História A Dor de Um Amor - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Bangtan Boys (bts), Drama, Escolar, Romance, Yaoi
Visualizações 41
Palavras 956
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá leitores, essa é a primeira história que escrevo na vida, então me desculpem qualquer coisa que vocês julgarem estranho, por favor me contem o que estão achando para que eu possa escrever conciliando os meus objetivos e o que vocês esperam da fanfic. Gostaria de pedir desculpas porque meus conhecimentos sobre a Coreia ainda são poucos, então eu escrevi sem entrar em muitos detalhes sobre as normas, instituições, culinária e tudo o que envolva a cultura coreana, eu foquei realmente a história do shipp principal e não o meio onde eles vivem (sorry). Sem mais delongas, façam uma boa leitura ^^

Capítulo 1 - Conhecendo o "Novo"


Fanfic / Fanfiction A Dor de Um Amor - Capítulo 1 - Conhecendo o "Novo"

Hoje eu acordei, assim como nos outros dias, com o toque do despertador. Embora seja uma música calma eu sempre me assusto com ele. São 6:10 agora, melhor começar a me arrumar para escola. 

 Me levanto, arrumo as cobertas, troco minhas vestes noturnas pelo uniforme da escola. Não acordei com vontade de me alimentar, não tenho uma relação muito boa com a comida por isso apenas bebo o leite que minha mãe preparara e pego minha bolsa para sair: 

 _ Vou indo, tchau mãe. 

_ Tchau filho, até depois. 

 Passo pela porta e coloco meus fones no ouvido, escolhi "Oh Wonder- Without You" para escutar hoje. Começo minha caminhada até a escola, ainda estamos no mês de Julho então o frio ainda é forte pela manhã, mas já me acostumei com isso, na verdade, estou apreciando a ardência de meus olhos e a condensação do ar perto de minhas narinas, acho isto divertindo e é incrível como coisas simples assim se tornaram marcantes para mim com o decorrer do tempo. 

 Pelo caminho encontro com várias pessoas desconhecidas na rua, mas não cumprimento ninguém e os mesmos não me cumprimentam. A um tempo atrás eu achava estranho que as pessoas ficassem me encarando ou então que disfarçassem seus olhares sobre mim, logo comecei a perceber que tinham uma certa "vergonha" da minha aparência ou algo do tipo, devido a meu estilo, mas eu não me importo com isso. 

 Chegando no portão principal da escola, de novo muitos me encaram, mas finjo não perceber e sigo meu caminho até a última sala no fim do corredor, ao adentrar a mesma escuto um cumprimento de minha colega:  

 _ Oi Hoseok! Tudo bem? - Ela me cumprimenta, como se eu não soubesse o que vai querer. 

 _ Oi, tudo bem sim! E você? - Lilah, que tem uma voz estridente, responde dizendo logo o que ela realmente quer. 

 _ Sim estou bem. Hoseok você fez o dever de português que a professora Vivian passou? - Não falei que ela queria alguma coisa. 

 _ Sim Lilah, eu fiz. 

 _ Poderia me passar? 

 _ Claro! - Morro de vontade de recusar o pedido dela, mas eu não sou esse tipo de pessoa, ao menos não era, nem eu me reconheço mais. Emprestei o caderno para ela, indiquei onde deveria copiar, e me debrucei na minha mesa esperando o início das aulas. 

[...] 

 Depois de passadas as cinco aulas da manhã resolvi ficar na biblioteca para iniciar um trabalho de geografia que a professora havia pedido. Então fui até a ala do local que guardava todas as enciclopédias e retirei a de número 9, que falava justamente sobre o tectonismo. Era um livro grande e vermelho até desisti de lê-lo, achei melhor levar para casa para ler em um horário vago. 

  Quando eu estava voltando para a mesa da biblioteca com a intenção de recolher meus materiais, percebi um movimento na sala da frente, o cartão no alto da porta indicava que era a direção da escola, eram pessoas que eu nunca havia visto na escola. Será que seria algum aluno novo se matriculando? Mesmo que eu estivesse muito interessado nisso, voltei minha atenção ao que estava fazendo. De tão distraído eu havia deixado cair meu estojo no chão, continuei guardando o resto dos materiais na bolsa para depois pegá-lo. Dando só mais uma conferida nos livros para ver se não faltava nem um, eu me virei para pegar o estojo no chão. QUASE MORRI DE SUSTO, pensei estar sozinho ali, até que me deparei com um menino que nunca havia visto, em pé, ao meu lado, segurando meu estojo:  

 _ Oi. - disse ele tentando esconder uma risada percebendo que eu havia me assustado. 

 _ Oi. - eu respondi um pouco desconfiado de que seja algum outro menino querendo me sacanear. - Hum, desculpe falar assim mas acho que esse estojo é meu. 

 _ Sim, ele é seu você o deixou cair e eu peguei pra você. - Até que enfim um menino educado. 

 _ Obrigado por isso. - E estendi minha mão direita para recolher o que ele estava segurando. Então ao invés dele me entregar logo, eu vi o estojo passando de sua mão para a mesa e sua mão direita vindo em direção à minha. 

 _ Por nada. - ele segurou minha mão. - Meu nome é Min Yoongi mas meus amigos me chamam de Yoongi apenas, eu sou novo no colégio, como você deve ter observado meus pais estão na direção me matriculando. E você como se chama? - Meio encabulado com este aperto de mão eu sinto minha pele corar. 

 _ Meu nome é Jung Hoseok, não tenho muitos amigos, mas uns garotos chatos costumam me chamar de nerd ou coisas piores. Você pretende me chamar assim? - Fico meio tenso e sinto nossas mãos suarem, acho que não deveria ter dito isso.  

 _ Não pretendo te chamar assim - Reponde ele com um sorriso mínimo. - Eu poderia te chamar de Jung, o que acha? 

 _ Por mim tudo bem.  

 _ Então prazer Sr. Jung meu nome é Yoongi – ele aperta um pouco mais forte minha mão e em seguida a solta. - Foi um prazer te conhecer, espero poder te ver novamente amanhã. 

 Dito isso ele passa por mim e sai pela porta, nesse movimento eu pude sentir seu doce perfume. Até que escuto um grito do lado de fora da biblioteca: 

 _ Ei nerd esquisito! 

 Ai que ódio é um menino chato da minha classe me enchendo a paciência. Só então reparei que minha mão ainda estava no ar, abaixei-a, recolhi meu estojo em cima da mesa, peguei a mochila e fui embora ignorando o grupo de garotos cochichando e rindo-se atrás de mim. 


Notas Finais


Este foi o primeiro capítulo, peço desculpas se está ficando grande, pretendo fazer uma história bem detalhada para poder dar mais sentimento à leitura.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...