História A Dama e o Vagabundo - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Novela, Romance
Exibições 25
Palavras 1.431
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Deixem Críticas construtivas.
Boa leitura!

Capítulo 4 - Four


Fanfic / Fanfiction A Dama e o Vagabundo - Capítulo 4 - Four

No dia seguinte, quando cheguei da escola, troquei de roupa¹ e resolvi checar as mensagens do telefone fixo. Normalmente quando meu pai viaja, ficam vários recados para ele. Havia um recado da minha tia, e do meu pai. Ouvi os recados. 
"Enquanto estiver viajando, sua tia ficará com vocês."... Meio atrasada ela... " Me faça um favor, leve a caixa de ferramentas na garagem, e entregue ao Geraldo. Obrigado, amo um dos 4 que estiver ouvindo isso."
Ouvi o recado e fui até a garagem, não tinha nada para fazer mesmo. Achei a caixa, subi as escadas, abri a porta e caminhei até a casa ao lado. Toco a campainha. 

- Pois não? - perguntou Adam, dando um sorriso

- É... Meu pai me pediu para entregar essa caixa de ferramentas ao seu pai. - digo 

- Não vai entrar? - pergunta Adam, abrindo espaço pra mim passar. 

Fiquei sem reação, e silenciada. Depois desse tempinho parada ali, ficaria sem graça se não entrasse. Resolvi entrar. 

- Onde deixo a caixa? - pergunto olhando em seus olhos.

- Em qualquer lugar. - diz Adam, sentando-se no sofá. 

Deixei a caixa no chão. 

- Não gostaria de ir em algum lugar, moça? - perguntou ele sarcasticamente. 

- Onde? - pergunto franzindo a sombrancelha

- Tem uma cafeteria americana aqui perto, que acabou de abrir. - respondeu ele

- Pode ser. - concordo, estava com fome mesmo, não faria mal, sair um pouquinho. 

Fomos caminhando até ela. Nenhuma palavra, até chegarmos no local. 
Chegando lá, fomos até um balcão e fizemos nosso pedido:

- Quero ovos com bacon, e uma coca como bebida. - diz ele fazendo seu pedido. - Peça o que quiser. - disse ele dando um sorriso

- Waffles com morango, e para beber um Cappuccino. - digo retribuindo o sorriso.

Nos sentamos na mesa.

- Então Madson, soube que você estuda na mesma escola que eu.

- Então você é o garoto novo? Estão comentando muito sobre você na minha sala. - digo sorrindo sarcasticamente 

- Jura?! Já estou tão famoso assim? - disse, enquanto nós riamos 

A comida foi entregue.

- Obrigada. - digo á garçonete 

Continuamos a conversar por horas. Até que decidimos ir em bora. Ele pagou a conta e saímos, caminhamos até chegar em casa de novo. 

- Que dia eu posso te chamar de novo? - perguntou ele.

- Quando quiser. - respondo sorrindo e abrindo a porta de casa. 

Realmente é bom, ter alguém para conversar de verdade. Meu irmão estava tão entretido jogando com seus amigos, acho que nem percebeu que eu sai. Entrei pro meu quarto, me joguei na cama e dormi. Acordei já 18hrs, meu irmão abriu a porta do quarto:

- Você vai pra casa da sua amiga hoje. - diz John

- Pra que? - pergunto

- Quero ficar sozinho hoje. - responde

- E oque é que eu tenho a ver com isso? - digo revirando os olhos

- Só vai, não questiona. Estou te fazendo um favor. 

- Quer dizer então que eu saio e entro a hora que você bem entender? - pergunto nervosa

- Isso mesmo, e você tem exatamente 30min para sair daqui. - disse ele fechando a porta. 

Solto um grito.  Ele abre a porta.

- Está perdendo tempo. 

- Sai daqui! - digo jogando a almofada nele. - Aff. 

Tomo um banho rápido e vesti uma saia e uma blusa acompanhada de uma jaqueta.² 
Apenas solto o cabelo, separo meu pijama, abro a porta e vou para o outro lado da rua, esperar o ônibus para ir pra casa dela. 

Adam P.O.V

Estava debruçado na janela, enquanto jogava no celular. Saí da janela, e quando fui fecha-la, avistei Madson do outros lado da rua. 
Resolvi trocar de roupa, e ir até lá. Subi as escadas, sai e atravessei a rua. 

- Então, o que está fazendo aqui Sr. Madson? - pergunto num tom irônico.

- Meu irmão me colocou pra fora de casa por essa noite... pra variar. 

- Ah, é? E pra onde você vai? - pergunto curioso, enquanto apreciava seu jeito.

- Pra casa da minha colega. - responde ela. - Por que a pergunta? 

- Bem, você poderia mudar os seus planos para hoje. 

- Ah, e o que pretende com isso? - perguntou ela sorrindo

- Tem uma festa de um amigo meu, hoje... Mas vai acabar tarde. Tem planos para madrugada? - pergunto 

- Meu plano era Netflix e sorvete. Mas agora é outro. - disse ela concordando em ir para a festa comigo. 

Pegamos um ônibus e fomos para uma festa, que nem era de um conhecido meu. Mas tudo bem.
Chegando lá, peguei a mão dela e a puxei para perto do balcão. Onde pedi duas garrafas de vodka ao balconista. Quando me virei, ela estava sendo puxada por um cara de camiseta azul.

- EU JÁ DISSE QUE NÃO. - gritou ela, mesmo com todo o barulho da festa.

- Vem, só um pouquinho. - disse o cara - Nem vai doer, não vou te machucar. Florzinha. - disse ele já meio bêbado. 

- Qual a parte do "não quero" você não entendeu? - diz ela nervosa. - Me solta. - completou

- Ei, cara, deixa a garota em paz. Não está ouvindo ela? - digo me aproximando e o empurrando - o. 

- Não sabia que ela tava acompanhada, foi mal ai. haHaha. 

- Vem, vamos sair daqui, é melhor você não ficar aqui. Vamos pra outro lugar. - digo

Até porque 80% da festa, só tinha homens, e os que não estavam comendo alguma puta, estavam azarando as outras. E ver aqueles velhos nojentos, tentando se aproximar dela, me dava nojo. De alguma forma me incomodava. 

- E pra onde vamos? - perguntou ela. 

- O plano da Netflix e sorvete, ainda ta de pé? - digo sorrindo. 

- Pode ser. - concordou ela

Voltamos para casa. Descemos para o meu quarto. 

- Pode trocar de roupa, vou buscar a comida. - digo indo na cozinha e voltando com uma caixa de donuts. 

Ela já havia vestido seu pijama. Mas por que diabos, ela está sempre linda? 

Deixei a caixa em cima da cama. 

- Não tinha sorvete, mas tinha Donuts. - digo rindo

- Melhor ainda. Donuts + Vodka, melhor combinação. Acertou em cheio em. - diz ela sorrindo ironicamente.

Troco de roupa no corredor e em seguida entro no quarto. 

- Vamos assistir o que? - pergunta ela.

- Gosta de séries? 

- Com certeza. 

- Que tal Teen Wolf? - pergunto

- Pode ser. - diz ela se sentando na cama, escorada na parede, enquanto comia um donut. 

Coloco os episódios, para ir passando e me sento ao lado dela.

MADSON P.O.V 

- Espera, preciso fazer uma coisa antes. - digo saindo do quarto, enquanto ele me acompanhava. 

Sai pela porta. 

- Onde você vai? - perguntou ele

- Já volto. - respondo caminhando até minha casa e usando a chave para abrir a porta. 

Ouço meu irmão e sua puta, gemendo na sala. Ela gemia tão alto, que eu acho que ele nem escutou eu abrindo a porta. Meu Deus. 
Cheguei na frente dos dois, e simplesmente a puxei pelos cabelos, levei-a assim até porta, e a empurrei. 

- O que você está fazendo MADSON? PARA AGORA. - gritou John

Peguei as roupas dela, que estavam jogadas no chão da sala e joguei na rua, para ela pegar. 

- Filha da puta! - gritou ela. 

Caminhei até lá e dei um tapa na cara dela. 

- A única puta que tem aqui, é você, vadia. - retruco 

- Mana, VAI TI FUDER, POR QUE VOCÊ FEZ ISSO? SABE QUEM ELA É? - gritou meu irmão

- Nem ligo. Foda-se você e suas piranhas. - digo

Ele foi atrás dela, mas ela não quis voltar para nossa casa, depois do que aconteceu. 

Caminhei até a porta da casa do Adam. Quando vi que meu irmão tinha voltado e estava me encarando, apenas mandei um "tchauzinho", acenando. E entrei. 

- Por que você fez isso? - perguntou Adam assustado com a situação.

- Vingança. - respondo

- .... 

- Longa história, depois te explico. - digo - Vamos voltar a ver a série? - completo

- Bora. - disse ele fechando a porta e caminhando em direção ao seu quarto. 

Apenas nos sentamos na cama, e começamos a ver a série. Deitei minha cabeça no colo dele, e começamos a conversar sobre a série. 

Só me lembro de ter "apagado" depois do primeiro capítulo. Estava mesmo muito cansada. 

 

Continua...

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...