História A empregada e o monstro - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Demônio, Empregada, Mansão, Romance
Visualizações 11
Palavras 1.221
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


VOLRUUUUTEIIIII!!! Sim! Voltei! Depois de meses! Finalmente! Um cap! Fraquinho, mas tenho algo novo, chega de avisos! Uma história!
Motivos de demora: Está incluso em maioria, escola, curso, prova, trabalho, e muita coisa, mas finalmente um tempo para escrever, sei que está fraco mas... É até eu pegar o ritmo novamente, sabe como é, muito tempo sem continuar, me perdi no fio da meada. Espero que seja de agrado mesmo assim.

Capítulo 10 - Irmãos?!


Ele se separou não por falta de ar mas para falar comigo...
— Esse seu rosto vermelho de vergonha me excita, olha o que você faz comigo..

O que eu faço o quê? Eu não estou entendendo ... alguém bate na porta e ele se afasta rapidamente de mim e eu consigo agir novamente. Olhei para a porta e logo o Julien que aparece atrás dela assim que abre a porta.

Julien!!! Corri até ele que encarava sério o que se parecia com ele.

_________x_________

— O que pensa que estava fazendo?! .- Julien fala sério com um tom de voz que nunca tinha ouvido vir dele.

— Estava apenas brincando…- Desviou o olhar como se tivesse perdido o seu brinquedo favorito.

— Eu falei para você ficar quieto e me esperar.

— Eu estava quieto, você que demorou demais.

O Julien parecia estar se acalmando, enquanto isso meu rosto deveria estar expressando dúvida enquanto encarava eles. Eles eram muito... parecidos. Era assustador, não esse fato, mas o fato de que tinha a informação de que o irmão do Julien havia morrido e na verdade ele tinha trancado ele no quarto.

Só um momento! O que parece Julien tem chifre, ai meu Deus, o Julien tem um irmão demônio e isso o faz demônio também?! Por isso as cores do cabelo peculiares? Eu cheguei a gostar de um demônio?!

— Ela está meio chocada Julien, vai fazer algo sobre? - Disse o sem camisa.

— É claro! ... Faith, esse é o Dylan, Dylan essa é a Faith, uma das empregadas.

— Sim, conheci ela daqui ela passa mais tempo fora do que dentro da mansão.

Então era por isso aquela sensação estranha! Ele me observava de seu quarto... ele riu colocando a mão sobre a boca me encarando.

— Não ria. - Disse o Julien sério antes de mim. Eu voltei a encarar ele. — Eu não sei o que você teria feito com ela se eu não tivesse chegado.

— Ahh... Hoje me sinto tão estranho. - Se joga na cama.

— Estranho? – Me pronunciei.

— Faminto. – Encerrou

Julien suspirou e então se virou para a porta aberta.

— Parece que não tem jeito, alguém já sabe de você e mesmo assim você continua com esses chifres... Dylan.

— Biribi .- O que agora estava jogado na cama pronunciou isso como se fosse o nome certo, mas para mim não parecia nada além de uma língua estranha.

— Dylan, você está livre para fazer o que quiser, sair do quarto e comer, ou falar com alguém, só que não pode sair da mansão, está proibido!

— Certo certo, papai.- Falou emburrado virando seu corpo.

— Então eu irei fazer a apresentação sua para os demais empregados, durante o almoço, eu chamarei eles para reunir a mesa, trate de se arrumar.

— Se me der algumas roupas eu me arrumo.

— Faith fará isso para você, mas toque nela novamente dessa forma e eu te prenderei aqui novamente.

— Formidável ameaça “irmão”. - Deu ênfase na palavra irmão.

IRMÃOS?! Ok! Acabei de confirmar o que pensava. Isso não deixa de ser estranho, que tipo de irmão tranca o outro num quarto por anos?

— Venha Faith. - Falando de forma séria o Julien saiu do quarto, eu o obedeci e fui atrás dele sem ao menos perguntar.

Dei uma rápida olhada para o “Dylan”, para todo seu corpo como automático, ele deu um leve sorriso para mim e apontou para a porta assim que saímos, e a porta se fechou, magia? As pessoas se preocupando com ruivos e na realidade deveriam se preocupar com cabelos de cor peculiar do tipo que uma pessoa normal não teria... nada contra certas pessoas, é lindo, aaah! Estou piorando a situação! Não vou continuar!

— Ahn...- Me pronunciei depois de caminhar o longo corredor ao seu lado.

— Sim?. - Parecia mais calmo do que antes.

Então possa ser que aquilo de antes era ciúmes, wow, será mesmo possível? Já era Julien. Sorri de forma discreta fechando os olhos momentaneamente e sumi com meu sorriso quando olhei para ele, para não pensar algo estranho sobre mim.

— Aquele é.… seu irmão? É que falaram que seu irmão tinha...

— Falecido? É... Quem sabe. – Deixou vago para futuras interpretações. – Mas sim, ele é meu irmão, pode-se dizer assim.

— De consideração?

— Digamos que sim

— Pode me dar mais detalhes?

— É só isso, não é meu irmão de sangue, mas se tornou, e passou a morar aqui.

— Ah... E ele tem esses...

— Chifres? Ele não os tinha antes, então não foi um choque. Só descontrolou e matou alguns empregados quando entrou na puberdade e apareceu chifres, ele se alimenta de carne, qualquer outra coisa não satisfaz totalmente sua fome.

— Matou?!

Entrei em choque e parei de andar, ele falou isso de forma tão normal que foi chocante, ele está deixando solto algo como isso! Ok! Ok! Agora concordo em prender ele! Eu prezo pela minha vida! Ele poderia me matar lá, é isso que significa?! E por isso ele estava nervoso?! Meu coração disparou e ele parou para me olhar, sua expressão mudou como se tivesse percebido que ele havia dito algo errado.

— Ahn...

— Você prendeu ele, e agora vai soltar mesmo após isso!

— Olha, eu ainda estou vivo, entro e saio de lá! Vai ficar tudo bem! Foi apenas uma fase, eu sei que acabou com pessoas inocentes, mas foi um acidente, ele se descontrolou, ele se arrependeu e chorou no mesmo dia. Ele não vai fazer novamente.

— Ah claro.- Falei de forma irônica e ri, mas ri de nervoso, aquilo foi se “controlar”? Ele havia dito que se sentia com fome certo? Se eu tivesse ficado mais um pouco, ele me comeria?

— Estou falando sério. Ele já ficou até seu limite naquele quarto, nunca me aconteceu nada, só acontece dele reclamar no canto do quarto, então não se preocupe se esse for o problema, vai dar tudo certo.

Respirei fundo, eu não tenho como me queixar dele, ele praticamente me adotou, moro aqui, trabalho, aqui, se eu não gostar saio, sair para onde? Hahaha aí é que está caro leitor, eu-não-sei!

— Certo... Se ele me devorar, ou me matar, eu vou voltar das terras dos mortos e arrastar você comigo!

Até diria “puxar seu pé” mas seria uma péssima ameaça, pensei numa mais assustadora.

— Combinado! .- Bagunçou meu cabelo com sua mão direita rindo. – Cuidarei para que isso não ocorra, com você e com os outros da casa.

Desci as escadas junto com o Julien, mas antes de começar a seguir meu caminho para a cozinha pensando em ajudar no almoço, arrumaria uma roupa para o garoto com chifres depois, ele segura meu pulso.

— Não comente nada sobre o que falamos tipo... As mortes, ok?. – Tentou garantir, ele me olhou com olhos pidões.

Olhei para suas mãos correndo até os braços e depois para seu rosto, vi sua expressão pedindo no fundo do coração para não contar para os outros, eu não iria contar, mas depois daquele rostinho fofo pidão parecendo filhote de cachorro, não suportei. Respondi com uma cara meio boba.

— Prometo que não contarei nada.

— Obrigado. – Sorriu e soltou meu pulso.

Voltei meu curso para a cozinha sem olhar para o Julien, abri as portas da cozinha entrando, meu corpo se sentia leve, me sentia feliz, até pisar num maldito pau de macarrão e cair no chão! Mas que droga de pau de macarrão! Tinha que estar mesmo ali?!


Notas Finais


Nossa, já são 19 pessoas lendo está história... Olá, a todos! :3
~Liette_Baka
~NikeliNatali
~ketlin-chan
~Flox_
~Camila_cris
~DaniOliver1013
~kawty
~Maahlita
~Mim_Yoongi
~Sra_jiminna1
~jujubinha2000
~ogami-kun
~White_Canary
~L4r1554
~Melunas
~na_cou
~Pedrinha
~otall
~LadyQueenDupain


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...