História A Deusa e a Sacerdotisa - Paixão, Desejo e Luxúria - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Hilda de Polaris, Saori Kido (Athena)
Visualizações 43
Palavras 2.642
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Saint Seiya não me pertence. Desculpem os erros de português. Espero que aproveitem esse Yuri.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Santuário

Uma belíssima festa estava acontecendo no Santuário,  porque a reencarnação estava fazendo dezoito anos e vários convidados estavam presentes, inclusive do reino de Asgard. Ela estava usando um vestido branco grego antigo longo, atraindo os olhares de muitos dos convidados. A sua beleza aumentava cada dia que passava, mas ela estava fadada ao destino de ficar sozinha, sem poder ser amada por aquele que o seu coração clamava. Ela reprimia todos os seus desejos, mas hoje sentia eles a flor da pele e um arrepio estranho estava percorrendo a sua espinha.

Saori: ‘Eu preciso tomar um pouco de ar’ - Pensou saindo rapidamente dos meios dos convidados, mas a saída repentina dela, atraiu a atenção em especial de uma belíssima mulher, trajando um vestido longo vermelho.

Atena… - Sussurrou a mulher indo atrás da deusa da guerra.  Atena andou por alguns minutos, até chegar na frente da sua gigantesca estátua. Mas de repente sentiu uma cosmo-energia familiar aproximando-se do Santuário.

Olá, Atena… - Falou uma voz suave nos céus.

Saori; Essa voz... Eros!? - Exclamou levemente, olhando para os céus e uma silhueta surgindo feita de cosmo-energia.

Eros: Sim, minha querida hahaha - Falou rindo levemente-  Eu espero que aproveite o meu presente, Atena - Completou surpreendendo a deusa da sabedoria.  

Saori: Presente!? Não me diga que você… - Foi interrompida pelo Cupido, Enquanto isso, a sua mente estava ligando os fatos do seu estado atual e a presença do filho da deusa do amor.

Eros: Sim, eu preparei algo especial para você nesta noite - Falou com uma energia rosa circulando a deusa da guerra - Infelizmente não posso ajudá-la a saciar o que seu coração clama, mas o seu desejo carnal é possível… - Completou com a deusa arregalando os olhos levemente.

Saori: Eros, o que você disse!? - Exclamou levemente, manifestando a sua cosmo-energia.

Eros: Atena, não precisa ficar assim - Falou com penas brancas rodeando a deusa - Eu somente estou lhe ajudando e também uma outra mulher, vocês duas terão uma noite especial - Completou com o seu cosmo desaparecendo totalmente do local.

Saori: Eros?… - Sussurrou piscando os olhos levemente. Ela não estava acreditando no que acabou de ouvir do cupido.

Saori… - Falou uma voz feminina suave, fazendo a deusa desviar o olhar para a recém-chegada.  

Saori: Hilda… - Falou olhando para a bela sacerdotisa de Odin e sentindo o seu corpo em chamas. A nórdica aproximou-se rapidamente da deusa, ficando a poucos centímetros do rosto dela.

Hilda: Parabéns pelo aniversário... - Disse segurando a mão da herdeira Kido.

Saori: Hilda… - Sussurrou vendo o olhar intenso da nórdica. - 'O que ela está fazendo!?’- Indagou-se mentalmente, com a sacerdotisa aproximando o rosto do dela.

Hilda: Saori, você fica mais linda a cada dia - Disse com a mulher arregalando os olhos levemente - Atena… - Completou num sussurro acariciando o rosto dela.

Saori: Hilda, o que você está fazendo? - Indagou sentindo na frente de uma predadora.

Hilda: Eu estou fazendo o que uma chama dentro de mim deseja, Atena-Sama - Respondeu parando a carícia no rosto dela e usando os dedos em torno dos lábios dela - Eu não aguento mais esperar - Completou tomando os lábios da deusa com desejo. A ação inesperada da nórdica surpreendeu a deusa, que demorou alguns momentos para processar e resistir ao ato dela.

Saori: 'Eu não acredito no que está acontecendo!’ - Exclamou mentalmente mantendo a resistência ao beijo, mas uma estranha sensação estava se formando dentro de si.

Hilda: 'Eu não posso a voltar atrás agora! Os lábios dela são tão divinos’ - Pensou refletindo que ela agiu por impulso, porque desde que chegou o Santuário algo estava atraindo ela para Atena e agora estava tentando fazer a deusa corresponder o beijo, diminuindo os movimentos e circulando um dos braços na cintura dela e o outro tocando os seus seios.

Saori: 'Eros, eu não acredito que ele está fazendo isso, mas ao mesmo tempo há uma  queimando dentro de mim!’ - Pensou sentindo um calor no corpo intenso e pensamentos nada inocentes passavam por sua mente. A mesma poderia afastar a sacerdotisa com o seu cosmo, mas uma parte dela estava detendo essa ação.

Hilda: Saori, por favor… - Sussurrou beijando novamente os lábios dela, que não deteve mais com tanta veemência e depois de alguns momentos correspondeu.

Saori: 'Eu não posso fazer isso! É uma loucura! Mas os lábios dela são…’ - Pensou provando o sabor da nórdica e ela estava gostando. O seu desejo e a sua luxúria estavam tomando conta, liberando o seu lado mais oculto.

Hilda: Ahhh… Vamos para o seu quarto - Disse interrompendo o beijo, sentindo a respiração acelerada.

Saori: Eu… - Parou de falar com uma parte de sua mente dizendo para parar isso e a outra querendo ir até o final, iniciando um conflito interno na sua mente - Sim… - Sussurrou após alguns momentos com os olhos verdes brilhando com uma chama de desejo incontrolável. As duas rapidamente andaram pelas escadarias do templo de Atena, indo na direção do quarto da deusa da sabedoria.

Hilda: Atena… - Falou sentindo o calor da mão da deusa da guerra

Saori: Isso é loucura, Hilda - Disse tentando parar o que estava para acontecer.

Hilda: Sim, uma loucura que você vai amar - Disse abrindo a porta do quarto com força - Então relaxe e faça o que vem naturalmente, enquanto faço o resto - Ronronou em sua orelha, antes que de beijá-la de repente. Atena gritou de surpresa, mas rapidamente se derreteu, deixando a sacerdotisa a levar. Não demorou muito para o beijo aumentar a intensidade entre as duas e indo na direção da cama. A sacerdotisa a empurrou-a para a cama e ficou em cima da deusa. Ela podia sentir a nórdica movendo as mãos dela para baixo, até que gentilmente ela tocou os seus seios. Ela começou a amassá-los, ganhando um gemido muito suave de Atena, enquanto ela arqueava ligeiramente suas costas. Hilda estava sendo tão suave e gentil com ela, que ela fez seu interior derreter como seu beijo se tornou mais ansioso. Saori de repente sentiu a necessidade de nutrir a luxúria que Hilda estava sentindo por ela, então ela aprofundou o beijo enquanto suas mãos enrolavam o pescoço de Hilda para mantê-la perto. Ela sentiu o sorriso da Sacerdotisa de Odin no beijo antes que ela se retrair devagar e olhasse para ela.

Saori: Hilda... - Sussurrou com volúpia na voz e os olhos brilhando intensamente.

Hilda: Vamos tentar algo - Ronronou suavemente enquanto ela fazia Atena se sentar na cama, as duas mulheres despiram-se, ficando somente somente com uma lingerie da parte de baixo. As duas começaram a maravilhar-se com os corpos voluptuosos que cada uma possuía, mas cada um possuía uma característica única. Hilda sentou-se ao lado dela e puxou Saori para o seu colo, de costas para a nórdica, a deusa sentiu os seios médios de Hilda pressionarem contra ela. Então Hilda puxou um dos braços de Atena sobre sua cabeça e pescoço para que ela estivesse ligeiramente virada.

Saori: Você parece experiente com isso... - Sussurrou com a sacerdotisa com a cabeça na frente dos seus seios. Hilda lançou-lhe um olhar sensual antes de mover lentamente a boca e pegar o mamilo do peito direito da deusa, fazendo-a ofegar com a sensação de calor. A língua da sacerdotisa passava por cima do mamilo repetidamente e às vezes mordiscando-a enquanto ela gemia mais. Atena não sabia quando começou, mas ela estava lentamente movendo a sua traseira no colo de Hilda, mendigando para algum atrito. Ela sentiu a nórdica mudar os joelhos para forçar as pernas abertas e Atena poderia esfregar corretamente na coxa dela. Ela o fez mesmo quando ela olhou para a amazona, enquanto ela continuava a amamentar seu peito e a sua outra mão acariciava o peito oposto. A sacerdotisa soltou seu peito com uma mordiscada antes de olhar para a deusa da sabedoria.

Hilda: Saori, você quer mais? - Indagou com a deusa assentindo lentamente. A sacerdotisa sorriu para ela antes de deslizar uma de suas mãos por seu estômago e tocasse a sua pele por debaixo de sua calcinha, fazendo a respiração da deusa parar. Ela podia sentir cada movimento dos dedos de Hilda enquanto brincando com os lábios molhados da sua feminilidade, fazendo seu estremecimento na necessidade. Seus dedos começaram a esfregar lentamente em suas dobras, mesmo quando ela começou a chupar seus seios novamente fazendo Atena choramingar e gemer mais difícil.

Saori: Ahhh Hilda Ahhh - Gemeu com a sacerdotisa inserindo lentamente um dedo nela, fazendo sua respiração engasgar. A sacerdotisa manteve o dedo imóvel por alguns segundos antes de Atena assentir e ela lentamente começou a movẽ-lo para dentro e para fora.

Hilda: Atena... - Sussurrou com a deusa gemendo suavemente, quando ela começou a moer e montar na mão dela, um calor e pressão formou-se logo abaixo de seu estômago. Então um segundo dedo foi introduzido, começando um guincho da surpresa que transforma em um gemido baixo da deusa, fazendo a sacerdotisa adicionar mais necessidades em seus movimentos.

Saori: Ahhh... Isso Ahhh.. Não pare Ahhh - Gemeu no ouvido da nórdica, implorando por mais. Hilda apenas sorriu para ela quando seu bombeamento ficou um pouco mais vigoroso junto com as carícias em seu peito. Atena sentiu a pressão crescer ainda mais rápido e a sua respiração tornou-se mais difícil. Ela levantou-se até um ponto que o calor era insuportável.

Hilda: Ahhh Saori Ahhh - Gemeu usando o seios polegar no clitóris dela.

Saori: Ahhh.. Eu... AHHHHH - Gritou gemendo alto, chegando ao seu ápice. Naquele momento ela sentiu Hilda lentamente tirar os dedos e inspecionou-los, enquanto a deusa da sabedoria aproveitava o seu clímax. Quando a deusa olhou os dedos da nórdica, eles estavam brilhando com seu próprio mel. Antes que Hilda pudesse dizer ou fazer qualquer coisa, Atena inclinou-se para a frente e levou os dedos para dentro de sua boca, gemendo com seu próprio gosto enquanto chupava os dedos dela e em pouco tempo tinha deixado eles limpos.

Hilda: Saori, agora é a sua vez e me mostre que é a deusa da sabedoria hihihi - Riu levemente retirando a sua última peça íntima.

Saori: Sim… - Sussurrou tomando os lábios da sacerdotisa para si.  A deusa logo foi virada e deitada na cama com nórdica em cima dela, suas mãos explorando o corpo dela, até encontrarem a traseira da amante, dando um forte aperto. A Sacerdotisa de Odin gemeu parando o beijo, enquanto suas mãos massageavam os seios de Atena por vários momentos e a deusa da sabedoria invertendo as posições na cama.

Hilda: Essa é uma loucura adorável, Atena... - Falou sentindo o seu desejo se tornando realidade.

Saori: Sim... E você agora será minha - Falou quase num sussurro, rapidamente começando a trilhar beijos no pescoço da amante antes de alcançar seus seios. Ela parou por um momento para admirar os mamilos cor-de-rosa, enquanto eles estavam eretos, a mesma se inclinou para frente e capturou o mamilo em sua boca, ganhando um suspiro satisfeito da amazona. Ela chupou ansiosamente, enquanto passava a língua sobre o botão endurecido, gerando uma música para ela os gemidos da nórdica, enquanto suas próprias mãos se agarravam à bunda da amazona.

Hilda: Ahhh Saori Ahhh - gemeu com os movimentos da deusa, que ainda estava olhando para o seu e vendo as suas expressões. Suas bochechas coradas rosadas e olhos ligeiramente vidrados, a leve mordida de seus lábios para tentar inutilmente e suprimir gemidos. A deusa da sabedoria memorizou tudo ao mudar para o outro peito, chegando mesmo a dar pequenos reboques e mordidas ao prazer da amante. Depois de vários minutos de tratamento, ela liberou os seus seios antes de beijar a sacerdotisa novamente, desta vez sendo o atacante, sua língua invadia a boca da nórdica e explorava cada centímetro. Depois de um tempo Hilda empurrou-a de volta até que ela estava deitado antes e a nórdica olhando com um sorriso malicioso.

Hilda: Hora de você aprender algo novo - Falou passando as mãos pelo corpo da deusa da sabedoria.

Saori: Ahhh Sim Ahhh - Gemeu com a sacerdotisa retirando a sua calcinha.

Hilda: Eu vou fazer você gritar meu nome - Disse sem aviso, ela deu um beijo molhado na intimidade da deusa da sabedoria, fazendo Atena ofegar e tentar abraçar as coxas dela juntos. As mãos agarraram cada coxa e mantiveram-nos separados com uma quantidade surpreendente de força. Sem esperar nada, Hilda mergulhou de volta e começou a lamber os lábios inferiores de Atena, fazendo-a começar a gemer cada vez mais, encantada com as sensações. A língua da sacerdotisa estava em uma liga completamente diferente do que seus dedos, fazendo-a mais úmida a cada segundo. Ela sentiu a língua empurrando seus lábios separados e passar sobre seu clitóris, cada toque a fazia sentir como se ela tivesse ficado chocada, quando suas mãos encontraram a cabeça da sacerdotisa e a mantiveram ali.

Hilda: 'Eu não acredito que esse desejo tão proibido está se realizando' - Pensou refletindo que estava desejando o toque de Atena há muito tempo, mas nunca ousou aproximar-se dela.

Saori: Hilda, Por favor... Mais Ahhh - Gemeu pedindo para a nórdica aumentar os movimentos. Então ela sentiu a sacerdotisa usar alguns dedos para espalhar sua intimidade. Antes de usar sua língua para invadir ela, fazendo a deusa ofegar como suas costas arqueadas e seus quadris começaram a moer no rosto de Hilda. A língua entrou e saiu várias vezes vezes antes de explorar suas paredes internas, fazendo a deusa gemer com intensidade. A pressão em seu estômago estava começando a ficar insuportável e ela sentiu suas paredes internas começando a pulsar, liberação iminente, como seus movimentos tornou-se urgente.

Hilda: 'Ela está no seu limite' - Pensou antes de adicionar mais óleo à chama, a sacerdotisa começou a beliscar seu clitóris com a mão livre, enquanto a lambeu ainda mais quando Saori ofegou e gemeu tão alto que teve certeza de que ouviram seus gritos no Santuário. Logo estava ficando muito quente entre as suas pernas e a sacerdotisa mordeu levemente o clitóris da amante com os olhos brilhando intensamente.

Saori - AHHHHH Hilda AHHHH - Gritou gemendo alto gritou chegando ao clímax novamente na boca da amazona.

Hilda: 'O gosto dela é um néctar puro de ambrósias’ - Pensou deliciando-se com o sabor da deusa da guerra, que gemia sentindo as contrações internas.

Saori: ‘Isso foi uma loucura, mas o meu estava desejando provar esse prazer ’ - Pensou sentindo o seu corpo queimando de paixão, desejo e luxúria.

Hilda: Atena, essa noite está longe de terminar... - Falou lambendo os lábios levemente

Saori: Sim, Hilda... - Falou manifestando a sua cosmo-energia para a surpresa da sacerdotisa - Isso somente será um ato de luxúria entre nós duas e nada e nem ninguém deve saber, entendeu? - Indagou com os olhos brilhando intensamente.

Hilda: Sim… - Sussurrou surpresa pela mudança repentina da deusa - Nós duas seremos mulheres livres de nossas responsabilidades nesse quarto, somente por essa noite - Completou liberando o seu cosmo, que começou a mesclar com o cosmo da deusa da sabedoria

Saori: Sim, mas agora é a minha vez de fazê-la gritar o meu nome - Falou tomada pela luxúria intensa. Ela sabia que estava deixando os desejos lhe controlarem, mas o cosmo de Hilda mostrava que ela desejava continuar.

Hilda: Minha querida, Atena Hihihi - Falou rindo maliciosamente.

Saori: Eu vou lhe mostrar o que uma deusa da sabedoria pode fazer… - Pronunciou beijando os lábios da sacerdotisa de Odin. Elas continuaram saciando os seus desejos nesse quarto e depois voltariam às suas responsabilidades, mas com memórias do momento inesquecível entre as duas. Enquanto isso, um certo cupido sorria no Olimpo, sentindo o que estava acontecendo nos aposentos de Atena.

Final!


Notas Finais


Espero que tenham aproveitado essa pequena surpresa… Talvez eu no futuro possa sair outro Yuri.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...