História A dois - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Aventura Romântica, Casal, Paixão, Romance
Visualizações 4
Palavras 318
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Sou nova aqui então espero muito que gostem! É uma história breve com um toque poético. ^^

Capítulo 1 - Capítulo Único


Os dois encontraram-se ao acaso. Ambos estavam perdidos na noite, em busca de um acalento, de uma luz, mesmo que esta fosse da Lua. Viram-se, trocaram olhares. Ela sorriu, meio de lado, desconfiada, como quem não quer se envolver, mas quer ter algo. Ele, com olhos fixos, buscando detalhes que lhe fariam oportuno um elogio, quando chegasse a hora de fazê-la sorrir. Dois desconhecidos, embora possuíssem histórias semelhantes. Mal sabiam que viveram as mesmas mágoas. Mas nada importava. Naquela noite nada importava para nenhum deles. Ambos estavam fartos de si mesmos, e daqueles com quem compartilhavam suas vidas. A busca que faziam naquela noite, ao menos a que achavam que faziam, era prazer. O prazer de não dizer, de não explicar, apenas o prazer silencioso da carne, do encontro de dois corpos.  E assim conversaram, beberem, riram. Foram juntos, a um motel barato, na euforia do fogo que ardia por um motivo qualquer, por um motivo que eles não queriam nem precisavam, naquele momento, saber. Apenas foram, fizeram juntos o que buscavam. Com loucura, luxúria e calor. Um a sentir o corpo e o suor do outro. Dois. Perdidos no desespero, em busca de um motivo, de algo, bom ou ruim, para fazê-los esquecer, de suas mágoas, tão recentes, de suas tristezas sempre presentes. E nesse embalo de esquecimentos lembraram-se.  Que estavam ali, juntos, um a pertencer ao outro, mesmo que por pouco tempo. E sorriram, embalaram-se, sentiram-se. Rostos quentes, beijos roubados, gritos silenciosos, palavras não ditas. Mas delas, as palavras, nenhum deles precisava. E ao fim de tudo, de toda aquela energia, sem mais beijos nem toques, disseram adeus. Mas sem pronuncias, apenas olhares baixos que já diziam tudo que ambos precisavam saber. Que havia terminado ali, e que o que buscavam em princípio haviam conseguido. Prazer. Um momento pequeno de prazer. E voltaram por fim, a suas tristezas e incertezas. Dois andarilhos solitários, buscando por esquecimento.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...