História A Escolha - ponto de vista de Aspen - A Ultima Batalha - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Aspen Leger, Avery, Lucy, Maxon Calix Schreave
Tags Romance
Visualizações 75
Palavras 890
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiiii de novo!!!!!!
A fanfic do Aspen vai ter 5 capítulos. Espero que gostem!
Desculpe os erros
BEIJOS

Capítulo 1 - De Volta ao Palácio


Fanfic / Fanfiction A Escolha - ponto de vista de Aspen - A Ultima Batalha - Capítulo 1 - De Volta ao Palácio

Chegamos ao palácio, enquanto me direcionava até um guarda America parecia feliz ao cruzar aquelas portas, a coisa mais certa a fazer, já que ela seria a nova princesa de Illéa, precisava falar com ela e dizer que já segui em frente, e pra que ela seja muito feliz.Enquanto nao ia conversar com ela, fui falar com um guarda.
 - Soldado Evans, pela manha eu entrego o relatorio da viagem para o general Markson.
- Sim, soldado Leger, o general Markson me falou para te dizer que descansasse hoje, pois amanha vai ter o anuncio da escolhida do principe.
- Sim, com licença.

 Fui falar com Lucy, depois irei descansar. Procurei Lucy por todo o palácio e quando a encontrei ela estava na sala de conveniencia encolhida chorando.
- Lucy - ela levantou e começou a andar em direção ao alojamento das criadas limpando as lagrimas.
- Por favor, me deixe em paz. isso só vai piorar as coisas.
- Eu tentei falar com ela, mas ela está com medo de enfrentar Maxon. Ela nao está pronta para ouvir. De manha, garanto que ela vai saber que já segui em frente.
- Se voce tem um pouco de consideração, nao faça isso comigo. Voce sabe que já sofri bastante. Nao preciso de outra mentira. - ela já tinha caminhado até o meio da sala quando eu a peguei e a forcei a me encarar.
- Nao é mentira, Lucy.
 Sabia que ela queria acreditar, mas dava pra ver que nao conseguia como eu ela já tinha passado por um sofrimento grande.
 - Vou odiar voce para sempre por partir meu coração. Mas sabe o que é o pior? - neguei com a cabeça - O pior é que vou amá-lo para sempre também. Voce salvou minha vida. Eu estava me escondendo dentro de mim mesma, e voce me fez parar com isso, Essa é a pior parte.
Eu arregalei os olhos. Como a salvei?
 - Como? Como a salvei?
Ela deu de ombros. - Simplesmente por existir. Voce perdeu seu pai, eu perdi minha mae; nos dois tivemos que nos virar com quase nada. Vimos rebeldes de perto. Fomos obrigados a guardar muitos segredos. Mas voce nao se deixou abalar por causa disso. Pensei que se voce podia se manter forte, eu também podia.
 Quase chorei! Podia ver a expressao de tristeza no rosto dela e resolvi contar a historia de meus pais.
 - Minha mae nasceu Quatro. Abriu mao de tudo para ficar com meu pai. As vezes eles conversavam sobre o começo do casamento. Sem casa, mas com um sorriso no rosto. Ele abriu mao de tanta coisa por ela - abri um leve sorriso e lagrimas ameaçavam a cair - usava sapatos quase sem sola, mas então dobrava a esquina e lhe comprava uma laranja. Ela adora laranja. Quando ela tinha que trabalhar, mas estava doente, ele cumpria as tarefas dela e as dele, mesmo que isso significasse dias sem dormir. E minha mae? Foi abandonada pela família. Trocou uma vida limpa e segura por um apartamento abarrotado de crianças.  E depois que ele morreu , e ela continuou a se sacrificar. - Meu labio estava tremendo e quando Lucy viu começou a chorar. - Então esse é o unico tipo de amor que conheço na vida. Quando voce ama alguem, voce se sacrifica. E eu me negava a deixar os outros se sacrificarem por mim - eu insisti pondo um dedo no peito - eu queria ser o heroi. America e eu brigavamos o tempo todo por causa disso. Ela estava disposta a descer uma casta por mim, mas eu deixar. Eu seria o unico a ceder, o unico provedor, o unico protetor. E então me dei conta de que de alguma forma tinha conseguido isso sem fazer nada. E voce provavelmente nao faz ideia - sussurei essa ultima frase - mas fez o mesmo por mim.
- Como assim? - eu enlacei os meus dedos nos dela.
  - Todo dia voce diz ou faz alguma coisa que me desafia, e me transforma. Voce acha que anda Lucy? Pois eu acho que voce voa. Voce se ve de uniforme? Eu vejo voce numa capa. Voce é uma heroina, uma heroina da natureza mais discreta e autentica. - ela olhou fixamente para o chao. Larguei os dedos dela e segurei seu queixo. - É por isso que voce nao pode desistir. Herois nao desistem. Voce me tornou melhor. E eu quero ser melhor para voce. Quero ser melhor com voce.
Ela se equilibrou na ponta dos pes e encostou a testa na minha.
- Mas voce já é o melhor, Aspen. Do jeito que é.
 Minha respiração vacilou - Isso significa que eu estou perdoado?
 - Quero ser sua. Voce sabe. Desde o começo.
 Eu sorri, se eu disser que nao teve uma pontinha de malicia estarei mentindo.
 - Verdade. Nunca vou esquecer.
- Nem eu. Eu te amo, Aspen. Tenho mais certeza disso do que de qualquer coisa. Mas nao posso ficar com voce se ainda estiver preso à senhorita America - eu fiz que sim.
- Sei que eu disse que sempre sentiria algo por ela, é verdade. Fomos intimos demais para isso nao acontecer. Mas tudo o que sou é seu.  E prometo: amanha de manha, haja o que houver, vou concertar as coisas.                                                                                                                                                                                                               


Notas Finais


Desculpem os erros novamente se houver
E espero que voces gostem da fanfic.
Os 5 capitulos sao referentes ao capitulos 27,28,29,30 e epílogo de A Escolha
BEIJOS E ABRAÇOS.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...