História A empregada - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 1.520
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Ficção
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello pessoinhas tudo bem com vocês?

Sei que esta bem tarde mais foi só agora que consegui postar.

Capítulo 2 - Capítulo 2.


Fanfic / Fanfiction A empregada - Capítulo 2 - Capítulo 2.

Primeiro olhar 

 *Laura*

 Acordei comeu despertador tocando, me avisando que já eram 05 horas da manhã. Me levantei e fui tomar banho me despi. E tomei um banho simples, sai enrolada na toalha, vesti uma roupa íntima preta. Um vestidinho preto que batia no joelho. Arrumei meu cabelo preso em um rabo de cavalo alto, calsei meu salto alto preto. Passei só um corretivo e um pó no rosto e um glos labial. Fui tomar café vendo Sílvia já na mesa a comprimentei. Me sentei me servindo de café com leite comi também algumas bolachas e vi que já estava atrasada. Justo hoje, um dia importantíssimo para toda a empresa. Me despedí e fui até meu caro era um Hb 20 vermelho. Fui trabalhar. Cheguei na empresa vendo tudo normal ali. Apenas pessoas conversando como era de costume. Peguei o elevador e fui para o 5 andar. Cheguei lá comprimentei Paty minha patroa. Era uma senhora de 65 anos de idade, mais que deixa muitas novinhas na mão. Tem os cabelos pintados de preto e sempre preso numa transa lateral, suas roupas são sociais, ela me ajudou a me vestir um pouco melhor. Ela tem uma quedinha extra por maquiagens. Então... a comprimentei e liguei meu computador conversando com ela. Até que ouvi a porta sendo aberta sim trabalho dentro de sua sala. Mais voltando ouvi a porta sendo aberta, olhei de relance a primeira regra que temos aqui e não ficar olhando e nem escutando aqui que não lhe convém em momento. Ouvi uma voz grossa mais de alguma maneira rouca e suave.

 **** 

 Xxx* Bom dia. 

 Paty* senhor Robert?

 Xxx* eu mesmo. 

 Paty* não esperávamos que chegasse hoje só amanhã. 

 Robert* resolvi vim antes.

 ELA SE LEVANTOU E LAURA A OLHOU, PELA FISIONOMIA DE PATRICIA LAURA DEVIA FAZER O MESMO. ASSIM SE LEVANTOU. ROBERT A PERTO A MÃO DE PATY E SE VIROU ENCARANDO LAURA. Robert* prazer Robert. 

 Laura* o prazer é meu me chamo Laura. 

 DISSE E ROBERT A PERTO A MÃO DELA. 

 Robert* só passei aqui para avisar que estou por aqui. E as 10:30 vamos fazer uma reunião de última hora para que eu os conheça e me conheçam.

 DISSE E SE DESPEDIU SAINDO. *Laura* 

 Assim que ele saiu Paty se jogou na cadeira colocando a mão sobre os olhos. Logo me preocupei. 

 **** 

Laura* aconteceu algo Paty? 

 Paty* sim. Você acaba de conhecer Robert Lewandowski. O único herdeiro da empresa. 

 Laura* sério? 

Paty* sim.

 Laura* boa sorte então.

 Paty* você vem também. 

Laura* eu? Não, sou só uma secretaria nada além disso. 

 Paty* claro que não. Você é meu braço direito aqui dentro.

 Laura* se diz. 

 Paty* vamos voltar a trabalhar e depois nos vamos tá? 

Laura* claro. 

 *Laura* 

 As horas passaram voando, quando me dei por conta já era 10:20 da manhã,avisei Paty que ao ouvir isso deu um salto da cadeira quase ri mais me controlei não era o momento de piadinhas com ela. Nos duas Caminhamos até o elevador subindo para o oitavo andar onde tinha a presidência e a sala de reunião nos dirigimos para la, Chegamos na sala vendo praticamente todos ali e com cara de aprienssao. Nos sentamos e depois pontualmente ele entrou dentro da sala. Caminhou até a gente, seu jeito de andar era sexy. Como ele consegue ser tão sexy em um ato tão comum. Se sentou. Se apresentou e assim pediu para que todos fizéssemos. Chegou a minha vez ele lançou um olhar para mim no mesmo instante minhas pernas ficaram bambas. Me apresentei rápidamente e me sentei novamente e assim a reunião continuou. Até que todos saíram estava quase chegando no elevador quando ouvi Paty me chamar voltei para sala e me sentei ao seu lado.

 **** 

 Paty* é que ele disse que vai vim morar aqui em São Paulo e me pediu ajuda com as coisas da empresa e eu falei que você o ajudaria. Tem problema? Você o ajuda? 

 Laura* ajudo sim.

 Paty* Bom então vou indo para que vocês conversem. DISSE SE LEVANTANDO E INDO PARA O ELEVADOR. 

 *Laura*

 Ele perguntou algumas coisas para mim e foi aí que notei que ele não tinha noção nenhuma do que fazer. Expliquei algumas coisas para ele e me coloquei a disposição para esclarecer quaisquer outras dúvidas que ele tivesse. Ele agradeceu e fui até o elevador voltando para o meu trabalho, cheguei lá vendo Paty ao telefone. Desligou e falou que tinha que sair Assenti e voltei ao meu trabalho. Depois de uma horas vi ser 14h25min. Peguei minha carteira e celular e fui comer tinha 30 minutos de almoço. Comi e voltei, fiquei anotando alguns recados. Até que deu a minha hora de ir em bora desliguei tudo e fui para o elevador, cheguei no saguão vazio pois todos já tinham ido em bora e o frio começava a dar sina junto com um vento anunciando a chuva que cairia a qual quer momento. Ouvi vozes por ali e olhei vendo Robert e uma mulher descutindo, uma menina que tinha no máximo 2 aninhos segurando a mão de Robert e se escondendo atrás dele. A mulher olhava para a menina seria. Bati meu ponto de saída e passei um pouco afastada deles, ouvi meu nome ser chamado. Olhei para trás vendo Robert me olhando e me chamou com a mão. Caminhei até eles a mulher me olhou de cima a baixo.

 **** 

 Robert* posso te pedir um favor?

 Laura* sim. 

 Robert* leva a menina la para minha sala. Logo subo tenho que resolver um problema com ela primeiro.  

Laura* tá bom. 

 DISSE LAURA. ROBERT ABAIXO PARA FALAR COM A MENINA, QUE ASSENTIU ESTENDENDO A MÃO PARA LAURA QUE PEGOU E AS DUAS FORAM EM DIREÇÃO AO ELEVADOR QUE ABRIU AS PORTA E ELAS ENTRARAM.

   *Robert*

 Após elas terem entrado no elevador, me virei para Sonia a encarando serio. 

 **** 

 Sonia* você via a menina de quatro em quatro meses por que veio?

 Robert* pela minha empresa e principalmente pela minha filha. Eu sou o pai dela, tenho direito de ficar com ela. 

 Sônia* não tem não. Você mora longe. 

 Robert* se engana. Estou morando por aqui agora. E vou ter a total guarda dela após eu provar para um juiz que só está com ela por interesse no meu dinheiro. A menina já me contou que você leva vários para dentro de casa e fica se agarrando com eles na frente dela. Se pensa que vou deixar minha filha crescer com esses exemplos está enganada. Se for esperta vai me dar a guarda dela. 

 Sonia* o que vai me dar em troca? 

 Robert* nada. Agora eu tenho que ir. 

 DISSE DANDO AS COSTAS PARA ELA QUE O PUXOU O BEIJANDO. ELE A AFASTOU

 Robert* isso não funciona mais Sonia. Eu já me decedi. 

 DISSE DANDO AS COSTAS E INDO EM DIREÇÃO AO ELEVADOR SONIA ENTROU NO TAXI. 

 *Laura* 

 Chegamos na presidência da empresa, fiquei sentada ali conversando com a menina ali na recepção mesmo. 

 **** 

 Laura* como se chama? 

 Xxx* Giovana. 

 Laura* me chamo Laura. 

 Gih* Voxe é ninita.

 *voxe=Você*

 *ninita=bonita* 

Laura* obrigada e você também é linda. 

 ELAS FICARAM CONVERSANDO ATÉ QUE O ELEVADOR ABRIU E ERA ROBERT.

 *Robert* 

 Cheguei vendo Laura e Gih conversando. Caminhei até elas e assim que Gih me viu correu ao meu encontro. Me agachei para poder pega - la. Assim que fiz agradesci Laura. Apesar de ter sido uma coisa simples para mim foi importante que Giovana não visse minha briga com a mãe. Nos três decemos juntos até o saguão, eu fui para um lado e Laura para outro. Cheguei no meu caro que é um novo Jeep prata. Coloquei Gih sentada atrás com o sinto e fui para o banco do motorista, fui até um shopping comprar umas roupas para Gih. Comprei e fui para o meu apartamento. Só tem um quarto vou arrumar outro com dois quartos depois. Na bolsa que Gih trazia tinha um ursinho de pelúcia branco pequeno, os materiais escolares, e os documentos.  

Amanhã vou resolver essas coisas de escola e casa. São exatamente 19h20min, pedi para Gih ir tomar banho enquanto eu ia fazer algo para ela comer. Assim ela fez, deixei sua roupa em cima da minha cama, fui até a cozinha. Peguei umas frutas e piquei tudo em um pote, espremi uma laranja. Fiz um suco de abacaxi natural, e vi Gih vim com o cabelo molhado e despenteado, se sentou na cadeira e coloquei a salada de frutas em sua frente ela comeu e tomou o suco. Nos fomos para a sala, ficam assistindo desenho até as 22h20min, ela já havia dormido, a peguei no colo e da deitei na cama a cobrindo. Peguei um short pano simples preto e fui tomar banho. Assim fiz e voltei para apagar as luzes e tomei um copo de água. Assim fiz e voltei para cama. Apaguei a luz e fui dormi. **** 

 *Laura*

 Assim que cheguei em casa fui tomar banho e comer alguma coisa assim fiz e fiquei mechendo no computador até as 22h40min quando tomei um copo de água e me deitei para dormir.

 ****


Notas Finais


Tchau pessoas até o próximo capítulo "Segunda - feira" acho.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...