História A Dance For Love - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~ffckseles

Exibições 111
Palavras 2.648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey moresssss
resolvi continuar rapido, já que demorei tanto pra postar da ultima vez snusahusah
fiquem a vontade sz

Capítulo 3 - Capítulo Três


Fanfic / Fanfiction A Dance For Love - Capítulo 3 - Capítulo Três

CRYSTAL MCNAMARA

Depois de dançar e ser aceita pelos garotos – com direito a provocações de certa pessoa-. Emilly foi a primeira a ser aceita, por dançar um tanto melhor do que eu e as outras meninas. Os garotos pareciam legais, mas eram tantos meninos, que eu acho que demoraria um tempo para decorar o nome deles. Até agora os únicos que eu sabia os nomes, eram Matthew, Cameron, Nash e a Lox, é claro.

No meio dos garotos haviam mais duas garotas além de Lox, uma era morena, magra, cabelos compridos e uma beleza invejável. Ela estava abraçada de lado com um garoto moreno – muito bonito, por sinal – que deduzi ser o namorado dela.  Já a oura garota, ao contrario da primeira, era loira, com os cabelos um pouco abaixo do ombro, sardas no rosto e um grande par de olhos castanhos. Diferente da morena, ela estava usando uma roupa um pouco vulgar de mais, e nos olhava com cara de nojo, mascando um bendito nojento chiclete.  Ela era muito bonita, devo admitir.

- E então, precisamos saber os nomes de vocês... – falei sem graça, olhando para eles, e percebendo a loira revirar os olhos.

- Me chamo Taylor – o garoto com a bandana vermelha na cabeça disse – Esses são: Jack Johnson, Jack Gilinsky, Carter, Aaron, Hayes, Madison, Nash, Scarlett, Cameron, Mat0thew e Shawn  - Ele dizia rápido, enquanto apontava para cada um, e como eu já tinha pensado antes, já tinha esquecido o nome da maioria.

- Logo vocês aprendem todos os nomes – Matthew falou achando graça de nossas caras.

- Eu ainda não entendi o porque essas garotas estão aqui, não precisamos delas! – a loira, que pelo que me lembro se chama Scarlett falou nos olhando de cima a baixo.

- Continue sem entender, porque eu não vou explicar, e ter que ficar olhando você mascar esse chiclete feito a uma vaca. – Amy falou, e eu dei um beliscão em seu braço.

Por mais que eu gostei do que Amy falou, ela era muito estourada, falava as coisas sem pensar, e depois se arrependia com medo da pessoa ter se magoado.

- Amy você nem a conhece, e já esta dando patadas na coitada. – Eu disse baixo, só para ela escutar, e a mesma deu de ombros sem se preocupar.

- A cada dia esse grupo piora. – Scarlett falou puxando o garoto de olhos azuis, para fora do “estúdio”.

- Ela é sempre assim? – Emilly pediu fazendo careta e os garotos assentiram.

-Sim, ela sempre é assim com gente que não conhece. Não entendo muito bem o porque, mas ela somente é legal com quem realmente conhece. - o garoto loiro, magrinho, que não me recordo o nome disse, se sentando no sofá que tinha no canto da sala.

Meu celular começou a tocar, o retirei de meu bolso e olhei o no visor. O nome Luke brilhava, e logo abaixo uma foto minha junto com o loiro.

Luke e eu éramos amigos dês de que me conheço por gente, ele é o único que sabe tudo sobre mim – tirando Amy – e também sei tudo sobre ele. Luke tinha uma banda, um pouco conhecida na cidade, ele e os 3 amigos arrasam, e é uma pena não terem tanto reconhecimento! Mas agora, voltando ao assunto Luke, todos diziam que nós éramos perfeitos juntos, e que adorariam nos ver como um casal, a gente ignorou isso a vida toda, até que a alguma semanas atrás, Luke teve a ideia maluca de tentarmos ter algo para ver no que dava,  e eu aceitei com medo de deixa-lo chateado se dissesse não,  e até agora esta indo tudo certo, só tenho medo de alguma hora algo acontecer e a gente desfazer a amizade por um namoro bobo, e se isso acontecer, eu nunca vou me perdoar!

Se eu havia contado para minhas amigas? Não, apenas para Amy e Lox, e eu me sinto um lixo, por esconder isso de Emilly e Emma, mas pretendo contar isso á elas o mais rápido possível.

- Quem é? – Lox pediu, com a boca cheia de Nutella e eu ri.

- Luke! – Falei, me levantando do chão e me afastando um pouco o barulho.

Ligação on

- Bom dia, linda! – A voz de Luke estava animada, mas dava para ver que ele tinha acabado de acordar pela ronquidão da mesma.

- Boa tarde, Lucas! – Falei sorrindo – o que queres?

- Só queria ouvir sua voz, não posso? – ele pediu e eu revirei os olhos, mesmo sabendo que ele não veria.

- Conta outra Luke, você nunca me ligaria para “escutar a minha voz” – repeti as ultimas palavras em uma tentativa falha de imitar a voz dele.

- Só queria saber se você tá afim de sair hoje – falou, e em seguida soltou uma risada – E eu não falo assim!

- Claro que fala – o provoquei – Hoje eu não posso!

- E porque não? – Perguntou confuso.

- Estou conhecendo meu novo grupo de dança, os garotos querem que eu fique aqui, para nos conhecermos melhor e tal – falei, olhando o esmalte azul que já estava na hora de ser retirado de minhas unhas.

- Os garotos... – ele deixou a frase vaga, com o ciúme visível em sua voz. – Dês de quando tem um novo grupo? Não é só porque nós começamos a namorar que vamos deixar de contar as coisas um para o outro! Continuo sendo o seu melhor amigo, só que agora barra namorado. – falou, me fazendo rir fraco.

- Desculpe não ter te falado, é que nem nos falamos direito ontem,  e só ontem a noite que eu “entrei” para o grupo, então não tive tempo para contar.

- Tudo bem.  Só espero que não me troque por esses meninos.

- Nunca vou te trocar, anjo. – falei  com a voz um tanto manhosa – Amanhã eu e as garotas vamos ai, ver vocês ensaiarem. Emma já não aguenta mais a saudade que sente do Calum. – falei rindo da minha amiga, que não via o namorado a uns 4 dias, e já fazia muito drama.

- Não contou para elas sobre nós ainda? – pediu, com desconforto na voz.

- Só para Amy e Lox, pretendo contar logo para Emma e Emilly. – falei e ele soltou um suspiro.

- Por que ainda não contou? – a voz dele esbanjava tristeza e eu me sentia culpada.

- Lukey, não tem nada haver com você, anjo. Só não contei porque queria ver se nós iriamos dar certo mesmo antes de falar algo para elas. Mas eu pretendo contar rápido– Falei e ele ficou um pouco em silencio, o que já estava  me deixando agoniada.

- Tudo bem – disse – Não quero mais atrapalhar você, até amanhã meu anjo. – sua voz normal voltou, me fazendo sorrir.

- Até, príncipe. – falei e desliguei a ligação.

Ligação Off

Não sou assim meiga sempre, na verdade, nem gosto muito de ser! Mas vi que Luke ficou tristinho por eu ainda não ter contado do nosso namoro para as meninas, então apelei pela fofura que ainda restava em mim.

Voltei para junto dos outros, que estavam conversando animadamente. Me sentei ao lado de Amy no chão mesmo.

- Sobre o que falam? – Pedi interrompendo o assunto deles.

- Estamos conhecendo as meninas melhor, fale sobre você – O garoto que me recordo do nome ser Aaron falou, e eu assenti.

- Bom, me chamo Crystal Jasmine McNamara, tenho 19 anos, moro aqui dês de sempre, não curto muito carne, sou uma apaixonada por series, sagas e livros, uso óculos, mas como não me gosto com eles, costumo usar lentes. Comecei  a dançar com meus 7 anos de idade, Ballet é a minha maior paixão, já fiz outros tipos de dança, porém, nada se compara ao ballet! Se eu não investisse na dança, iria fazer faculdade de psicologia ou algo do tipo. Amo gatos, e namoro com o garoto que é meu melhor amigo de infância – falei tudo rápido, sorrindo para tentar ser simpática.

- Coitado! – Cameron falou, revirei os olhos e mostrei o dedo do meio para ele.

- OQUE? – Escutei Emma e Emilly gritarem, e só então percebi que havia contado que estava namorando com Luke. Bati a mão na minha testa, já pronta para os sermões das meninas.

- Você estava namorando com o Luke esse tempo todo, e não contou para a gente? Não acredito que fez isso Crystal, não acredito mesmo! – Emilly falou me dando um tapa no braço.

- Só fazem algumas semanas...

- Você já sabia disso Amelia? – Emma perguntou, e Amy a olhou assustada, assentindo – Não acredito que contou para ela e para nós não! - disse fazendo drama.

- Bom, agora já sabem  – falei dando um sorriso amarelo sendo estapeada por Emma.

- BRIGA DE MULHER! – O garoto com olhos puxados disse feliz, e Cameron deu um tapa no braço dele, o mandando calar a boca.

E só então percebi que todos nos olhavam como se essa fosse a briga do ano.

Comecei a rir da cara deles e eles me olharam como se eu fosse uma deficiente mental.

- NÃO QUERO RETARDADOS NO MEU GRUPO! – Cameron gritou brincando, me fazendo rir e dar um tapa em sua perna, já que eu estava no chão e ele no sofá e não conseguia alcançar sua cabeça. – Crystal sua vacilona, além de não contar para as amigas que estava namorando, ainda me bate, que decepção! – revirei os olhos

- Cala boca Dalla! – Me lembrei que Lox havia contado o sobrenome do “garoto que seria meu par”

- você e o Luke estão juntos, meu Deus, isso é maravilhoso, que orgulho de vocês – Emma falou. Era incrível como essas meninas mudavam de humor rápido.

- Também não exagera Martin. – a chamei pelo sobrenome.

- Ele beija bem? – Emilly perguntou, com os olhos arregalados. Ela sempre teve vontade de ficar com Luke, mas nunca teve coragem porque achava que eu gostava dele.

- OPA, CHEGA NÉ?! – Matthew falou  e os meninos assentiram.

- Mais tarde, eu converso com vocês sobre – falei piscando para as meninas – Aonde  fica o banheiro?

- O Dallas te mostra,  é fácil de se perder por aqui – Lox falou, enquanto eu me levantava. Esperei Cameron se levantar, mas ele não moveu nenhum músculo.

- Você vem ou não? – Pedi impaciente e ele negou.

- Se você não pedir com educação eu não vou. – Falou e eu bufei.

- Tudo bem, então eu faço xixi aqui mesmo no chão. – No mesmo instante em que falei isso, Cameron se levantou e foi caminhando até a porta. O segui e fomos andando pelo corredor branco.

- Vocês tem quartos? – Pedi fazendo careta e ele me olhou com uma cara de “você não perguntou isso né?!”

- É óbvio que temos Crystal, isso aqui é praticamente uma casa, por isso é tão caro. Não achou que a gente dormia no chão do estúdio né?! – Ele disse rindo e logo parou vendo a minha cara – Caralho você realmente achou isso! – Ele disse, só que desta vez ainda mais alto.

- Cala a porra da boca, e me leve até o banheiro, Dallas! – Falei impaciente e ele parou de andar, apontou para uma porta preta, que deduzi ser o banheiro.

Entrei nele, já quase me mijando. Não estava conseguindo abrir o zíper, aquilo nunca me pareceu tão difícil.

 - PORRA – Gritei, fazendo força, conseguindo abrir o zíper, abaixando a calça rápido, me sentando no vaso sanitário, e sorri, quando consegui me aliviar. Era horrível quando isso acontecia.

Depois de fazer as minhas necessidades, lavei a mão e sai do banheiro, dando de cara com um Cameron rindo de mim.

- O que demônios foi aquele grito? – Pediu rindo e eu revirei os olhos.

- Não conseguia abrir o zíper – falei causando uma gargalhada escrotamente escandalosa do garoto a minha frente – Cala a porra da boca, menino. Agora, vamos voltar para lá. – Falei andando em direção ao “estúdio”, sendo seguida por um Cameron fazendo os sons “aiai” típicos de quem caba de rir.

Entrei na sala, e me sentei no mesmo lugar que antes.

Ficamos ali por mais algumas horas, e o infeliz do Dallas, fez questão de contar o que tinha acontecido comigo.

- Vamos meninas? – Pedi me levantando preguiçosamente, as meninas assentiram, fazendo o mesmo que eu. – Foi bom conhecer vocês meninos e Madison. – sorri – Até quinta. – Falei deixando um beijo no rosto de cada um deles.

As meninas se despediram, e saímos do local, indo para o meu carro, que parecia um forno de tão quente. Abri os vidros e entramos no veiculo. Amy estava do meu lado e Emilly e Emma conversavam no banco de trás.

As deixei em casa, e fui para a minha, já cansada. Coloquei meu carro na garagem, e entrei na casa, que estava silenciosa, por meus pais já estarem dormindo. – sim eu ainda moro com meus pais – Avistei Sr. Gold vindo até mim, e o peguei no colo. Gold era o meu gato da raça Cymric, ele era bem peludo, e tinha seus pelos alaranjados. O ganhei faz uns 3 anos, de aniversario, Luke que me deu, por saber que eu sempre tive um amor muito grande por gatos, mas nunca tive um.  O nome Gold, eu coloquei, por ser o meu personagem preferido de Once Upon A Time, eu queria colocar o nome de Rumpelstiltskin, por ser o  nome verdadeiro do “vilão” da serie, mas como achei que ficaria complicado demais para o gatinho entender, coloquei o nome em que Rumpelstiltskin atendia em Storybrooke.

O coloquei de volta ao chão, e subi as escadas indo em  direção ao meu quarto. Antes de dormir, tomei um banho, e logo depois “capotei”.

 

Acordei no dia seguinte, por conta de meu celular tocando irritantemente, atendi sem nem ver quem era.

 Ligação on

- Caralho Crystal, aonde você esta? Falou que passaria aqui em casa para irmos no ensaio dos  garotos. – escutei a voz irritada de Emma.

- É só de tarde o ensaio Emma!– falei me espreguiçando.

- Meu anjo, já são 3 da tarde, venha logo. – ela disse, desligando o celular me fazendo  arregalar os olhos.

Ligação off

Como eu pude dormir tanto assim? Que horror Crystal!

Me arrumei rápido e desci para comer alguma coisa. Comi um pedaço de bolo, me despedi de meus pais e sai de casa, indo em direção a casa de Emma.

Chegando lá, avistei ela me esperando no portão, destravei as portas do carro e ela entrou com uma cara de poucos amigos.

- Desculpa tá?! Eu acabei dormindo demais. – Falei e ela riu fraco assentindo.

Fomos no caminho inteiro até a casa de Michael, conversando sobre o nosso novo grupo de dança. Estacionei em frente a casa de Mike, e descemos do carro, entrando na garagem que estava aberta.

- Olá – Falei enquanto Emma ia correndo abraçar Calum.

- Oi – Eles disseram juntos.

Fui até Luke e lhe dei um selinho demorado, o garoto ficou surpreso com minha atitude, mas logo sorriu.

- Contou? – Pediu e eu assenti, fazendo o sorriso dele se alargar ainda mais.

- Bora se pegar Michael?! – Ashton falou, pulando em cima de Mike que gemia de dor.

- Seu bruto, eu sou delicada! – Mike fez voz de gay e eu ri.

- Vocês são muito gays – falei sorrindo.

 - A gente sabe, baby  – Ashton me lançou uma piscadela.

- Como vai o seu novo grupo? – Luke pediu e eu me virei novamente para o loiro.

- Legal. Eles  são bem simpáticos, tirando uma garota estranha, que só sabia mascar um chiclete feito uma vaca. – falei e ele riu.

- Você é má – ele disse mordendo o piercing que tinha no canto da boca.

- E você gosta, que eu sei. – falei, juntando meus lábios nos de Luke, mas logo sendo interrompidos por um Ashton empurrando Luke para o lado.

- Vamos ensaiar, não se pegar, cara. – falou e eu ri, sentindo minhas bochechas queimarem. 


Notas Finais


É isso gente :)
comentários são muito bem vindos, e vocês sabem disso, nos motivam a continuar a historia, então se sintam a vontade pra comentar se quiserem :)
BEIJÃO DE GLITTER DA MANU E DA BECCA :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...