História A Drop In The Ocean (Camren) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Drama, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Leigharry, Little Mix, Norminah, One Direction, Personagens Original, Romance
Exibições 40
Palavras 921
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey Ho Sunshines, Moonlights, como estão tus??? Mais um capitulo pra vocês.

Caminah😍

Ah fic ta meio lesada, lerdinha e tals mas logo entraremos em ação. Logo vocês terão Camren.

Capítulo 5 - 1 Fase - Capítulo V


Fanfic / Fanfiction A Drop In The Ocean (Camren) - Capítulo 5 - 1 Fase - Capítulo V

- Ai meu Deus. Ai meu Deus. Ai meu Deus. Eu machuquei ela? - Dinah perguntou desesperada apontado a bebê.

- Não. Está tudo bem. - A moça murmurou baixinho.

- Tem certeza? Porque ela ta chorando e bem meu irmãozinho só chorava quando estava com fome ou com dor e então eu não te vi e acabei topando com você e ela pode ter se machucado porque nós nos topamos e pode ter machucado ela. - Dinah disse rápido e embolado. A morena baixinha que segurava a bebê reprimiu um sorriso ao notar o desespero da moça.

- Ela só ta com fome. - Murmurou.

- Ah. - Dinah soltou um suspiro aliviado. - Desculpe mesmo assim. Não te vi, estava distraída, desculpa. - Pediu novamente. A morena apenas assentiu ainda tentando acalmar a filha que soltava pequenos soluços deixando tanto a moça quanto Dinah angustiadas. - Sou Dinah. - Se apresentou sorrindo.

- Camila. - Disse em um sussurrou tentando dar a chupeta pra filha que enfim aceitou a chupando esfomeada.

- É sua filha? - Perguntou apontando a bebê.

- Aham. - Murmurou ninando a filha, a cobriu com a mantinha branca.

- Posso ver? - Dinah perguntou tímida. Ela adorava crianças. Camila assentiu depois de um tempinho tirando a mantinha rosa e branca de cima da bebe.

Dinah se aproximou cautelosa da criança, soltou um suspiro derretido assim que pousou os olhos na bebê. A menina tinha o rosto vermelhinho, marcado pelas lágrimas recentes, os olhinhos azuis escuro abertos levementes. Usava um macacão da Minnie branco que formava as orelhinhas com o lacinho cor de rosa na touca. Estava toda pomposa.

- Ela é linda. - Disse se afastando de Camila.

- Obrigada. - Camila disse com um meio sorriso. Por algum motivo ela, meio que, havia simpatizado com a moça.

- Senhorita Hansen? - Uma enfermeira chamou, se aproximando com um bebê nos braços. Dinah a olhou e a mulher sorriu lhe entregando a bebê. - A bolsa está no quarto de sua amiga. - Dinah sorriu assentindo enquanto arrumava a bebê em seu colo.


A enfermeira saiu deixando Dinah e Camila ali.

- Hum. Eu preciso ir. - Camila disse tímida.

- Oh, sim. Claro. Bem, tchau então. - Dinah se despediu sorrindo, Camila acenou levemente e saiu do berçário escutando os primeiros resmungos da filha. A menina estava faminta.

Camila deixou hospital com a menina nos braços e a bolsa que tinha levado. Parou em frente ao hospital, observando para ver se passava algum táxi. Blair se remexeu em seu colo, começando os primeiros resmungos que logo se transformou em pequenos soluços.

- Vamos pequenina, se acalme. - Pediu tentando consolar a filha lhe dando a chupeta, que a menina logo tratou de tirar da boquinha. - Mira niña. - Disse virando o pequeno rostinho pra ela. -Tranquila sí? - Perguntou ninando a pequena por alguns minutos, os soluços da pequena cessaram aos poucos e logo a pequena adormeceu.

Camila a cobriu com a mantinha e ficou a espera de um táxi. Já estava cansada de ficar ali esperando quando seu celular começou a tocar. Ele estava dentro da bolsa, não teria como atender. O celular tocou incontáveis vezes, a música que era sua preferida já estava a deixando irritada. Pra piorar Blair acordou com o som e começou a chorar.

- Só pode ser brincadeira. - Camila resmungou mal humorada. - Eu devo ter jogado pedra na cruz, porque não é possível... - Continuou resmungando, desistiu de tentar acalmar a filha e tirou o seio oferecendo pra menina que o abocanhou depois de algum tempinho, Camila jogou a mantinha sobre o ombro tampando a filha que mamava e olhou pra rua novamente a procura de um táxi. Que diabos, não tinha um táxi nessa rua? Suas pernas já estavam doendo e ela estava meio dolorida por causa do parto recente. E não tinha a porcaria de um táxi. - Eu devo ter salgado a santa cheia. - Resmungou irritada.

- Camila? - Chamou uma voz, fazendo a latina dar um pulo com o susto. Franziu o cenho e virou pra trás vendo a loura do berçário. - Hãn, eu tava passando e vi você aqui... Está tudo bem? - Perguntou preocupada.

- Oh. Está tudo ótimo, eu só estou esperando um táxi. - Camila disse em um murmúrio baixinho.

- Ah sim. - Disse pensativa. - Quer uma carona? - Ofereceu sorrindo.

- Não. - Camila negou, mas rude do que queria. - Quer dizer, não precisa. Algum táxi vai passar logo. - Disse tentando soar confiante.

- Tem certeza? Porque já faz um bom tempo que você está aqui esperando e nenhum passou ainda e você tá com um bebê e sem cadeirinha raramente eles levam. - Disse educada e simpática.
 
- Não vai te atrapalhar? - Camila perguntou cautelosa. Odiava atrapalhar os outros.

- Não. Claro que não. - Negou rapidamente.

 

- Pode entrar. - Dinah disse depois de destravar o carro e abrir a porta de trás pra Camila.

- Obrigada. - Agradeceu entrando no carro.

- Só espere um minuto. Normani e Lauren já devem estar vindo. - Camila assentiu afastando um pouquinho a mantinha que cobria a filha que já havia acabado de mamar. Discretamente arrumou o seio dentro da blusa e pôs a filha, ainda acordada, pra gorfar. Logo o baixo barulho de arroto pode ser ouvido. Camila voltou a deitar a pequena em seu colo. - Onde você mora Camila? - Dinah perguntou tentando puxar assunto.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostados. Se quiserem comentar fiquem a vontade. Críticas e elogios e ideias são bem vindas. Até Segunda ou Quinta.

By: A

Xoxô


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...