História A Dúvida - SwanQueen - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Captain Swan, Outlaw Queen, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Exibições 331
Palavras 2.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oláaa ✨ Estou aqui novamente com esse capítulo lindo pra vocês.

Capítulo 17 - Capítulo 17


A vida de Emma mudou bastante, tinha conseguido as duas coisas que queria. Ser atriz e montar seu próprio hospital, mas ela tinha uma sócia no hospital, então quando ela tivesse compromisso na televisão ela não precisaria ir. Sua sócia era Lilith, ela e Emma se conheceram em uma lanchonete e depois disso sempre saíam, mas aí Lily se apaixonou por Emma e vice-versa. Isso foi há 2 anos atrás. Emma antes de conhecer Lily, adotou um menino. Bem quando saiu de Storybrooke. Caleb, o nome dele. Depois que Mary Margareth faleceu, Emma foi pra New York morar de vez, aí que sua nova vida começou. Caleb era a coisa mais importante da vida de Emma, sempre teve o sonho de ter um filho, o menino hoje estava com nove anos de idade, só viu a avó 1 vez com 1 ano mas não se lembra, obviamente.

Emma agora estava parada em ambas carreiras, pois estava esperando um filho. Sim, Emma estava grávida. Ela e Lily foram há dois meses atrás num bar, e lá Emma bebeu demais, usou drogas e foi o pior dia da vida dela. Lá ela reencontrou Jones e os dois foram pra cama, Emma foi praticamente abusada sexualmente por Jones. Jones estava preso agora, já tinha feito isso com outras mulheres: drogar, embebedar e transar. Por  mais que goste muito de Lily, ela não era o verdadeiro amor de sua vida. Aquele filho que ela esperava era só dela, não de Lily. Lily antigamente era muito presente, mas depois que soube da gravidez de Emma, ela teve suas desconfianças se era realmente inseminação. Emma teve que mentir pra Lily, senão ali mesmo acabaria com um relacionamento novamente.
Emma recebeu um convite para fazer uma convenção da série em que participava chamada “House” em Storybrooke. Ela aceitou claro, mas o lugar em que seria, será que Regina ainda mora lá? Será que ela sabe quem eu sou? Se perguntava.

Regina estava com sua vida normal, e o seu sonho de ter filho não se realizou, por não ter conseguido encontrar seu verdadeiro amor. Na verdade ela sabia que ninguém iria substituir Emma. Ela pensava que Emma fora apenas uma paixão do passado, mas não, ela continua grudada no coração da morena.

Regina estava no escritório do restaurante resolvendo algumas coisas e Zelena abriu a porta com um envelope na mão.

- Sis, sabe a Emma? – Regina parou o que estava fazendo e olhou para a ruiva –

- Claro, nossa amiga do passado, o que tem ela?

- Olha – Entregou o envelope e Regina abriu, sendo revelado um convite para convenção de House – Eu comprei para nós irmos, você sabe que eu amo essa série e você sabe que a Emma trabalha nela.

- Eu não sabia pois eu não assisto séries, não tenho tempo pra isso Zelena. – Ela realmente não sabia que Emma tinha virado atriz, ela não parava nem pra dormir direito, o restaurante cada vez ficava mais famoso, não só na sua antiga cidade. Ela fez uma franquia em Storybrooke, melhor réplica do original –

- Ah qual é, eu nunca lhe contei?

- Não.

- Sorry – Se aproximou da irmã – Será que ela se lembra da gente? Será que ela está casada hoje?

- Não sei e não quero saber, vai que eu tenho muito trabalho – Disse seca –

- Ai, tudo bem eu supero. – Fingiu estar magoada – Vou arrumar uma irmã que pode ir comigo na convenção, já que a minha não quer – Falou se virando –

- Tudo bem eu vou. – Disse se uma vez com os olhos fechados –

- Te espero as duas. – Deu um sorriso e piscou para a irmã –

Regina esperou Zelena sair para poder colocar os papéis já terminados na mesa novamente, pegou sua bolsa, a abriu e pegou seu celular. Ela viu uma foto dela junto com Emma, a foto que apenas elas sabiam da existência dela.

                    Flashback ON

- Vem Emma – Regina puxou a mão de Emma para o balanço –

- Regina, somos muito grandes para isso, não acha? – Regina gargalhou – Não ria, é sério!

- Ai Emma, você realmente se importa com isso? Para de graça – Apontou para o balanço indicando para ela sentar ali e Emma sentou – Vem, vamos tirar uma foto.

- O quê? Ah não, foto não, odeio tirar foto – Emma negava com a cabeça – Eu tenho vergonha – Regina riu do mal jeito da menina –

- Para, não precisa ter vergonha – Pegou o celular e ligou na câmera frontal – Emma sorria por favor – pedia com as mãos juntas –

- Aaaaah tá bom vai, só estou fazendo isso por você. – Emma se aproximou – Pode ser assim? – Ela beijou o rosto da morena para a foto, que assentiu sorrindo –

- Olha, ficou linda! – Ela amostrava a foto –

- Realmente ficou, tenho que admitir.

- Emma posso te pedir uma coisa?

- Claro.

- Promete que nunca vai me abandonar?

- Regina, eu não quero perder sua amizade nunca. – deu vários beijinhos por suas bochechas –

                  Flashback OFF

- E abandonou... – Regina dizia olhando para a foto se perdendo na mesma –
Regina colocou o celular de volta na bolsa e terminou de fazer o que precisava depois olhou para o relógio que marcavam 13:20. Como já estava arrumada, ela apenas esperou Zelena chegar. Quando Zelena chegou, Regina estava nervosa porque iria ver a pessoa que mudou a sua vida, a pessoa que realmente amou.

Na convenção, já estava lotado, como Regina e Zelena compraram a parte VIP, ficariam logo na frente, o que não causou a alegria de Regina.
Uns minutos depois, a convenção havia começado. Hugh e Jesse entraram e o povo vibrou, Lisa entrou e teve o mesmo grito do povo e por fim, Emma entrou e os gritos aumentaram por ela ser a principal. Seus olhos brilhavam e o povo gritava, ela passou seus olhos pela multidão, quando seus olhos pararam em uma única pessoa. Ela estava sem acreditar que Regina estava ali, tão mais velha, mas a carinha de bebê continuava. Ao seu lado estava Zelena aos gritos, aparentemente tem alguém fã da série ali.

Regina não percebia que estava sendo encarada por Swan, na hora em que a loira foi chamada ela tratou de virar seu rosto, mesmo que seu coração dissesse o contrário. Depois a morena virou o rosto para ver Emma, ela estava com essa vontade a muito tempo, de ver Emma. Seus olhos se encontraram aos olhos cor de esmeralda de Swan. Haviam perguntado algo para ela mas ela nem se ligava, o mundo estava congelado. Emma balançou a cabeça espantando seus pensamentos e voltou ao normal, ou quase.

Depois que a convenção acabou, chegou a hora das fotos e Zelena claro, teve que comprar para ambas, é bem seu jeito. Elas tiraram foto com Jesse, com Hugh depois com Lisa, quando por fim, Emma. Zelena deu um abraço em Emma de saudades e foi retribuída, e depois Regina encarou Emma e Emma encarou Regina. Elas se abraçaram ali e Regina escutou Emma sussurrando alguma coisa em seu ouvido.

- Eu te amo.

Foi a única coisa que a loira disse antes de soltar do abraço para tirar a foto. Regina nada disse, apenas sorriu, sorriu longo.

A noite, Emma estava cansada do dia e ela decidiu se hospedar em Storybrooke mesmo sabendo que a qualquer momento poderia esbarrar com Regina ali. Ela tomou um banho e foi para um bar ali perto do hotel e encontrou com Regina, o que ela estava fazendo em um bar? Se perguntou.

- Olha quem está aqui – Emma foi por trás de Regina e disse no ouvido da morena, causando um arrepio nela –

- Emma?! – Regina disse e logo deu um sorriso enorme –

- Mudei tanto assim? – Mexia no cabelo-

- Não, você está linda como sempre, eu é que devo estar horrível.

- Pois discordo, você está maravilhosa.

- Não minta! – Regina sorriu de leve – Eu sempre tentei construir uma família mas isso não me fez melhor como eu imaginava.

- Não casou? – perguntou curiosa –

- Nunca consegui amar mais ninguém, Emma – Olhou para a loira – Nunca consegui te tirar da minha cabeça.

- Regina..

- Me desculpa, esquece o que eu disse.. Aceita? – Estendeu sua mão com um drink bem forte para Emma –

- Claro. Obrigada. – Falou tomando um gole –

Regina estava completamente bêbada, Emma não era diferente. Regina estava inquieta e Emma desconfiava de algo.

- Você está bem? – Emma ria sob o efeito do álcool –

- Melhor impossível, aliás, melhor vai ficar agora. – Regina deixou um dinheiro maior que o necessário, puxou a mão de Emma e seguiu para seu apartamento que agora era maior e mais bonito. –

No apartamento, Regina subiu até chegar em seu andar e Emma a acompanhava. A porta do elevador se abriu e ambas seguiram para o apartamento. Regina abriu a porta e a única coisa que conseguiu fazer depois de fechá-la foi pular em Emma, jogando a loira no sofá.

Seus lábios se tocaram com a sensação de necessidade, precisavam fazer isso, esperaram dez anos com essa vontade. Emma deu passagem para a língua de Regina entrar começando assim uma dança entre as línguas. A mão de Emma que estava nas costas de Regina, foi descendo até chegar em suas nádegas dando um leve aperto ali, tirando um gemido rouco de Regina. Emma gostou daquilo e ficou massageando a área ali. Regina desceu suas mãos para um dos seios de Emma e ficou fazendo pequenos círculos imaginários ali. A respiração de ambas estavam ofegantes. Emma separou seus lábios e Regina estranhou.

- Você tem certeza disso?
- Nunca tive mais certa na minha vida. – Emma sorriu – E eu já transei com duas mulheres nesse tempo, pra deixar claro. – Emma corou – E não havia amor, mas esse vai ter todo o amor existente em mim.

Voltaram a se beijar e Emma retirou o Blazer que Regina usava e depois tirou a blusa por dentro, separaram seus rostos apenas para retirar o que estava impedindo o contato delas.

- Vamos pro quarto? – Perguntou Regina já ofegante e Emma apenas assentiu –

No quarto, as mulheres estavam parecendo uma pessoa só, Emma precisava de Regina e Regina precisava de Emma. Emma deitou Regina na cama e ficou por cima da morena. Em meio a beijos, a loira retirou o sutiã da morena deixando os seios nús. Emma não esperou mais nada e logo mergulhou seu rosto no vão entre o seios deixando um beijo molhado ali, depois atacou o seio direito e começou a sugá-lo e com a mão livre ela massageava o esquerdo. Regina apenas gemia e se contorcia, já estava toda molhada com os toques de Swan. Emma fez o mesmo processo com o outro seio e desceu os beijos pelo abdômen da morena, deixando vários beijos molhados por partes de seu corpo. E por fim, chegou a parte que ambas mais esperavam, Emma retirou a calça que Regina usava e a morena levantou seu corpo dando mais facilidade para retirar suas vestes. Emma notou a calcinha de Regina completamente molhada e massageou seu sexo por cima da calcinha, Emma estava adorando aquilo e Regina apenas gemia, alto até demais sem se importar com quem estivesse ouvindo aquilo. Emma arrancou a calcinha da morena jogando em um canto qualquer do quarto, ela se aproximou beijando a coxa na parte de dentro, beijou o outro lado provocando a morena. Regina não aguentava mais tanta excitação possuindo seu corpo e pegou uma de suas mãos agarrando o cabelo de Emma a puxando para seu sexo.

- Calma, meu anjo. – Emma piscou para ela –

Emma também não estava aguentando ver a morena completamente nua só para você e finalmente atacou seu sexo com toda vontade do mundo. Ela sugava o clitóris com força e vontade, Regina agarrava o lençol ao lado o apertando. Regina sentiu as paredes de seu sexo fechar e Emma logo saiu dali deixando Regina irritada, sabia que iria chegar ao seu ponto. Emma queria apenas provocar ela. E não demorou muito para penetrar dois dedos dentro de Regina, fazendo movimentos lentos de vai e vem, Regina estava completamente irritada com essa provocação então decidiu se manifestar.

- Vai... Rápido... rápido... – Pedia ofegante –

Emma só restou atender o pedido de sua amada, aumentou a velocidade das estocadas, fazia movimentos rápidos de vai e vem quando Regina gemeu alto demais.

- Emmaaaaa – Gritou o nome de Emma, que sorriu vitoriosa –

Regina acabara de ter o melhor orgasmo de sua vida, seu corpo desabou sobre a cama e Emma retirava os dedos levando-os até a boca e sugando o sexo de Regina tirando qualquer vestígio de gozo dali. Emma subiu e beijou Regina fazendo-a provar seu gosto maravilhoso. Elas de abraçaram e ficaram um tempo deitadas ali.

- Não está com muita roupa, Swan?


Notas Finais


Meu primeiro hot e deve estar bem ke, mas enfim, vamos aos poucos.. 🌚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...