História A Descoberta - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Incesto, Jovens, Sexo, Sexualidade
Exibições 47
Palavras 628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Josei, Lírica, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


;)

Capítulo 7 - A noite do Luis e da Fernanda.


Caminhamos em direção ao andar de cima, subimos as escadas e abro a porta do meu quarto. 

-Luis...nossa...cara, olha o tamanho desse quarto! É do tamanho da minha casa.

Eu ri e disse:

-Também não exagera! 

Fecho a porta e desligo a lanterna. Ela senta em cima da minha cama e desliga seu celular. 

-Então...quer jogar vídeo game? 

-Claro, você tem gta v ai?

-Tenho! Eu adoro esse jogo! 

Liguei o ps4 e jogamos por alguns minutos. 

-Cara! Você dirige pior do que eu! Disse Fernanda. 

-Nem vem! Você também é ruim!

-Mas venço de você! Venço de você em quase tudo! Disse ela.

-Então vem! Pode vir! Digo isso fechando o punho e olhando para ela.

-Hahaha! Você vai se machucar! 

-Que nada! Vem! 

-Foi você quem pediu! 

Ela vem em minha direção, uso toda minha força e jogo ela contra minha cama. Imobilizo ela, que tenta escapar, mas não consegue:

-Ta bom...nisso você é bom! Adimitiu ela.

Fico imóvel olhando para ela, e então finalmente percebi que não era só a curiosidade da minha idade, ou a situação naquele instante, ou por ela ser simplesmente linda, eu sentia algo a mais, com certeza. 

-Luis...sobre aquele beijo... 

-Não fala...Não fala nada...

Então meus lábios se aproximam dos dela, mas minha ansiedade não permitiu que adiasse.

Beijo ela sem nenhum aviso prévio, meu coração nunca havia batido tão rápido, e podia sentir a mesma coisa do dela. 

Nos beijamos sem parar, que calor diferente, um calor bom, era muitommelhor do que ver vídeos proibidos escondidos na escola, era algo diferente...

-Vem! 

Ela então sai de baixo de mim, sobe para mais acima na cama, me puxa pela camisa. Tiro minha camisa e continuo beijando-a.

-Sempre achei você muito gostoso Luis! Disse ela a queima roupa.

Não poderiamos ficar só nos amassos,esperei por isso minha vida inteira. 

-Você pode realizar um desejo meu? Diz Fernanda. 

-Fala. Digo ssorrindo, como uma criança feliz.

-Tira a sua roupa na minha frente? 

Confesso que fiquei assustado, ficar ali, nu na frente dela, o que ela tava pensando? Será que eu vou realizar meu desejo hoje? 

Vou para frente da cama, fico ajoelhado, ela se enrola entre os lençóis, coloca um travesseiro entre as pernas e morde o lábio. 

Tiro minha blusa azul escuro, e jogo para ela, depois tiro meu short, mostrando minha cueca box preta.

Eu tava muito excitado, muito mesmo, mas pela minha idade, meu membro não era tão grande. Antes de tirar a cueca, pergunto:

-A gente vai fazer sexo? Pergunto, já sem vergonha de falar explicitamente. 

-Talvez...mas vamos nos divertir primeiro!

Toda aquela situação não parecia estar acontecendo, tudo tinha dado certo! 

-Já que vamos brincar, vamos fazer direitinho. Disse ela. 

Nunca havia estado tão excitado em toda minha vida. Fernanda me puxou para cima dela e disse:

-Minha vez! 

Saiu de cima da cama, e tirou sua blusa, em seguida tirou a calça jeans. Que visão! Depois,antes de tirar a calcinha branca, tirou o sutiã. Atingi o ponto máximo, não aguentava mais, queria toca-la, queria dar prazer a ela.

Seus seios eram médios, e ainda estavam em formação. Ficou somente de calcinha. 

-Vem aqui, chega mais perto. 

Chegou mais perto sem entender o que eu queria. Puxo ela para cima de mim e toco seus seios. Nossa, como eu queria dar prazer aquela garota, nada mais importava.

Passo minha língua nos seus seios, ela então começa a gemer, o que me deixa mais excitado. Vou descendo pela sua barriga, passo a língua no seu umbigo. Vou descendo até chegar na sua calcinha. Por cima da calcinha, passo o dedo entre os lábios, ela continua gemendo. 

Tiro sua calcinha, e vejo a coisa mais excitante da minha vida. Sua vagina era linda, não aguentei e cai de boca.

A noite foi muito curta para fazer tudo, depois das três da manhã, decidimos dormir. Dormimos bem abraçados e sem roupas!




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...