História A Demonic in my life - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 0
Palavras 967
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Orange, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oieh!
Bom gente, essa é minha primeira história, nunca fiz isso, mas espero que gostem

Capítulo 1 - 1° dia de aula


Hoje é segunda e a droga do despertador me acorda as 6:30h da manhã para o primeiro dia de aula na escola, ou como particularmente chamo, o inferno.


Ah! A propósito, me chamo Diana, tenho 17 anos e estou no último ano do ensino médio, sou a tradicional garota excluída, sem amigos, não falo com ninguém…. Minha vida não é tão ruim assim, minha família é maravilhosa, somos o tipo tradicional, igreja aos domingos de manhã e pela tarde sessão de cinema em família. Não tenho do que reclamar.


Desligo o despertador na esperança de poder voltar a dormir, mas minha mãe entra no quarto com sua maravilhosa delicadeza (sintam a irônia).


–Vamos Diana, hora de levantar!!!!- ela entra no meu quarto tirando meu cobertor e abrindo as cortinas.


Minha família apesar de tradicional, é bem divertida, meu pai, minha mãe e meu irmão mais velho fazem a alegria da casa, por que se depender de mim, vai ser uma melancolia só.


–Ah mãe!!!!! Não quero ir!- digo com o rosto no travesseiro.


–Só esse ano e acaba minha filha- diz ela sentando na beira da cama e beijando minha testa


-–Ta bom mãe -digo me levantando e caminhando lentamente para o banheiro e despindo, entro no banho e a água morna entra em contato com minha pele, me fazendo esquecer tudo a minha volta. Mesmo sendo excluída desde o 1° ano do ensino médio, isso me entristece um pouco, nunca soube o que era ter amigos de verdade. Acabo o banho e volto pro quarto, colocando uma calça jeans escura, meu moletom cinza e all star vermelho. Prendo meu cabelo num rabo de cavalo alto, passo uma base e rímel, só pra disfarçar minha cara de sono, pego minha mochila e desço encontrando toda minha família na mesa.


–Bom dia família! -digo dando um beijo na bochecha de meu pai, um beijo na testa de minha mãe e me sentando ao lado de meu irmão Gabriel


–Animada maninha?! É seu último ano e depois você se livra de tudo isso -diz meu irmão


–Nem tanto, vai ser a mesma coisa de todos os anos, então nem me surpreendo com nada. -digo colocando suco de morango no copo e pegando uma torrada.


–Ah minha filha! Não seja tão pessimista assim, vai ser bom, você vai ver. -fala minha mãe sempre carinhosa. Só dou sorriso amarelo e me levanto


–Bom, já vou indo pra não me atrasar. - digo caminhando pra sala e pegando minha mochila no sofá.


–Quer carona? Vou pra faculdade e posso te deixar lá. -diz meu irmão pegando a chave do carro dele em cima da mesa de centro, ele faz faculdade de medicina, numa faculdade próxima a escola.


–Pode ser. - digo saindo de casa e entrando no carro, no banco do carona.


Fomos conversando o caminho todo, e sem perceber chegamos em frente a minha escola, que estava cheia de alunos já na porta. Os populares (sei lá outro nome pra eles) estavam em seus carros caros e rodeado de pessoas os bajulando. Os nerds estavam perto das árvores com seus computadores portáteis, provavelmente falando de algum jogo novo.

Entre outros alunos espalhados por todo o colégio, que por acaso é muito grande.


Desço do carro me despedindo do meu irmão e caminho até o jardim e sentando em baixo de uma árvore para esperar o sinal. Coloco meus fones, seleciono uma música qualquer esperando seus primeiros acordes e viajo em sua melodia.


Algum tempo depois ouço o sinal tocar, levanto limpando minha calça a caminhando para dentro do prédio, até minha sala, mas no meio do caminho, alguém do nada surge na minha frente, me esbarrando e me levando ao chão ficando por cima de mim.


–Aí porra! Desculpa ai….. - quando levanto meu olhar, vejo logo umas das pessoas mais detestáveis daquela escola, Phoebe Albuquerque, irmã do capitão do time de basquete, uma rebelde sem limites, vive me perturbando, era só o que me faltava, ela cair em cima de mim justo no primeiro dia de aula.


–Sem problemas - digo depois dela se levantar, estendendo a mão para que eu me levantasse, estranho… após de me levantar, ela me prensa nos armários. Tava demorando…..


-–Olá Diana, como vai? Preparada pra esse ano? - diz ela irônica, com o resto próximo ao meu.


–Phoebe, por favor, me deixa ir pra sala - digo não querendo arranjar problemas


–Cala Boca! Não mandei você falar, só vai pra sua sala quando eu quiser, meu pai é o dono dessa merda!! - de verdade, qual a necessidade da pessoa gritar sendo que eu estou ouvindo ela perfeitamente? Volto do meu pensamentos quando sinto um soco na boca do meu estômago, vou ao chão na hora.


–Esse é o último ano Dih, nós ainda vamos nos divertir muito - diz ela virando de costas e indo embora. Levanto devagar e vou indo para minha sala. Quando chego, o professor de biologia já está na sala, vejo toda turma me olhar e coro


–Diana Lancaster, a senhorita atrasada? -diz meu professor curioso. Sempre fui muito dedicada aos meus estudos, e mesmo com as provocações de Mia, me saio bem em todas as matérias.


–Perdão professor, tive uns problemas pessoais, isso não vai se repetir. - digo e ele assente. Caminho até uma das últimas cadeira e me sento, sentindo o olhar de Phoebe queimando minhas costas.


Depois da aula, vou pra casa. Phoebe não voltou a fazer nada que eu já esteja acostumada, ou seja, xingamentos. Chego em casa e vou para o meu quarto, tranco a porta e vou até o espelho do meu armário, levanto o moletom e vejo a marca do punho dela. Suspiro e tiro minhas roupas, ficando de calcinha e sutiã, e me jogo na cama, adormeço sem perceber, pensando o quão difícil vai ser esse ano.


Notas Finais


Então é isso, me digam o que acham por favor. 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...