História A Descendente - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Casais, Descobertas, Magia, Romance
Exibições 15
Palavras 873
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Mas um capítulo, espero que gostem.

Capítulo 2 - Quero ouvi essa história!


Fanfic / Fanfiction A Descendente - Capítulo 2 - Quero ouvi essa história!

      Resumo do capitulo anterior:
O nascimento da princesa Sol e alegria para o rei e a rainha. Daffny se diverte ao contar a história para sua prima Beatriz e com isso no longo da trama podem se tornar o Yin-Yang  de sua dinastia.

Daffny on

Hoje o dia foi muito complicado, um garoto chamado Calum veio falar comigo, eu o achei simpático a que simpático o que achei ele um gato. Quando cheguei em casa ou melhor no palácio,  tomei banho, fiz dever lanchei e peguei o diário da minha tataravò Mérida e fui ler no jardim.

Dia 23 de abril de 1896

O dia estava chuvoso e não dava para treina arco e flexa minha mãe Lionor não aceita este meu lado rebelde. Eu não faço de propósito, ela quer que eu me case com o jovem lorde Mirando! Eu por favor eu não me caso! Não me sinto preparada, mas ela não entende, não estou pronta para esse tipo de responsabilidade.

_ Lendo esse diário de novo filha? Disse minha mãe me olhando.

_ Sim mãe eu nunca me canso. Eu queria saber mas do que aconteceu no seu passado você me contaria? 

_ Porque quer tanto saber? Disse ela sorrindo.

_ Eu estou contando essa história para a Bia! 

_ Esta bem, em que parte você parou? Ela perguntou me olhando.

_ Na parte do seu nascimento! Disse cabisbaixa.

_ Esta bem...

                   ��������������������

" O maior erro de alguém, é acha que não tem erro nenhum"

_ Depois de celarem o beijo profundo entre os dois Antônio sem muita coragem pegou Sol em seus braços e a deu um beijo no rosto dela.

Enquanto isso...

_ Não acredito outro raio de luz, nesse reino!!! Disse Lúcia gritando estérica. 

_ Calma mono!  Disse Joana.

_ Meu amor te prometo que você vai ser  rainha, a melhor rainha que Ilhas do Sul vai ter.

10 anos depois...

_ Lua vamos brincar? Disse a pequena.

_ Eu queria mas eu tenho dever de português, e depois a Joana... Que foi Sol?

_ Você está sempre ocupada Lua, quando não é dever você está  com a Joana! Disse a pequena.

_ Desculpa Sol mas é importante. Mas quer saber só vamos brincar um pouco tá bem. 

_ Tabom!

 As duas correram por aí quando chegaram perto do penhasco deitaram-se e Lua disse a Sol:

_ Sol promete que vai me proteger? Lua disse fazendo careta.

_ Sim, mas você promete que não vai me abandonar? Disse a garota com a face séria.

_ Claro Sol irmãs para sempre! Disse Lua.

_ Irmãs para sempre! Disse Sol.

_  A não eu tenho que ir Sol, desculpe hoje vou no seu quarto terminar de contar a história... Tchau! a garota saiu correndo.

_ Você não vai! A pequena disse baixo que a outra nem escutou.

Sol ia andando para o palácio quando uma flexa passou pelos seus olhos ela caiu no chão, e um...

_ Que foi Beatriz? Daffny a perguntou.

_ É que eu não acredito que minha mãe a deixou sozinha. Disse ela chorosa.

_ Por favor Bi você quer ouvi a história sim ou não? 

_ Tá continue. Beatriz disse sorrindo.

Bem como dizia uma flexa passou pelos seus olhos a derrubando no chão um garoto veio para perto e disse:

_ Desculpe pela flexa! Posso te ajudar? O garoto disse a pequena.

_ Obrigada. O que está fazendo aqui? Perguntou a pequena.

_ No meu reino o primogênito do rei tem que levar um animal morto.

_ Esta me chamando de animal? Disse Sol fingindo está ofendida.

_ Bem é q-que eu.... hum.

_ Tudo bem  é brincadeira. Você tem quantos anos? Sol perguntou.

_ Eu tenho 12 anos e você? O garoto disse.

_ Eu tenho 10! Sol disse animada.

_ É Muito bonita! O garoto pegou uma rosa que estava na árvore e a deu como presente.

_Obrigada. Eu tenho que ir está tarde Tchau!

_ Antes me diga qual seu nome? O garoto perguntou.

_  Sol  meu nome é Sol! A pequena o olhou com um belo olhar.

_ Lindo o nome eu sou Alan. Tchau Sol.

_ Tchau e boa sorte com a caçada. 

Quando Sol chegou no palácio estava na hora de jantar sua mãe preocupada disse:

_ Onde estava querida? Elisa disse preocupada.

_ Se eu falar que conheci um garoto não vão me deixa em paz pensou Sol. Eu me perdi peguei atalho errado desculpe.

_ Não  faça mas isso por favor minha filha! 

_ Tudo bem. Sol disse.

Na mesa do jantar o rei Antônio entregou a Lua um medalhão.

_ Lua este medalhão e essa tiara te dará esperança é sorte. O rei disse a olhando.

_  Obrigada pai. Lua o agradeceu.

_ Sol essa daga e esse medalhão é para você, ela lhe dará poder para garanti vida ao nosso reino.

_ Obrigada pai. Sol levantou e o abraçou.

                            ********

_ Daff é melhor a gente ir dormi amanhã eu tenho prova. Beatriz disse sonolenta.

_ Esta bem, boa noite. Daffny sorriu.

_ Boa Noite! Disse Beatriz.

      As duas ardomeceram na cama.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...