História A Empregada (Imagine Cory) - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias 24K, Got7, Monsta X
Personagens BamBam, Changsun, Cory, Hongseob, Hui, Hyung Won, I'M, Jackson, JB, Jeonguk, Jinhong, Jinyoung, Joo Heon, Ki Hyun, Kisu, Mark, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Won Ho, Youngjae, Yugyeom
Tags Interativa 24k
Visualizações 14
Palavras 1.297
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 52 - @52-FIM!


O caminho inteiro,cada um em seu carro,estávamos planejando a parte de cada um.Eu fiquei com a parte de entrada sem ninguém ver...TRADUZINDO,entrada de filme de ação.Nos nos dividimos em quatro partes.A primeira era a distração,alguns dos garotos teriam que armar alguma coisa para distrair eles mãos sem chamar atenção de mais pois poderia atrapalhar alguma parte.


Chegamos no local que bambam falou que era Onde eles achavam que iriam levar os garotos.Vimos três caminhonetes,três carros,e uma vã.Sabimos que estávamos nos metendo com um grande números de homens prontos para atirar em qualquer coisa que se mexa a não ser...eles mesmo.


-Tive uma idéia de como entrar.-Falei olhando para todos dentro do carro em que eu estava.-Esperamos eles saírem e vemos as roupas deles.-Falei e Hui riu mais logo ele parou,acho que ele pensou pois depois concordou.


Cory=Iremos estacionar atraz daquela árvore. -Falou ele olhando para cinco árvores cercadas por um enorme arbusto onde nada se vê através deles.


Saímos do carro e eu fiz um sinal para os outros garotos que o plano começaria agora.Cheguei perto de uma janela e observei a roupa deles.Era um terno completamente preto com um óculos escuros e todos com o mesmo corte de cabelo só mudando a cor de cada um.Voltei para o carro após observar por alguns segundos.


-Não irá dar para fazer o que eu falei.-Me aproximei de Cory falando.-São todos do memso jeito é por incrível que pareça não são asiáticos. -Falei brincando.-Isso foi contra tudo o que eu acredito mais tive que fazer essa piada agora.-Após falar isso,ouvi um barulho de arma sendo carregada e algo frio tocar mimha nuca.Olhei para Cory e o mesmo estava com as mãos na cabeça.


Xx=Mais amigos para eles.-Falou o cara que estava atraz de mim.-Ela deve ser algo de alguém...vamos acabar com ela na frente de todos.


-Não...Por favor.-Falava chorando falsamente.


Xx=Quieta gracinha.-Falou o memso homem passando a arma em minha bochecha.-Só quero diversão e é claro que só eu irei me divertir pois seus amigos estavam vendo.Depois matamos todos.


-Não por favor.-Falei chorando falsamente cada vez mais.Cory estava ficando eufórico então eu olhei para o mesmo e pisquei para ele sem que os dois homens perceberem.


Xx=Vamos levá-los para dentro.-Falou o homem me puxando junto com Cory.Comseguimos entrar.Olhei para um dos arbustos e vi todos até as garotas olhando para nós escondidos.Pisquei para eles e os mesmos sabiam o que fazer...Eu espero.


Fomos levados para o grande Galpão.La estavam os garotos,todos em cadeiras um do lado do outro.Todos estavam com seus rostos machucados mais jb e jinyoung estavam mais.Eu queria me soltar dos dois Homens e ir em direção a jinyoung e jb e os abraçar e cuidar de seus machucados além de é falar que irá ficar tudo bem mais eu não podia,em meus olhos agora escapavam lágrimas de verdade.


Xx=Amarre ele na cadeira e traga ela até mim.-Falou ele olhando para o outro homem.Ele amarrou Cory junto aos outros garotos.O memso homem veio em minha direção e me levou até o "chefe" dele.-Minha chefe irá gostar de ver que você está aqui.-Falou ele acariciando meu rosto.Pera...MINHA chefe?!!


Quem seria essa pessoa?Alguém que quer me matar ou a meus amigos?


Em minha cabeça veio a imagem de lia e eu não estava nem um pouco enganada. 


Lia=Eu sabia que viria atraz de seus amiguinhos.-Falou ela se aproximando de mim.A mesma usava uma capa competente preta que ia até o chão.


-O que você quer?-Perguntei uma coisa que já era óbvia.


Lia=Que você morra.-Falou ela dando ênfase na palavra morra.


Cory=Como você pode?-Falou Cory ao ver sua mãe.


Lia=Meu filho....Você também ajudaria melhor morto assim eu ficaria com sua fortuna e tudo o que eu lhe pertence.-Falou ela rindo cinicamente depois.


Cory=Não encoste um dedo nela!-Falou Cory mais parece que lia não ouviu.


Lia=Tão bonito o seu amor por ela...pena que irá acabar.-Falou ela me dando um tapa me fazendo cair para o lado indo em contato com o chão gelado do Galpão.Eu olhei para todos e a eles estavam com suas expressões preocupadas e até tentaram sair dali mais não tinham mais forças.


-Eu não vou deixar.-Sussurei para mim mesma.Me levantei com cuidado para não cair e encarei lia a minha frente.Ela me olhavam como lisa quando me viu.


Lia=Olha,a vadia tem força.-Falou ela e tentou me dar mais um tapa mais eu segurei sua mão.-Bons reflexos,mais também só isso.-Falou ela tirando sua mão da minha.


Mark=Não faça nada com ela.-Falou ele quase como um sussurro.Apesar de ainda aterro um pingo de raiva de Mark eu não gostei nem um pouco de ver ele amarrado em uma cadeira todo machucado por essa mulher.


-Cory...Você sabe o que precisa fazer.-Falei e o mesmo encarou o chão.


Lia=Me matar?Impossível.-Falou ela se gabando.Mau sabia ela que Cory havia um canivete em seu bolso.Percebi que Cory havia se soltado e passando o canivete para o jae que estava amarrado ao seu lado sem ninguém perceber.Ele piscou para mim o que deu a entender que essa parte do plano deu certo.Agora,só dependia das pessoas lá fora.


Ouvimos barulhos de muitos tiros e logo a porta do Galpão ser arrombado.Quem era na porta?Meus salvadores.Eles entraram cada um ao lado do outro.Os capangas cercaram eles mais todos só se olharam e colocaram as armas para cima.O QUE ELES ESTÃO FAZENDO????


Quando os capangas se aproximaram deles para tirar suas armas,eles abaixaram a arma lentamente fazendo elas estarem moradas para os capangas.E então...tiros.Eles mataram os capangas...eles lês estavam ainda com as mãos para cima.Todos olha a de bocas abertas para eles.


Eles se pararam em dois grupos.Um dos grupos terminou de soltar todos.O outro grupo veio em minha direção e eles secaram lia.Cory agora estava com uma faca e uma pistola automática em suas mãos.A roda que cercava lia se abriu e Cory entro na mesma ficando de frente para sua mãe.O grupo que soltou os garotos agora estava vasculhando o lugar para ter certeza que ninguém havia sobrevivido.


Cory=Como vai mamãe?-Falou ele siniaente


Lia=Você não mataria sua mãe né filho.-Falou ela fazendo uma voz extremamente INRRITANTE.


Cory=A pessoa traz de você matou o pai e a mãe.-Falou ele apontando para mim.


Lia=Ela?-Falou ela debochando de mim.-Nao mata nem uma mosca muito menos os pais.-Falou ela e depois riu.Eu mantive a mesma expressão.


-Eu mudei lia.Nao sou mais a garota que te ajudou,eu sou uma pessoa diferente e você.-Falei apontando para ela.-Não terá a honra de eeu te matar.Seu filho fará isso.-Falei e a mesma ficou pasma.Ela olhou para Cory e o mesmo não perdeu tempo.


Assim que lia virou,ele fincou a faça na cabeça da mesma logo a cortando em dias partes.Todos estavam olhando a sena tanto um espaço de basicamente dois metros da sena.Ele chorava enquando esfaquiava lia.Ele estava todo sujo com o sangue da mesma mais bem ligava.Ela já estava sem vida e com o corpo todo cortado e ninguém saberia dizer que era ela.


Para acabar com tudo,ele pegou sua arma e atirou no coração da mesma.Ele olhou para nós e sorriu como se nada tivesse acontecido.


-Fogo?-Falei vendo o vesgo concordar.


Mark pegou um galão de gasolina que bambam havia trazido e entregou para Cory.O memso espalhou o líquido por todo o Galpão até sair dele.


Todos já se encontravam fora do Galpão e a gasolina já havia acabado.Eu peguei o sequeiro e entreguei para Cory em sua mãos a fechando depois.Ele me olhou profundamente e logo abriu sua mão e segurou o sequeiro.Ele ajeitou o mesmo de uma forma que ficasse sempre aceso e o jogou na gasolina.Nos corremos até um canto afastado e vimos a explosão acontecer.


Eram cores lindas e quentes se misturando.Vermelho,laranja,amarelo além de partes do Galpão voando pelo ar assim como as labaredas do fogo.


Todos nós nos olhamos e sorrimos um para o outro.Fomos em direção aos carros e todos entraram nos mesmos.Dessa vez eu fui dirigindo e Cory foi no banco do passageiro tentando limpar do sangue daquela mulher.E assim voltamos para a mansão.Todos juntos e agora inseparáveis.


Não é o fim...é apenas um começo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpa se eu final ficou meio basta mais eu não sei como fazer finais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...