História A Different Love - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila G!p, Camilla Cabello, Camren, Camren G!p, Camreng!p, Lauren Jauregui
Exibições 1.086
Palavras 1.563
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hei povo, a @kcestrabao organizou um projeto maravilhoso e me chamou pra participar, eu estou imensamente honrada, afinal ela é uma das minhas escritoras favoritas!!

A intenção dela é matar a todos e acho que ela vai conseguir, porque eu já estou morta só de imaginar!!

Espero que gostem, e que tenham coletes suficientes pra hoje!!

Capítulo 60 - Confusão


*Camila*

Estava a algum tempo apenas admirando Lauren e imaginando como nossos folhos seriam, afinal ela é uma das mulheres mais lindas que já vi na vida e eu sem modéstia não fico muito longe. Queria muito que os bebes puxassem seus olhos, seus lábios, seus traços, pra falar a verdade eu não me importaria nem um pouco de ter duas mini cópias de Lauren dentro de casa.

Aos poucos ela foi se mexendo e abrindo seus olhos que estavam mais puxados pro azul, adorava o fato de seus olhos sempre terem um cor diferente, ou melhor eu adorava tudo nessa mulher não havia como negar. A puxei pra meus braços e ela colocou a cabeça em meu pescoço dando um beijo em seguida, me deixando toda arrepiada com simples toque.

- Oi... – Falei assim que ela se afastou um pouco me deixando vê sua cara amassada, olhar sonolento e linda como sempre, foi inevitável não dar um suspiro.

- Oi amor... está acordada a muito tempo?

- Só a alguns minutos, dormiu bem? Percebi que se levantou algumas vezes durante a noite. – Perguntei de forma preocupada, afinal percebi ela sair da cama ao menos 3 vezes durante a noite.

- Eu estou bem amor, foi só um pouco de enjoo. Mais isso é normal lembra? Agora acho que está na hora de levantarmos, afinal nosso dia hoje será cheio no trabalho.

- Hei mocinha pode ficar quietinha, você não vai a lugar alguma assim, você tem de repousar isso sim. – Puxei ela pelo braço quando fez menção de se levantar, eu não ia deixar ela passar o dia se matando no trabalho, dava conta de levar sozinha, afinal ela tinha que descansar.

- Camz amor, eu estou grávida e não doente, eu vou me arrumar pra ir trabalhar e nem você nem ninguém vai me impedir disso, estou plenamente capaz de cumprir minha funções ok?

- Mais Lo...

- Mas nada amor, levanta logo da cama vamos, não quero chegar atrasada.

Antes que eu rebatesse ela levantou da cama e foi pro banheiro, bufei antes de também me levantar e ir atrás dela no banho, afinal eu realmente iria me atrasar e isso não seria nada legal.

 

Xxxx

 

- Parabéns dona Camila, a senhora será uma ótima mãe, fico muito feliz por você e por sua esposa...

- Você está grávida Mila? Nossa, meus parabéns Mamãe, fico muito feliz de saber disso.

Olhei pra porta e o insuportável do Brad estava com sorriso falso nos lábios, minha secretária logo se retirou da sala e sentei na minha cadeira com a expressão séria, ele olhou pro lado a procura de Lauren e minha raiva aumento um pouco mais, afinal eu já estava de saco cheio desse idiota e ele ainda fez essa palhaçada.

- Para de palhaçada Bradley, eu não achei a menor graça. – Ele sentou ainda com sorriso cínico na cara e juro por Deus que eu estava ame segurando.

- Mais eu não estou de palhaçada Camila, apenas parabenizei minha chefe na frente da secretaria dela, ou você queria que eu te desse os ‘parabéns papai’? Porque tenho certeza que não ia ficar legal as pessoas sabendo do seu probleminha, afinal sabe bem que você não é normal não é mesmo?

Antes que eu abrisse a boca pra responder esse idiota, a porta é aberta com tudo e vejo uma Lauren furiosa vindo apressada em nossa direção, ela o pega pelo colarinho e me levanto em seguida indo pra perto deles, antes que aconteça algo.

- Probleminha vai ter você quando eu quebrar essa sua cara. A Camila não tem nenhum probleminha, ela é perfeita do jeito que é. Agora você seu idiota, acho bom deixar minha mulher de mão, porque ela é delicada demais pra quebrar sua cara, mais pode ter certeza que eu não sou.

- Amor larga ele não vale a pena. – Me aproximei mais dela puxando seu braço, afinal não seria nada bom pro bebe esse tipo de coisa.

- Isso mesmo Lauren, escuta ‘seu macho’, você não vai querer se meter em confusão comigo não é mesmo?

Antes que eu falasse algo novamente apenas vi ela dando soco no rosto do Brad, acertando em cheio seu nariz, que logo começou a sangrar, ele colocou a mão no local e tentou se soltar dela, no entanto ela segurou mais forte ainda e percebi que ela não ia parar.

- Amor calma, pode fazer mal pra os nossos filhos. Por favor deixa esse idiota de mão, eu já disse que ele não vale a pena. – Falei a puxando tentando fazer ela soltar o idiota, claro que adoraria ver ela quebrando mais ainda a cara desse idiota, no entanto tinha nossos bebes, e poderia fazer mal a eles.

- Pode ter certeza que a minha MULHER, da de mil em homens como você seu escroto, e só porque ela tem um pênis não significa que ela deixa de ser menos mulher por isso, mais se ela quisesse ser um homem, ela seria um muito melhor que você do mesmo jeito, afinal, diferente de você seu merdinha, que tem a porra de um pau no meio das pernas e não passa de um moleque, ela honra o que ela carrega, então lava sua boca pra falar qualquer coisa da minha mulher.

Ela o jogou no chão enquanto eu abraçava por trás e só então pude ver as inúmeras pessoas que estavam na minha porta vendo toda a confusão. Apertei ela forte e olhei pro idiota no chão, ele estava nos olhando com ódio, e olhou pra porta dando sorriso cínico levantando em seguida.

- Vocês estão vendo o que esse casal de aberração fez comigo? Eu tenho pena dessas crianças inocentes que sentirão nojo de serem filhos de vocês.

- Cala a porra da sua boca Brad, sai daqui agora. Eu não quero ter de ver sua cara nunca mais na minha empresa, e lava sua boca pra ousar falar dos meus filhos. – Fui a frente de Lauren e dessa vez ela que me abraçou, meus olhos marejaram e senti ódio mortal dele.

- Se eu fosse vocês sairiam dessa empresa o mais rápido possível, afinal, uma é aberração nojenta que se passa por mulher, sendo que é a porra de um homem, e a outra é ainda pior por estar gravida de algo tão nojento assim. ‘Elas’ vão afundar isso daqui pode apostar, se fosse vocês sairiam enquanto da tempo.

Ouvi os burburinhos e fiz possível pra me segurar de avançar nele, eu estava pouco me lixando pra o que os outros estavam falando, só queria estar junto da minha mulher a sós e me acalmar. Lauren juntou nossas mãos me passando força e olhei pro idiota que mantinha o sorriso na cara.

- Eu acho melhor você sair daqui agora Bradley ou eu não irei segurar mais a Lauren, como ela mesmo te disse, eu posso não conseguir te bater, mais você já teve mais do que prova do que ela é capaz e com toda certeza você irá parar no mínimo no hospital.

Vi o olhar dele vacilar e dei sorriso cínico, ele com toda essa pose não aguentou um soco dela, imagine se ela batesse de verdade. Olhei pro resto do pessoal e percebi que alguns nos olhavam com nojo, outros com olhar de pena, resolvi resolver tudo de uma vez logo.

- E pro resto de vocês que concordam com que ele disse, acho bom procurarem o departamento pessoal e pedirem a demissão de vocês, porque não irei tolerar qualquer tipo de piadinha ou falatório a respeito de mim ou de minha esposa. – Falei firme com meu pior tom de voz, e Lauren virou meu rosto me dando um selinho.

Ela era a única que eu precisava e se todos resolvessem seguir o idiota pra fora da empresa tinha certeza que nós duas daríamos um jeito. Vi os seguranças se aproximarem dele e ele se afastou arrumando sua roupa e seguindo em direção a porta, no entanto antes de passar por ela nos olhou debochado.

- Vocês irão me pagar Cabello, pode ter certeza que isso não vai ficar assim.

As pessoas que estavam perto começaram a sair da porta, minha secretaria nos olhou com pouco de pena de toda a cena e fechou a porta em seguida. Lauren me abraçou forte e virei de frente a ela em seguida, ela era minha base e tudo que eu precisava era apenas estar ao lado dela pra sempre, dela e dos nossos filhos.

Eu não aguentei e desabei em lagrimas, ela me apertou mais forte enquanto eu tentava me acalmar sentindo seu cheiro. Ela me afastou um pouco e olhou fundo nos meus olhos me fazendo me perder em seu mar verde.

- Eu amo você Camz, sabe que não é nenhuma aberração não é mesmo? Você é perfeita meu amor, e nossos filhos sentirão orgulho enorme de ter você como mãe. Você acredita em mim?

- Eu... eu acredito. Eu te amo muito Lo, por favor nunca me deixe, eu não sei que seria de mim sem vocês. – Falei quase suplicando enquanto me perdia em seu olhar. Ela uniu nossas testas e depois me deu um beijo calmo que demostrava tudo que ela sentia por mim.

- Eu nunca vou deixar você Camila, porque você é minha vida, e eu sem você não sou nada...


Notas Finais


Entao? Ainda vivos? Camila insegura da dorzinha né ? Mais Lauren defendendo mozão é tudo !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...