História "A dama e o Vagabundo" - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adamaeovagabundo, Romance
Exibições 7
Palavras 1.335
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem, e um pedido, coloquem nos favoritos e comentem prs eu saber que estão gostando assim eu continuo a postar

Capítulo 15 - Capítulo 3



Acorda mais cedo que o despertador, isso não era normal, quase nunca acontecia mas quando acontecia eu sempre voltava dormir esperava alarme tocar, dessa vez não eu levantei e fui tomar um bom banho, alguns minutos depois sair do banheiro com uma toalha enrolada em meu corpo e um coque bagunçado em meus cabelos para não molhar os mesmos, entrei no meu closet e peguei uma blusa de alcinha Rosa queimado com algumas flores, uma calça branca e o mesmo tênis que, havia usado para ir no shopping com a minha BFF troca de roupa e me sentar na penteadeira tomando um banho de perfume e passa um batom Rosinha já que o vermelho, não combinava com a minha roupa, Arrumo minha mochila com os materiais do dia e apostilas, coloco o colar que minha mãe me deu e desço as escadas, Dulce ainda estava preparando o café

-Já acordou Isabella?

Ela me olha meio surpresa por estar cedo alí já que sempre me atrasava, meu celular toca e vejo o alarme

-Sim Dulce, fui dormir cedo e acordei primeiro que o despertador

Me sento na mesa e uns minutinhos depois meu pai desce e Dulce começa a por a mesa

-Bom dia pai

Sorrio pra ele

-Bom dia filha, hoje vou tomar café no escritório

Ele me dá um beijo na testa e saí, todo engomado como sempre com seu terno e gravata sempre alinhados. Assim que ele saí começo a tomar meu café, duas torradas com geléia de amora e um copo de suco de laranja com acerola, assim que termino subo escovo meus dentes e me olho um pouco no espelho, desço e estava quase meia hora adiantada então vou la pra fora entro no carro

-Bom dia Sandro

Coloco um lado do fone

-Já está aqui menina?

Ele fala surpreso e entra no carro

-Sim eu acordei mais cedo

Ele assinte com a cabeça e vai dirigindo sem pressa para a escola, entro e dou de cara com minha bff, fico conversando com ela mas o sinal bate e entramos pra sala, estranhamente João e Pietra haviam faltado, passo a as aulas de química e filosofia fazendo exercícios e no recreio encontro Sara, vamos até meu armário e pego uma maçã que era meu lanche, sentamos na nossa mesa e ficamos conversando o sinal toca avisando que era para voltar á sala de aula deixo minha bff em sua sala e vou para aminha que seria aula de Artes, o professor pede para todos os alunos fazerem um lobo tribal como sempre a patricinha aqui termina de fazer o magnifico lobo já que era duas aulas não tinha nada para fazer...Termina todas as alunas e vejo Sandro do outro lado da rua entro no carro e o mesmo me leva para a casa rapidamente o que achei muito estranho...

“O que sera que esta acontecendo?”

Assim que chegamos em casa ele abre a porta do carro e entro rápido para casa, vejo meu pai na sala junto com Dulce e um garoto que eu não conheci.

-Pai por que minhas malas esta ao seu lado? Quem é esse garoto? Por que Sandro veio quase voando para casa?

A mesma estava preocupada não fazia a mínima ideia do que estava acontecendo...

-Querida você terá que sair de casa por algum tempo e eu irei para outro estado, esse garoto se chama Luan ele ira ser seu segurança ele mora no Morro do Alemão eira ser para lá que você ira...

Meus olhos enchem de lagrimas mas consigo resistir mostrando ser forte e madura

-Não acredito que ira me abandonar pai, não posso ir para a casa do João?

-Seria arriscado, agora querida pegue suas malas quanto antes você for melhor

Não falo nada apenas vejo minhas 4 malas e vou em direção á elas pegando duas, olho para o garoto e depois as malas ele entendi e pega as outras duas vou indo ate meu pai olhando para ele..

-Volta logo pai, não queria ter que deixa vocês..

-Irei voltar querida confia em mim,sera apenas por um tempo..

Ele me dá um beijo no topo da cabeça e vou indo ate o carro do garoto, ele abre o porta malas e coloco minhas malas com cuidado ele abre a porta do carro para mim e entro começando a chorar o mesmo entra no carro ligando o mesmo e me levando embora, fico olhando minha casa sendo ficada para trás e uma dor consome meu coração tudo que era de mais belo estava ficando para trás, até que o carro era lindo uma mercedes da cor prata encosto minha cabeça no vidro do carro adormecendo acordo sendo cutucada e olho para ele...

-Chegamos seja bem-vinda ao meu morro...

Não falo nada apenas observo, saiu do carro vendo a enorme subida que teria que subir ainda bem que estava de tênis pego duas malas minhas enquanto ele pega o resto, ao subir vários olhares estavam em nossa direção fico com certo medo e vejo um garoto vir em nossa direção paro por ficar um pouco assustada...

-Caramba Luan por que não me chamo?Eu te ajudava com essas malas

-Precisava não mano, eai esta tudo tranquilo por aqui?

-Esta tudo na tranquilidade, então é essa a patricinha que você vai cuidar?

-Ela mesma, chega junto patricinha..

Fico sem entender o que ele falo apenas ficava parada segurando minha malas...Ele reviras os olhos e me olha com cara de tedio

-Vem cá, não vamos machucar você...

Me aproximo deles um pouco seria, o outro garoto pegava minha malas que eu estava segurando e olho para minhas mãos que estavam doendo..

-Esse aqui é meu braço direito Nicholas, mas pode chamar ele de Nick se precisar de alguma coisa ele pode te ajudar...

-Fica tranquila patricinha aqui na comunidade é tudo tranquilo, ninguém vai relar um dedo por você ser a protegida do Luan...

Ele pisca para mim, sorrio de canto Luan tinha visto e dá um tapa em sua cabeça Nick passa a mão no local para passar a dor, seguro a risada e vamos subindo o morro ate chegar em uma casa linda da cor azul escuro Luan abre o portão da casa e entra Eu e Nick, vamos ate a porta que Luan abre entro na bela casa era linda por dentro me lembrava a minha casa, Luan deixa as malas em um canto indo para a cozinha pegar uma cerveja e Nick se senta no sofá, me encosto na parede quando vejo uma menina com um short muito curti e fico encarando a mesma...

-Luan quem é essa garota?

A menina pergunta e Luan vai ate o sofá se sentando com uma cerveja na mão.

-Essa é a Isabella, ira mora com nos por um tempo para qualquer pergunta ela será nossa priminha.

-Luan fala serio você acha mesmo que iram acreditar que ela é nossa prima?

A mesma dá risada e os meninos também, ate que decido falar pois já não estava se aguentando.

-Tem certeza garota nunca iram acreditar que somos primas, afinal eu tenho classe e bom gosto para roupa ao contrario de você

Falo sorrindo normal e os meninos olham para mi já sabia que iria ter uma discussão ali..

-Escuta aqui garota eu tenho nome que é Sammy, não fala assim comigo ou você apanhar!

A mesma diz brava vindo em minha direção tive sorte que Luan entro na minha frente se não eu teria ficado com o rosto roxo..

-JÁ CHEGA SAMARA,VAI AGORA PRO SEU QUARTO E NEM PENSE EM RELAR UM DEDO NELA ENTENDEU PORRA?!

O mesmo diz bravo e fico surpresa por essa reação a garota(sammy) saí de casa pisando firme batendo a porta com tudo..

-Nick leva as malas dela pro quarto da Sammy!

Diz autoritário e volta seu olhar para mim...

-Acompanha ele para saber onde será seu quarto se quiser comer alguma coisa me avisa!

-Eu apenas quero minha casa e meu namorado...

Falo isso e sigo Nick ate o quarto da Sammy que por sinal era lindo,assim que Nick saí decido tomar um banho pego uma toalha e abro minha mala pegando minha camisola vou em direção ao banheiro tomando um bom banho, assim que termino me seco coloco minha camisola e me deito na cama adormecendo...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, me falem o que acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...