História A droga do amor - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 18
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


MAS O QUANTO MAIS A GENTE BRIGA
VOCÊ FICA MAIS BONITA
E EU DESEJO MAIS VOCÊ
E NÃO DÁ PRA ENTENDER
VAI ME DIZ QUE VAI MAS VOCÊ FICA
E NO FINAL DEPOIS DA BRIGA
O AMOR TEM MUITO MAIS PRAZER... - Pericles.

https://www.youtube.com/watch?v=GtccnoxL5YQ - Música que o Namjoon dança para o bebê

Capítulo 25 - Gwiyomi


Fanfic / Fanfiction A droga do amor - Capítulo 25 - Gwiyomi

QUEBRA DE TEMPO*

A semana se passou rápido acordei era 8:00 hoje era o dia em que eu e iria tirar os pontos e pensei meu Deus o bebê olhei para o lado Namjoon não estava imaginei que ele tinha ido até a big hit levantei de calcinha e sutiã e sai do quarto e me deparo com  o Namjoon na sala junto com o bebê o bebê deitado na cadeirinha de bebê olhando Namjoon dançar Gwiyomi, o bebê estava rindo ao ver o pai dançando, eu não consegui me conter e ri do Namjoon que parou de dançar e me olhou e saiu da frente do bebê deixando ele vendo TV, ele me deu um beijo e sussurrou em meu ouvido

Namjoon: Você fica muito gata desse jeito.

(S/n): Hm... é mesmo? _ Mordi seu pescoço o fazendo arrepiar.

Namjoon: Não brinca assim não _ Puxou meu corpo para perto do seu apertando minha bunda.

(S/n): Amor o bebê deve esta com fome vou dar de mama para ele.

Namjoon: Ok. _ Namjoon veio até o sofá comigo sentou no sofá ao meu lado e me viu dar de mama para o bebê.

(S/n): Amor, hoje eu e o bebê temos médicos. 

Namjoon: O bebê já esta tomado banho, vai tomar o seu banho e troca de roupa. 

(S/n): Que isso hein, o prêmio para o melhor paizão do ano vai para você.

Fiz o que ele falou tomei um banho, coloquei uma roupa e fomos para o meu médico ginecologista, não demorei muito logo fui atendida, entrei na sala ele tirou os pontos e me passou uma pomada para região íntima e a pedidos de Namjoon eu tive que perguntar estava cheia de vergonha.

(S/n): Doutor eu to liberada para ter relações com meu marido?

Doutor: Sim, só que o uso do preservativo e indispensável, pois a área ainda esta sensível.

Depois de sair do consultório fomos direto ao pediatra do Kwan que tomou suas primeiras vacinas, eu não quis ficar no quarto então Namjoon entrou por mim, quando ele saiu o bebê estava dormindo, entramos no carro e já estávamos indo de volta para casa, dentro do carro Namjoon começou a falar.

Namjoon: Como foi com o seu ginecologista? 

(S/n): Foi bem, ele falou que eu posso ter relações, só que com o uso do preservativo mais a minha área ainda esta sensível.

Namjoon: Não acredito que você abriu as pernas para outro homem.

(S/n): Amor para com isso! meu Deus!

Namjoon: Hm... Ta bom. Amor, vou ter que ir lá na big hit resolver uns probleminhas, você consegue entrar em casa sozinha? 

(S/n): Sim _ Falei decepcionada, queria o Namjoon comigo.

Namjoon: Ta tristinha por que? 

(S/n): Nada Namjoon! _ Sai do carro e entrei dentro de casa.

Durante a tarde limpei a casa, dei banho no bebê, arrumei o guarda roupa do bebê, dei de mamar para o bebê e já estava quase ficando a noite e Namjoon não chegava... Deu 20:30 o bebê adormeceu eu coloquei ele no berço tomei meu banho e fui para a cama. Ouvi a porta abrir era o Namjoon ele entrou no quarto, eu estava assistindo TV, ele não falou comigo ou me beijou, parecia irritado, foi direto para o banho, depois do banho ele sentou ao meu lado com seu Notebook sem falar um nada, eu fiquei carente de uma hora pra outra então resolvi falar com ele.

(S/n): Amorzinho _ Falei manhosa chegando meu corpo pra perto dele. 

Namjoon: Oi, (S/n) _ aquilo foi mais seco do o deserto do Saara, ele nem olhou pra mim, seus olhos estavam vidrados na tele do notebook.

(S/n): To carente! Me da um pouquinho de atenção. _ Ele nem se moveu para olha pra mim. _ Namjoon! Me da atenção. _ Empurrei ele um pouquinho deixando seu notebook cair no chão. A primeira coisa que eu pensei "FODEU"

Namjoon: CARALHO, QUE MERDA, VOCÊ NÃO PODE ESPERAR UM POUCO! QUE SACO! _ Ele gritou comigo como se eu fosse a culpada pelo estresse dele, ele continuou a grita eu interrompi ele falando baixo.

(S/n): Desculpa. _ Me segurando para não chorar. _ Só queria sua atenção.

Namjoon: PORRA, AGORA O QUE EU FAÇO, O NOTEBOOK QUEBROU COM MEU TRABALHO DENTRO! _ Não sei o que deu nele para gritar comigo, eu apenas levantei e fui caminhando para fora do quarto, e ouvi sua ultima reclamação. _ SE NÃO QUER AJUDAR NÃO ATRAPALHA. 

Fui para o quarto do bebê, estava com medo dele acordar, e ainda ter que ouvi Namjoon gritando o bebê não era obrigado a isso, ele parecia tão lindo dormindo, eu soltei todo aquele choro que eu estava segurando, sentei na cadeira de amamentação e fiquei por la mesmo e adormeci, não queria ficar ao lado do Namjoon, não naquela noite. Pela madrugada senti Namjoon vindo até o quarto do bebê o que me acordou, mais fingi que não estava acordada, não queria entrar em outra discussão com o Namjoon, senti ele me pegar no colo eu abrir os olhos então ele, recuou.

(S/n): Não precisa me pegar no colo, hoje eu vou ficar aqui. _ Falei sussurrando e fria! _ Eu não quero te atrapalhar. Namjoon chegou mais perto em meu ouvido, e começou a falar sua voz me deixava arrepiada.

Namjoon: Amor, não faz assim comigo, vem pra cama. Aqui e muito desconfortável para você passar a noite. _ Me levantei fui até a sala, e sentei no sofá e Namjoon veio logo atras.

(S/n): Aqui está confortável vou ficar aqui! _ Namjoon se ajoelhou na minha frente.

Namjoon: Me desculpa, eu estava estressado com a empresa não devia ter gritado com você.

(S/n): Está falando isso por que está arrependido ou por querer sexo? Por parece que eu só sirvo pra suprir sua carência ou então só pra atrapalhar sua vida.

Namjoon: Amor eu te amo, você não está suprindo minha carência ou me atrapalhando, eu estava irritado, eu te amo! Me desculpa.

(S/n): Tá, eu te desculpo. Mas ainda to brava. _ Cruzei os braços e fiz biquinho.

Namjoon: Deixa que eu tiro essa braveza. _ Namjoon me beijou, subiu encima de mim, colocou minhas pernas na sua cintura, começou a beijar meu pescoço me fazendo soltar leves gemidos, ele parou.

(S/n): Por que você parou?

Namjoon: Eu esqueci de comprar a camisinha.

(S/n): Aff Namjoon.

Namjoon mais podemos dormir de conchinha?

(S/n): Não ta merecendo muito não, mas ta bom!

Namjoon me levou para o quarto no colo, me deitou na cama e nossos beijos continuaram, ficamos só nos beijos mesmo, mais os beijos eram tão bons que supria qualquer carência! Até ele abrir  a gaveta e tirar uma camisinha e me mostrou.

(S/n): Por que você mentiu?

Namjoon: Fazer, no sofá e desconfortável. _ Eu ri, então na cama mesmo fizemos tudo aquilo que estávamos com vontade, e logo deitei ao lado do Namjoon, e ele falou:

Namjoon: As vezes gosto de brigar com você, por que no final termina tudo com prazer.

(S/n): Mas eu não gosto! Você me faz chorar quando briga comigo!

Namjoon: Oooh amorzinho, já te pedi desculpas você vai me deixar mal... 

(S/n): Tá bom, Eu te amo.

Namjoon: Eu te amo muito.

Dormimos abraçadinhos...

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...