venham dizer que não sabem porque eu não vou cair nessa. - CADELA ABUSADA.

- Escuta aqui garota... - interrompi a Sussana.

- Deixa isso comigo Su. Garota você perdeu a noção do perigo? Como você tem a cara de pau de vim até aqui pra saber do MEU namorado? Desde quando você se importa com ele? Me diz. Você acha mesmo que engana alguém fingindo tá preocupada? Você tá muito enganada, você não se importa com ninguém, só consigo mesma, só se importa em ser popular, e claro pra que isso aconteça você tem que ter o Zack, só porque ele é o garoto mais popular daqui dessa escola. - me exaltei.

- CALA A SUA BOCA CARALHO! EU ME IMPORTO COM O ZACK SIM, SEMPRE ME IMPORTEI. - gritou chamando a atenção de todos que estavam ali no jardim da escola.

- Ah claro...se importa tanto que fez ele usar drogas. Você sabia que ele teve uma overdose, graças à Deus ele não desenvolveu uma overdose mais grave. Isso já faz tempo. Você sabia disso? - ela não respondeu. - Não sabia, né? É ESSA A PREOCUPAÇÃO QUE VOCÊ DIZ TER COM ELE? - me estressei. - Admite Melinda, você tá pouco se fodendo pro Zack, você só quer reconquistar ele porque quer voltar a ser a "primeira dama" dessa escola, mas eu tenho uma coisa pra te contar. - me aproximei dela. - Isso não vai acontecer, porque eu amo ele e ele me ama. - sussurrei em seu ouvido.

- CALA A BOCA SUA VADIA. - ela tentou avançar em mim, mas Gustavo e Austin a seguraram.

- QUER ME BATER? VEM, BATE. MAS FIQUE CIENTE QUE EU VOU REVIDAR. Você não aguenta ouvir a verdade né? Sabe onde o Zack tá agora? - ela abaixou a cabeça. - Você não sabe porra. PRA SUA INFORMAÇÃO ELE TÁ EM UMA CAMA DE HOSPITAL ENTRE A VIDA E A MORTE. - senti meu rosto ser molhado pelas lágrimas.

- O que? - sua voz saiu em um sussurro. - Não! Não pode ser...meu Zack...não...É MENTIRA! - lágrimas começaram a rolar pela sua face.

- Por que tá chorando? Você acha mesmo que vamos acreditar que você tá preocupada com ele? Zack nunca significou nada pra você e nem você pra ele. Se ele fosse tão importante pra você como diz que ele é, teria valorizado ele, mas não...você fazia da vida dele um inferno, fez ele se envolver com drogas, sendo que ele havia dito que nunca ia se meter com isso. Para de bancar a boazinha, esse papel não foi feito pra você. - Su cuspiu as palavras na cara da Melinda.

Melinda caiu de joelhos no chão chorando, só não entendi porque desse teatrinho dela, Zack sempre me disse que ela nunca se importou com ele. Por que agora ela resolveu se importa?

Meus pensamentos foram interrompidos por Camilly nos chamando, avisando que o motorista que Justin mandou já havia chegado, seguimos até o carro e entramos no mesmo.


Notas Finais


Toma Melinda desgraçada. Lu arrasou com a cara da piranha!
Comentem aí o que vocês acharam.
Querem mais um capítulo?
Kiss de chocolate


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...